16 de abril de 2011

QUEM SÃO OS POETAS ?

(Amazing Photography by Brooke Shaden )

                                                                  

Já ouvi dizer que os poetas são pessoas tristes, solitárias, desiludidas, que dividem conosco a sua infelicidade. Fiquei consternada com essa colocação. O que acontece é que todos passam por esses sentimentos, são poetas na alma, mas têm dificuldade para expressá-los de uma forma tão sensível e bela como fazem os poetas e escritores. E nos encantam. O amor pelas letras é inexplicável. Já disse José Ortega Y Gasset : " O que distingue um grande poeta é o fato dele nos dizer algo que ninguém ainda disse, mas que não é novo para nós."

Não falam os poetas tão somente de tristeza. Definem de maneira inconfundível o belo. Já vimos até sentença judicial proferida em versos. Matéria de extrema seriedade, objeto de sentença, colocada em forma de poesia, sem desmerecer os fundamentos da decisão soberana de um Juiz. Da mesma forma, encontramos poemas que tratam de irresignação diante de atos governamentais, de combate a problemas que afetam o povo e o interesse de todos. Já vimos poetas exilados porque seus versos feriram  suscetibilidades de ditadores, mostraram ao mundo realidades escondidas a quatro chaves pela censura .
                                                           
A poesia não é, portanto, sempre livre e solta. Seu tema fundamental não está restrito às frustrações de um coração quebrado pelo amor. Pode tratar de um amor maior, muito além daquele vivido por dois seres humanos,  do amor escravizado de todo um povo. E a voz dos poetas pode ser, em muitos casos, um grito de alerta em forma de versos, nos quais o real sentido há que ser lido em suas entrelinhas.

Não sou poetisa, tenho apenas uma grande admiração pelo que as palavras podem fazer, seja em prosa, seja em verso. E me delicio com textos e poemas que tocam os sentidos, que constituem um chamado e até mesmo um convite ao pensar, ao repensar. Os versos são uma forma de expressão esplendorosa porque não dependem de mais nada , falam por si, sem necessidade de gestos. Podem ser saboreados no silêncio e de forma individual.

O mundo dos poetas é especial mas não dissociado da realidade. Basta um som, uma palavra, um quadro, uma visão, para que deles brotem os versos que comumente nos levam a lugares distantes, a sentimentos ocultos, a verdades que não queremos admitir.
                                                                     
É assim que vejo a poesia e seus criadores. Particularmente, gosto da simplicidade e da autenticidade. Não tenho aquele sentido apurado e determinado para ler textos que me parecem ter sido escritos com a utilização de um dicionário. Não me sinto realizada por acreditar que "decifrei" o que alguém quis dizer. E como já mencionei em meu outro blog, não sei ler nas entrelinhas e nem tenho bola de cristal. Gosto de ler poemas que, imediatamente, me revelam sentimentos, a real mensagem de seus autores.

Nas diferenças estão as oportunidades da vida. Cada um com seu estilo e preferências íntimas. E é essa diversidade que dá o colorido a todas as coisas. Costumo fazer um passeio muito agradável pelos blogs que tratam de prosa e verso. Em cada parada encontro um jeito peculiar de traduzir emoções. Amo essa criatividade. E onde me sinto em casa clico no "seguir", para revisitar, prazerosamente, aquele espaço.


                                                                Marilene




  

2 comentários:

  1. CONCORDO COM VOCÊ. CADA QUAL NA SUA. APRECIO A
    POESIA, MAS NÃO COM A SUA PAIXÃO.
    BJ.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho é que prestamos mais atenção nas poesias quando estamos tristes ou com alguma dificuldade... Eu amaria saber passar pro papel aquilo que sinto, acho que diminuiria a dor!
    Oi! Estou com um novo blog, se puder dar uma visitada e seguir eu ficaria muito feliz! Agradeço desde já =)

    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...