27 de agosto de 2011

SOU LOUCO ?

                                                         

                                     Me chamam louco.
                                     E aquele outro
                                     Que ouvia estrelas
                                     Era normal ?
                                     Pra mim só brilham
                                     E fico quieto
                                     Se algo disserem
                                     Vou passar mal


                                                    

                                   Me chamam louco.
                                   E aquele outro
                                   Que falou em alma
                                   Era normal?
                                   Alma distante, alma que foge
                                   Alma que voa, tão natural ?
                                   A minha existe e nunca a vi
                                   Não fala nada
                                   E se sair,
                                   Vou passar mal


                                              

                                   Me chamam louco.
                                   E aquele outro
                                   Que amava anjos
                                   Era normal ?
                                   Não os conheço
                                   E até  escondo
                                   Que algum me guarda.
                                   No meu cantinho,
                                   Sem dizer nada
                                   Temo que insistam
                                   Que  incapaz sou

                                   Me chamam louco.
                                   E aquele outro
                                   Que com as pedras já se encantou?
                                   Viveu tranquilo, ninguém julgou
                                   E até aplaudiram,
                                   Quando as cantou


                                                        

                                     Que gente estranha
                                     Esses poetas!
                                     Falam de coisas tão esquisitas!
                                     O coração sai pela boca,
                                     O céu é manto
                                     A vida é palco
                                     Andam nas nuvens
                                     Abraçam o vento
                                     Mudam o tempo
                                     E são normais


                                                      

                                     Me chamam louco,
                                     Mas nada entendo dessa linguagem
                                     Falam em máscaras, novas roupagens,
                                     E até se podem reinventar
                                     Sou só humano
                                     Só sonho à noite
                                     Só amo o encanto da natureza
                                     De forma simples, com sua beleza
                                     Que a qualquer um está a mostrar


                                    Se corro, estou a fugir
                                    E não a perseguir ilusões
                                    Se a chuva me molha
                                    Lava meu corpo
                                    E a alma fica em seu lugar
                                    Não vê os pingos
                                    Só eu os sinto
                                    Com o grande medo de me afogar


                                                

                                  Me chamam  louco
                                  Mas nessa vida
                                  Conheço bem o meu olhar
                                  A água é água
                                  O vinho é vinho
                                  O sangue é sangue
                                  E o amor é amor
                                  Será que é pouco?
                                  Será por isso, que sou um louco?


                                 Melhor parar ...
                                 Dão nome a tudo
                                 E daqui a pouco, vão me levar
                                 Pra um outro mundo, que já criaram.
                                 Mas gosto desse
                                 E é com ele que vou ficar.
                                 Ou será que já comecei a mudar ?


                                                                                                (Marilene)

Imagens tiradas da internet . Se, inadvetidamente, estiver ferindo direitos, gentileza comunicar, para imediata correção.

43 comentários:

  1. Te superastes amiga!! Lindo!Lindo! Somos assim mesmo; a alma vai a lugares insólitos, o coração carregamos nas mãos,ouvimos estrelas, voamos pelo infinito e sonhamos em outras esferas.Diferentes sim ,porque através das nossas emoções vamos ultrapassando as tristezas e enfeitando o nosso caminho.Amei.Bom final de semana e grandes voos.Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  2. A sonoridade dos teus versos compassados me encantam. Fazes com que as imagens fluam diante dos nossos olhos. Lindo.
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  3. olá querida!

    belo!belo!

    despensa qualquer comentário
    só me resta grita BRAVO!!!!!
    um abração!

    ResponderExcluir
  4. Marilene,
    Na verdade louco é o que não sabe transmutar, sonhar, imaginar, florear.... e por último poetar.
    Você é duas vertentes: Escreve de forma tão lúcida de coisas tão etéreas as vezes.
    Esses seus versos ficaram um encanto, conseguiu levantar a questão da loucura e sanidade.
    Você é uma louca!(por versos)
    Beijokas doces!

    ResponderExcluir
  5. Ola, Marilene, sou Donnefar e passo por aqui para agradece seu carinho em nome da nossa amiga Adriana, no blog Clube dos novos autores e aproveito para deixar as novidades do blog... tenha um otimo fim de semana.

    Visitando e passando as novidades do clube dos novos autores.
    Aumentou a chance de você ser sorteado em setembro; o sorteio será feito se baseando nos comentários; o número de comentários que fez, será o número de vezes que seu nome estará no sorteio. Se indicar alguém, e seu livro for de um autor plus, você levará o seu livro e levará mais um, para quem te indicou o blog; se este que te indicou for sorteado, ele levará o livro dele e lhe dará outro de presente. Indique nosso cantinho.

    ResponderExcluir
  6. Oi,Marilene!A verdade é que de perto ninguém é normal,as pessoas adoram rotular, isso é coisa de louca,isso é normal, isso é assim...
    Cada um é o uqe é,cada um enxerga as coisas de uma forma,sobre um prisma.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  7. Mari querida, eu fico com aquela frase de uma música dos Mutantes: "Louco é quem me diz que não é feliz.". E tuas palavras nos levam a uma loucura doce e um mergulho lá no nosso âmago.
    Acho que cada um de nós tem seu próprio mundo e nele acredita piamente, mas a cada dia esse danado vai modificando diante de nós!

    Lindo findi pra ti querida, bjokitas com master amor e carinho :)

    ResponderExcluir
  8. Não sei o que é ser louco.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  9. Como seria enfrentar a tão arriscada vida sem loucura?
    Prefiro nem saber....
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Marilene,
    Você passou pelos grandes poetas, começando com Olavo Bilac, em seu belíssimo "Ouvir Estrelas".
    Fiquei absolutamente encantada com a maestria com
    que você os inseriu em seus versos.
    Simplesmente brilhante!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Mar+ilene,
    alguns acham que os poetas têm metáforas na ponta da língua, os que assim pensam, não se deram conta de que a metáfora do poeta é a visão louca das melhores cores que se mostram a todos, mas só eles sentem o gosto na ponta da língua dessas cores.
    Em teus versos, tenho certeza que provas na ponta da língua cada ingrediente que tiras de dentro do teu coração, por isso o gosto de te ler é tão bom.
    Ótima noite!

    ResponderExcluir
  12. "Me chamam louco.E aquele outro Que ouvia estrlas era normal ? Pra mim só brilham E fico quieto se algo o disserem Vou passar mal."

    Parece uma resposte dos versos estrelas que postei um tempo atras do livro Via láctea. Adorei.

    ResponderExcluir
  13. "Me chamam louco.E aquele outro Que ouvia estrlas era normal ? Pra mim só brilham E fico quieto se algo o disserem Vou passar mal."

    Parece uma resposte dos versos estrelas que postei um tempo atras do livro Via láctea. Adorei.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. "Me chamam louco.E aquele outro Que ouvia estrlas era normal ? Pra mim só brilham E fico quieto se algo o disserem Vou passar mal."

    Parece uma resposte dos versos estrelas que postei um tempo atras do livro Via láctea. Adorei.

    ResponderExcluir
  16. Marilene, tudo bem?
    MARAVILHOSO!
    O uso da sinestesia, para abordar poeticamente a loucura poética! rsrs :) Genial! Inteligente!

    O poeta é alguém que dispõem de uma loucura oficializada. Joga com as letras e seus próprios sentimentos, faz de qualquer leitor um louco participante e ainda brinca de Deus, pois tão divina é a Poesia!

    !!!!
    Abração! Maravilhoso! Sinceramente!

    ResponderExcluir
  17. Parabéns por mais esta belezura , Marilene!

    Como cantaram os Mutantes:
    "eu juro que é melhor não ser o normal".

    Abraços e ótimo dia.

    ResponderExcluir
  18. Se ser louco é sonhar e ver o mundo de outra forma, especialmente por ângulos e espectros que ninguém ver, deixem que me chamem.

    MARI, na verdade o diferente é anormal, não comum, é tido como louco.
    Quando o não comum vira normal, o diferente é especial.

    Ai é quando você vira um gênio e ganha até prêmio nobel.

    "ninguém é 100% normal e tampouco maduro"

    Adorei com sinceras o texto.
    (...)

    ResponderExcluir
  19. Ma..saudades..

    Se todos os louco fossem como os poetas este mundo estaria salvo.

    Vc como sempre me surpreende a cada poema postado!!

    Parabéns e saudades..

    ResponderExcluir
  20. Oiiiiiiiii Mari!
    Mais uma vez,lindas e reflexivas linhas.
    Amei!
    Um excelente e amorosíssimo domingo!
    Bjs de luz

    ResponderExcluir
  21. Marilene, você é uma louca maravilhosa.bjs

    ResponderExcluir
  22. OI MARILENE!!!
    "DE POETA E DE LOUCO, TODOS TEMOS E SOMOS UM POUCO." TEM UM BOM DOMINGO.BJS.

    ResponderExcluir
  23. Belíssimo poema! Desde a adolescência, que me chamam de louco, e até de retardado.rs

    Muitos não entendem, não aceitam pessoas diferentes.

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  24. Querida Marilene,
    Amei seus versos tão cheios de verdade e beleza. Minha poetisa amada, linda e clara mensagem a qual me incluo, pois muitas vezes, ao olhar o céu e as estrela, fico a pensar: Existem mesmo ou sou eu que as vejo? Posso, de repente, estar louca. Porém, acordo daquele "sonho" e reflito: tanta beleza assim, só pode ser uma criação divina.
    Um grande beijo em seu coração.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  25. BRAVO, Marilene!!!!

    Belíssima poesia me encantou profundamente!!!
    Beijos pra ti!
    Bom domingo!!

    ResponderExcluir
  26. "Me chamam louco.
    E aquele outro
    Que falou em alma
    Era normal?"

    sua loucura é a das mais sadias e bonitas
    loucura sua
    é poesia


    beijos,
    do menino-homem

    carinho


    fique com Deus!

    ResponderExcluir
  27. Vim desejar a voce um domingo belo e feliz e tudo de ótimo sempre, estou com saudades de ti como vc esta, beijo !!

    ResponderExcluir
  28. Parabéns pelo dom de escrever de uma maneira tão maravilhosa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  29. Kkkk.. Marilene... eu definitivamente sou louca!
    E vc escreve as loucuras mais verdadeiras que já vi!

    Bjs querida e uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  30. O que é loucura? O que é sanidade? Quem é louco? Quem é são? Creio que deixar a imaginação fluir não seja loucura. Humm... Depende da imaginação... rsrs... Ótimo poema, Marilene! Parabéns! Ótima semana! Bjs

    ResponderExcluir
  31. Diante deste mundo quem pode ter a certeza onde começa e termina a sanidade e a loucura de cada ser :)
    Muito lindo Marilene!

    Beijo grande em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  32. Marilene

    Ou... Que que me chamem louco, deixem-me fingir que sou poeta, para sonhar um pouco, se assim sou feliz!...
    beijos

    ResponderExcluir
  33. Mari,

    Lindo, lindo, lindo!!!
    Como disse carlos Drummond de Andrade: "Se eu gosto de poesia? Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor.Acho que a poesia está contida nisso tudo".E aí vc, completou: loucura tamém é poesia!Amei!
    Bjkas com muito carinho! Um alinda semana pra você!

    ResponderExcluir
  34. Eliete

    Não consegui localizar seu endereço para contato. Se voltar aqui, por favor, deixe-o. Obrigada pela visita.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Todo poeta perfeito é um pouco "louco"... Arrasou!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  36. Que lindo...magnífico!!! Belo, Belo!!!

    Não sou poeta mas sou "louca", risos!!!
    E viva os poetas com suas doces "loucuras"!!!

    Tenha uma Bela Semana!!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  37. Marilene..acho que sou louca!!! rss..verdade.....sou uma pessoa que gosta dno novo,sou uam pessoa que sonho..imagino...e não olho para Traz..
    ameiiii..esse poema..
    viajei..
    muitos beijos de boa semana........
    titi

    ResponderExcluir
  38. Ô meu Deus, eu sou louca! Hahahahahaa
    Liiiindo!
    AMO vir aqui!
    Beijo querida, boa semana!

    ResponderExcluir
  39. Boa noite , Marilene. Eu estou totalmente EMBASBACADA!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Você é MARAVILHOSA!Escreve tão bem, tão surpreendentemente encantadora e lúcida, que me emocionou!
    Sinceramente? Não sei nem comentar uma obra de artes de tamanha sensibilidade como essa, somente sei APRECIAR!!!!!!!!!!!!!!
    Um beijo grande, poetisa NATA!
    Fique com Deus, e excelente semana!

    ResponderExcluir
  40. Oi minha querida e amada menina !
    Amada sim,pq não!
    Sinto saudades da sua ausência lá no meu cantinho...isso é amor...
    "Felizes sáo os loucos que perderam a noção do ridículo e nem por isso são menos querido"...
    Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  41. Às vezes, é tão bom ser louca! rs...
    Bjs!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...