18 de agosto de 2011

PERMITA !



                                                                

                          Permita que eu o abrace
                          Que sinta o calor do seu corpo, com alegria.
                          Permita que o inclua em minha fantasia
                          E que nos deixemos levar
                          Até onde a vida deixar
                          Até onde o desejo chamar
                          Ou até a noite acabar


                          Permita que  chame de amor o sentimento
                          Permita que seja abrasador e sem tormento
                          Que queime em todos os momentos
                          Desta madrugada fria.
                          Permita que façamos nossa orgia, em duo,
                          Até o cansaço chegar
                          Até o corpo suar
                          Até o colchão molhar


                                                  

                          Permita que sons e silêncios se alternem
                          E se tornem eternos na lembrança
                          Na loucura do afeto que contemos
                          Sem necessidade,
                          E que sem realização, só nos trará saudade
                          Do que não foi vivido
                          Do que não foi sentido
                          Do que ficou perdido


                                                        

                           Permita, permita!
                           Deixe falar os sentidos e o coração
                           E não se importe se for uma ilusão.
                           Ela também traz prazer,
                           Ela também se impõe no ser
                           E é capaz de acordar o sonho
                           Trazendo-o à realidade,
                           Ainda que naquela forma passageira,
                           Da chamada felicidade


                                                                            
                                                                                               (Marilene)

Imagens tiradas da internet . Se, inadvetidamente, estiver ferindo direitos, gentileza comunicar, para imediata correção.

33 comentários:

  1. Marilene

    O ideal é que o pedir, no caso, sirva apenas de retórica poética. O amor deverá ser um sentimento, uma atracção em comum para que se realize a emoção, e fusão do "PERMITA", em querer uníssono.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Wow....THATS REALLY BEAUTIFUL Marilene

    a big compliment for this work !!!

    hugs, Joop

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo seu poema, parabéns.Um lindo dia pra você, beijos.

    ResponderExcluir
  4. Permita viver a felicidade!Lindo!beijos,chica

    ResponderExcluir
  5. OI MARILENE!!!
    FELIZ DO ESCOLHIDO, QUE VISITA TEU JARDIM, ONDE SÓ VAI QUEM TU QUISERES. AQUECENDO OS MOTORES PARA O FIM DE SEMANA QUE SE VISLUMBRA, RECEBE BEIJOS COM SABOR A OVOS MOLES, DOCE TIPICO DESTA TERRA POR MIM ADOPTADA...

    ResponderExcluir
  6. Bom dia minha amada amiga!
    Fico deliz quando vejo meus amigos lá no meu cantinho...felicidade mil...fazer o que ?sou boba mesmo!
    Poesia muito,muito penetrativa nos nossos pensamentos que a transforma na hr da leitura...temos que voltar para ler novamente e sentir o pulsar de cada palavra...
    bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Olá! Permita que a ilusão seja sempre a minha estrela guia, abraços

    ResponderExcluir
  8. como não permitir diante de tamanha sensibilidade?
    beijinho, marilene!

    ResponderExcluir
  9. Marilene,

    Permita que eu te parabenize. Que poema bonito!Romântico, sensual, realista, sensato, e como dito acima, quanta sensibilidade!

    Ontem, resolvi enterrar o amor, mas ao ler seu belíssimo texto, tive uma recaída... Vc, hein, Marilene...rs

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. olá.
    adorei seu blog
    é muito legal
    estou te seguindo
    aparece pelo meu, e me segue.. se quiser
    bj

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Marilene, quando o amor é correspondido, tudo entre ambos se permite e é permitido.

    Ótima inspiração, belo poema, grande romantismo e tirocínio!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Lindo Marilene!!!

    Permita sim...sempre...que o amor invada, que a felicidade se espalhe e que nossos sonhos e esperanças se multipliquem!!!
    Linda sensibilidade expressa na poesia!!

    ResponderExcluir
  13. Agora que reparei...a Vera Lúciado blog recanto do Sol é sua irmã?

    ResponderExcluir
  14. Mar+ilene,
    Não sei se há diferença entre amor e paixão. Outro dia, no blog, fiz uma enquete em que não houve unanimidade. Lendo seu lindo poema (como sempre) me dou conta de que por vezes, a paixão é uma erva daninha que invade o equilíbrio de nosso jardim, ao passo que o amor só floresce onde foi semeado e nutrido com todos os seus ingredientes. Como se pedisse permissão, igual no seu poema.
    Acho que hoje falei muito, né? Rsrs (desculpe)

    Quero que tenha um dia de muita paz!

    ResponderExcluir
  15. Olá Marilena!
    Permita que eu te siga, que seja tua amiga!

    Muito lindo esse seu cantinho precioso, amei!
    Virei sempre aqui e ficarei feliz com a sua visita.
    Beijos e fique com DEUS!

    ResponderExcluir
  16. É plena a felicidade quando estamos amando, e eu acho que deve continuar sendo plena porque amar é um estado de espírito mais duradouro que zela que respeita. Na ausência deste amor pelo menos acreditar que um dia fomos também amados no mesmo embalo deste sentimento. Meu abraço com carinho Marilene. Lou Moonrise.

    ResponderExcluir
  17. Querida que teu lindo sonho se realize palavra por palavra como este lindo poema de amor.Adorei!falas lindamente sobre o amor.Sou uma eterna romântica e apaixonada.Bom Dia Marilene, muita luz e amor...amor...amor.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  18. Que poema mais repleto de sentimentos e desejos a serem compartilhados com quem nos conquistou o coração!.. Adorei!!

    Um grande beijo em seu coração Marilene!

    Verinha

    ResponderExcluir
  19. Há de permitir, acredite!

    Beijos, querida. Au revoir.

    ResponderExcluir
  20. Olá, boa noite Marilene,

    Pegue no meu blog o selinho sabor de amizade,

    Bjo

    ResponderExcluir
  21. Marilene,
    Há de permitir, pois o amor sempre traz felicidade, ainda quando seja chama passageira.
    Lindoooooooooooooooo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. OLÁ MARILENE,

    LÓGICO QUE PERMITO.

    ALGUMA DÚVIDA!!!

    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  23. Mas quem seria capaz de não permitir depois deste lindo poema.
    É um belo desafio.

    ResponderExcluir
  24. Marilene suas poesias são lindas!
    ...de uma profundida e uma leveza que nos leva junto. Gosto de te ler. Acho que ultimante só visito 3 blogs, o seu , da Marly e da Vera. Pq o orkut me toma mais tempo. Tenho muito amigo lá.
    E olha, não tem que agradecer o cartão não.. Fiz com carinho, eu que agradeço ter voces aki!
    Beijãoooooo
    Uma boa noite!

    ResponderExcluir
  25. Uia!
    Permita-se!

    Bom final de semana. Beijo.

    ResponderExcluir
  26. Curti o blog,
    muito interessante...

    to seguindo, retribui??

    abraços,
    http://devilge.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Marilene, lindo poema faz a pessoa flutuar, grande sensibilidade parabéns...Bjo Ana Arend - Blog Segredos Ocultos

    ResponderExcluir
  28. marilene, que belo amor, que lindo encontro.bjs

    ResponderExcluir
  29. Permita que a felicidade seja compartilhada por muitos....!vlwllw adorei a foto.!

    ResponderExcluir
  30. Mari,
    Lindo poema. Essas permissões são necessárias para que vivamos uma vida intensa!!!
    Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  31. Mari linda, acho que temos que nos permitir viver as coisas e a vida com mais intensidade, as pessoas vivem com um medo danado de sofrer, mas se nos entregamos a esse danado não vivemos, ficamos estagnados. Arriscar é viver mesmo que choramos, vamos aprender com as lágrimas, vamos nos erguer mais forte e mais amadurecidos!

    bjokitas amiga, que seu domingo seja doce! :)

    ResponderExcluir
  32. Nao tem quem nao se renderia a essas permissões, ainda mais tao intensas, tao tudo! É um poema bem forte e sedutor, esse, minha amiga!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...