23 de agosto de 2011

SEM PODER FUGIR



                                                             

                                    Na ponta do punhal
                                    Ausência do sangue não derramado,
                                    Tão somente esparramado
                                    No coração que se despediu
                                    Das esperanças
                                    E que desejou matá-las
                                    Com uma simples lança


                                    Na ponta da língua
                                    O mel outrora consumido
                                    Ainda deixa o gosto
                                    Que quer eliminar para não  lembrar
                                    Do sonho, do encantamento


                                                          

                                    Nos olhos fechados, escuridão,
                                    Presença da solidão
                                    Da qual não quer fugir
                                    Pois de si mesmo
                                    Ninguém pode escapulir


                                    Na ponta dos dedos
                                    A sensibilidade ainda gritante
                                    Dos carinhos já feitos
                                    Desfeitos em caminhos desconexos
                                    E perdidos sem aparente razão,



                                                        
                            
                                    Na deselegância de um gesto
                                    De um virar as costas
                                    De uma ausente aceitação
                                    Do pedido de perdão!


                                                (Marilene)


Imagens tiradas da internet . Se, inadvetidamente, estiver ferindo direitos, gentileza comunicar, para imediata correção.

32 comentários:

  1. Linda poesia Marilene... Saudades de andar por aqui...

    Bjs em seu coração querida e uma excelente semana,

    *__*

    ResponderExcluir
  2. Marilene,
    lindo poema!
    "Desfeitos em caminhos desconexos
    E perdidos sem aparente razão,"
    Assim é a vida, um pouco disso e daquilo e, às vezes, um nada perdido por aí, formalizado por um "virar de costas".
    Beijos e ótima semana!
    Sempre é muito bom vir aqui!!!

    ResponderExcluir
  3. Bom alvorecer querida amiga!
    Tão suave suas escritas como um raio de sol que entra pela alma...
    Bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Marilene, a pior punhalada é a que não jorra sangue, mas lágrima e dessa ninguém escapa.
    Seu poema é muito valoroso: tem logopeia e melopeia, boa forma e bom conteúdo.
    Suas metáforas dão um brilho especial ao poema.

    Parabéns pelo alumbramento e pela maestria!

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  6. Lindo poema, querida Mari. Tudo que escreve serve de inspiração para o ser humano. Que todos deem valor à sua arte. Beijos. Au revoir.

    ResponderExcluir
  7. Marilene

    O teu lindo poema, parece ser conduzido, em jeito de romance, daqueles antigos de "faca e alguidar".
    Creio ser isso que lhe empresta beleza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. AMEI O TEU POEMA E AS IMAGENS QUE O ILUSTRAM....TB GOSTEI DA TUA VISITA....FICO FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS...SEMANA INSPIRADA PRA TI SÃO MEUS DESEJOS...BEIJOS....

    ResponderExcluir
  9. Mooie gedichten Marilene ... en goede foto's

    compliments, Joop

    ResponderExcluir
  10. é mesmo assim, querida amiga: quantas vezes a vida não é este cárcere que absorve, comprime e asfixia, num desassossego sombrio?
    beijinho!

    ResponderExcluir
  11. De nós mesmos nunca poderemos fugir...Lindo,Marilene,Sempre assim!beijos,chica

    ResponderExcluir
  12. Olá! Linda poesia, como sempre, Srta. A solidão é uma lança! abraços

    ResponderExcluir
  13. Concordo com os demais, a poesia é mesmo muito bonita.
    Analisando não podemos sair de nós.
    Bom dia Mari.
    Xeros

    ResponderExcluir
  14. OI MARILENE!!!
    É IMPOSSÍVEL FUGIRMOS DE NÓS PRÓPRIOS. E QUANDO ISSO ACONTECE, MAIS CEDO OU TARDE DA NOSSA VIDA, ENCONTRAMO-NOS E QUESTIONAMO-NOS. TEMOS DE ENCARAR SEMPRE E DE FRENTE NOSSA REALIDADE. TEM UMA ÓPTIMA SEMANA. BEIJOS...

    ResponderExcluir
  15. "Pois de si mesmo, ninguém pode escapulir"

    "Que quer eliminar para não lembrar
    Do sonho, do encantamento".

    Duas grandes verdades!

    ResponderExcluir
  16. Bom dia, Marilene!!!

    Ah!!E bem que as vezes seria bom fugir de nós mesmos.... Mas como não possível, encaramos os desafios e sentimentos e seguimos em frente!!!
    Linda poesia!!!

    ResponderExcluir
  17. A vida é tal qual a escreveu e descreveu.Você tem essa facilidade em transcrever a vida, os sentimentos e as dores.
    Beijokas doces e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  18. Querida as ausências nos trazem saudades.Reviver é a maneira de trazê-las de volta, mas nem sempre traz felicidade.Deixe-as voar!! Muita coisa linda ainda há de acontecer.Quem fala de amor com tanta intensidade poderá vivê-lo bem mais.Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  19. Mar+ilene,
    Caminhando por teus versos, como uma criança em busca de um tesouro, eu colhi em cada estrofe: punhal, língua, olhos, dedos e gesto. Todos sinônimos poéticos, posto que têm a capacidade de tocar o coração. Fui tocado.
    Uma ótima terça-feira para você!

    ResponderExcluir
  20. Passeio meu olhar por aqui quando sinto que a minh'alma tem sede de poesia... Bjs, minha querida.

    ResponderExcluir
  21. Fico maravilhada com esse dom fantástico que possui Marilene!.. É sempre muito bom ler seus poemas!

    Beijo grande em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  22. Mari
    "Na ponta dos dedos / A sensibilidade ainda gritante /Dos carinhos já feitos/Desfeitos em caminhos desconexos/E perdidos sem aparente razão".
    Quem dá conta dessa pessoa querida chamada Marilene? Cara, fico boquiaberta! Essa primeira imagem estás simplesmente incrível. E a terceira, a tenho em um quadro, coincidentemente, pendurado na parede de meu quarto. Amei tudo. Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  23. Lindo, quanto sentimento e verdades contidas neste poema. As imagens perfeitas para o poema. Belo tudo meuito belo parabéns. Beijinhos carinhosos querida e uma linda noite para você.

    ResponderExcluir
  24. Marilene,

    Acho admirável sua inspiração e sensibilidade.
    Amei o poema.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Mari do meu core, eita amiga dona de uma "sensibilidade sem tamanho". Por mais que queremos fugir do mundo, dos problemas, não adianta mudar nem de lugar, pois de nós não conseguimos fugir.

    Deus te ilumine sempre amiga, bjokitas com carinho gigante! ;)

    ResponderExcluir
  26. Oi Marilene, vim te conhecer, vi que você é o destaque da semana da Vivian e merecidamente... você escreve lindamente...e que poema profundo, tocante.
    Já estou te seguindo e voltarei...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  27. O seu carinho é tão contagiante,
    que se eu estiver me sentindo triste,
    suas mensagens sempre conseguem me animar.
    A sua amizade é importante para muitos,
    e principalmente para mim.
    Só o fato de você existir já é motivo de alegria
    Obrigada pela paz que você transmite,
    e pela luz que irradia do seu coração.
    Beijos no seu coração,Evanir...

    ResponderExcluir
  28. Marilene,
    muito obrigada por comentar lá no site do Paulo, sua opinião é muito importante para mim!
    Abração e ótimos dias próximos!!!

    ResponderExcluir
  29. Tua presença é constante
    a saudade permanente;
    vejo-te nas estrelas
    sinto a tua luz...

    Marisa de Medeiros

    Amor & Paz prá voce! M@ria

    ResponderExcluir
  30. Intenso..lindo!!
    Belo poema, PARABÉNS!!

    Tenha um Abençoado Dia!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  31. Olá! que blog legal!!
    Estou te seguindo!!
    gostaria que participasse da promoção no meu blog.
    http://artesanatosdadaninha.blogspot.com/
    Valendo 1 Kit da Hak aviamentos. Vale a pena!!!
    convide as amigas, assim terá mais chance em ganhar. bjss

    ResponderExcluir
  32. Que poema intenso e triste, mas muito belo.
    Beijão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...