10 de setembro de 2011

FIM DE AMOR



                                                               


                                  Pegadas na areia,
                                  Sonhos perdidos, logo cobertos
                                  Pelas águas.
                                  Distância, caminhos diversos,
                                  Desesperança e adeus


                                 O banco que um dia
                                 Participou dos sonhos meus
                                 Permanece vazio, frio
                                 Sem se encantar com o universo verde
                                 Que o está a ladear


                                                   

                                A casa escura
                                Que nem  parece ter abrigado fantasias
                                Mostra a chama que se apaga
                                Com o descido véu das alegrias
                                Indisfarçáveis, vividas


                               O vôo de liberdade e beleza
                               Já nos fez parte da natureza,
                               Com verdade.
                               E agora só mostra a saudade
                               No quadro fixado na parede
                               Na varanda que ainda abriga a rede
                               Do descanso e da paz



                                                    

                              A chama que cultivamos
                              Se apagou
                              E o nosso amor, antes julgado eterno,
                              Se acabou
                              Lábios se afastam, mas não esquecem o gosto
                              Do prazer
                              E embora vendo as cinzas,
                              Difícil crer
                              Que um sentimento, assim, tão esperado
                              Perdeu sua razão de ser



                                                          (Marilene)


Imagens tiradas da internet . Se, inadvetidamente, estiver ferindo direitos, gentileza comunicar, para imediata correção.

43 comentários:

  1. Lovely and very nice Marilene.

    Hugs, Joop

    ResponderExcluir
  2. As pegadas na areia findam e evaporam como as ondas as que levam.Beijos

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema para um amor que chega ao fim.beijos,lindo fds,chica

    ResponderExcluir
  4. Hola mi buena amiga, pasé por aquí por tú hermoso espacio para saludarte y también agradecerte tus bonitos comentarios que siempre me dejas cuando me visitas. Bonito post, con un precioso y hermoso poema cargado de tristeza por el amor que llega a su final, gracias por compartir. Que pases un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderExcluir
  5. Oi Marilene!!!
    Como tudo na vida, há um principio e um fim. Quando se fecha uma porta, abre-se uma nova janela. A vida, é bela, Marilene. Tem um óptimo fim de semana. Beijos, oceânicos...

    ResponderExcluir
  6. O amor acaba, mas sempre deixa suas marcas de amor...

    M etade da sua alma é poesia e
    A outra metade sentimentos
    R elicário onde guarda
    I nspirações para seu viver
    L enitivos que sustentam o ser
    E m cada verso solto pra vida
    N a simplicidade de nela
    E nxergar sua paz.

    Bjoss

    ResponderExcluir
  7. Bom dia,Marilene!!

    Ah!!Tão lindos versos e tão triste quando chega o fim...mas passa e tudo se renova.
    **Espero que sua mãe esteja melhor, realmente conforme a idade tudo é mais delicado e preocupante...ela e a Vera pegaram a mesma virose?! Melhoras por aí!
    Beijos e bom sábado que seja com saúde!

    ResponderExcluir
  8. Amor que se acaba e vida que continua...
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  9. Que seja infinito enquanto dure, me lembrei desse trecho agora...
    Lindo poema Marilene, beijos e linda tarde pra ti!

    ResponderExcluir
  10. O adeus é sempre muito triste mas quando a chama se apaga nao ha outro caminho senao se despedir e voar em liberdade!A saudade e a prova que existiu algo de bom no que acabou!

    Gosto de seus poemas!Eles tem vida e me fazem refletir!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá, Marilene. O adeus é sempre muito triste, más necessário. Temos que seguir em frente.O importante é gurdarmos as boas lembranças! EM tudo há sempre um aprendizado. Lindo essa sua forma de expressar, essa sua inspiração. Desejo que tudo esteja bem com sua mãe e que vc tenha um bom fim de semana. Bjos e obrigada sempre!

    ResponderExcluir
  12. Mari querida, mas apesar dos pesares e da partida os momentos de prazer sempre ficam, estes sim são eternos em nosso coração e mente. :)
    Belas palavras poetiza que sou fã de carteirinha e coração.
    Deus te ilumine sempre!!!!
    bjokitas mil no seu core.

    ResponderExcluir
  13. É querida, na vida existe movimento.Nem sempre existe a permanência de presença e de sentimentos.Mas o tempo não teria sentido se não fossem as lembranças.Estas permanecem e nos alimentam nas horas de amargor.Triste e solitário teu poema, mas nem por isso menos belo.Falar de amor é falar da vida na sua plenitude.Amei! Bom domingo.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  14. Olá MANA,
    Até o amor que acaba dói. Já não existe o sentimento, mas fica a saudade do que foi.
    Sem dúvida, um lindo poema retratando a melancolia deixada por um amor que chegou ao seu final.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. QUERIDA MARLEN
    QUE SEJA ENQUANTO DURE ESTE AMOR. LINDO POEMA.MAIS FICA OS BONS MOMENTOS DE FELICIDADE. AQUI DEIXE ISSO PARA VC.
    "A amizade nos faz sentir queridos,
    respeitados, valorizados...
    Aumenta nossa auto-estima
    e nos levaa acreditar
    que somos capazes de progredir.
    É um vínculo
    que precisamos cultivar,
    sempre"!!!

    Beijos
    FELIZ DOMINGO

    ResponderExcluir
  16. Ei Marilene
    Quando o amor acaba é sempre triste, mas vc falou lindamente desse fim. Perfeita a junção das fotos com a poesia. Adorei!
    Bom final de semana.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  17. Querira MARY.

    Seus textos além de intensos são diretos e profundos.

    O Fim nunca é algo agradável.
    Essas duas melodias expressam muito isso:
    "Mudaram as estações" Interpretado por Cássia Ellem.
    "Codinome beija-flor" interpretado por Cazuza.

    bom.
    Sem dúvida uma ótima poesia a sua.
    (...)

    ResponderExcluir
  18. BELO ESSE TEU POEMA...ADOREI AS IMAGENS QUE O ILUSTRAM...DESEJO-TE BOM DOMINGO E COMEÇO DE BOA SEMANA BEIJOS.............

    ResponderExcluir
  19. Marilene

    Actualmente a amor é assim!
    E tu és sem dúvidas, óptima poetisa a saber interpreta-lo bem, nessa onda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. todavia, os passos ficam marcados no chão da memória para toda a eternidade. a do amor vivido e a do não vivido.
    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  21. Olá,Marilene!!

    Desejo que seu domingo seja bem tranquilo e cheio de saúde!!
    **Melhoras pra sua mãe!E muita saúde pra ti para poder cuidar dela!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. Minha querida, sempre lindos seus versos...mesmo quando cantam tristemente o fim de um amor...beijinhos e bom finalzinho de domingo...
    Valéria

    ResponderExcluir
  23. ...Lindo poema!
    O amor não morre, se morre não era amor, às pessoas podem se afastar, os dois não amr igual, aí um sempre segue amando, mesmo tendo que seguir caminhos diferentes, depois encontra-se outro amor, mas todo amor fica vivo na memória de cada um, lembro hj ainda do meu primeiro amor, com o mesmo amor.
    A vida segue, escolhas são feitas, mas...

    Marilene, voce escreve simplesmente bem.
    Beijos e boa semana kerida!

    ResponderExcluir
  24. Tudo o que começa, um dia acaba...
    Belíssimo poema, muito bem ilustrado pelas fotos que escolheste.
    Marilene, tem uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Ma..td bem?

    OLha um amor se vai para que outro possa entrar.

    Li em um comntario algo sobre sua mãe não estar bem.
    Desejo melhoras a ela.

    Beijo..

    Ma

    ResponderExcluir
  26. Um amor assim chega as fim para um dia recomeçar...beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  27. Bom dia,Marilene!!

    Que sua semana se inicie bem tranquila e com muita saúde! Espero que sua mãe esteja melhor!!
    Tudo de bom por aí!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  28. Marilene, belo como sempre seu poema. Sempre me identifico com seus escritos. Tudo tem um começo, um meio e um fim. Acho triste falar em fim, o amar de um amor é tão bonito. Bjs e ótima semana!
    Smareis

    ResponderExcluir
  29. fragmentos de um todo que alucina!

    beijo, marilene.

    (agradeço suas visitas tão generosas)

    ResponderExcluir
  30. Marilene querida
    Quando o amor acaba mas deixa boas recordações, a vida continua a sorrir.
    Gostei imenso do seu poema.

    Muito obrigada pelas boas-vindas.

    Uma semana feliz. Beijinhos.

    PS - EM PORTUGAL COSTUMAMOS DIZER QUE "A QUEM DEUS NÃO DÁ FILHOS, DÁ SOBRINHOS" :)
    ISTO QUER DIZER QUE OS SOBRINHOS SÃO, TAMBÉM, UMA BENÇÃO DO CÉU...

    ResponderExcluir
  31. Olá Marilene

    Acredito que o amor que fica deve ser transformado para não trazer mais sofrimentos...


    Beijos :)

    ResponderExcluir
  32. Oi, Marilene,
    Que denso teu Poema!, forte, em princípio senti o vazio, logo a densidade das palavras necessárias e sólido como rocha.
    Lindo!
    Bjins

    Sapatinhos da Dorothy

    ResponderExcluir
  33. Tudo tem o seu tempo, a sua intensidade e o seu fim.
    Sempre bom ler seus poemas Marilene.

    Um beijinho
    oa.s

    ResponderExcluir
  34. Muito lindo o que vc escreve Marilena..... Beijão do seu amigo Zé Carlos

    ResponderExcluir
  35. Maravilhoso poema Marilene, como diz o titulo do blog, Fala a "Alma Humana".
    Se observassemos mais as palavras que chegam a nossa alma com toda certeza o mundo seria um lugar bem melhor.
    Abraços,
    Leandro CHH

    ResponderExcluir
  36. O que passou passado está.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  37. Lindo como sempre...poesia cheia de encanto...que me encanta...
    bjssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  38. Manda-me teu e-mail que tenho uma coisa prá ti...bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  39. Marilene,
    O acabar faz parte, ele não anula o que existiu e nem impede o que virá. Lino poema minha querida! Gr. Bj. e uma ótima semana pra ti!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...