27 de outubro de 2011

FALA, VIDA !

                                                              
                                 Vida! Vida!
                                 O que me esconde?
                                 Deixa-me assim, 
                                 Em busca constante,
                                 Disfarçando o medo
                                 Pra seguir adiante,
                                 Elevando a estima
                                 Enquanto chuto pedras
                                 Para abrir caminhos
                                 E encontrar seus vãos.


                                 Sou refém dos seus segredos
                                 Nunca expressa o que me traz
                                 Força arroubos
                                 Oculta louros
                                 Só pra ver se sou capaz
                                 De exsurgir


                                                     
                                 Vida! Vida!
                                 Que surpresas vai mostrar?
                                 Porque não me diz, em segredo,
                                 Por onde devo passar?
                                 Com esse seu jeito maroto
                                 Está sempre a me provocar!
                                 Meus pertences não são meus
                                 É tudo parafernália
                                 Que me põe a carregar.


                                 Muitos sonhos me oferece
                                 E tenho que peneirá-los
                                 Pra não sucumbir à ilusão.
                                 Porque não me diz, de pronto,
                                 Onde devo acomodar
                                 O coração?


                                                               
                                                                 
                                 Sei que vai manter  silêncio
                                 E os olhos bem atentos
                                 Só a me acompanhar.
                                 Vai deixar que eu me embriague
                                 Nos delírios de felicidade,
                                 Vai deixar que eu acelere
                                 Quando deveria  acalmar,
                                 Vai deixar que eu entre em águas
                                 Onde posso me afundar...


                                 E vai, com isso, mostrar
                                 Que a mim cabe escolher,
                                 Que não existe outro meio
                                 Pra que alguém fuja do escuro
                                 E que não lhe diz respeito
                                 Prenunciar o futuro


                                                                      (Marilene)


(Imagens retiradas da internet . Na hipótese de, inadvertidamente, estar ferindo direitos, gentileza informar, para imediata regularização)

44 comentários:

  1. Vida minha vida olha o que que eu fiz,diria Chico Buarque,para este belo poema reflexão, neste mergulhar pelas entranhas da vida,onde nós somos esta gota, que se eleva às vezes por arte.Mas o finaal ficou fantastico Marilene.Sempre num poetar impar e muito interessante.
    Um bom dia e toda paz e alegria nesta vida.
    Meu abraço mineiro.
    Bju.

    ResponderExcluir
  2. Marilene, tudo bem?
    A vida nos proporciona bagagens que nem sempre conseguimos carregá-las todas, e nos tira coisas, de que ainda precisamos. E nós no meio do caminho, entre acolher novas coisas, e desfazer-se do que já foi.
    Muito lindo, amiga!

    Beijos e ótimos dias! Obrigada pela carinho de sempre!

    ResponderExcluir
  3. Mas o gostoso da vida é a surpresa de cada dia.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Vida, o nosso desafio diário.

    Muito bem escrito, sente-se...
    beijinho
    oa.s

    ResponderExcluir
  5. Marilene, tudo bem aí?

    Mais um belo poema esse seu, e o legal é que além de belo ele passa uma mensagem onde dá pra gente pensar sobre algumas situações da vida!

    Parabens!

    ResponderExcluir
  6. Nossa!!!
    Como é bonita a poesia que a alma dita.
    Fico encantada cada dia com tuas palavras.
    Elas parecem unir-se uma, a uma formando um brilho de estrelas.

    Amei teu poema amada.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  7. Olá, adoro poesias assim, cheias de vida e reflexões, abraços

    ResponderExcluir
  8. Fantastisch mooi gedaan.....je bent echt geweldig goed Marilene.

    Groetjes en een knuffel, Joop

    ResponderExcluir
  9. Vida que nos diverte, nos ensina, nos faz sonhar e correr horizontes...que ela sempre fale amor,,,beijos de bom dia pra ti queriad.

    ResponderExcluir
  10. Mari, minha poetisa tão amada, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas e não sai por aí contando seus segredos não. Cabe somente a nós escolher como vamos encarar o que ela nos manda ;)

    bjokitas recheadas de muito amor.

    *Quanto ao seu último comentário lá no Crystal, super obrigada pelo carinho e confiança, não vou me esquecer disso e quando passar por aí vou correndinho encher vc e sua mana de abraços e muiiiiiiiiiiiiiitas gargalhadas ;)

    ResponderExcluir
  11. Bom dia,Marilene!!!

    Mas quanta beleza em versos!!!!!Somos eternos aprendizes neste jogo chamado VIDA!!
    Parabéns poetisa, pela belíssima poesia!!!
    *Lindas imagens!!
    *Tive problemas com o blogger ontem, não consegui fazer a maioria das visitas,trancava toda hora, nem consegui visualizar meu blog!!Só tive acesso ao painel!

    ResponderExcluir
  12. A vida tem muitas surpresas ainda a ser reveladas...beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Marilene, gostei do seu blog, por isso me tornei seguidor. Ontem não deixei comentários porque o blogger estava com problemas, mas essa sua poesia é uma beleza...
    Um beijo desde Argentina.
    HD

    ResponderExcluir
  14. E lá vai a vida nos surpreendendo cada dia...
    sempre achei a vida fantástica! rs
    Beijos Marilene, e não perca nunca esse jeito de gostar da vida. É o que nos faz feliz!
    Dia lindo pra voce kerida! :)

    ResponderExcluir
  15. Cada vez que leio um texto teu sinto como se fosse pra mim(presunçosa eu né?)Mas acho que escrevemos pra obter esse tipo de sensação.
    Vc é demais Marilene!Me passa teu e-mail no blog,preciso falar com vc.
    Bjka

    ResponderExcluir
  16. Como sempre belo poema.
    Acho que a vida é breve e devemos tirar tudo que haja de melhor nela, mesmo que as dificuldades surjam nunca devemos desistir dela.

    Porque, só o pai celestial sabe qual motivo de estarmos aqui presentes.

    O futuro ao qual pertencemos é certo, não sabemos quando nem como, mas o importante é o que fizemos enquanto vivo.

    Morrerei tentando viver.
    (...)

    ResponderExcluir
  17. Como sempre belo poema.
    Acho que a vida é breve e devemos tirar tudo que haja de melhor nela, mesmo que as dificuldades surjam nunca devemos desistir dela.

    Porque, só o pai celestial sabe qual motivo de estarmos aqui presentes.

    O futuro ao qual pertencemos é certo, não sabemos quando nem como, mas o importante é o que fizemos enquanto vivo.

    Morrerei tentando viver.
    (...)

    ResponderExcluir
  18. E é uma ressurreição! O corpo se levanta;
    Nos olhos, já sem luz, a vida exsurge e canta!

    (O Caçador de Esmeraldas - Olavo Bilac)

    Teus versos, Marilene, são pedras preciosas de esperança.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. QUERIDA MANA,
    Mais um espetáculo de poema!
    Desse jeito você vai acabar publicando um livro...assim espero!
    Diante da imprevisibilidade da vida só nos resta
    adquirir sabedoria para saber vivê-la e dela extrair o melhor que pudermos, pois ela não irá nos indicar caminhos que nos cabe escolher.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. É da nossa natureza questionar a vida, o futuro, os porquês disso ou daquilo. A vida às vezes nos oferece o que não queremos e leva embora aquilo que nos é precioso... E por que? Creio que nada é nosso, apenas somos administradores daquilo que Deus nos oferece e Ele é quem sabe o melhor para nós, embora com o nosso livre arbítrio escolhemos o caminho a seguir.
    O melhor da vida são as surpresas, as emoções, as pessoas que vamos conhecendo, o curso que a vida vai tomando e a gente lutando para aprumar aquilo que parece torto.
    Gostei imensamente da sua introspecção quanto à vida Marilene. Sempre com sua leveza e sabedoria a nos fazer refletir.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
  21. Olá Marilene, estou aqui sempre atenta ao seu bom gosto na escrita. Amei este como não teria como não amar sua criatividade e seu dom. Abraço com muito carinho. Luciana Goyaz.

    ResponderExcluir
  22. Olá Querida!!
    Poema profundo...realmente na vida existem muitas esquinas aonde não sabemos o que vamos encontrar!!!

    Mas vamos em frente pois em muitas delas estão coisas maravilhosas!
    Beijinhos Iluminados!!!

    ResponderExcluir
  23. Fantástico seu poema Marilene...a vida é bem assim, um mistério pra gente constantemente desvendar, um compor no passo de nossas escolhas...beijinhos amiga...
    Valéria

    ResponderExcluir
  24. Minha querida

    desculpe mas adoro ler os seus poema e vou sempre passando.
    a vida é feita de perdas e ganhos...de sonhos por concretizar...de partidas e chegadas e de tantos nadas.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  25. Vida.. com seus mistérios, surpresas e armadilhas..

    Lindos versos Marilene!

    Um beijo grande em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  26. Quando a vida lhe apresenta motivos para chorar, mostre que você tem mil e uma razões para rir.

    bjs

    ResponderExcluir
  27. Olá, Marilene. Lindos versos! A vida é cheia de surprezas e mistérios,más acima de tudo pode ser bela. Obrigada pelo seu carinho! deixo um grande abraço e bjos no seu coração.

    ResponderExcluir
  28. Boa noite querida.
    Passando para sorver mais um pouquinh, toda essa beleza.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  29. Oi Marilene..

    Voce conseguiu falar da vida, de seus mistérios, de nossas condutas perante a ela de maneira tão sutil e bela!

    Seu dom é único! amo!!

    Um beijo..

    ResponderExcluir
  30. Marilene, que belo poema, a vida é assim... nos mostra em silêncio todos os seus mistérios, mas é preciso que estejamos atentos para viver cada momento...

    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir
  31. Marilene,
    vim para te agradecer tão belo comentário no Humroemconto.
    Para quem, assim como eu, é uma pessoa que já possui tremenda carga de auto-crítica, receber um elogio é uma coisa muito comemorada, ainda mais, vindo de uma pessoa com inteligência impar como é o teu caso. O que se percebe também por teus comentários, e poemas tão bem apurados, cuidados com zelo de quem borda um fino tecido.
    Quem sabe um belo livro de poesias da Marilene no futuro? Vou torcer por isso!
    Grande abraço! Muitíssimo obrigada!

    ResponderExcluir
  32. Marilene

    Lendo mais este teu lindo poema, confirmo o que já intuíra: que além de grande poetisa,por por causa, és uma grande pensadora. Em cada poema sente-se a intimidade contigo mesma.

    Sobre a Socorro, é interessante. Andava a expiar-me, é o termo e um dia convidou-me a fazermos duo, estava longe... mas vi tanta franqueza que aceitei. Acontece, já termos um livro e editar em Lisboa. Os meus primeiros poemas editados, foram escolhidos por ela e foram-no numa Antologia que dirigiu.
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Se soubermos onde acomodar nosso coração tudo seria bem mais fácil, mas talvez bem menos fascinante.O fascínio está no inesperado.Teus versos amiga, lindos e perfeitos como sempre.Sou fã de carteirinha do teu blog.
    Meu carinhoso abraço e uma dia lindo.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  34. Um lindo final de semana pra ti minha querida amiga...paz e poesia sempre...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  35. Bom dia, querida Poetisa!!!

    Desejo que seu final de semana seja bem especial, repleto de amor e muitos carinho!!!
    Beijos!!
    Tudo de bom!!!!

    ResponderExcluir
  36. querida marilene,
    a ideia de peneirar os sonhos é, afinal, aquilo que a vida acaba por nos impor. haja dedos longilíneos e arte para saber distinguir a areia da pepita!
    beijinho!

    ResponderExcluir
  37. Oie lindona.

    Lindo o seu poema, A vida é pra ser vivida, um dia de cada vez e sempre as nos surpreender.

    beijos querida

    ResponderExcluir
  38. Mari
    Mais um belíssimo poema, com tantas indagações pertinentes diante da Vida, que nada pode nos antecipar. Bjkas com muito carinho. Bom fds!!!

    ResponderExcluir
  39. Oi Marilene, ando meio sumida, mas sempre que dá dou um pulinho nas páginas amigas...
    Linido texto, a vida é assim mesmo, cheia de descobeertas, surpresas, algumas boas outras nem tanto, mas vamos vivendo assim mesmo...E essa é a graça de viver...=)
    Bom fim de semana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  40. Ahhhhhhhhh, quase esqueço, seu blog ficou lindo assim... <3

    ResponderExcluir
  41. Marilene amada.
    Um beijinho nesse coração de poetisa e nessa alma de menina.

    Tenha um lindo final de semana amada

    ResponderExcluir
  42. Acho que sempre que nos acomodarmos e acreditarmos que nada de novo surgirá em nosso horizonte, a vida se encarregará de mostrar o quanto estamos enganados, Marilene.
    E devemos aprender a separar aquilo que devemos largar pelo meio do caminho ou retermos conosco.
    Parabéns pelas belas palavras e um abraço.

    ResponderExcluir
  43. Retornando para deixar um grande abraço caloroso e agradecer a ti pela sua visita no meu blog.

    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir
  44. É isso ai, poeta... temos mesmo que tecer nossas vidas fio a fio, aceitando o desafio de errar ou acertar. Se soubéssemos tudo sobre o porvir seria a desconfiguração do ato de viver.Vc está certa: viver é construir. Bj doce e inquieto.
    P.S.: Tem sorteio descomplicado lá no Palavra Inquieta. Passa lá, vai. Sua participação sempre me honra. +bjs.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...