25 de outubro de 2011

INESPERADA EMOÇÃO



                                                               


                            Vi o sol na madrugada
                            No brilho dos olhos seus
                            No carinho já esquecido
                            Que temia estar perdido
                            No silêncio

                            Senti o calor de seus raios
                            Que voltaram a aquecer
                            Meu corpo frio,
                            Derretendo a insegurança
                            E preenchendo o vazio
                            Em silêncio


                                                    
                              Ouvi o canto da sereia
                              Caminhei por sobre a areia,
                              Umedecida,
                              Deixei que as ondas cobrissem
                              Os sonhos adormecidos
                              Pelo silêncio

                              Mergulhei na fonte oferecida
                              E me revesti de vida,
                              Meu corpo e meu coração
                              Estavam, enfim, libertos
                              Daqueles incertos elos
                              Usados pela razão

                                                                                            (Marilene)


(Imagens retiradas da internet. Na hipótese de, inadvertidamente, estar a ferir direitos, gentileza avisar, para imediata regularização)

45 comentários:

  1. I love it Marilene..... nice work.

    hugs, Joop

    ResponderExcluir
  2. LIndo demais,Marilene! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá Mari tudo bem?
    É realmente os reencontros quando ainda existe amor é bom demais!
    Lindo seu poema!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia !
    Desejo um dia de luz para ti e os teus!
    Na beleza das imagens ,encontro nas palavras o que virou emoção...ou melhor,o que virou poesia...
    bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Minha amiga Mariiiiiiiii! Saudade!
    Lindo poema, repleto de sensibilidade. Amei.
    Estou afastada deste nosso mundo virtual, mas nunca esqueço os amigos que fiz aqui.
    Deus sempre lhe abençõe!
    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  6. muito bom ...pbéns ... pelo blog e poesia ... abçs

    ResponderExcluir
  7. Que essa inesperada emoção da beleza de um sol de madrugada se prolonguem nos mais belos sentimentos...beijos de bom dia pra ti .

    ResponderExcluir
  8. Mari, o minha amiga, que saudades de vc. Nós falamos tantooooooo, mas tanto de vc e da sua mana que a orelhinha de vcs deve ter ardido!!! Vcs são super queridas ;) Vc sabe que meu sonho é conhecer lá fora, mas antes quero conhecer aqui, nosso país lindo que eu amo e ainda tem muitos lugares que não conheço...a cidade de vcs é um deles, um dia com a minha mochilinha nas costas eu passo por aí e deixo todos os abraços que tenho guardado especialmente pra vc e pra Verita, irmãzinhas que eu tanto amo e admiro.

    Linda poesia, com uma emoção inesperada dessa a razão vai pastar rsrs bjokitas mil na sua bochecha. ;)

    ResponderExcluir
  9. Mari, minha linda
    Perfeito o poema, senti um aconchego enorme. Tão bom quando a gente está meio que insegura e nosso amor vem confirmar os sentimentos que nos unem. Bjkas com muito carinho!
    Em tempo! Adorei o novo lay-out do blog, ficou mais charmoso!

    ResponderExcluir
  10. Que lindo! :)
    Que haja muito sol nas suas madrugadas aquecendo seu coração de carinho.
    Bom dia pra voce!

    ResponderExcluir
  11. Olá,Marilene!!

    UAU!!!Que poesia mais apaixonada!!!!!Belíssima querida!!! E as imagens...ah!!Ficaram perfeitas!
    Beijos pra ti!!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  12. MANA QUERIDONA,
    Que versos maravilhosos!
    Essa emoção inesperada veio aquecer a certeza deste amor até então nublado pela insegurança de
    seu existir.
    LINDO DEMAIS! AMEI!
    Beijos meus.

    ResponderExcluir
  13. Que coisa linda Marilene!.. Sou sempre suspeita em falar de suas poesias :)

    Um beijão imenso em seu coração...
    Verinha

    ResponderExcluir
  14. Viver tudo isso tem seu preço...
    Mas, é muito bom.
    Belos versos.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  15. Pequena cantiga de entrega
    Pequeno poema de dar-se
    Pequena canção que carrega
    Imenso desejo de amar-se!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Belo poema. Um dos melhores momentos do amor são amorosos reuniões.

    abraço

    ResponderExcluir
  17. Un poema moi bonito. Gustame moito

    ResponderExcluir
  18. Marilene, gostei de seu poema,gosto do seu jeito de poetisar.
    Gosto muito de andar por aqui e sempre volto.
    Um abraço e fique com Deus, Maria Teresa

    ResponderExcluir
  19. A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS comunica que estão abertas as
    inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do ano 2011.

    O concurso contemplará duas categorias:

    CATEGORIA I (até 16 anos)
    1° Prêmio: R$ 300,00
    2° Prêmio: R$ 200,00
    3° Prêmio: R$ 150,00
    Melhor intérprete: R$ 150,00

    ****
    CATEGORIA II (a partir de 17 anos)
    1° Prêmio: R$ 500,00
    2° Prêmio: R$ 300,00
    3° Prêmio: R$ 200,00
    Melhor intérprete: R$ 200,00

    PREMIAÇÃO:
    Dia 17 de novembro de 2011, em noite solene, na Biblioteca Municipal

    INSCRIÇÕES:
    Prazo: até 21 de outubro de 2011-09-11
    Valor: R$ 2,00 (dois reais)

    INFORMAÇÕES e REGULAMENTO
    Biblioteca Municipal Prof. Gentil Vieira da Silva
    Ruas Major Feliciano, 990 – centro – Machado-MG ( CEP: 37750-000 )
    (35) 3295-6099
    E-mail: machadocultural@gmail.com

    ResponderExcluir
  20. E segue vc,Mari, enchendo as linhas de sentimentos deflagrados nos versos repletos de paixão.Uma ode, uma canção, uma carta,um soneto, qualquer das formas revive o coração apaixonado.
    Bjos mil,
    Calu

    ResponderExcluir
  21. Ahhh Mari... Sempre arrasa...
    Mergulhei na fonte oferecida... E me revesti de vida... Que coisa linda...
    Bjss e uma linda quarta pra ti!

    ResponderExcluir
  22. O afeto e amor quando são revigorados, é igual o calor do sol, em dia frio.
    " Vi o sol na madrugada
    No brilho dos olhos seus."
    Que imagem linda Marilene! Que esse sol sempre brilhe nos olhos do amado nas madrugadas "insones.."
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
  23. Marilene querida, pelo muito que gosto de te ler, deveria vir mais ao teu recanto, e isso só não acontece, por conta do tempo que é o maior inimigo das minhas boas intenções. Tirei a noite de hoje pra vir acarinhar meu coração, carente de linda poesia. Bjs meu anjo. Aplausos, sempre.

    ResponderExcluir
  24. Boa noite minha linda.

    Tua escrita macia e brilhante, me lembrou Manoel de Barros.
    Poesia que dança na menina dos olhos e deixa um brilho de sol no horizonte.
    Amo te ler

    Beijinho

    ResponderExcluir
  25. Que linda mensagem, em cada linha continha uma emoção que faz o nosso coração vibrar de alegria.
    Omedeto.

    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir
  26. Olá Marilene. Belissimo!!!!! Só o que posso dizer! Obrigada amiga pelos seus comentários sempre generosos. Eu com humilde aprendiz agradeço. Bjos e todo meu carinho!

    ResponderExcluir
  27. É bonito de ver um renascimento e se ele se dá por amor, o valor adquire outra dimensão. Porque esse sentimento desperta tudo que estava adormecido, guardado, para ser vivido num nascer que refulge em raios de sol.. Vida que brota na madrugada, construtora de amores inesperados!

    Beijos, Marilene!

    P.S.
    Menina eu não entendo até hoje essa posição absurdamente nazista do google, cerceador de liberdade. Já lhes escrevi, mas nada de me responderem, deixe está, qualquer dia mudo de plataforma. Obrigada pelo cuidado e pela gentileza em me informar, você é uma querida!

    ;)

    ResponderExcluir
  28. Oi Marilene, tudo bem?
    ...
    e como é bom perder um pouquinho a razão, de vez em quando,
    assim como é bom achá-la depois!

    Beijos e ótimos dias! :)

    Obrigada pela presença constante por lá!

    ResponderExcluir
  29. Que esta emoção inesperada aqueça a tua alma e te faça feliz além da razão!
    Lindo poema escrito com a sensibilidade de sempre: Paixão e coração.
    Passar por aqui é trazer para a vida emoção e poesia.Felicidades sempre.Eloah

    ResponderExcluir
  30. Nada mais irracional que prender-se na razão...

    beijos

    ResponderExcluir
  31. Um dia todo lindo pra ti minha amiga querida...beios e beijos.

    ResponderExcluir
  32. bello marilene, como siempre. saludos

    ResponderExcluir
  33. Olá!!

    Passando para desejar um ótimo dia!

    Apareça no Alma! Beijo!

    ResponderExcluir
  34. A razão não é capaz de sentir a magia de uma emoção que puro sentimento!!! Adorei seu poema , LINDO!!!

    Beijinhos Iluminados!!!
    Paz e Luz!!

    ResponderExcluir
  35. Delicioso reencontro, Marilene. Um beijo!

    ResponderExcluir
  36. Marilene

    A visão do sol de madrugada, é uma imagem bonita e como todos os teus poemas, resultou em poesia de beleza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Olá lindona.


    Que lindoooooo uauuu que haja muitos sol querida na suas madrugada.

    beijos, meu carinho.

    ResponderExcluir
  38. Senti nos pés o pulsar da ilha
    Um farol avisa o longe do perto
    A lava encoberta na costa dormente
    Sete rumos e apenas um certo

    Neste Mar senti a vontade de prantear
    A nudez da noite no encontro do silêncio total
    Encobriu meu pranto das estrelas
    Uma zombeteira Lua marcou no dia o encontro final

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  39. aiaaiaia

    queria ser a protagonista do teu poema! rsrs

    abafa!!

    beijo....

    ResponderExcluir
  40. Coisa mais linda de se ler, adorei flor passando pra espalhar amor beijos..

    ResponderExcluir
  41. Boa noite, Marilene. Que bom que você reencontrou o brilho no olhar que te fez tão feliz, e a entrega do corpo e da alma.
    Muitas vezes o que pensamos esquecido, está bem guardado no nosso coração, esperando a nossa alma se libertar dos anseios, do estresse, do medo, e da confusão.É mais sério do que imaginamos!
    Um beijo grande, e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  42. Sim, sim!

    às vezes é preciso libertar o coração!


    Bjsss

    ResponderExcluir
  43. "inesperada emoção"; tendenciosa razão.
    há momentos em que tudo se torna tão difícil de ver... porque sentimos. noutros, sucede o inverso. há equilíbrios que parecem permanecer invariavelmente adiados. e nós, ali, à mercê dos seus caprichos.
    beijinho, marilene!

    ResponderExcluir
  44. O silêncio proporcionado por se estar ao lado de quem se gosta fala mais do que qualquer palavra, Marilene.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...