3 de novembro de 2011

DIVAGAÇÕES

      
                                                 

                                   Nesses olhos que me fitam
                                   Em silêncio,
                                   Há perigo

                                   Porque razão, pergunta o coração?
                                   Ali não há abrigo
                                   Não mostram ninho
                                   Só o caminho
                                   Do desejo,
                                   Porto inseguro e obscuro
                                   Do qual fujo

                                   Se aceito o abraço
                                   Sinto que trará o laço
                                   Da ilusão,
                                   Se me entregar
                                   Não haverá contrário argumento 
                                   Mas antevejo apenas fragmento
                                   De felicidade
                                   Mas que maldade pode haver
                                   Nesse prazer?
                                   Infidelidade, posso supor,
                                   Como saber?



                                  
                                   Talvez ...
                                   Penetrando no mel que me prometem
                                   E saboreando-o para além da razão
                                   Deixando que os arrepios do corpo
                                   Se curvem ao calor das mãos
                                   Sorvendo o que apresentar a taça
                                   Sem ver nela uma ameaça

                                   Se a desilusão chegar
                                   Que a leve o vento
                                   Agora quero conhecer o encanto
                                   Que vejo dentro
                                   E se vier o adeus
                                   Que o leve o vento
                                   Pois já terei no peito
                                   O contentamento
                                   Vivido e partilhado
                                   Ainda que por um momento
                                   E a deixar vestígios, tão poderosos,
                                   Que não poderão ser arrancados
                                   Por simples vento



                                                         
                                    Depois de divagar
                                    Nada mais quero saber
                                    Pode ficar ...
                                    Estou a merecer esse viver!


                                                                     (Marilene)

(Imagens retiradas da internet. Na hipótese de, inadvertidamente, estar a ferir direitos, solicito que me avisem, para imediata regularização)

42 comentários:

  1. Caramba! Muitom bom. Eu divaguei por aqui.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Oi, Marilene!
    Quem divaga é a razão, mas quem ama é o coração, que sempre vence, pois encontra razão para isso.
    Seus poemas são bem estruturados e sempre nos surpreendem na peroração, ótimo assim.
    É sempre um enorme prazer vir me deliciar com seu talento e com sua sabedoria no contexto de sua poesia.

    Abraços do amigo de sempre.

    ResponderExcluir
  3. Oyahoo Marilene que coisa linda, arigatoo gozai mashita

    Nesses olhos que me fitam
    Em silêncio,
    Há perigo

    Porque razão, pergunta o coração?
    Ali não há abrigo
    Não mostram ninho
    Só o caminho
    Do desejo,
    Porto inseguro e obscuro
    Do qual fujo

    esses versos foram feitos para mim em um tempo lá atrás...eu tentei fugir...onde andei sem destino.. por um momento
    mas a vida é justa e me deu esse momento para sempre...

    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir
  4. Belo dia florido prá ti!
    Folhas de Outono chega para matar saudades !
    Saudades de tuas escritas e de vc tbm.Estava privada de fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é te ler,kkkkkkkkk,mas agora posso sim,logo hj que vc deixou um belissimo poema com sabor de imaginação...
    bjs

    ResponderExcluir
  5. It's wonderful...... well done Marilene

    hugs, Joop

    ResponderExcluir
  6. Muito bom Mary, parabens, um belo texto!

    A primeira foto com esse olhar me pareceu um olhar de um maluco, hahahahaha, mas depois combinou com o texto!

    Um beijão, fica com Deus!

    ResponderExcluir
  7. Puuuuxa!!!Lindo demais!beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Sem medo de ser feliz, muito bem! Bjs

    Ivana - Reserva de Emoções

    ResponderExcluir
  9. Muitas vezes é preciso divagar,,,se perder em caminhos loucos de pensamentos e versos da alma...quem sabem neles não encontremos a paz...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  10. Adorei divagar com vc.... sempre bom vir aqui!

    bjsss meussss

    ResponderExcluir
  11. Olá Marilene!

    Belos versos, bem estruturado poema. Ver o que está nas entrelinhas do olhar, é traduzir a alma.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  12. Texto muito bonito...
    O primeiro beijo não é dado com a boca, mas com os olhos.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Quando o Desejo e a Paixão
    Se aliam contra a Razão
    No assédio ao Coração,

    A cidadela sitiada
    Não resiste quase nada;
    E a Razão é derrotada...

    Belos versos, Marilene... beijos e olhares para você.

    ResponderExcluir
  14. Marilene,
    ARREPIEI!
    Uma decisão além da razão, ou no limite da razão insana do desejo. Acho que é isso mesmo, vale viver ou sofrer o resto da vida pensando no que poderia ou nao ter vivido.
    Maravilhoso, maravilhoso!
    Beijokas doces de boa quinta-feira pra você.

    ResponderExcluir
  15. Marilene

    Belamente estruturado e muito subtil o que mostras nas entrelinhas.
    O meu aparte (fora do contexto Poético) é que o Amor, só é Amor dentro do Amor; não deve ser confundido com sexo. O sexo só pode ser o complemento do Amor e não o inverso.
    Perdoa esta nota que não tem nada a ver com o excelente Poema que nos dás.

    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  16. Marilene, gostei do lirismo do teu poema. Muito bom.
    Um abração. Tenhas um bom dia.

    ResponderExcluir
  17. Que lindo seu blog, amei...
    Se poder depois, da uma passada no meu...
    http://intensevery.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Que lindo amiga! As vezes devemos deixar a razão de lado para viver o momento.O privilégio das escolhas é nosso.Vale arriscar.Por que não?
    Aqui como sempre, tudo lindo e poético.Saio daqui encantada.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  19. Caminhando e divagando, por incertezas e indecisões...
    Mas uma coisa é certa, amei o seu poema!
    Um beijão amiga

    ResponderExcluir
  20. Parabéns, Marilene.
    Tem um ditado que diz que uma mulher pode dizer em um olhar o que um homem pode escrever em um livro.
    Parece ser verdade.
    Abraço, minha cara.

    ResponderExcluir
  21. E facto que merecemos amar e ser felizes. Porém, por vezes, a felicidade se esvai e quem ama cai. Devemos sempre tentar viver para amar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. ██▓         ▓██
    ██▓▒  \  /  ´▒▓██
    ██▓▒▒ █ █ ▒▒▓██
    ██▓▒▒▒ █ ▒▒▒▓██
     ██▓Adoro MUITO▓██
       █▓▒VOCÊ!▓█
      █▓▒▒ █ ▒▒▓█
     █▓▒▒  █  ▒▒▓█
     █▓▒       ▒▓█

    ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
     ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
      ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
       ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
        ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
         ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
          ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
           ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
            ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
            ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
            ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
           ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
          ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
         ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
        ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
       ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
      ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
     ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
     ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
     ♥┼૯ ądoro ♥ ♥
    ♥┼૯ ądoro ♥ ♥ bjus e fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  23. Lindo Mari querida!!!
    E se vier tbm a tristeza
    "que a leve o vento". Que possamos aproveitar cada momento sem medo de ser feliz ou de sofrer.

    bjokitas com master carinho amiga linda.
    :)

    ResponderExcluir
  24. OLÁ MANA,
    Viver intensamente um belo momento é melhor do que lamentar-se por dele ter fugido, por medo de se magoar. Nem sempre o que a razão dita deve ser seguido pelo coração. E daí se não passar de um momento? Ficarão lembranças, que deixam um doce sabor.
    Você já disse tudo nestes versos:
    " E se vier o adeus
    Que o leve o vento
    Pois já terei no peito
    O contentamento
    Vivido e partilhado".

    É isso aí!

    Lindo poema!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Minha querida...
    Esse é um momento arriscado.
    Sofrimentos? Poderão vir.
    Mas a vida passa, e um momento desse pode valer uma eternidade. Um abraço, bjs.

    ResponderExcluir
  26. Com todo direito, Mari, de viver o momento, em palavras e gestos fartos de sentimentos. Entrega e delírio,e o mais...que o leve o vento!!!

    Uma ode em música e alma entoadas na mesma nota:paixão!!Belíssimo!!
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  27. Olá querida!
    Quelindo, divaguei muito por aqui agorinha elhe digo uma coisa,ainda bem que não fugi do olhardo meu José,ainda bem,porque são estes olhos que me amam tanto e que eu adorooo.
    Lindo eprofundo poema,como sempre,todos são,adoro todos,aprendo com todos,obrigada querida....um abraço.

    ResponderExcluir
  28. Lindo poema, Marilene. Um beijo, querida!

    ResponderExcluir
  29. Amiga que texto mais profundo.

    Querida
    Ja estou de volta. Tive que me ausentar por alguns dias. Minha filha quebrou o pé. Mais graças a Deus agora ja esta tudo bem. Minha amizade mais q Linda!!!
    Muitas flores para você
    Pela paz que você semeia
    Pelas verdades que você afirma
    Pela alegria que você transmite
    Pela justiça que você defende
    Pela beleza que só você tem.
    Pela doce simplicidade dos seus gestos
    Pelo seu abraço gostoso
    Pelo brilho do seu olhar
    Pela sabedoria que guia os seus atos
    Pelo amor que dedicas às pessoas,
    às plantas e aos animais.
    Muitas flores para você.
    Beijinhos e carinhos meus. Bons sonhos e até amanha.
    um bj com carinho.
    Brisa

    ResponderExcluir
  30. Esta maravilhosamente inspirada...beijo Lisette

    ResponderExcluir
  31. Olá amiga. Belo seu poema!Depois de divagar nada mais quero saber... pode ficar... Estou a merecer esse viver. Adorei!!!!!! Bjos e bjos com carinho.

    ResponderExcluir
  32. No seu poema "a protagonista" divaga e se debate ambiguamente entre o coraçao e a razao, o tempo passa, e ela está aprisionada entre o desejo presente, e o porvir, ali no futuro, e de tanto pensar, pesar e ponderar, acaba perdendo o único caminho real, que é o de hoje.
    Certas respostas só saberemos se nos lançarmos aos sabores das águas...

    Beijos!

    ;)

    ResponderExcluir
  33. Bom dia, ilustrissima poeta.

    Lindo: "Depois de divagar. Nada mais quero saber. Pode ficar ... Estou a merecer esse viver!"

    Bom final e semana bjo

    ResponderExcluir
  34. Um final de semana cheio de versos, flores e muita poesia pra ti minha amiga querida...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  35. Que você seja um grande empreendedor.
    Quando empreender, não tenha medo de falhar.
    Quando falhar, não tenha receio de chorar.
    Quando chorar, repense a sua vida, mas não recue.
    Dê sempre uma nova chance para si mesmo.
    Augusto Cury.
    Meu eterno carinho .
    Um feliz final de semana
    Viva a vida você tem obrigação de ser feliz.
    Viva com alegria cada segundo como se fosse o ultimo.
    Eu sou feliz a unica coisa que podera
    me abater é viver sem o carinho e sem amor.
    Esse carinho que recebo no blog.
    Da outro sabor na minha vida.
    Eu não preciso de nada sómente
    do seu carinho.
    Bjs,e Bjs.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  36. Hola mi buena amiga, pasé por aquí por tú hermoso espacio para saludarte y también agradecerte tus bonitos comentarios que siempre me dejas cuando me visitas. Precioso y hermoso poema con la incertidumbre a donde nos lleva el amor, pero con la firmeza lo que nos dita el corazón, gracias por compartir. Que pases un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderExcluir
  37. Olá,Marilene!!

    Sendo assim...porque não?!!Lindo seu divagar em versos!!!Beijos pra ti poetisa!!
    Tenha um final de semana maravilhoso!!!

    ResponderExcluir
  38. Quem não merece divagar no amor...
    muito bonito seu poema.

    bom fim de semana
    beijinho
    oa.s

    ResponderExcluir
  39. Olá, Marilene, estou sempre de roupa nova, não é?

    É que gosto muito de imagens e cores, assim: hoje quero azul, manhã posso querer vermelho.

    Espero que gostes do visual que encontras.

    Um bjo grande, grata pela visita.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...