16 de dezembro de 2011

CONFISSÃO




                                                         
                                     Não quero 
                                     Que me veja nua
                                     Tão frágil, tão sua,
                                     Desprovida de qualquer adereço
                                     E só munida de apreço
                                     De carinho 
                                     De afeto,
                                     De desejo


                                     Não quero 
                                     Que leia meus sentimentos
                                     Tão fortes, tão leais,
                                     Que conheça meus tormentos
                                     E dúvidas
                                     Meus anseios
                                     E minha espera


    
                                     Não quero
                                     Que retire os véus coloridos
                                     Nos quais me escondo
                                     Tão transparentes, tão belos,
                                     Que perceba minhas cicatrizes
                                     E todas as marcas
                                     Abraçadas
                                     Aprisionadas
                                     Sem conserto
                                                      
                                     Quanta vulnerabilidade!
                                     No fundo mesmo, eu quero,
                                     Que me desnude
                                     Em todos os sentidos
                                     Que me olhe na claridade
                                     E que nada fique obscuro
                                     Que me sinta inteira
                                     E verdadeira
                                     Que tire os véus e as amarras
                                     Que me permita eu mesma ser
                                     E que, ainda assim,
                                     Abra os braços, com prazer,
                                     Para me receber


                                                                     (Marilene)



(Imagens retiradas da internet. Se, inadvertidamente, estiver a ferir direitos, solicito seja avisada, para imediata regularização)
                                              

46 comentários:

  1. My compliments Marilene, it's again wonderfull.

    Greetings, Joop

    i wish you a Feliz Natale

    ResponderExcluir
  2. Muito linda poesia e confissão! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. MARILENE, muito bem escrito e passado o recado. Goste dela como ela é. Com todas as perfeições e imperfeições. Gostei muito.
    beijo com carinho.
    Manoel.

    ResponderExcluir
  4. Marilene

    Uma verdadeira confissão!
    Melhor ser claro como o cristal e ser aceito como se é sem nenhum véu..

    L I N D O !

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Ma..
    Fiquei para uns minutos em frete a tela do computador pensando no que escrever.
    Não da pra nao ser repetitiva.
    Vc escreve lindamente, com alma.
    Parabém poetiza....
    Um beijo....obrigada por estar sempre por perto...

    ResponderExcluir
  6. Olá Marilene!

    Belos e profundos versos.

    Passando para agradecer a visita e os votos, te desejando um natal com Cristo no coração e um ano renovador, que abra novos caminhos, inaugurando possibilidades reais para o bom e o melhor. Que o novo ano traga-nos o começo de tempos melhores feitos por pessoas melhores, dispostas a vivenciar o verbo Amar. Despertas para que: Mudanças não são frutos dos calendários, mas de corações e mentes, irmanados pelo desejo do bem de todos.

    Feliz natal e bom 2012!!!!

    ResponderExcluir
  7. Não quero que me veja assim
    Completamente sua,
    Sem nenhum adereço.
    Não quero ser pra ti um encanto
    Um sopro de um canto
    Em meu avesso.
    Ao mesmo tempo que não quero
    Que me tenha em sua sintonia
    E decifre esse encanto
    Que é perfeita ironia.

    Beijos Marilene!

    ResponderExcluir
  8. Eita que essa muié tá apaixonada!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. OI MANA,

    MUITO LINDO!
    Achei que os últimos versos disseram o que é verdadeiramente importante para uma boa relação:

    "Que me permita eu mesma ser
    E que, ainda assim,
    Abra os braços, com prazer
    Para me receber."

    Beijão.

    ResponderExcluir
  10. Nada é tão sublime no amor como ser amado como a gente é. Se alguém te ama, vai te amar inteira! :) [o todo]Qualidade + Defeito = ser humano.
    Sua confissão ficou um encanto! :)
    Beijokas e boa noite com um fim de semana maravilhoso, Marilene.

    ResponderExcluir
  11. Querida e linda amiga, como sempre desnudastes tua alma e fizestes do teu poema um caminho de luz e de entrega.Amei!Pessoas especiais como você trazem magia nas palavras,carregam a felicidade nas mãos e amor no coração.Parabéns! e obrigada pelos momentos lindos que tenho passado aqui.Deixei minha mensagem de Natal no meu Blog e que traduz os meus desejos e carinho para vocês todos que me visitam.
    Lindo Natal! Sejas feliz! Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  12. Que poesia linda! Concerteza os braços serão abertos para a receber.

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Uau!! Belo!!Belo!!
    Um ótimo fim de semana!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. O medo da entrega, de desnudar a alma e sofrer...
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Mari linda minha,
    tem pessoas que nos inspiram verdadeiras confissões de nós mesmos, desnudam nossa alma...não conseguimos ser menos do que nós. E isso é lindo demais da conta.

    *Eu já comentei contigo isso uma vez, mas fico simplesmente encantada com seus comentários, suas ideias batem muito com as minhas. Vc num faz ideia do quanto te admiro.
    ahhh e amei a foto nova :)

    Te amo amiga!
    mil beijokitas com carinho gigantesco.

    ResponderExcluir
  16. Menina! Vc arrasouuuuuuuuuuuuuuuuu. Belo! Perfeito! O mais puro sentimento de uma mulher. Vc é fantástica querida poetiza! Bjos mega e master pra vc recheados de carinho. Lindo fim de semana! Olha! Gostei do novo perfil.

    ResponderExcluir
  17. A insegurança e a esperança de se mostrar,ser desvendada e de ser aceita,inteira...
    Sê sempre assim...
    No seu medo ou na sua coragem,simplesmente verdadeira...

    Bjosss...

    ResponderExcluir
  18. Um sentimento realmente ao inverso do desejo,,,onde se diz não, está se dizendo sim,,,desejando,,,implorando amor...beijos de bom sábado pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  19. Um retrato sem retoques
    Da alma iluminada
    De uma mulher namorada;
    Quando ela diz "Não me toques"
    Eu ouço "Dá-me carinho";
    Beijo suas cicatrizes,
    Fito seus olhos felizes
    E em seu corpo me aninho.

    Belíssimo, Marilene! Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Bonjour Marilene !
    je suis en retard dans mes commentaires en ce moment.
    Pourtant, je suis en vacances en ce moment, jusqu'a la fin de l'année.
    Le froid, est arriver en France, cela apres une ennorme tempete de vent, beaucoup de degats dans certaines regions, avec les toitures, les arbres, du vent soufflant parfois a plus de 200 km/h ! La planete se fache.
    il va falloir que je t'explique comment mettre une image animée sur ton blog , comme celle que je t'ai envoyer, et que tu bien de mettre !
    lorsque tu ouvre l'image, avec l'adresse http !
    tu laisse le site de l'image ouvert ! tu ecris ton texte ! et ensuite a l'endoit que tu desire mettre l'image ! tu fait un copier/coller sur ton blog ! ainsi l'image se trouve animée
    je vous souhaite une tres agreable journée !
    Tres cordialement
    Chris

    Un petit cadeau
    http://nsm01.casimages.com/img/2009/03/31/090331034551505743404055.jpg

    ResponderExcluir
  21. é algures entre o que desejamos e o que receamos que se esconde a verdadeira plenitude. tão bonito, marilene!
    beijo grande!

    ResponderExcluir
  22. Mais uma jóia de Marilene!
    Um abraço e feliz Natal

    ResponderExcluir
  23. Sentimentos, desejos aqui escritos falam por qualquer voz. E nada melhor que falar com a voz interior. Sempre doce e certeira a poesia. Um beijo.

    ResponderExcluir
  24. a gente não quer, mas sempre tem alguém que consegue...

    ResponderExcluir
  25. Marilene

    É assim: não quero mas, em ti penso e espero tranquilamente que os pensamentos sejam desvendados. O belíssimo poema assim aponta. Alguém entenderá.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Vamos nos unir a cada Dia um pouco mais
    estreitando nossos laços de amizade em longos
    abraços.
    Vamor fazer a diferença na vida de muitos
    que esperam com ansiedade uma palavra de amor e esperança.
    Vamos levar a paz onde persisitir a desunião.
    Vamos fazer uma prece para Deus pois desejamos
    um mundo melhor .
    Embora a própria humanidade perderam as esperanças
    e muitos já não sabe onde ficou sua fé.
    Que seu final de semana seja felicidade suprema.
    Que nossa amizade atravesse fronteiras levando amor.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  27. Lindo poema!!
    Adorei o novo visual do Blog!!

    Vim desejar um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizaões e sorrisos!!

    Até 2012...
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  28. Uma bela semana pra ti minha amiga querida...beijos e beijos , poesia e paz sempre.

    ResponderExcluir
  29. Tão sincero seu desejo, e feito de uma forma muito especial, com toda sensibilidade que habita seu ser. Um domingo lindo pra você, bjs

    ResponderExcluir
  30. Que lindo esse poetar de confissão , um desejar encantador do profundo de uma alma bonita como a tua.. . Obrigada pela leitura, adorei ler mais esse poema.

    Ótima semana pra ti!
    Ja deixo meu desejo de um Feliz Natal e um Ano recheado de sonhos e desejos realizados. Obrigada por ter caminhado comigo durante esse Ano, e que no próximo Ano estejamos juntos novamente... Beijos grande!

    ResponderExcluir
  31. buena y contradictoria arquitectura poetica.saludos

    ResponderExcluir
  32. Ter alguém que nos aceite como somos realmente é um anseio de todos nós!Belos versos!Feliz Natal de coração!

    ResponderExcluir
  33. Lindo e cheio de magia, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  34. Marilene, tudo bem?
    Desejos revelados aos poucos, pouco a pouco (des)velados, os velados... é tudo que se tem muitas vezes. Um longo e secreto caminho instigante, a própria vida que respira sensualidade.
    Lindo, Marilene!
    Benza Deus, teu talento!
    Grande beijo para ti e abraços na mamãe(já disse isso lá no blog da Verinha, mas desta forma a mamãe recebe dois abraços!) :)

    ResponderExcluir
  35. Uau!
    Fiquei até sem palavras...
    Mas uma coisa escrevo aqui Marilene.
    A r r e b a t a d o r!

    Beijinho querida.

    ResponderExcluir
  36. Olá, como está?

    Hoje é só para lhe enviar os meus votos de

    FELIZ NATAL.

    cordiais saudações.

    ResponderExcluir
  37. Uma bela segunda feira pra ti minha amiga..beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  38. Minha nossa,Marilene...

    Li, reli e li em voz alta, tenho te acompanhado, e cada vez conheço um pouco do seu talento,e sabe o que posso te dizer, de todo o coração o que sua poesia me fez sentir?! És uma poetisa mestra dos versos, ficaram tão belos e límpidos que me lembrou as poetisas imortais! És dignas delas minha linda!Te admiro.Parabéns e muito obrigada!!!
    *Se escreveres um livro, me dá um autógrafo?
    Tudo de bom!

    *Puxa amei o banner!!!Combina com você!

    ResponderExcluir
  39. Bah!
    Desculpe se falei demais, querida!me deixei levar pela emoção...as vezes acontece...e as palavras saem numa torrente...desculpe.

    ResponderExcluir
  40. O desejo de se entregar... Ser de alguém, de corpo e alma, adorei esses trechos.

    Beijo, hells.
    @hellswetri

    ResponderExcluir
  41. ... Essa delícia de ambiguidade que é o ser humano!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...