10 de dezembro de 2011

HUMANIDADE


                                                              
                            Pensei em penhorar as dores
                            Mas para ninguém tinham valor
                            Em troca  me ofereceram outras
                            E promessas de calor
                            Deixadas nas mãos do vento
                            A cargo do simples tempo
                            E sem nenhum outro alento


                            Pensei em pedir um lenço
                            Para as lágrimas secar
                            Mas vi rostos sorridentes
                            Muitos passos, muita pressa,
                            E não quis incomodar


                                                 
                            Pensei que havia mensagens
                            No meu olhar
                            Capazes de carinhos suscitar
                            Mas já ninguém lê nos olhos
                            O que desejamos mostrar
                            A inquietude é pessoal,
                            Ninguém a quer compartilhar


                                                      
                          Coloquei óculos escuros
                          (sem necessidade)
                          E caminhei pelas ruas
                          (sem ser vista)
                          Ereta e firme, passando a ilusão
                          De que era , tão somente, 
                          Mais um invisível ser
                          Como os outros que ali transitavam
                          E que não demonstravam 
                          Possuir um coração


                                                                      (Marilene)


                                                 
(Imagens retiradas da internet. Se, inadvertidamente, estiver a ferir direitos, solicito seja avisada, para imediata regularização)

35 comentários:

  1. Marilene,
    Quase não existe mais esse olhar, essa atenção com o próximo. Mas ainda encontramos pessoas capazes de nos ouvir, de nos ajudar, eu mesma encontrei, mas é uma entre centenas. Profundo seu poema, muito bonito. E olha que interessante Marilene, você fala de pedir um lenço para suas lágrimas enxugar, eu escrevi hoje um poema em que aceno com um lenço branco em sinal de paz. Um abraço, um ótimo fds

    ResponderExcluir
  2. Nossa que linda, porém dolorosa poesia.
    Como eu queria leiloar as minhas dores, mas não acha que seria muito egoísmo da minha parte?
    Mas também percebemos o coração "duro" das pessoas e daquele ombro amigo que precisamos tanto, mas está falho.

    Me identifiquei muito com seu poema, beeijo (:

    ResponderExcluir
  3. Olá Mary! Tudo bem aí?

    Infelismente as pessoas estão passando cada vez mais despercebidamente umas pelas outras. Sua postagem foi muito interessante.

    ResponderExcluir
  4. OI MA..TD BEM?

    SAUDADES..

    AS DORES VEM, AS DORES VAO....NADA FICA PRA SEMPRE..NEM A FELICIDADE..
    AMEI SEU POEMA..ADORO VC!!

    Um beijo..tava com saudades do seu cantinho...

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho pena, sim eu tenho. O projeto humanidade está falindo. Estamos cada vez mais coisificados e menos humanizados, humanizantes, humanos...

    ResponderExcluir
  6. Ei MANA,
    Chega até a doer, de tão real. O ser humano encontra-se brutalizado e insensível, sempre olhando para o próprio umbigo, o que o impede de observar o que se passa ao redor.
    Claro que há muitas exceções, graças a Deus, mas este aspecto focado tem tido maior destaque.
    Precisamos, com urgência, exercitar o amor ao próximo.
    A primeira imagem é show.
    Adorei o poema! Você é o meu orgulho (rsrsrs).
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. MARILENE, a realidade dói não é? Adorei essa verdade:
    "A inquietude é pessoal,
    Ninguém a quer compartilhar"
    Muito legal o poema e parabéns pela idéia criativa da ilustração. Muito bem bolada.
    Beijos.
    Manoel.

    ResponderExcluir
  8. Mari, minha linda amiga!!!

    Dei uma sumidinha por causa da correria, mas tô de volta essa semana é minha última de trabalho, depois entro de férias.

    ah, mesmo que muitas pessoas passem na correria e nem olhem para nós ainda existem outras que são GENTE e nos sorriem e nos abraçam só com o olhar, e isso num tem preço.

    Super beijokita amada minha.
    :)

    ResponderExcluir
  9. Vim visitar seu blog, desejar de todo o coração que continue a ser uma benção, e que se deixe usar pelo Grande Mestre.E ao mesmo tempo desejar um natal feliz, também convidar você a fazer parte de meus amigos no blog, "A Verdade Que Liberta", unidos em Cristo somos uma verdadeira muralha contra qualquer calamidade, espero por sua visita. Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. A INSENSIBILIDADE É GERAL !!! AMIGA LINDO PARECE ATE UM DESABAFO DEUS TE CONCEDA UMA LINDA NOITE TUDO DE BOM!!!

    ResponderExcluir
  11. Amei seu blog e a maneira como escreve!!!
    Bj bonita

    ResponderExcluir
  12. Nem todos passam apressados.Existem pessoas especiais, como você que enxergam com o coração.
    Querida e linda amiga,obrigada pelas palavras lindas, meigas e generosas que deixastes no meu Blog.Vieram para enfeitar o meu aniversario de doçura e amizade.
    Bom domingo.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  13. Simplesmente M A R A V I L H O S O !
    Você querida, encanta meus olhos com sua poesia.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  14. Marilene, amiga querida,
    Esta postagem faz-me lembrar quando estamos em meio à multidão de pessoas que vêm e vão, e sentimo-nos sós, em meio a tantos e dentro de nós mesmos.
    Infelizmente, todos caminham em direções e objetivos contrários. Dia virá, porém, em que estaremos unidos em pensamento e em caminhada, rumo à nossa morada real, junto a nosso Pai.
    Um ótimo domingo e um grande beijo, amiga,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  15. Como disse Renato Russo, "a humanidade é desumana, mas ainda temos chance, o sol nasce pra todos..."beijos de boa semana pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  16. Marilene

    Excelente mensagem/visão de como (demasiadas vezes) nos sentimos.
    Nessas alturas, sempre desejamos ser invisíveis... e até somos!


    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Marilene... è uma oportunidade de reflexção, pois o nosso dia não há mais reconhecimento, a humanidade se afasta mais e mais uns dos outros. Caminhamos entre muitos e estamos sós. Más precisamos acreditar uns nos outros e acima de tudo Deus! Ainda temos chance. Lindo post! Obrigada pelo carinho e bom domingo. Bjos.

    ResponderExcluir
  18. Que verdadeiro! :)
    Às vezes passamos despercebidos pela vida.
    E quantos deixamos passar por nós, sem enxergamos a alma. Falta olhar pro coração.E esse olhar é bem mais profundo, precisa tempo e atenção.
    Beijos e amei seu texto!
    MARAVILHOSOOOOOOO!!
    Você é ótima! :)

    ResponderExcluir
  19. Oi Marilene!
    Que linnndo menina!
    Me sinto assim muitas vezes, me identifiquei.rsss
    Hoje as pessoas estão mais distantes, voltadas pra dentro de si e já não percebem a tempestade interior que vivencia quem está ao seu lado.
    Beijinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  20. Nos faz ver a realidade...beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  21. Que lindo! é um prazer ler esta querida amiga
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Tantos me olharam vulto
    Só tu me viste gente.
    Tantos me escutaram ruído
    Só tu me ouviste canção.
    Tantos me empurraram estorvo
    Só tu me tocaste carícia.
    Tantos me acharam nada
    Só tu me encontraste teu.

    Beijo. Feliz Natal.

    ResponderExcluir
  23. Belo poema. Ser parte da humanidade dá privilégios, mas requer várias coisas para nós, especialmente os valores como justiça e respeito. Você deve esperar que outros são justo e amigável com você, mas você deve ser justo e respeitoso com eles.

    beijos

    ResponderExcluir
  24. Versos perfeitos. Mostra um pouco a realidade da vida. As pessoas andam sempre muito apressados, as vezes até se esbarram uma as outras, e nem se olha nos olhos... Por vezes me sinto tão só caminhando no meio de grande multidão. Cada dia mais a humanidade se distancia um dos outros. Quem sabe um dia isso possa mudar. Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  25. Uma ótima segunda feira pra ti minha querida e uma semana toda linda...cheia de paz e carinho...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  26. Um poema lindo que, infelizmente, espelha a realidade! Já não há humanidade, todos são egoistas demais...

    Um bj

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    É sempre um grande prazer para mim do que passar uns momentos em seu blog.
    Espero que esta nova semana parece bom para você.
    Tenha um bom dia
    Sinceramente da França
    Chris
    http://sweetmelody87.blogspot.com/

    Um pequeno presente para você
    http://www.casimages.com/img.php?i=090901111736505744368630.jpg

    ResponderExcluir
  28. Olá, querida

    " Das alturas orvalhem os céus,
    E as nuvens que chovam justiça,
    Que a terra se abra ao amor
    E germine o Deus Salvador"...

    Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
    Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
    Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

    "Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

    e então saberás que eu me feri e também me curei."

    Tagore

    ResponderExcluir
  29. Olá,Marilene!!

    Querida poetisa que versos lindos!!!Tão reais e verdadeiros que doeu na alma!Onde anda a humanidade??Onde anda o se importar com o outro??
    Mas mesmo sendo poucos, ainda existem quem se importe.Eu me importo!!Sei o que é precisar de um ombro, ou uma palavra e não receber nenhuma...mas graças à Deus isso ficou pra trás!!!Hoje tenho muitas alegrias!
    Beijos pra ti minha linda!!!!
    Tudo de bom!!!!

    ResponderExcluir
  30. MinhA LINDA!
    jÁ ME ENCANTEI TANTO POR AQUI,KKKKKKKKKKK,QUE AGORA SOU UMA ENCANTADORA DOS TEUS ESCRITOS...
    BJSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  31. Marilene ! je ne suis pas un artiste ! j'aime seulement creer des images a mon idée ! si tu desire, une image pour mettre en haut de ton blog, avec le titre de ton blog ! dis le moi, et je la ferais

    ResponderExcluir
  32. Je suis ravi donc ! que l'image te plaise !
    j'ai vu aux actualités
    le deces de Cesaria Evora, "une voix fascinante"
    Pour moi, c’était une chanteuse qui avait le blues avec cette voix la plus expressive du monde
    c'etais l'une des références majeures de la culture du Cap Vert

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...