26 de fevereiro de 2012

AUSÊNCIA

(Brad Kunkle )

                                       Ausência ...
                                       Coração vazio
                                       Corpo sem calor
                                       Alma que vagueia
                                       Procurando a ilusão

                                       Ausência ...
                                       Interior sem colorido
                                       Falta de abrigo
                                       Para o espírito 
                                       Que um dia se sentiu flor

                                       Ausência ...
                                       Apenas sombras
                                       Nas lágrima do coração
                                       A perda de si mesmo
                                       Em pedaços e nós
                                       Espalhados
                                       Em caminhos vãos 

                                                                    (Marilene)


(Imagem retirada da internet. Se estiver a ferir direitos, gentileza avisar, para imediata regularização.)

56 comentários:

  1. Que lindo Marilene

    Acho que foi a definição mais perfeita que eu já vi da palavra ausência.

    Lindo demais, como tudo que vem de você...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  2. E é sobre ausência que eu também venho falar, ou melhor, pedir desculpas. Meu tempo anda cheio de variações (parece um eletrocardiograma, cheio de altos e baixos). Estou numa tentativa de atualizar minhas leituras, sei que vai demorar, tenho boas e frutíferas produções para ler, mas quero dizer que, apesar de atrasada, eu vou chegando...

    Deixo um beijo grande, querida Marilene!

    ;)

    ResponderExcluir
  3. Olá!Bom dia!

    Mais um belo poema!
    Penso que"Para quem ama, não será a ausência a mais certa, a mais eficaz, a mais intensa, a mais indestrutível, a mais fiel das presenças?" Proust
    Bom domingo!
    beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema,Marilene!!beijos,ótimo domingo e semana!chica

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida
    Que logo seja encontrado dentro de vc mesma o seu eu real!!!
    Bjm de paz e alegria

    ResponderExcluir
  6. Duas pessoas que se amam, espalhadas, estão mesmo emcamainhos vãos. Muito belo o poema. Beijos

    ResponderExcluir
  7. toda a estética da ausência é a primeira etapa da renovação.

    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  8. É na ausencia que descobrimos
    o quanto uma pessoa nos faz falta!
    Abraços e bom domingo!

    ResponderExcluir
  9. Ausência que machuca a alma e dilacera o coração...beijos de boa semana pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  10. Difícil suportar a ausência quando o amor é grande. Um abraço e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  11. Seu conceito de ausência nesses versos foi certeiro e lindo."Lágrimas do coração", é isso que a ausência provoca...
    Sempre linda você!
    Beijokas doces!

    ResponderExcluir
  12. Saudade é uma dor que só aumenta.
    sei o que diz nesse poema.
    Padeço deste mal sem cura.
    ^^
    saudade eterna
    beijos querida ***

    ResponderExcluir
  13. Mari, minha amiga

    lindo! Sabe que eu acho que através dessas ausências é que encontramos mais e mais presença dentro de nós.

    bjos de carinho na bochecha.

    ResponderExcluir
  14. Seus textos são belíssimos! Sempre saio daqui enriquecida!
    Muito obrigada e parabéns!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  15. A ausência, seja lá do que for, deixa sempre alguma marca!

    gostei de seu poema... singelo e sublime!

    bjks JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  16. Gostei em especial da última estrofe."A perda de si mesmo
    Em pedaços e nós
    Espalhados
    Em caminhos vãos ".
    É, "quem sabe, sabe, quem não sabe, bate palmas". Como eu não gosto de aplaudir, te parabenizo, Marilene!rs

    Abraços

    ResponderExcluir
  17. A ausência é dor quando colocamos toda nossa forma de ser feliz nas mãos de outrem, e quando esse outrem nos falta... Ficamos como tu descreves:
    "coração vazio
    "corpo sem calor"
    "alma que vagueia"
    ( e o mais trágico, penso eu)
    "A perda de si mesmo"


    Um grande beijo, minha querida..
    Um domingo de luz!! ;)

    ResponderExcluir
  18. Que triste á a ausência amiga! Vc a poetizou muito bem! bjooosss

    ResponderExcluir
  19. Oi, Marilene. Ausência é sempre carregada de tristeza. È realmente a perda de nós mesmos. È tudo isso amiga! Perfeitos versos. Bjos e linda semana!

    ResponderExcluir
  20. Tem momentos da minha vida que me sinto impotente
    em expressar meu carinho e gratidão que sinto por cada amigo e amiga
    que de certa forma faz parte do meus dias.
    Sou uma pessoa que vive a vida fora da net sem muitas amizades
    no longo periodo de restabelicimento me recolhi
    para dentro de mim mesma preferindo o amor e carinho que recebo no meu blog.
    È um mundo fascinante onde sinto que pode existir amor verdadeiro
    e me sinto acarinhada a cada visita para mim é um afago na alma.
    Como agradecer tudo isso eu não sei apenas uma palavra posso dizer.
    Eu Amo Cada Um De Vocês.
    Já esteve nos meus planos deixar meu blog por falta de entendimento por levar cola
    essa fase ainda tento me recuperar por sempre alguém ainda fazer criticas.
    Recebi conselhos de toda parte para mim ser aquilo que sempre fui
    estou seguindo o conselho recebido do Brasil e Portugal .
    Uma amiga de Portugal foi fundamendal para mim não deixar
    meu blog onde conquistei muitas amizades solidas.
    Hoje no meu recolhimento esperando aquilo que tenho por vir ainda
    mais minha fé diz que vou vencer.
    A Luz que recebi desse mundo virtual tem a potencia de iluminar o Mundo
    quanto mais os dias meus.
    Como meu blog não tem fronteiras blogueiras e blogueiros de outos
    Paises também muito me ajudou para que hoje eu esteja firme e forte.
    Pronta para começar minha nova etapa que esta por vir.
    Longo foi meu recado imagine tamanho do amor
    que sinto por você que teve a gentileza de ler tudo isso.
    Deus abençoe seu final de Domingo.
    Uma semana na paz e na luz.
    Com carinho eterno..Evanir.

    ResponderExcluir
  21. Ainda bem que ninguém é insubstituível né? As ausencias são sentidas mas não são fatais, pra quem quer viver a vida feliz!

    Bela postagem!

    ResponderExcluir
  22. Ausência, algo de muito triste, que muitas vezes nos derruba de forma arrebatadora.
    Como sempre, você poetiza de uma forma que a gente sente até a dor nas palavras.
    Ficou ímpar, apesar de triste.

    Beijos querida Marilene.

    ResponderExcluir
  23. A ausência é algo desesperador, e machuca mais ainda, quando se trata de um bom amor.

    Até mais!

    ResponderExcluir
  24. A ausência é algo que muitas vezes machuca...
    Como sempre, você nos encanta com seus poemas!!
    Um grande abraço!
    jorge-menteaberta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. A ausencia doi, seja de outra pessoa ou de nós proprios...

    Gostei muito
    Boa semana Marilene
    beijinho
    cvb

    ResponderExcluir
  26. A ausência é mesmo cinzentona...
    Belo poema, gostei.
    Beijo, querida amiga.

    ResponderExcluir
  27. OI MANA,

    Muito sofrido este tipo de ausência.

    O poema é bem nostálgico, o que não lhe tira a beleza.

    Linda imagem!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. a ausência é completa nostalgia.

    beijos

    ResponderExcluir
  29. Bela poesia.Ausência que deixa saudades,muitas vezes dores e um dia o caminho brilhará novamente para aqueles que acredita que viver a vida vale a pena,mesmo que haja ausência de alguém.Abraços e uma boa semana para você.

    ResponderExcluir
  30. Bonito poema apesar de triste. Mas a tristeza por vezes carrega consigo uma beleza subtil que o poeta sabe traduzir.
    Beijinho e boa semana

    ResponderExcluir
  31. Uma bela segunda feira de muita inspiração e muita poesia pra ti minha amiga querida,,,beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  32. Bom dia,Marilene!!!!

    Belíssima poesia querida!!!!!Versos lindos e tão sentidos!!!
    Já senti esta ausência...bah!Como dói.
    Beijos pra ti!!!Bom começo de semana!

    ResponderExcluir
  33. Ola amiga-poeta!

    A ausencia é transformadora da saudade, por isso que quando se prolonga se torna tao triste!

    Linda voce, como sempre!

    Beijos e otima semaninha!

    ResponderExcluir
  34. Encantada Marilene com seus lindos versos bjos!Boa semana!

    ResponderExcluir
  35. Há que haver contrastes. O mais belo poema, o mais profundo pensamento, a mais sublime verdade nada são, se escritos com tinta da mesma cor do papel. Assim também o pleno sentido da presença exige o contraste da ausência para se realizar. Beijo.

    ResponderExcluir
  36. Olá moça, acho que fiquei ausência por poucos segundo.Mas me preenchi de novo.
    Amo seus textos Marilene, eles são energia e sensibilidade.

    Beijos amada

    ResponderExcluir
  37. Belo poema minha querida... ausência, tão amiga da saudade...algo que vez ou outra insiste em se fazer presente em nós...
    Doce semana amiga, beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  38. Marilene

    Interessante poema, propensão a invocar uma alma penada, que é uma realidade deste tempo.
    Queria dizer que o TOP SECRET OLAVO, tem novo capitulo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  39. Estas ausências doem pra valer...Será que seria possível juntar os pedaços que restaram...

    " A perda de si mesmo

    Em pedaços e nós

    Espalhados

    Em caminhos vãos "

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  40. Mesmo na ausência estamos sempre num presente que é justo aquele onde está o nosso estar.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  41. Lembrando uma canção: "Eu não sabia, que doia tanto"...

    Triste e linda, a sua poesia, Marilene!

    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  42. "Espalhados em caminhos vãos..."
    Gosto de recolher versos, gosto dos teus versos!
    Uma doce semana, amiga!

    ResponderExcluir
  43. Marilene,

    Seus poemas e seu blog é um luxo só que me deixou muito encantado com o charme e bom gosto dos versos, das imagens. Enfim. De tudo. Fiquei muuito feliz emconhecer seu canto. Vim agradecer o comentário feito a meus poemas no blog do meu amigo Arnoldo pimentel e convidá-la a visitar meu blog pessoal http://emaranhadorufiniano.blogspot.com

    Sua visita por lá me deixaria muito feliz e seus comentários seriam muito
    bem vindos. Já lhe sigo ocm um enorme prazer.

    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  44. A ausência nos leva a reflexão; Portanto, nunca a um vazio desprezível. Seu blog nos instiga a ficar adorando sem pressa de partir. Sem pressa, agradeço a dádiva da patilha de tão belo post.Beijo com toque sutil de queijo, do alegre leitor.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
  45. Olá Querida!!
    Ausência, o próprio nome diz tudo! Falta, falta, falta...mas muitas vezes é nesse momento que nos encontramos!

    Lindo poema!!
    Abençoada Semana!!
    Tenha belos sonhos...

    ResponderExcluir
  46. Olá, é triste descobrir o coração vazio, e descobrir a ausência, um grande passo! abraços

    ResponderExcluir
  47. Olá querida Marilene,

    Sempre, que olho sua foto em meu blog, fico feliz, porque seu sorriso me contagia.
    É uma mulher, decerto, que está muito bem com a vida, é uma mulher, como se diz, em Portugal, resolvida.
    O tema de seu poema é a ausência, que, quase sempre é bastante dolorosa, mas todos nós já passámos por essa etapa.

    Tenha uma semana divina e sublime.
    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  48. Um belo dia pra ti minha amiga, repleto de carinho, paz e poesia,,,beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  49. Bom dia querida, que belo poema. Gostei muito. Passando para uma visita carinhosa e dizer que tem selinho de presente para ti no meu blog, passe la. Tenha um dia iluminado e beijinhos carinhosos par ti querid.

    ResponderExcluir
  50. Qualquer ausência deixa uma dor grande na alma. lindo poema,amiga


    Beijoss

    Carla Granja

    Assim já vais directo ao meu blog

    ResponderExcluir
  51. A ausência daqueles que amamos é um profundo abismo e uma constante inquietação! Dói, maltrata e dilacera o coração!
    Essa dor você conseguiu transmitir muito bem em seus versos...

    Beijos

    ResponderExcluir
  52. A ausência muitas vezes nos enche de um sentimento que faz doer a alma... A saudade!

    Um beijo carinhoso para você!

    ResponderExcluir
  53. Mari... Recebi uma tag sobre art, e te escolhi a participar, não é obrigatório ta? sinta-se á vontade. Mas quero muito que veja o post, pois tem algumas palavrinhas de carinho ao seu blog e a ti...

    ResponderExcluir
  54. Ausência ..
    Coração vazio
    Corpo sem calor".
    Amiga teu lindo poema consegue nos fazer pulsar no mesmo ritmo e no sentimento da ausência.Ausência é isto, é vazio.Amei.
    Que os teus momentos sejam plenos de presença e de amor.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  55. Lindo poema, Marilene.

    Mas depois da ausência........

    Beijusss

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...