7 de fevereiro de 2012

JEITO DE SER

(Abhilasha Singh)
                                                        
                                                 
                      Gosto dos cantos
                      Onde se pode observar
                      Os rodopios
                      A vida
                      A feição de cada rosto
                      E sua forma de expressão


                      Gosto das sombras
                      Onde se pode admirar a luz
                      E sentir sua sedução
                      Sem da escuridão sair,
                      Não há pressa em se mostrar
                      E tudo se pode focar


(Jaime Ibarra)
                                                   
                      Gosto das esquinas
                      Pontos de parada nos caminhos,
                      A reflexão sobre o retorno
                      O adiante que chama
                      O exercício do pensar


                      Gosto das ramificações
                      Pois não há pés, nem mãos
                      Para todas alcançar,
                      Um emaranhado, uma teia,
                      Para bailados novos
                      Para movimentos criativos
                      Para choques de sentidos,
                      Diversificados


                                                         
                                                        
                     Gosto do nada
                     Eis que pode ser preenchido pelo querer.
                     Parte do tudo já se fez presente
                     E nem sempre satisfez,
                     Nele está o virgem papel
                     Onde se pode desenhar
                     O desconhecido, 
                     Recolorir a história ,
                     Definir aquele mais, 
                     Que almejam todos os seres,
                     Para sua completude


                    
                                                           

51 comentários:

  1. Que Belo Marilene, parabéns, me impressiona sua facilidade de criação, lindo, belas imagens escolheu tbem! bjooosss

    ResponderExcluir
  2. gente que gosta desse tipo de coisas, é gente profunda, gente que mergulha fundo na alma para sair de lá leve e mais gente ainda. E eu adoro gente que gosta de vazio, pois é gente que sabe fazer sua história, criar seus próprios caminhos e além de tudo, não pega carona na superficialidade do já pronto, do conceituado, do definido.
    Gosto de gente assim feito você: Autêntica.
    Beijokas doces e parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  3. MARILENE, o bom é que o poema anda em paralelo com uma reflexão para cada estrofe. Interessante o "Gosto do nada..."
    Bjos.
    Manoel.

    ResponderExcluir
  4. Minha querida e talentosa amiga!
    Meu carinho sempre por ti perdura...
    Hoje viajando na adrenalina do tempo,vivo uma intensa reflexão no teu poetar...suspiro só para deixar entrar as palavras que compõe esse poema,que do jeito de ser,sempre será...
    bjs minha flor!

    ResponderExcluir
  5. também gosto de tudo isso.
    um poste muito bom.
    as imagens muito belas.
    beij

    ResponderExcluir
  6. E mais que gostar, te digo de coração, Marilene:
    Adorei esses versos que transcendem e que louvam o ato de viver. Muito otimistas. Obrigada pela visita e uma semana linda, linda, linda...beijos!!!

    ResponderExcluir
  7. Quando se vive pela busca incansavel da completude, há que se ter este jeito,que levamos no olhar,no cantar que se espalha pelos versos numa inspiração profundamente reflexiva e elegante de quem sabe o que se busca.
    Aplausos Marilene um belo trabalho na perfeita construção.
    Meu carinhoso abraço.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Mais um lindo poema Mary. E esse veio com umas idéias bem legais pra gente pensar e repensar!

    ResponderExcluir
  9. Olá querida Marilene,

    Dá prazer visitar seu blog, pela beleza e bom gosto, que ele encerra.
    Não me canso de repetir, sempre, isso.
    Seus pensamentos são uma fonte viva, um hino à vida.
    Você até do nada gosta. Bendita, seja, minha querida.

    Continuação de boa semana.

    Beijos do Breno e meus, de coração.
    Aguardamos sua visita. Há dança, sabia?

    ResponderExcluir
  10. E eu gosto de aqui passar, de ler, de me encantar, e curiosamente saio sempre deliciada! muito lindo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá Marilene,
    obrigado por compartilhar textos, versos, sentimentos, talento e estilo!
    Você escreve bem, muito bem! E isso faz bem...
    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. Oi, Marilene. Não tenho palavras! Amei. Belissimoooooooooooooooooooooooooooo! Obrigada querida sempre pela visita. Bjos carinhosos!

    ResponderExcluir
  13. Kawai... a profundidade de quem observa todos os detalhes a sua volta... onde faz de cada canto, de cada sombra belas reflexões... amei...

    beijos
    Giovanna

    ResponderExcluir
  14. OI MANA,

    Adorei este JEITO DE SER e as belas imagens.

    Você é sensacional com as mãos no teclado ou com caneta e papel às mãos (de prontidão - rsrsrsrs).

    Beijão.

    ResponderExcluir
  15. Cada pessoa carrega em si sua forma de gostar,,,de ser,,,de existir...de sonhar a vida...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia,Marilene!!!

    Uma belíssima poesia minha querida!!!!Gosto de observar também...sempre aprendemos algo novo,e o nada...bem ele é um convite a criatividade!!!
    As imagens são lindas!!
    beijos poetisa!!!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  17. Oi Ma...

    Somos a soma de tanta coisa né??
    E quantos opsostos fazem parte do nosso ser.
    Mas uma linda poesia.
    Amei as imagens.
    Um lindo dia a vc.
    Bj

    ResponderExcluir
  18. Tudo tem a sua magia, em determinados momentos... lindo o que escreveu Marilene.
    Perfeita, a escolha de imagens.
    beijos
    cvb

    ResponderExcluir
  19. "Jeito de ser*...encantador!
    És imbatível nessa arte ... PoeMizar*.
    Quanta magia por aqui, o teu cantinho é belo.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  20. Bonsoir !
    je ne suis pas tres en avance aujourd'hui pour faire la visite de mes blogs preferés.
    Effectivement, "Chris se trouve dans un congelateur en ce moment !" moins 15° pendant la nuit. peu importe le froid conserve non ?
    je te remercie pour ta visite et surtout pour ton commentaire, sur mon premier post concernant la Saint Valentin.
    Aussi chaque personnes qui laisserons un commentaire, chaque jour, il y aura des posts et des images differentes, que je joindrai a mes visites.
    J'espere, que ta journée fut tres bonne aujourd'hui.
    je te souhaite une excellente fin de soirée
    Bisous Chris

    Image pour St Valentin
    http://nsm07.casimages.com/img/2012/02/08/1202080107091250289410084.gif

    ResponderExcluir
  21. Amei!!

    Gosto das esquinas
    Pontos de parada nos caminhos,
    A reflexão do retorno
    O adiante que chama
    O exercício do pensar

    ResponderExcluir
  22. Excelente! Eu também gosto de ficar na "espreita" das coisas, assim meio de ladinho, no cantinho, na esquina, como quem nada quer. A gente vê e percebe tudo melhor. beijos.

    ResponderExcluir
  23. Gostei muito. Belas considerações. Querida Marilene, um beijo de carinho!

    ResponderExcluir
  24. E eu gosto de poemas que me toquem a alma, como este...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  25. Olá, Boa noite Marilene! Com vai você?
    Que poema lindo! É admirável a naturalidade de seu lindo poema!
    Fica em paz amiga!
    Grande e carinhoso abraço da Pérola.

    ResponderExcluir
  26. " Gosto das sombras
    Onde se pode admirar a luz
    E sentir sua sedução"
    Perfeito, amiga!Palavras que desabrocham sustentadas pelo clamor das emoções
    e vão costurando, com elegância, ponto a ponto lindos versos.
    Forte abraço.Eloah

    ResponderExcluir
  27. Marilene, já era pra eu ter vindo aqui agradecer a gentileza das suas palavras, além de visitar o seu canto tão charmoso. Ando por aí onde as palavras me chamam e as suas sussurram lindamente.

    Mais uma vez, obrigada por gostar dos meus palavrões... Rsrs.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é por demais criativa e ler suas postagens, um grande prazer. Bjs.

      Excluir
  28. Marilene!!!
    Saudades daqui.
    Mesmo que demore determinado tempo, sempre retorno para
    apreciar suas palavras, sua visão de vida, de momento,
    que tão bem sabe expressar em seus textos.
    Seu blog está de cara nova, e muito bem estruturado, parabéns.

    ''Parte do tudo já se fez presente,
    E nem sempre satisfez''

    Mas mesmo assim, tornou-se um motivo para ser recordado...
    Alma limpa e leve, assim a vejo diante desse texto.

    Um abraço, até breve...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades do seu adormecido blog, que necessita acordar. Bjs.

      Excluir
  29. Bom dia,Marilene!!!

    Minha linda poetisa,tenha um ótimo dia!!
    Beijos com carinho!!

    ResponderExcluir
  30. Um belo dia pra ti minha amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  31. Mari, porque há sempre uma riqueza que enxergamos em coisas e lugares que ninguém mais vê.

    bjos de luz carinho amiga minha :)

    ResponderExcluir
  32. Amei esse jeito de ser, sem caminhos traçados, sem pressa de se mostrar, sem perfeições, um ótimo dia pra você, bjo!

    ResponderExcluir
  33. Oi Marilene! É preciso paz interior para observarmos a beleza de cada um desses momentos. Sem a pressa ou a fúria, conseguimos enxergar no nada, como você disse, o espaço onde o tudo pode existir. Um grade beijo, Deia.

    ResponderExcluir
  34. Boa tarde amada.
    è um prazer chegar nesse momento, a tua leitura é doce e sábia.
    Um beijinho Marilene.

    ResponderExcluir
  35. Vê...
    Vê o pintor ante a tela nua, imóvel e silente.
    Vê o músico, que contempla a pauta vazia.
    Vê o poeta e o escritor perante a página virgem.
    Vê o escultor que fita o bronze, a pedra ou a massa de barro informe.
    Vê... mas vê com os olhos da alma, reverentes,
    Pois és neste momento único a feliz testemunha
    De um ato de criação!


    Fico imaginando você, Marilene, naqueles segundos que antecedem o nascimento de teus versos. Vejo um espaço vazio na telinha, e você está com os dedos suspensos a centímetros do teclado, o rosto refletindo intensa concentração. E de repente os olhos brilham, os dedos se movimentam e onde nada havia surge agora uma poesia como essa... é um milagre!

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua escrita sempre me encanta e seus presentes reluzem. Bjs.

      Excluir
  36. Oi, linda!
    É bom deslizar assim.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  37. Quem gosta dessas sensações é poeta de verdade.
    A vida é feita de variedades e de sutilezas que só a alma é capaz de assimilar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde amiga,
    Lindo seu poema!
    Gosto de aprender sempre mais toda a vez que venho aqui.
    Amiga
    Venho lhe desejar uma linda semana coberta de muita paz e amor!
    Sua presença é muito importante em meu cantinho, por esta razão veio lhe agradecer o seu carinho de sua amável visita sempre.
    Assim que poder acesse o link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
    e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
    Obrigada de todo o coração!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  39. Poema que enche o vazio de vida!
    E eu gosto de te ler, aprecio seu talento pra escrita.
    Beijokas e tudo de bom sempre! :)
    Linda noite querida!

    ResponderExcluir
  40. Os poetas se sentiram cem vezes melhor do que os filósofos. Olhando para a beleza que encontramos mais verdade.

    beijos

    ResponderExcluir
  41. Uaua, que lindo poema e que linda imagem!

    ResponderExcluir
  42. Todos os comentários que deixam aqui enriquecem o meu espaço e trazem alegria ao meu coração.
    Obrigada! Bjs.

    ResponderExcluir
  43. é dos pequenos fragmentos de cada coisa de que gostamos que se constrói, tijolo a tijolo, a bandeira da completude.

    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  44. Uma miríade de gostos.
    Gostei de tudo aqui.
    Lindo, Marlene

    bjs

    ResponderExcluir
  45. Em cada oposto, há um gosto para garantir a existência dele, e aqui, nos deparamos com uma diversidade de sentires, que abre-nos tantas possibilidades...

    ResponderExcluir
  46. Bom dia !!obrigada por participar do meu blog.quanto o que escrevi sobre á critica:Foi para uma pessoa que entrou no meu blog,escrevendo muitas ofensas,falando que fiz justiça com as proprias mãos,dizendo que sou uma pessoa mal amada,e outras coisas,porem já passou...


    Agora vamos falar do seu blog ele é simplesmente lindo!!Adorei com cereteza passarei no seu cantinho muitas vezes.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...