22 de março de 2012

INQUIETUDE

(Ben-Zank)
                                             
                         Não sei se venci
                         Ou se fui vencida,
                         Não recebi notas ou medalhas
                         Em cada etapa da vida,
                         Em minhas coleções
                         Ouros e pedras, misturados,
                         São no mesmo espaço guardados,
                         Vitórias e derrotas
                         São simples sensações
                         Sem coroas ou chicotes,
                         Acumuladas, armazenadas,
                         Ou a outros repassadas


                          Não sei se cortei arestas
                          Ou se me prendi nelas
                          Como em um labirinto,
                          Se portas abri ou apenas as destranquei
                          Para que outros pudessem se locomover,
                          Se percorri todos os espaços
                          Ou se me acomodei em um deles
                          Esperando ser encontrada,
                          Se me senti amparada
                          Ou abandonada,
                          Não sei definir o tudo 
                          E sequer o nada
                          Firmados em riscos,
                          Ariscos, mas inapagáveis


                          O saber não chegou ao coração
                          Que questiona  cada passo,
                          Não sei se são certas as direções
                          Ou se me embriaguei em sensações
                          Ao fazer escolhas,
                          Vejo bolhas de sabão,
                          Vejo bolas ao vento
                          Encantos para os olhos
                          Que focam o fora e esquecem o dentro


                           É válido perguntar à vida
                           Se a resposta é silêncio?
                           Há conforto em perguntar ao passado
                           Se ele não chega ao presente
                           Senão em lembranças?


                           A filosofia nada soluciona ...
                           Vai-se o tempo, que nada quer saber
                           E persiste, incansável,
                           A inquietude  do meu ser


                                                               ( Marilene)

76 comentários:

  1. Olá Marilene!

    Estou ausente e ainda ficarei por um bom tempo,pois meu filho sofreu um acidente,mas graças a Deus está se recuperando.Não tenho tido tempo,e foi justamente na véspera do dia Internacional das Mulheres,postei e agora exatamente 1.10 da manhã que estou visitando os amigos.Parabenizo seu lindo poema .Bjs no seu coração e um lindo dia.

    ResponderExcluir
  2. Muitas vezes a vida nos deixa dúvidas.Lindo Poema, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi minha querida amiga, Marilene!
    Acredito que só há dois tipos de julgamento, para o que fazemos em vida: O da consciência e o julgamento divino. Ah... já votei amiga. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Deixei meu voto em sua poesia, boa sorte.Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Marilene, precisava vir te deixar um beijo, e ler tua poesia.
    Desculpa ausência.
    Tenho certeza que será um sucesso a votação.
    O texto como sempre, me leva a refletir.É muito intenso, e profundo, além de lindo..

    Beijinho amada

    ResponderExcluir
  6. E se antes de ir desse um saltinho ao Momentos???
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia querida Marilene,

    Vencer ou ser vencida são situações antagónicas, nós sabemos.
    Sua poesia, para além de muito bem trabalhada e pensada, fala desssa interrogação, que é saber se está sendo proveitosa ou não, nossa vivência, aqui, na Terra.
    O seu sorriso me diz, que a sua foi e continuará sendo, muitos anos.
    E como diz uma canção Portuguesa: "Não peça demais à vida, aceita o que ela lhe der...".
    Você tem ar de mulher muito feliz, realizada e benevolente.

    Boa sorte para seu poema, que está à votação.

    O Blog "Singularidades da História" foi removido por nós, devido à falta de tempo. Os nossos agradecimentos pela sua importante contribuição.

    BOAS FÉRIAS, COM SORRISOS, AFAGOS E ABRAÇOS BEM VIVIDOS E SENTIDOS.

    Beijos de muito carinho e luz.

    ResponderExcluir
  8. Pois é na inquietude do ser que se traçam caminhos, sonhos, e se faz uma história de vida...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  9. Nem sempre temos todas as respostas, mas independente das questoes que envolvem a vida, a gente nao desiste de caminhar.

    LINDO e de uma grandeza que abrange a vida de todos nós: (in) certezas.

    Beijos querida e que suas férias sejam maravilhosas!
    Faz bem levar o coraçao pra tomar sol. rs
    ...dia lindo pra voce, que é só inspiraçao, amo te ler!

    ResponderExcluir
  10. Olá Marilene querida


    Linda tua poesia...
    Por vezes me sinto assim, sem respostas até para as coisas mais simples...
    Me vi em muitos dos versos da tua poesia hoje.

    Beijos e aproveita muito a viagem e saiba que vamos sentir muito a sua falta querida... Aproveita!!!!!

    Ani

    ResponderExcluir
  11. Olá Marilene, maravilhosa poesia, tenho certeza que esse premio será seu, amiga estou dando uma ultima passadinha p me despedir, passa lá no blog p vc participar do sorteio, bjoooooss e até a volta!

    ResponderExcluir
  12. Hola Marilene, me emocioné al leer tu poema, quedé con ganas de seguir leyendo.

    Un gran saludo desde BsAs.

    ResponderExcluir
  13. A inquietude de suas palavras me afagou. Bonito!

    Um beijo, querida ;)

    ResponderExcluir
  14. buááá eu já estou sentindo amiga, mas espero que se reponha as baterias e voltes linda e fagueira para nós, tuas belas postagens nos faz bem... E teu voto de hoje foi computado amiga... ainda hoje a última parcial e domingo a grande festa de premiação. Um enorme e doce beijo no coração!

    ResponderExcluir
  15. Marilene, lindo poema!
    Descanse bastante, pois o mar é mesmo um revitalizante da alma e do corpo!!!
    Eu me retiro todos os finais de semana, adoro, estou até pensando em me mudar de vez, viver à beira-mar!!!
    Abraços e boas férias!
    Ivone

    ResponderExcluir
  16. Oi linda! Votei em você! Já saiu o resultado?
    Lindo seu poema! Mas para sabermos se tudo o que fizemos valeu a pena é só perguntar pra sua consciência!
    Eu durmo profundamente todos os dias porque minha consciência assim me permite, portanto, creio que fiz tudo certo!

    Beijão

    ResponderExcluir
  17. A vida é feita de perguntas.
    Não se nutre de respostas.
    Tem fé em tuas dúvidas.
    Mas nunca duvides de tua fé.

    Vai deitar-te nas areias
    E traz-nos, quando voltares,
    Notícias dessas sereias
    Que habitam os teus mares.


    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Marilene, um show seu poema amiga, transmitiu com perfeição o que as vezes vem e nos toma, nos domina: a inquietude...aproveite o mar querida, com certeza sentiremos sua falta...te esperamos desde já...divirta-se, beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  19. Olá Querida, Marilene.
    Já depositei meu voto na urna. rsrs
    Boa sorte, amiga!

    ResponderExcluir
  20. Pois é na inquietude do ser humano que nascem belas criações como este teu poema.
    Bom descanso, volta retemperada.
    Aguardarei no meu Sentidos.
    beijinho

    ResponderExcluir
  21. Oi Marilene!
    Os acomodados não questionam. Questionamento e inquietude andam juntos.E isto é bom, nossas perdas e ganhos precisam ser avaliadas, pensadas, mas nada na vida vale a pena se não for passado pelo crivo do coração.
    Já fui lá votar. Aproveite o descanço e tudo de bom!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  22. Simplesmente maravilhoso beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  23. A despedida com um belo poema . Lindo! Amiga tenha uma boa semana de descanso junto ao mar,eu também estou desejando que venha Maio para ir para a minha casa da praia ,passear junto ao mar e descansar a cabeça

    Bom fim de semana,beijo

    CARLA GRANJA

    Carla Granja

    http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  24. Ah, querida amiga... Dessa inquietude eu tb me queixo. Versos plenos de sensibilidade e lirismo, parabéns! Beijinhos, Milla

    ResponderExcluir
  25. Muito bom mais uma vez seu texto! Parabens Mary! Seus poemas estão cada vez melhores!

    ResponderExcluir
  26. Olá MANA,

    Inquietude é vida. Estamos sempre em busca de respostas.

    LINDO O POEMA e a imagem é um encanto.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Marilene, você fez versos maravilhosos
    e perfeitos sobre o nosso tempo, que lindo.
    Você com certeza é a maestria das palavras.
    Bravo, bravíssimo!
    Simplesmente amei!}
    Beijoss

    ResponderExcluir
  28. Um excelente final de semana pra ti minha amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  29. Marilene

    Volto a escrever aqui o que disse a sua irmã
    Seu compartilhar traz muita grandeza com os seus lindos versos.
    Lindo descanso energizado de muito mar.

    bjs.

    ResponderExcluir
  30. Bom dia,Marilene!!

    Que versos lindos!!!!Esta inquietude é uma eterna acompanhante...de tempos em tempos ela aparece!rs Pra mim, é bom, pois me faz questionar o caminho e instiga a mudar se necessário!Ou simplismente dá uma sacudida,para lembrar de fugir do comodismo...rs
    Boa semana de férias poetisa!!!O mar é um bálsamo!!Renova as energias!Sentirei sim sua falta!!!És uma amiga muito especial!!!!Beijos!!

    ResponderExcluir
  31. Linda poesia na qual me encontrei!!Sentirei sua faltaaaaaa!!rs
    Mas,o mar é tudo!!Divirta-se!

    ResponderExcluir
  32. olá amiga poetisa, que deleite, muito bom, um ótimo fim de semana, beijinhos

    ResponderExcluir
  33. Gracias mi buena amiga por acariciarnos el corazón con la sublime belleza en cada verso de tú hermosa poesía, y por concedernos el privilegio de ser testigos de ello. Que tengas un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderExcluir
  34. Minha querida

    Um poema maravilhoso como sempre...a vida tem tantas perguntas sem resposta.
    Vou passar agora no ostra, ainda não votei.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A inquietude também nos faz refletir. Lindo texto!Bjs

      Excluir
  35. Olá, Marilene

    Este seu poema é excelente, com perguntas e inquietações próprias da nossa condição sempre à procura de respostas.

    Desejo-lhe boa férias e muito sol.

    Beijos

    Olinda

    ResponderExcluir
  36. Que linda expressão de ser.
    Com toda a inquietude dos que querem mais.

    Adorei Marilene.

    Beijo meu

    ResponderExcluir
  37. Vim conhecer o seu blogue, pois vi o Link no blogue da Isa. Entrei mais um poema de que gostei muito.
    Eu não gosto de comentar poesia, porque não o sei fazer. Poesia não é como a prosa, poesia é sentimento e estes sentem-se não se comentam.
    Desejo-lhe excelentes férias.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  38. Um sábado de muita paz e muita poesia pra ti minha amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  39. Marilene, Querida

    Inquietudes são parte de nós, do quotidiano, da Vida...
    Consegues colocar em Poema esta causa que, ora trás preocupações e medos, ora nos faz avisados e cautelosos.
    Tema edificante, Amiga.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  40. nenhuma batalha só se ganha como nenhuma só se perde. pior, mesmo, são os efeitos invisíveis, até porque a vitória e a derrota são tão efémeros como qualquer outro julgamento do homem.

    beijinho, querido amiga!

    ResponderExcluir
  41. Marilene,
    você lê pensamentos?
    Essas inquietudes... e eu pensando nelas hoje...

    Vou lá no pena de ouro, você merece!

    Te convido a conhecer a cidade em que moro, está lá no blog, (e conhecê-la pessoalmente, claro).

    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  42. Minha amiga tomei a liberdade de colocar você
    na minha postagem .
    Eu amo você e seus e sus poemas me encanta
    minha alma.
    Beijos lindo final de semana.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  43. amiga
    belo poema, um maravilhoso dia, saudades bjs

    ResponderExcluir
  44. Olá minha querida, Marilene. Passei para desejar-te um domingo com muita luz e paz. E o resultado já saiu? Mas independentemente do resultado, quero que saiba: Votei no seu poema, por que realmente achei o melhor. Beijos.

    ResponderExcluir
  45. Bom dia de domingo minha querida!
    Muito obrigada pela doce visita, amamos e todos os dias agradecemos a Deus pelo amor que nos une e pedimos que ele continue sendo, um amor além do amor, além desta vida...
    Beijinhos querida.

    ResponderExcluir
  46. Oi Marilene!Aproveite a semana de sol então!Pena que não deu mais tempo de votar em vc...Bjos e boa semana!

    ResponderExcluir
  47. Mari,
    a inquietude impulsiona a ação trazendo nas perguntas a necessidade de buscarmos as respostas e nos movermos em função delas.O que na vida é o fundo musical da caminhada.
    Belos versos.Melodiosos!
    Bom descanso e aproveite tudo!!
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  48. Claro que vou sentir a falta mas...se é por uma boa causa...boas férias.
    Bjs

    ResponderExcluir
  49. Acho que a única certeza que podemos ter no decorrer de nossa existência é a própria vida que vivemos, Marilene, nem mais nem menos.
    Medos, dúvidas, apreensões e incertezas sempre existirão, mas se fizermos aquilo que nosso coração considera certo sempre daí nada teremos a temer.
    Boa semana e um abraço, Marilene.

    ResponderExcluir
  50. Bom dia,Marilene!!!

    Vim deixar meu beijo e meu carinho querida poetisa!!!
    Que estejas aproveitando muito!!!
    Beijos!Até.

    ResponderExcluir
  51. Ness vida caminhamos sempre tentando fazer o melhor de nós, andando de mãos dadas com o coração e a razão as coisas ficam mais bem feitas, mas num dão certo a gente tenta de novo.
    Adorei o poema e a imagem *-*

    Mari querida, mas ai ai ai, já to sentindo sua falta!! rsrs
    Mas espero que esteja se divertindo e renovando tooooooooda energia :)

    bjos de luz e carinho ♥

    ResponderExcluir
  52. Mas também é da inquietude que emanam as nossas interrogações e, muitas vezes, a descoberta da melhor maneira de vencer.
    Magnífico poema, gostei muito querida amiga.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  53. Passando para deixar um beijo e desejar um semana cheia de alegrias e realizações.

    Ani

    ResponderExcluir
  54. Vai o sol procurar
    Para renovar energias
    Nas águas deliciosas do mar
    Serenas que não estejam muito frias!

    Volte com elas renovadas
    Traga no rosto muita alegria
    Das saudades recordadas
    Nos lábios um sorriso e simpatia!

    Um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  55. Ai, ai, Marilene...
    será que está tudo bem com vocês?...
    por Deus, menina, tenho pensado em ti e na Verinha.

    Espero que seja apenas uma pausa...
    Beijos e te cuida!

    ResponderExcluir
  56. Hahaha!...
    nossa, Marilene! Tenho que mudar meus óculos, ufa! Agora li que vocês estão em férias, hahaha! Então... ótimo descanso!
    Tô rindo sozinha aqui!
    Beijos até a volta!

    ResponderExcluir
  57. Passando pra deixar um grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  58. E é nesta inquietude que se passa uma vida. Por vezes o silencio é imprescindível.

    Beijinho querida amiga, boas férias!
    cvb

    ResponderExcluir
  59. Um poema cheio de beleza...de uma inquietude que é fonte de todas as coisas.
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir


  60. Paso a saludarte para hacerte participe del entusiasmo que me invade el corazón durante estos días. En la tierra que me ha visto nacer, crecer y desarrollarme como persona...¡¡Asturias!!

    Cuando pasen las fiestas y regrese a mi habitual paisaje afortunado canario, volveré a abrazar la calidez de las letras, para seguir derramando los sentimientos archivados en aras del pensamiento.

    Te dejo…

    El sabor de un viejo abrazo

    y un beso sin rubor.

    María del Carmen


    ResponderExcluir
  61. Uma inquietude poetizada lindamente.

    Ótima férias Marilene.
    Volte renovada. Ah! Sentirei sua falta!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  62. Olá Marlene, adorei seu blog!!erá que vc me permitir postar esta emmeu facebook suas palavras tão bem escritas?? Claro com referencia deste blog encantador... Bjs

    ResponderExcluir
  63. Bom dia,Marilene!!!

    Querida poetisa vim deixar meu beijo e meu carinho!!!
    Saudades suas amiga!!!! Espero que esteja aproveitando muito!!!!
    Beijos!Até!

    ResponderExcluir
  64. Minha querida e talentosa amiga!!!
    Amei teu texto.
    E os teus blogs estão muuuito lindos.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  65. Um poema para ler e nos deixarmos levar pela reflexão das palavras. Uma inquietação que nos toca a todos.

    Abraço

    Runa

    ResponderExcluir
  66. Olá querida, Marilene!
    Passei por aqui para desejar-te um belíssimo fim de semana, com puita paz e muito amor no coração. Beijos

    ResponderExcluir
  67. Acho que essa inquietude faz parte sabe,de certa forma nos move,nos faz ver o que há,nos ver procurar sempre o melhor da vida.
    ótimo descanso pra vc,alegria e tranquilidade nos teus dias Marilene!abraço,=)

    ResponderExcluir
  68. Fazes música na tua alma e das palavras sentimentos.Encanto-me com este teu mundo de silêncio, inquietude,interrogações e ausências que fizeram deste teu texto uma bela poesia.
    Grandes voos.Bom domingo minha linda amiga!Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  69. Desejo que vc esteja aproveitando seu descanso!!!!!

    Beiocas

    ResponderExcluir
  70. Estive um tanto ausente...Saudades sim, Mari.. ;)
    Boa reflexão teu poema.
    Que esteja a gastar muito da felicidade em teu descanso.

    Um grande beijo luz
    **

    ResponderExcluir
  71. Impassível passa o tempo

    Não sei se cortei arestas
    Ou se me prendi nelas
    Como em um labirinto

    E as perguntas remanescem


    Bjo

    ResponderExcluir
  72. Que desfecho MARAVILHOSO ! Como é talentosa essa poetisa !! Voce me encheu de emoçao, porque pairam essas mesma sensaçoes sobre mim. A vida é realmente uma caixinha de pandora, algo imperscrutável.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...