20 de março de 2012

OUTONO DA VIDA

(Creative Photo Manipulation by Norvz Austria)


                   Não me peçam que cale meus sonhos
                   Não me digam que é incerto o momento
                   Nem afirmem que não tenho mais tempo
                   Para plantar, colher e saborear
                   Os frutos de um amor perfeito
                   Como o nome da flor que, com sua forma,
                   Inspira e encanta


                   Não me mostrem o tempo cinzento
                   Fechando as cortinas ao sol,
                   Não insistam que o outono da vida
                   É  sinônimo de descanso
                   A exigir , simplesmente,
                   O cultivo do já semeado,
                   Sem esperas, sem aguardo do que pode vir,
                   Não me impeçam de ainda sentir


                   Não me façam perguntas
                   Nem me imponham respostas,
                   Não me digam quem sou 
                   Nem definam os caminhos que já percorri
                   Como se todos já houvessem desaparecido,
                   Não me tirem da vida o sentido


                   Não mencionem que o corpo está morto
                   De possíveis sensações
                   Já levadas por outros verões,
                   Não esperem que eu perca as ilusões ...


                   Elas se renovam em todas as estações


                                                         Marilene

53 comentários:



  1. Los rododendros ya han florecido
    coloreando de naciente primavera mi balcón
    y mi corazón sé vestirá de hojas de alegría.

    La alegría que este amanecer te envío
    sobre el dorado crepúsculo de la poesía
    para ser amonestado el silencio del vacío...

    Mis retinas se detendrán
    en la estación con más acuarelas
    que han podido brotar
    de la ágil paleta del pintor...

    Un beso con sabor a inaugurada primavera

    María del Carmen


    ResponderExcluir
  2. Lindo Poema!
    Conte com o meu voto, minha querida,
    pq gosto mt do que escreve!
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Marilene. Estou torcendo por vc! Boa sorte. Ainda estou tend problemas! Más meu voto é pra vc... Maravilha seu poema! vamos florecer sempre a cada dia. Não importa que seja outono ou inverno. Seja feliz! Paz e muito amor no seu coração. Bjos!

    ResponderExcluir
  4. O outono é como a pausa na música; depois virão os grandes acordes, cheio de novas flores! abraços

    ResponderExcluir
  5. LINDO!!!E assim deve ser, em todas as estações!beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Lindo minha querida Marilene!
    Como sempre você é especial no poetizar.
    Parabéns pela classificação e já vou votar para você.
    Um abraço e fique sempre com Deus no coração.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela votação e deixarei por lá o meu voto.
    Linda poesia, onde em cada estação temos a oportunidade de crescer um pouco mais - o ciclo da vida.
    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tão perfeito este poema que fiquei sem palavras para comentar. Lindo!
      Beijinho

      Excluir
  8. Por mais que queiramos fugir desses momentos cinzentos, ele estarão a nossa espreita,,,esses outonos também tem que ser levados como uma troca,,,uma mudança da vida pra um possível recomeço...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  9. Minha querida amiga!
    Hoje venho vestida de blogueira para pedir e desejar felicidade prá vc,prá mim,prá nossos amigos que fazem esse mundo acontecer,virar,mexer,remexer o mundo do bloguista...
    meu recadindo para seus típanos;vc é uma blogueira da qual tiro o chapéu por ser boa comentarista,com porte de boa amiga da qual aprendi a amar como aquela amiga que mora do outro lado da nossa rua,que temos o prazer de sentir sua energia.Continue assim,que continuarei te amando neste universo tão globolizado,ou melhor,tão nosso,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    bjs meu docinho de côco!

    ResponderExcluir
  10. Hola Marilene, paseando en la mañana con mi Somorgujio Asombrado, llegué hasta éste hermoso sitio. Me gustaron las bellas palabras que desparramaste al viento para que pueda leerlas y renovarme en las cuatro estaciones.

    Un gran saludo.

    ResponderExcluir
  11. O amor perfeito só existe
    Pra quem nele acreditar;
    E não há estação triste
    Na qual não se possa amar.

    Acho que essa é a 114. Menina, minhas trovinhas nascem de suas poesias como brotam cogumelos após as chuvas vivificadoras do outono. Obrigado!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Marilene,
    Nessa etapa da vida, onde as pessoas começam a se sentirem sós, frustradas, desmerecidas, não realizadas(quase sempre queremos mais) e notando que a areia da ampulheta se esvai rapidamente, ainda tem que aguentar essa história de que já está muito velho pra isso ou aquilo...
    Uma realidade essa dos teus versos! Que nao me digam que não posso, eu posso sim! E se não posso de um jeito, posso de outro.
    Beijokas doces e vou la votar.

    ResponderExcluir
  13. Marilene,
    Eu tentei votar, mas não consegui, foi colocada tantas informações que simplesmente nao achei nem sua poesia e nem onde votar de novo.

    ResponderExcluir
  14. No outono as folhas caem e o nosso coração balança. Bom dia amiga vim validar teu voto no pena de ouro. Olha a imagem desta postagem é belíssima fiquei encantada, menina de onde tu tiras imagens tão belasw beijos no coração.

    ResponderExcluir
  15. Lindo poema! Ah, como é dificil votar, pois todos os que participam são meus amados amigos e que escrevem lindamente!!!
    Abraços amiga, é lindo esse poema acima,feliz outono pra você, com lindas inspirações!!!
    Ivone

    ResponderExcluir
  16. O meu pranto escondeu as sílabas de uma palavra
    O meu céu não precisa de Sol para ser azul
    A minha emoção transbordou nesta clara manhã
    Tal como as incontidas águas que correm para sul

    Este Inverno que o meu querer instaurou
    Tem o rosto coberto por densa bruma
    Tem a força de todas as marés esta emoção
    Que devolvi hoje à espuma

    Doce beijo

    ResponderExcluir
  17. Oi Marilene
    Vim lhe desejar um ótimo dia do Blogueiro e também muita sorte na final do Pena de Ouro, que por sinal estou por lá também.
    Beijo carinhoso
    Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só consigo postar nessa caixa de responder, rs (não sei, penso que tem algo errado, se tiver, me desculpe, mas só essa que abriu).rs

      Lindo demais seu poema, e em todas as estações da vida é tempo da gente amar e ser feliz. Que seu outono traga muitas alegrias ao seu viver Marilene!
      Beijos querida e você merece a classificação, lá na pena de ouro.

      Excluir
  18. Querida, lindo como sempre.O amor, os sonhos e as realizações não têm idade, simplesmente acontecem.Amei! Neste teu espaço encontro a beleza e a suavidade da vida fazendo desta união de palavras, puro sentimento.Isto faz parte de alma linda e poética que possues.
    Seja feliz! Muita Luz.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  19. Porque houvera de seus sonhos calar,
    Toda a gente tem esse direito
    De poder sem ser impedido de sonhar
    Mesmo que possa não ser perfeito!

    Como todos este seu lindo poema,
    Contêm palavras de sensibilizar
    Todas elas cujo o tema
    Nos indicam por onde caminhar!

    Uma boa tarde para você.
    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  20. Lindo texto! Me fez lembrar que sempre tem alguém pra me criticar quando falo em ter filho ainda... porque é tarde... é loucura... é isso ou aquilo... o que importa é a qualidade do tempo que vivemos, e nao se é o tempo certo disso ou daquilo.

    Confesso que nao tenho paciência em votar lá no Ostra, é muito confuso. Mas independente de você ganhar ou nao, garanto já é eleita de muitos!

    ResponderExcluir
  21. Oi Marilene!
    Não existe idade para o amor! E no outono da vida existe a riqueza de vivencias e a maturidade para torná-lo mais intenso.
    Linda poesia! Já votei!
    Beijinhos e boa sorte!

    ResponderExcluir
  22. Marilene

    Atrás de Estação... Estação virá, podemos até ir de férias para outro hemisfério. Por exemplom neste continente norte se inicia a Primavera. A poesia nos pode transportar. Poesia encantadora e que diz; "não me peçam..." como que a incentivar a viver a rodagem das Estaçães, todas têm os seus encantos, se o poeta as sabe auscultar, sem esganos as pode cantar!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Uau!! Como sempre...lindo poema!!
    Grande abraço!! jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Marilene, parabéns por estar na final, estarei lá com vc torcendo, e que venha o outono nos encantando e cobrindo nossos caminhos com as folhas da renovação! Eu adoro esta estação! bjooooss

    ResponderExcluir
  25. Um lindo texto! que nos deixa a pensar que a vida e para ser vivida como queremos e não como os outros querem que seja!

    Passando para te desejar uma óptima semana ,beijo

    Carla Granja

    http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  26. Marilene querida,
    Mais uma vez bela poesia!
    E que esse outono seja pra ti de colheitas e renascimento,em palavras,poesia e muita vida,sempre!
    E que dê tudo certo pra vc lá no concurso!
    Abração querida,paz e luz!=)

    ResponderExcluir
  27. OI MANA,

    Já votei por hoje (rsrsrsrs).

    LINDO SEU POEMA! A imagem é um show.


    "...Nem carregue aos ombros o mau humor
    Tristezas, ou o nó bem apertado
    Da tal melancolia
    Que dizem ser do Outono
    Ele, é só mais uma Estação, apaixone-se
    Seja feliz nele, e isso só depende de si
    Mais do que pensa
    E verá que o começo do Outono
    É só o prenúncio do final do Verão
    Nas suas faces belas
    Que aparece para perseguir o ciclo da vida
    Da sua vida."
    (Fernando Ramos).

    Não existe uma época para nos sentirmos plenos e felizes. Creio até que
    no outono da vida somos mais intensos em sentimentos e em felicidade.

    BEIJÃO.

    Vou divulgar no meu espaço sobre a etapa final do Pena de Ouro.
    SUCESSO PARA VOCÊ, MANA!

    ResponderExcluir
  28. Olá Mary, tudo bem?
    Beleza de poesia, parabens!

    Se um dia os sonhos acabarem é melhor morrer né?

    ResponderExcluir
  29. É,o outono chegou!Mas não concordo muito com a comparação de que o outono é como se fosse o fim da vida ativa,da alegria...Assim como vc bem disse no seus versos "As ilusôes...elas se renovam em todas as estações"
    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Querida já votei no teu poema Ausência. Boa Sorte.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  31. Novas esperanças,novas emoçoes e que possamos permitir em cada estação.
    Que possamos tirar os mais belos versos ao som das folhas que crepitam.
    Carinhoso abraço amiga.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  32. Mari, teu poema é melodia pura. Quase um hino para a vida que inicia outonos e que tem muita cor (ainda) pra mostrar.

    Gosto e admiro teus versos, simplesmente porque eles nascem espontaneos e rico de imagens. Você cativa o leitor desde o título e assim vai tirando da cartola teu show!

    * Miga depositei o voto na urna lá no Ostra!
    Vamos levantar a bandeira da Marilene aí gente :)

    meu afeto cara mia
    bacios da Lu

    ResponderExcluir
  33. Bom dia marlene!!!Lindo seu poema!!!O outono e bela estação querida.Com outono,as folhas caem e tras para nossas vidas renovaçao e alegrias.Acompanho seu desempenho lá ostra.Vamos querida,ainda não terminou.
    Beijos com carinho!!!

    ResponderExcluir
  34. Um belo dia pra ti minha amiga, repleto de paz, carinho e muita poesia,,,beijos e flores.

    ResponderExcluir
  35. Mari, minha querida, e cada estação renova nosso ser todinho. Por dentro e por fora. Vou lá já votar em ti com todo carinho :)

    bjos de luz na bochecha.

    ResponderExcluir
  36. Aproveito sempre seu espaço para me banhar das palavras mais puras...
    Aproveito o dia de hoje para tbm parabenizar os poetas por ser o dia MUNDIAL DA POESIA.
    Nas mãos dos poetas tudo se transforma em versos tudo que nasce na imaginação...
    E vc se torna poeta toda vez que ler uma poesia...
    bjsssssssss!!!!

    ResponderExcluir
  37. Saudações poéticas!

    Hoje é dia de que? Hoje é o dia mundial da poesia, no dia 14 de março, foi (no Brasil) o dia nacional. Mas todo dia é dia de versar, de ler, escrever ou declamar a vida, a grande poesia do viver.

    Um poético abração para poetas e leitores.

    Antonio (Apon)

    ResponderExcluir
  38. Marilene, Querida

    O Outono da Vida, é hoje. O Amanhã pode ser uma Primavera ou... Inverno.
    Magnífica a tua abordagem e o teu Poema.
    Para o Dia Internacional da Poesia não caberia outro melhor.
    Parabéns, Amiga.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  39. Oi Marilene,

    Os nossos sonhos sempre se renovam em cada estação.
    Tem uma frase que gosto muito que diz: "O outono é uma estação para recriar, ressurgir das cinzas...florescer". (Luiza Gosuen)

    Gosto de todas estações, mais a minha preferida é o Outono e Inverno.Quando criança eu adorava aquelas árvores com o outono estampada na chão, era um tapete colorido de flores... O outono é uma estação que alcansa a alma.Gosto muito.

    Maravilhoso poema, como sempre tu tem o dom da poesia.

    Beijos e ótima semana.

    Vou la votar pra ti.

    ResponderExcluir
  40. Corrigindo risoss, "era um tapete colorido de folhas".Beijos!

    ResponderExcluir
  41. Em todas as estações há o renovo, há restaurações. É só observarmos. Bjs

    ResponderExcluir
  42. Ilusões renovadas, é assim que deve ser, para isso contribui a poesia, para olhar o mundo com esperança e ternura.
    Linda a sua poesia.

    Já votei em si Marilene, merece ganhar!

    beijinhos
    cvb

    ResponderExcluir
  43. Oi.
    Tudo bem?
    Ja votei no seu poema e recebi aviso de que foi computado.
    Boa sorte.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  44. Oi.
    Tudo bem?
    Ja votei no seu poema e recebi aviso de que foi computado.
    Boa sorte.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  45. Boa noite querida e soridente Marilene,

    Enternecedora súplica, que só mesmo pessoas com sensibilidade e leveza de alma, podem dizer, transmitir.
    A sabedoria reside nos anciãos, e esses, têm em seu corpo e alma todas as estações do ano.
    Aqui, começou a Primavera. Agora, sou flor, rosa vermelha, de preferência.

    Beijos de muita luz, com ternura.

    ResponderExcluir
  46. Não tenha medo de cair, se o Outono chegou. Embora a flor cair, continua a ser o ramo. O ramo é fazer o ninho.

    beijos

    ResponderExcluir
  47. sejamos nós o tempo até porque nenhum espelho substitui o rosto.

    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  48. Bom dia!!Tudo muito lindo!!Esse então!!Mais lindo ainda.
    Já estou seguindo seu blog,porque com certeza voltarei mais vezes.
    Vc está de parabéns.

    ResponderExcluir
  49. Acredito que ninguém possa nos dizer como devemos levar nossa vida, Marilene, já que ninguém pode realmente ter certeza do que vai acontecer amanhã.
    E, de qualquer forma, nossas escolhas, feitas por nós mesmos e mais ninguém, nos definem como seres humanos.
    Abraço, Marilene.

    ResponderExcluir
  50. Boa noite!!
    Vi sobre seu blog no blog do Arroz, Blog Constância e vim conferir!!
    Parabéns pelo conteúdo e pelo seu espaço!!
    Já estou seguindo!!

    Visite o http://penseoamanha.blogspot.com/
    Abs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...