11 de abril de 2012

MÁSCARA

(Portrait Photography by LonelyPierot)
                                                     
                                                                      
                          Não há verdade
                          Em todos os aplausos
                          Mão se unem, automaticamente,
                          Para manter o compasso de outras
                          Diante da vida


                          Não há real censura
                          Em todos os senões ouvidos
                          Nascidos de sentimentos
                          Nem sempre louváveis
                          Movidos pela falta de coragem
                          Para os mesmos passos seguir


                          Não há alegria em todos os sorrisos
                          Que poderiam ser trocados por risos
                          Se refletidos no espelho
                          Da sinceridade
                          Onde se pode ver a maldade
                          E o insulto aos que admitem a felicidade


                          Não há sentimento
                          Em todos os amores declarados
                          Mascarados por interesses escusos
                          Previamente calculados


                          Não há dor em todas as lágrimas derramadas
                          Utilizadas para representação
                          Visando sensibilizar incautos
                          E deles furtar energia e vitalidade


                          O falso se faz presente em cada instante
                          E oculta , entre os semelhantes,
                          A igualdade
                          Sucessos e fracassos
                          São de todos realidade


                          A máscara engana
                          Ainda que não se eternize
                          Mas é melhor viver 
                          Sem focar os seus matizes
                          E se saber inteiro e verdadeiro


                                                             (Marilene)

43 comentários:

  1. Há máscaras que se apresentam como máscaras. A do palhaço, a do mímico, a do poeta, aquelas que nos desafiam a buscar a verdade que encobrem. Essas são as boas máscaras.
    Mas há também aquelas que buscam o engano, que trazem a perfídia e negam-nos a luz do conhecimento. Cuidado com essas.
    Beijos, Marilene.

    ResponderExcluir
  2. A mascara não engana
    Quem está por detrás dela é que pode enganar
    Lindos olhos ela encanta
    Maravilhosos lábios para beijar!

    Na verdade ela parece ser muito bela
    Porque será que usa a mascara
    Será que é falso o rosto dela
    Talvez seja apenas sua farsa!

    Desejo para você uma linda noite sem mascara.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  3. Gostei. Máscaras todos nós usamos uma ou outra vez na vida, salvo é claro aqueles que fazem delas profissão e por isso a usam todos os dias.
    A máscara pode esconder falsidade, mas também pode ser afivelada por bons sentimentos. Quando meu pai estava muito mal, quantas vezes fui chorando pelo caminho e sempre aparecia para ele com um sorriso e palavras de animo.
    Um abraço e tudo de bom para si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elvira, não vejo esse comportamento como mascarado. Procuramos evitar que as pessoas queridas percebam nosso sofrimento, em tais situações. E somos movidos pela sensibilidade e pelo afeto.
      Foi o sentido censurável que me serviu de inspiração para o poema.
      Bjs.

      Excluir
  4. Nem toda a verdade que se apresenta,
    é a verdade que aparenta
    Por vezes também é a mentira disfarçada
    Outras a verdade mascarada

    ResponderExcluir
  5. Olá, Marilene!!
    Sim, mas,tem um dia que a máscara cai!!!
    Mas, tem momentos na vida, que temos que fazer uso dela!!Como a amada de cima relatou!!Casos de doença,que temos que esconder a dor!!!
    Boa Noite!!Beijos.Soninha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soninha, como disse à Elvira, escondemos fatos de pessoas queridas, por amor. Mas não vejo máscara nesse comportamento. Ela existe, no sentido que adotei, para camuflar e enganar.
      Bjs.

      Excluir
  6. Beleza de texto Mary!
    Verdades com singeleza! Legal!

    ResponderExcluir
  7. Oi Marilene!
    A unanimidade é burra e não devemos ser falsos a nós e aos outros seguindo o pensamento do outro feito Maria vai com as outras, ser autêntico é o melhor sempre, embora nem sempre consigamos.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. Viver sem máscaras. Belo e intenso poema.Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, Marilene. Bom dia. Perfeito! Sua visão é muito real. A pior das máscaras é a que nos engana é camulfrada. Grandes verdades amiga! Um beijo carinhoso de bom dia sem máscara.

    ResponderExcluir
  10. Na vida haverá sempre dosagens,,,nem muitas verdades e nem muitas mentiras,,,máscaras sempre cairão...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  11. Interessante, este poema
    Acho que faz parte do ser humano esta dicotomia, há sempre dois lados: o da luz e o da sombra.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Marilene, Querida

    A máscara não traz verdade a quem a usa e a quem a vê. Ela é a mentira social.Enquanto não houver a coragem da transparência, não existira maioridade Humana.
    A verdade, muitas vezes é dura e custa a quem a pratica e a quem é dita.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  13. De fato, vivemos em um mundo de aparências...O real fica escondido e trancado a sete chaves!
    Mas, temos que aprender a conviver com as máscaras...

    Beijão

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde, Marilene.
    O grande e maior problema de quem opta por usar máscaras é que elas acabam por substituir definitivamente o rosto original, a ponto do usuário esquecer-se dele.
    Por essas e outras, não vale a pena usá-las.
    Abraço,Marilene.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Marilene, muito bem pensada as posições das palavras nesse seu poema. É tão frequente o uso de máscaras por pessoas do nosso convívio que a confiança está se tornando sentimento raro de ser praticado. Sou como você, prefiro viver na verdade. Um abraço!

    ResponderExcluir
  16. Belissimo poema e infelizmente há tanta gente que usa e abusa da sua máscara...Penso que até, já nem sabem viver sem ela! Para além do sentimento de enganar os outros...eles são os primeiros iludidos! Um dia, já nem conhecerão o seu sorriso e a cor dos seus olhos...
    Um beijo carinhoso.
    Graça

    ResponderExcluir
  17. Olá amiga Marilene, vc disse poeticamente tudo sobre as máscaras usadas no cotidiano, as vezes convenientes, as vezes maldosas, as vezes incertas, as vezes cautelosas, por vezes afetuosas, porém muitas vezes em busca da sobrevivência! Bjoooosss

    ResponderExcluir
  18. Oi querida Marilene,

    A vida é um teatro, e nós, actores e actrizes, com máscara ou sem máscara, representamos.

    Gosto muito do que escreve.
    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  19. Oi Ma..mais um lindo poema..
    Ninguém consegue enganar a todos o tempo todo...
    a verdade sempre aparece!!

    beijos

    ResponderExcluir
  20. OLÁ MANA,

    As piores máscaras são aquelas usadas para enganar, ferir, atraiçoar.
    Sabemos que vivemos num mundo onde os seres estão sempre representando, seja
    para angariar simpatia, para obter vantagens ou para ficar bem "na fita".
    A transparência seria bem enriquecedora, mas no palco da vida são muitos os atores que já incorporaram suas máscaras.

    Adorei o poema.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  21. Boa noite minha linda!!!!!!
    A vida em comum derruba todas as máscaras,pois enganar por algum tempo até se consegue,mas quero ver prá vida inteira...
    Poema cheio de magia,como sempre.Vc nos dando um banho de literatura...
    bjs minha flor!

    ResponderExcluir
  22. Escolher a própria máscara é o primeiro gesto voluntário humano.
    E ele é solo.

    beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá Marilene
    Muitas verdades em seus versos, pessoas inocentes, sem maldade nem sequer conseguem enxergar essas máscaras, o que é muito bom! Enganar a si mesmo, é a pior mentira! Bjão!

    ResponderExcluir
  24. Que divina poesia Srta, e muito real! abraços

    ResponderExcluir
  25. A grande verdade é não conseguimos engar por muito tempo, não é?? Bela escolha!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Otima reflexão sem dor em poesia.
    As mascaras se desmancham e ficam as faces nuas.
    Bela inspiração Marilene.
    Meu abraço de paz e luz.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  27. Há máscaras e, máscaras...Nem todas são censuráveis.
    Belíssimo poema, para uma formidável reflexão.

    Beijos, Marilene,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  28. Oi Marilene,


    gosto de vir aqui te ler. voce tem o dom de fazer a mistura certa das palavras. desta vez a última estrofe arrasou! É belíssima!

    Beijos

    Leila

    ResponderExcluir
  29. O corpo, a face, esconde a alma, protege-a. A verdade, o sentimento, está por dentro. Só vê, quem deixamos que veja.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  30. Marilene

    Sem máscaras , seus versos sempre fluem livres encantando a todos.
    Lindos

    Um bom final de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Bom dia,Marilene!!!

    Que lindos versos minha querida!!!!!Sabe...bem reais, podemos comprovar a cada dia...muitos sorrindo quando na verdade estão querendo chorar...
    Não entendo.Mas faz parte da sociedade e a maioria se acostumou e acha normal.
    Melhor é ser inteiro sempre.Verdadeiro!!
    *Obrigada poetisa pela companhia que muito me alegra!!Uma companhia sempre inteira,inteligente, sempre verdadeira!!!!
    Beijos!Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  32. Uma ótima sexta feira pra ti minha amiga querida e um belíssimo final de semana, repleto de flores e poesias...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  33. Gracias mi buena amiga por acariciarme el corazón con la sublime belleza en cada verso de tú hermosa poesía, y por concederme el privilegio de ser testigo de ello. Que tengas un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderExcluir
  34. do tanto que parece sem ser... por vezes, temos mesmo que ir ao fundo da mentira para descobrir todos os matizes da verdade.

    beijinho sem máscaras, querida amiga!

    ResponderExcluir
  35. sempre me deleito neste recanto poético. Bom dia doce Marilene... descansada? bronzeada? *risos* Vim te desejar um proveitoso final de semana e depositar um beijo reluzente em teu coração!

    ResponderExcluir
  36. Poeta, com tu tens facilidade para tecer nas palavras os versos que nos encantam.Eles mostram o momento vivo da vida.Parabéns!
    Abração.

    ResponderExcluir
  37. Quantas verdades em cada verso teu minha amiga!Vim te desejar otimo fim de semana!Bjs

    ResponderExcluir
  38. Antes de mais, a minha admiraração pela forma como aborda um
    disfarce que muitos usam e poucos conseguem aperceber-se tal
    a perfeição de certas máscaras!
    Depois, agradecer a sua visita, deixando aqui o meu apreço pelo que escreve
    Bom fim de semana Marilene.
    Voltremos concerteza.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  39. Boa noite amiga Marilene
    Neste dia primaveril
    Quando a surpresa acontece
    Hoje é o dia mundial do beijo
    Sexta-feira dia 13 de Abril
    Que seja real o seu desejo
    Como as flores no campo ou no jardim a florir!

    Eduardo.

    ResponderExcluir
  40. Olá linda amiga poetisa!
    Que poema mais lindo, você brinca com as letras formando estrofes maravilhosas, você sabe como fazer esta brincadeira como ninguém...ADOREI...beijos no coração

    ResponderExcluir
  41. A mascara protege...
    beijo Lisette.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...