31 de maio de 2012

ARDIL

(Ben Goossens )
                                                          
                                                
                         Houve um tempo
                         Em que no tempo não pensava
                         Porque o faria se era todo meu?
                         Seus passos, sempre  lentos,
                         Não me deixavam marcas,
                         Dias e noites chegavam
                         Com o mesma possibilidade  
                         De sonhos e de planos


                         Mesmo entendendo
                         O meu jeito tolo de encará-lo
                         Permitiu que o embalasse
                         Com aquele véu de eternidade
                         Que não refletia sua finitude,
                         Me pertencia
                         Não provocaria saudade


                         E, de repente,
                         Sem que eu o percebesse
                         A jovem virou mulher,
                         Vieram os cabelos brancos
                         E os comuns desencantos,
                         Só então assumi que ele não me pertencia
                         Passara e me ignorara,
                         Como um companheiro vil
                         Me envolvera em seu ardil


                                                           (Marilene)

55 comentários:

  1. Oi, amiga. Passando para dar boa noite. Há o tempo: Deixamos nos levar e chega um dia que acordamos para a realidade da vida e nossa visão se torna outra. Belissimos seu poema! Arrasa sempre. Amei! Obrigada pelo carinho. Bjos e bjos no seu coração!

    ResponderExcluir
  2. Olá, prezada amiga Marilene!
    Cronos, o tempo, consome-nos um pouco por dia.
    Quando nossa vitalidade está plena, não percebemos nada disso. À medida que nossas forças se esvaem, vemos que o tempo passa e nos leva paulatinamente.
    Há quem diga que Cronos somos nós, porque passamos, mas ele fica.

    Sobre seu comentário lá no blog, assevero que o que tu fazes, como exemplo acima, é um poema que contém beleza, grande valor, poesia e das boas.
    Não te preocupa com a classificação de tua obra. Vai fazendo conforme tua verve e teu talento, como fizeste até aqui. Os leitores, professores e críticos o farão.

    Bonito e sábio poema!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
  3. É!!! Esse danadinho do tempo vooooooooa e nos faz pensar...beijos,linda poesia!Reflexiva! chica

    ResponderExcluir
  4. Bom dia querida !!!!
    É sempre num toque de classe que você consegue me fazer vibrar com seus poemas.
    talento tens de sobra,esbanjas até no tempo,kkkkkkkk
    Esse tempo que ando muito querendo parar,kkkkkkkk,mas não sei da formula...
    bjs de bom dia !

    ResponderExcluir
  5. O tempo é um menino eterno e brinca na gente da maneira necessária.
    Não percebemos sua passagem muitas vezes, mas ele nos molda de maneira a acompanhá-la mesmo sem nos darmos conta. O mais interessante é que quando percebemos que ele passou nos acomodamos. Percebemos que não podemos fazer nada.
    Marilene amada,
    sinto saudades de ti , mas quando eu não vier é porque realmente não deu.
    Beijão e bom dia.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia...O tempo hoje em dia, parece que voa
    de fato. Começamos a segunda, piscamos os olhos e pronto! Já
    é fim de semana de novo! E os meses? Ontem era janeiro e hoje,
    quase junho...Os cabelos brancos teimam em nos mostrar que o tempo
    ja vai logo e sem tempo de voltar atras. Fazer o que né? É a vida,
    vamos vive-la de forma rapida e intensa!
    Abraços e ja me vou sem tempo de prosear, a lida me chama!

    ResponderExcluir
  7. Ah o tempo, este misterioso ser, que não podemos tocar mas que toca nosso ser, as vezes com ferocidade, as vezes com doçura, mas que bom que temos todo o tempo do mundo para amar...um beijo em seu coração e um lindo final de semana

    ResponderExcluir
  8. Um saudoso tempo que fica guardado na memória...implacável que passa e deixa sua história...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  9. Quando somos jovens, passamos pelo tempo e nele deixamos nossas marcas, nossas realizações. De repente, percebemos que o jogo mudou: agora é o tempo que passa por nós, marcando-nos com rugas, saudades e cabelos brancos...
    Caminhemos, pois, de pazes feitas e de mãos dadas com o tempo, dividindo com ele as cicatrizes que nos causamos mutuamente.
    Lindo poema.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga, de fato o tempo ignora todos nós, sua velocidade é assustadora, foi ontem eu tinha 18 anos, agora minha filha faz 18 anos, é difícil lidar com essa ingratidão do tempo rsrrs Bjooooooss

    ResponderExcluir
  11. Oi Marilene!
    É verdade menina, o tempo passa por nós numa velocidade! Vamos vivendo sem nos darmos conta dele, ele nos parece levinho, mas depois ele nos pesa cada vez mais. Só resta vivê-lo bem.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, Marilene.
    É por não percebermos a passagem do tempo que necessitamos dar o devido valor a ele.
    Abraço, Marilene.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Marilene, falou sobre o tempo exatamente como eu consigo enxergá-lo hoje. E infelizmente eu passei a vê-lo como algo cruel, não por causa do envelhecimento, mas por conta dos desencantos que nos provoca. Acho que eu preferia que ele conservasse meus olhos vendados. Um abraço!

    ResponderExcluir
  14. Quando nesse tempo menos pensava
    Mas muito sonhava, com o amor
    Tudo parecia que nunca acabava
    Não havia sofrimento nem dor!

    Era a juventude em flor
    Que no corpo floria
    Era o delirar do amor
    Que não parava, nem de noite nem de dia!

    Boa quinta-feira
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  15. Ah! querida amiga, o tempo não perdoa, passa por nós e vai deixando suas marcas.Vale fazer deste espaço lugar de felicidade e de valorização da vida para que nada seja em vão.
    Ë o que estamos fazendo - deixando transparecer a beleza através das palavras e partilhando sentimentos.
    Seja muito feliz, agora e sempre.Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  16. Oi Marilene
    Primeiramente, lindo poema, em segundo lugar, o tempo não perdoa mesmo, mas acredito, como a Marly que é outra poetisa, que conforme o tempo vai passando, vamos ficando mais experientes, não mais velhas (kkkkkkk), acho que é melhor pensarmos assim, pelo menos o psicológico fica mais leve, sem se preocupar com as rugas que vão aparecendo e não podemos lutar contra.
    Bjos. e um ótimo resto de semana.

    ResponderExcluir
  17. Olá MANA,

    O tempo é mesmo implacável, principalmente quando diz respeito às marcas
    físicas (rsrsrsrsrsrs). Fazer o que, né? Ele passa silenciosamente e velozmente, por isso devemos valorizar cada segundo de nossa existência.

    Seu poema é lindo!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Boa noite Marilene querida


    Mais uma poesia linda!!!
    Dizem por ai que o tempo é o senhor de todas as coisas... É que as vezes não entendemos porque ele passa tão rápido.


    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  19. Puxa Mary...
    Que beleza de texto esse. Foi um dos que mais gostei aqui até hoje!

    Parabens minha amiga!

    ResponderExcluir
  20. Menina que coisa linda voce construiu para este soberano de nós.
    E já vendo o titulo do seu texto anterior e sem o ainda ler,poderia dizer que o titulo é a sintese deste maravilhoso despertar do tempo.
    Interessante esta relação inspiração/construção.
    Meus parabens por este não fragmentado momento de nossas vidas.
    Carinhoso abraço de paz e luz.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  21. o tempo e seus matizes: quantas escolhas nos cabem sob o olhar frio do seu corpo?

    beijinho!

    ResponderExcluir
  22. Um final de semana de paz e carinho pra ti minha amiga...beijos.

    ResponderExcluir
  23. Bom dia,Marilene!!!

    E como percebemos o tempo diferente quando crescemos e nos tornamos mulheres!
    Os meus cabelos brancos já apareceram...mas pinto dos cabelos!rsrs
    Poesia perfeita minha amiga!!Beijos e meu carinho!!!
    Ótimo final de semana!!!!

    ResponderExcluir
  24. Dizem que os caminhos da sabedoria são os mesmos em que se perde a inocência
    Talvez essa seja a mais dura das ironias

    Bjo.

    ResponderExcluir
  25. Se as pessoas diminuíssem os caminhos entre intenções e gestos...
    Mas não dá para a gente saber quando se está imbuído do melhor. Costumamos olhar a tudo com inocência e boas intenções. Acabamos, muitas vezes enredados em tramas cheias ardis.

    Abraços, Marilene e um ótimo fim de semana. paz e bem.

    ResponderExcluir
  26. Marilene

    O poema é pleno de sensibilidade, posso intrepretar "ardil" como uma metáfora, como penso der?
    Beijos

    ResponderExcluir


  27. He descolgado un trocito de cielo
    Para que al mírate en su espejo
    Sea la felicidad la sonrisa de tu reflejo.

    Buen fin de semana
    Sin distanciarse del optimismo
    Ni asociarse con el pesimismo.

    Un abrazo para saludarte
    Y un beso para despedirte

    María del Carmen


    ResponderExcluir
  28. Olha só euzinha na mordomia rsrsr. Bom e já que é para descansar, vou fazer isso em grande estilo.Visitando lugares preciosos como o seu amada.
    Adoro você Marilene.

    Beijão

    ResponderExcluir
  29. A saudade,
    é um sentimento que
    com o tempo traz tristeza,
    que com a alma traz esperança,
    e que se apoia na amizade.
    *Verônica Januário Luz*.
    Eu me apoio na sua amizade para
    continuar seguindo minha história .
    Sua visita e seu carinho me ajuda
    a transpor barreiras nesse momemto .
    Deus sempre é mais forte que a angústia.
    E ele esta sempre presente na minha vida
    continuarei levando minhas visitas
    da forma que me for possivel
    de estar sempre presente .
    Não devo e nem posso me isolar das
    minhas amizades por ñ estar conseguindo teclar.
    Pode haver muitos Amigos em nossas vidas, mais amizades verdadeiras
    para mim é para sempre.
    Por isso falar sobre problemas , meus sentimentos,
    não da soluções para todos os problemas da minha vida, dúvidas ou medos,
    mas me ajuda a viver mais feliz.
    Agradeço de todo coração pela sua amizade
    e seu carinho.
    Estou triste por não ser compriendida
    por levar cola nas minhas visitas.
    Na próxima semana vou fazer uma postagem.
    Não tenho duvidas ,que a pessoa que me aborrece tanto
    vai sentir vergonha de si mesmo.
    Foi esse o motivo do meu afastamento por uma semana
    receber mais insultos .
    A falta de instrução e educação infelizmente
    não tem limites.
    Não fique triste comigo por desabafar
    ao fazer isso é porque tenho certeza da sua amizade e carinho por mim.
    Desesejo um abençoado Final de Semana
    paz e luz.
    Beijos com saudades.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  30. É assim que a vida nos passa Marilene. Como um texto do Mário de Andrade que diz ser a vida como uma bacia de jabuticaba diante de um menino, que as vai chupando displicentemente, e quando vê já se foi a metade da bacia e entao ele começa a chupar sentindo o doce da fruta, lentamente deixando ela estourar no céu da boca, apreciando uma a uma... Assim é a vida, quando damos conta, já se foi um bocado dela e a gente começa a se voltar para coisas mais importantes, aproveitando o tempo de vida para "viver".
    Poema lindo!
    Beijokas doces e um fim de semana de muita paz.

    ResponderExcluir
  31. Marilene, tudo bem?
    O 'senhor' tempo, assim como pode manter alguma coisa, também pode acabar com ela.

    Poema muito interessante!
    Grande beijo e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  32. Um ótimo sábado pra ti minha amiga...beijos.

    ResponderExcluir
  33. Oi Marilene,

    que lindo! uma verdade que todos nós vivenciamos.
    Ele (o tempo) nos usa e nos ilude a ponto de acharmos que usufruimos dele.

    Grande abraço Marilene e obrigada pelo carinho de sempre no Palavras

    Leila

    ResponderExcluir
  34. Querida Marilene..

    Sempre que et visito me surpreendo com o teu dom de colocar em palavras os sentimentos.
    E nesse poem nao podia ser diferente.
    O tempo ensina... sempre...

    Um beijo.. bom final de semana vc.


    Ps. acredito que va gostar da minha postagem!

    ResponderExcluir
  35. OI Mari, depois de um longo e tenebroso inverno eu ressurgi das cinzas.
    Vim te ver, minha lindeza.
    Saudades de ti de teu sorriso e e tua sinceridade.

    beijo apertado de saudade!

    Lu Cavichioli

    ResponderExcluir
  36. Marilene,uma maravilhosa e comovente poesia onde o tempo 'e o senhor!Bjs e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  37. O tempo, dá-nos a fraçao de tempo a que temos por direito nesta vida. Mais ou menos, aquele que nos pertence efetivamente. Há que saber aproveitá-lo, senão, quando achamos que ainda temos tempo, ele já passou e nos tirou as possibilidades todas que podiamos ter aproveitado. Por isso, a vida deve ser vivida, minuto a minuto, com intensidade, como se o amanhã já não fosse surgir, porque efetivamente, ele pode não surgir...

    beijinho Marilena
    cvb

    ResponderExcluir
  38. Ah Chronos, capcioso deus, que nos enreda , nos atordoa em suas espirais infinitas.
    Quando achamos que estamos ao começo, já ao meio ultrapassamos..."Tempo, tempo, tempo, tempo, senhor de todos os ritmos"(Caetano).
    Só com poesia conseguimos enfrentá-lo, Mari.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  39. Sempre achamos que temos tempo, muito tempo, e quando damos por nós ele já passou...
    É tudo tão rápido, por isso precisamos saber aproveitar cada minuto de nosso viver.
    Linda e verdadeira essa poesia sua.

    Beijos querida Marilene.
    Tenha uma noite de lindos sonhos e um amanhecer de paz.

    ResponderExcluir
  40. Domingo chegando, e eu vindo te desejar, que ele seja pleno e lindo.
    Beijão querida.

    ResponderExcluir
  41. Que façamos do tempo o nosso amigo. Tenha um abençoado fds. Bjs

    ResponderExcluir
  42. Olá, Querida poetiza. Passando pra ler mais uma vez esse belo poema. Desejo um feliz domingo pra vc e todo meu carinho sempre! bjos flor.

    ResponderExcluir
  43. O tempo passa acampado ao nosso redor.Beijos.

    ResponderExcluir
  44. Uma bela semana pra ti minha amiga...beijos.

    ResponderExcluir
  45. Dizem que o tempo nos faz olhar as coisas por uma ótica diferente! Seu poema nos mostra bem isso!

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  46. O tempo é inexorável por isso devemos viver a vida intensamente , aqui e agora.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  47. Um sótão cheio de lembranças
    Escrevi no pó palavras sem nexo
    Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
    E senti ao toque o poder da ilusão

    Ilusões…
    Um cavalo de pau perdido ao carrocel
    Uma estola de um bicho qualquer
    Uma escultura talhada a cisel

    Uma foto a preto e branco
    De uma mulher sem rosto
    Uma janela virada para nenhum lado
    Uma traquitana a imitar o sol-posto

    Bom fim de semana

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  48. Muito bom seu poema!!!! Uma ótima semana pra você!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  49. O tempo prega-nos com cada partida!...

    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  50. Olá Marilene.

    Venho agradecer a sua passagem pelo meu singelo blogue.

    Obrigada pelo seu testemunhoi e tenha uma excelente semana.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo amiga!
      E nesse momento... o amor próprio é o maior tesouro que descobrimos ter... e deguimos.... vencendo...

      Beijos e bom dia!

      Excluir
  51. Que o tempo passe sobre si mesmo, mas nos deixe a nesga para viver o que nos foi destinado.
    Lindo, Amiga.

    Beijos

    SOL

    ResponderExcluir
  52. Marilene
    Só mesmo tempo para entendermos tudo.
    Seu poema é puro encantamento.

    bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...