17 de maio de 2012

AVENTURA

(Andre Kohn )


                                   
                                   Saiu sem ter destino
                                   E sem saber o que buscava,
                                   Fugia da rotina
                                   Da casa por arrumar
                                   Do abraço já conhecido
                                   Do amor envelhecido
                                   Da ausência de algo novo
                                   Para vivenciar


                                   Nem muito longe chegou ...
                                   Viu ruas iguais às suas
                                   Viu casas que estavam nuas
                                   De afeto
                                   Viu arroubos de paixão
                                   Que não construiam tetos
                                   Viu falta de sanidade
                                   E muitos que desejavam
                                   O que deixara para trás


                                   Percebeu sua loucura
                                   E esqueceu a insatisfação,
                                   Seguindo as próprias pegadas
                                   Voltou para o antigo abrigo
                                   Sentindo que a novidade
                                   Procurada sem razão
                                   Traz junto o grande perigo
                                   De real desilusão


                                                         (Marilene)



39 comentários:

  1. Os caminhos traçados pela vidas têm sempre sonhos, desilusões.Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Querida,tenho estado mais ausente do que gostaria, mas compromissos profissionais tem tomado meu tempo, mas quando posso passo por aqui para ler teus lindos poemas.
    As vezes voamos mais do que a realidade nos permite é o que nos diz lindamente neste teu poema.Amei! Como sempre nos encanta.
    Dias ensolarados.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  3. Talvez não seja hora de se aventurar. Talvez tenhamos que olhar para o que conseguimos e encontrar neles uma felicidade e um valor que teimamos em não reconhecer. Belo Texto!

    ResponderExcluir
  4. Sentindo que a novidade
    Procurada sem razão
    Traz junto o grande perigo
    De real desilusão

    Quantas vezes ao longo da vida nos damos conta disso?
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Não valeu arriscar...Poderia ser pior do que já tinha!! linda inspiração..beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Entendo sua poesia Srta. A estalibidade depende de maturidade, e podemos desenvolver grandes voos com quem esta com a gente. Fora do nosso território veremos tantas atrocidades com as pessoas, de gente efêmera sem coração! abraços

    ResponderExcluir
  7. Quem nesta vida já não teve esse momento de insatisfação em alguma coisa?
    Acho até bom, por que quando nos damos conta que tudo é muito bom, desperta em nós que temos tudo que merecemos, mas de forma alguma podemos viver inconformados, temos sim que ir a luta e procurar ter sempre mais no coração para dar, por que quando amamos somos muito mais amados...beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  8. Marilene, muitas vezes as pessoas não enxergam que o que tem é algo de precioso e saem em busca do "novo" e se desiludem.
    Tomara dê tempo de retornar e não ter perdido tudo o que tinha.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  9. Oi Amiga, é não adianta mudar o lugar qdo o problema está em nós, muito bacana o poema, acontece muito com as pessoas essa coisa de achar que mudando de lugar mai mudar as insatisfações, muitas delas continuarão existindo! Bjoooss

    ResponderExcluir
  10. Querida Marilene...

    Mais um lindo poema...

    O novo é sempre instigante..

    Mas temos que tomar cuidado para não deixarmos levar pela ilusão.

    Um beijo..amei o quadro da iluSTRAÇÃO

    do seu poemA!!

    ResponderExcluir
  11. Querida amiga !!!!
    Vc é o símbolo de capacidade e sensibilidade conjugado na hora de escrever...pois sempre nos presenteia com mais um poema encantador ...
    bjssssssssssssss

    ResponderExcluir
  12. OLÁ MANA,

    O que resulta no : "Eu era feliz e não sabia..."

    Muitas das nossas insatisfações têm origem dentro de nós e mudanças externas não irão nos preencher.
    É preciso saber valorizar o que de bom a vida nos ofereceu. Aventuras quase
    sempre redundam em desilusão.

    Bela inspiração.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Saiu sem ter destino
    Por isso não o irá encontrar
    Se ao menos continua sorrindo
    Feliz, na tristeza não pensar!

    Se o amor envelhecido ainda durar,
    Sua felicidade não acabou
    Seus corpos, calorosamente, se abraçar
    Num olhar sincero foi assim que tudo começou?

    Boa quinta-feira para você, amiga Marlene.
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  14. Muitas vezes o que acontece todos os dias não nos anima mais,nessas horas talvez seja preciso mesmo sair do cômodo e dar uma olhada na vida lá fora,só assim quem sabe descobrimos as faltas que existem dentro da gente.
    Um lindo final de semana Marilene,abraço,=)

    ResponderExcluir
  15. AS VEZES PENSAMOS QUE SAIR DA ROTINA PARA ALGO MAIS EMPOLGANTE, PARA NOS SENTIRMOS VIVAS É O MELHOR A FAZER, MAS É MUITO PERIGOSO, COM CERTEZA BATE A CARA COM A DESILUSÃO. O MELHOR MESMO É FICAR COM O ANTIGO ABRIGO, E FAZER DELE UM CANTINHO ESPECIAL TODOS OS DIAS EU PREFIRO ASSIM, ♥´¨*♥.¸¸.«♥»-(¯`♥´¯)-»♥».¸Marilene querida¸.♥*¨`♥
    ( `♥.¸ Semeie flores...¸.“♥´)(¸.♥´
    `♥.¸ ) colherá o perfume.¸.“♥´)(¸.´♥
    ( `♥.¸ Semeie o carinho...¸. ♥“´)(¸.♥´
    `♥.¸ ) colherá a amizade.¸. ♥“´)(¸.♥´
    ( `♥.¸ Semeie sorrisos...¸.“♥´)(¸.♥´
    `♥.¸ ) colherá a alegria.¸. ♥“´)(¸.♥´
    ( `♥.¸ Semeie a verdade...¸. ♥“´)¸.♥“´)
    `♥.¸ ) colherá a confiança.(¸. ♥´¸.♥“´)
    ( `♥.¸ Semeie a vida...¸.“♥´)´¸♥.“´)
    `♥.¸ ) colherá milagres. ♥“´)´¸.♥“´)
    ( `♥.¸ Semeie a fé...¸. ♥“´)(¸.♥´
    `♥.¸ ) colherá a certeza.¸.“♥´)(¸♥´
    ( `♥.¸ Semeie o amor...¸. ♥“´)(¸.♥´
    `.♥¸ ) Colherá a felicidade!¸. ♥“´)(¸.♥´
    ♥´¨*♥.¸¸.«♥»-(¯`♥´¯)-»♥»..¸¸.♥*¨`♥
    ´´´´¶¶¶¶¶¶´´´´´´¶¶¶¶¶¶
    ´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶
    ¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶
    ¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´¶¶¶¶¶
    ¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶ ´¶¶¶¶¶
    ´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶
    ´´´´´´´´´´´¶¶¶¶
    ´´´´´´´´´´´´¶
    Deus te abençõe !!
    abraço bem forte!!!
    Diana

    ResponderExcluir
  16. Infelizmente é isso ... as vezes damos valor a algo só depois q perdemos.
    lindo texto querida,
    beijos mil ****

    ResponderExcluir
  17. E é mesmo assim, temos que perder pra saber o grande valor que aquela "coisa" tinha. E quase sempre o arrependimento não cobre a falha. =/ Linda poesia!

    Uma abençoada quinta-feira.
    Um grande abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Marilene, sua postagem é extremamente pertinente. Em momentos de carência ou solidão corremos o risco de não enxergar o que temos em mãos e ir atrás d algo que não existe, de sonhos que não poderão ser realizados. Mas o personagem do seu poema se deu conta do erro...Mas talvez isso não acontecesse se não tivesse saído do seu mundinho. Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. A felicidade está onde a colocamos. Na maioria das vezes a pessoa era feliz e não sabia...
    Uma bela poesia.

    Fiquei feliz com a sua visita e seu comentário no Confraria da Soninha e no meu Sublime Amanhecer...Depois de alguns encontros pelos blogs era natural que isto acontecesse, rss.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Muitas vezes procuramos longe o que está bem perto, e retornamos sem entender muito, mas na verdade, os verdadeiros sentimentos estão bem dentro de nós...beijos de boa tarde pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  21. Muitas vezes a alegria está no seio de nossas vidas, e queremos mais, e mais.
    Quando nem se percebia que já se tinha tudo né? Um poema maravilhoso moça querida.

    Um beijo querida.

    ResponderExcluir


  22. Buen fin de semana te deseo,
    bajo el iris de la ventana,
    que en su sombra
    te nombra, como la criatura
    de alma con más aura,
    que descansa
    sobre la alfombra del alba.

    Gracias por llenarnos las horas de ilusiones y los sentidos de emociones.

    Atentamente

    María del Carmen


    ResponderExcluir
  23. Minha querida, e como um filho(a) pródigo(a), volta para o antigo ninho, onde encontrava amor, abundância e felicidade.
    Inda bem que como na parábola, este encontrou novamente os braços abertos.
    Beijos.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  24. Oi Marilene!As vezes é preciso sair de casa pra descobrir que temos tudo pra sermos felizes mas não valorizamos.Isso é mais comum do que a gente pensa.Amei!Beijos pra vc!

    ResponderExcluir
  25. VOCÊ NASCEU PRA ISSO MENINA!! TEM UM DOM MARAVILHOSO PARA ESCREVER BELOS POEMAS!!
    GRANDE ABRAÇO!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Marilene

    Perfeito!! Adorei.
    Mas nem por isso deixamos de sair né mesmo...há a necessidade de sair.

    Beijo meu

    ResponderExcluir
  27. Olá Marilene,
    Por vezes o que procuramos esta perto e dentro de nós. Mas sempre ha o desejo de procurar algo a mais, e correndo o risco de ter uma grande desilusão.As vezes quando se percebe é tarde pra voltar pra o antigo abrigo.

    Escreveste lindamente esse poema.

    Grande beijo e ótimo fim de semana!

    (Tem atualização)

    ResponderExcluir
  28. Bom dia, Marilene. A aventura é um caminho muito perigoso, capaz de mudar uma vida toda em fração de segundos, e o que mais precisamos é sentir-nos acolhidos e amados. O desgaste impulsiona a pessoa a procurar novos caminhos, mas antes de isso acontecer e ela se arrepender, é melhor que repense dentro de si, antes de aventurar-se, pois tem coisas que não tem como voltar atrás!
    Um beijo na alma, e fique na paz de Deus!
    Amei o poema!

    ResponderExcluir
  29. Antes de nos aventurarmos, vale saber se sustentaremos as consequências
    de tal atitude. A novidade atrai e a desilusão jamais compensa.

    Bom te ler! Abraço

    ResponderExcluir
  30. Um maravilhoso final de semana pra você minha amiga, paz,poesias, flores e muito carinho...beijos.

    ResponderExcluir
  31. por cada estrada de asfalto, segura e polida, cruzamos atalhos e desvios esburacados e sem saída. mas o que somos nós, afinal, senão decisão e erro?
    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  32. Bom dia,Marilene!!

    Puxa,poetisa!!!Que poesia maravilhosa, cheia de sabedoria!!!!
    Saber valorizar o que se tem é fundamental para sentir-se feliz!Ter a consciência que precisamos cultivar o amor todos os dias!!
    Linda a imagem que escolheste!!!!Pintura BELÍSSIMA!!Tão bela quanto sua poesia!!!Beijos minha amiga!!!
    Meu carinho e admiração!!
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  33. É isso aí, as vezes queremos de mais; com a nossa insaciável vontade, procuramos por novidades, que podem ser bem desagradáveis. Costuma faltar discernimento, faltar visão para compreender que nossa vida nem sempre é tão ruim como achamos que seja.

    Vc não é só uma grande poeta, Marilene, é filosofa também, e das boas. rs

    Prolfaças!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  34. Nossa! Que forte!!!
    Mas eh exatamente q assim q acontece às vzs.. saímos em busca de algo q nem sabemos direito e por vzs nos frustramos. Talvez, se soubéssemos da resposta q teríamos, não daríamos um passo. Porém, a vida seria previsível e monótona demais...
    Tudo eh aprendizado.. até os erros.
    Bjus, querida!

    ResponderExcluir
  35. Oi querida Marilene,

    Sempre ouvi dizer:"Não deixe estrada por vereda".
    Enfim, essa "Aventura" não deu certo, tal como a maior parte não dá.
    Pensamos que vamos encontrar muita coisa boa, perfeita, mas, infelizmente, o que constatamos é, talvez pior que a nossa própria vivência.

    Bom final de semana.
    Beijos da Luz, com ternura.

    ResponderExcluir
  36. Marilene,
    nem sempre os novos caminhos escolhidos são os corretos, mas como saberemos disso sem a aventura da trilha?

    Obrigada pelo comentário muito gentil, aliás como sempre, em razão da minha parceria com nosso amigo Jorge.

    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  37. MARILENE, quem não aprende no amor, pode aprender na dor.
    Beijos
    Manoel.

    ResponderExcluir
  38. É sempre assim
    Precisamos seguir as próprias pegadas para não cair na desilusão.

    Lindo Final de semana

    Bjs

    ResponderExcluir
  39. Ao final não deu em nada do que pensava encontrar e vem o sentimento de desilusão.Obra prima Marilene plena de reflexão,meus parabens pela construção.
    Abraços.
    Bjo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...