16 de setembro de 2012

NOITE DE SOMBRAS

(by Maria Sardari)


                                         


                           É na madrugada
                           Que as sombras se apresentam
                           E que o olhar cansado
                           Não encontra alento,
                           Vaga-se pelos aposentos
                           Vestindo-se apenas
                           Os pensamentos
                           Que a noite traz,
                           E que perduram
                           Até o nascer do sol

                           Cospe-se as amarguras
                           Dos desejos alimentados
                           E não realizados,
                           Busca-se os resquícios
                           Dos sonhos abandonados
                           Ou desfeitos,
                           E enquanto a lua brilha
                           Ainda se pode olhar o céu
                           Sem o breu
                           Que logo o ocupará

                           É na madrugada insone
                           Que os monstros se apresentam,
                           Sem ser chamados,
                           Chegam para saborear os tormentos
                           Que lhes dão vida,
                           E até a noite 
                           Deseja encontrar
                           Os braços do dia,
                           Para os poder afugentar
                           Com maestria

                                                          Marilene

59 comentários:

  1. It's really BEAUTIFUL Marilena.

    Greetings from Holland, Joop

    ResponderExcluir
  2. Lindissimo poema. É na madrugada que veêm os tormentos da nossa alma.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  3. Bom dia!!!
    Tem toda razão, é na madrugada que as sombras se apresentam. Ainda bem que essas tormentas não aparecem sempre, pois quando temos uma noite assim acordamos em frangalhos. Um ótimo domingo, bjo grande!

    ResponderExcluir
  4. Puxa, Marilene! Como concordo com esse poema, eu o vesti em mim. É verdade... é nas madrugadas que tudo isso acontece. Digo sempre... noites acendem estrelas e paixões. Beijos mil.

    ResponderExcluir


  5. Gosto de seu jeito maduro e doce.
    E como diz Cora Coralina:

    Mais esperança nos meus passos
    do que tristeza nos meus ombros.


    Beijo

    ResponderExcluir
  6. É na madrugada que acontecem tantas coisas.
    Magnífico poema, gostei muito.
    Marilene, querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Magnifico!

    Ai! a madrugada
    fiel companheira,
    misteriosa e matreira!

    Um beijo



    ResponderExcluir
  8. Oi Marilene,

    Tudo bem? Algumas coisas na vida são inesperadas como a madrugada, mas ela permite a insônia não só para os poetas, mas também para os lúcidos.

    Penso que ela é o ápice da democracia, e no final é a nossa maior companheira, pois nos espera.

    Boa semana e beijos.

    ResponderExcluir
  9. lovely yet again!

    jessica
    http://www.jumpintopuddles.com

    ResponderExcluir
  10. Na madrugada com suas loucas silhuetas que tudo se encaixa,,,que tudo faz sentido...precisamos dessa escuridão...beijos de boa semana

    ResponderExcluir
  11. Um excelente poema amiga. Gostei muito.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  12. Marilene,
    tudo bem com vocês?
    Espero que sim!

    A analogia da noite, como sombras, me faz pensar uma coisa, que às vezes as sombras é que nos dão a ideia da claridade. Pois o que seria de nós ao sol, se não contássemos com uma árvore, por exemplo, que pode ser um obstáculo se visto de uma forma, mas também pode ser sombra.
    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  13. Quando a noite fica grávida do dia
    E o Poeta pare sua poesia
    E as negras sombras orvalham-se de luz.
    Quando partilham, pesadelo e sonho,
    O mesmo sono de um amor tristonho
    É madrugada. E ela nos seduz.


    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha nossa! Isto é sublime, R.R. Barcelllos!

      Excluir
  14. Marilene, nossa, esse poema diz tudo o que em todos há em noites insones, sombras, essas que ao amanhecer desaparecem e podemos dar mais valor a luz, pois é, quem nunca teve uma noite assim?, acredito que todos enfim...!!!
    Amei seu poema, de grande sensibilidade!
    Abraços e uma boa tarde de domingo!

    ResponderExcluir
  15. Instantes, horas, vazios que nos assombram nas madrugadas insones, nos prendem num ciclo de tristezas.Graças à todas as manhãs que chegam para afastar as sombras.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  16. As madrugadas têm os seus encantos e sutilezas. O macho, por exemplo, gosta desses momentos.
    Belíssimo, o poema, poeta!
    Abração.

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde amiga , quando estava pesquisando um pensamento para deixar no comentário de hoje ,lembrei de uma frase de um autor desconhecido que diz mais ou menos assim:” Começamos pensando em mudar o mundo, esquecemos, e depois vemos quanto o mundo nos mudou”. Verdade este pensamento, como mudamos com o passar dos tempos, a vida é um eterna aprendizagem e o bom é que temos oportunidade de mudar a cada dia. A pouco tempo navegava na net, entrava nos sites, pesquisava e saia sem comentar, hoje sinto prazer em fazer visitas, comentar e sempre que encontro um blog de boa qualidade, já não sei sair sem deixar um comentário e participar e faço isto com prazer, tanto quanto fico feliz em ler os comentário que vocês seguidores e anônimos deixam no meu cantinho.
    Estou mais uma vez aqui pra desejar milhões de coisas boas pra você em especial, que os seus sonhos sejam realizados e que você seja muito feliz.
    A final, como diz Cornelius Agrippa: A verdadeira felicidade consiste não no conhecimento de boas coisas e sim numa vida fel. Não em compreender,mas, em viver compreensivamente. Também
    não é uma grande erudição, mas a boa vontade
    que une os homens a Deus." Bjusss, fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  18. Quanta verdade em tua poesia minha querida!
    Antes de iniciar o tratamento para crises de pânico, vivi muitas madrugadas assim.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  19. Quanta verdade em tua poesia minha querida!
    Antes de iniciar o tratamento para crises de pânico, vivi muitas madrugadas assim.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Marilene. A noite abriga mistérios distintos. Pode ser abrigo de trocas e momentos de amor maravilhosos, ou pode ser o recôndito da solidão que traz fantasmas...só a luz do dia pode ser capaz de dissipá-los. Que para os cansaços da alma, haja luz. Um abraço, linda semana!

    ResponderExcluir
  21. Olá Marilene,
    mais uma obra com a força que a caracteriza. A coragem, o bom uso das palavras e a fantasia que torna a realidade mais branda...
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  22. OI Marilene,

    eu que tenho insônia sei muito bem que é na madrugada que os monstros surgem.

    Mais um lindo poema!

    Uma ótima semana para você
    , cheia de luzes e cores

    Bjs

    Leila

    ResponderExcluir
  23. É engraçado Marilene, mas às vezes é em meio às sobras que nos apresentamos como realmente somos, principalmente em nossa fraqueza, as sobras nos passam a ideia de proteção, envoltos nelas estamos escondidos da reprovação e do julgamento do olhar alheio. Talvez por isso a madrugada seja tão inspiradora e propícia para reflexões e divagações...

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/09/on-road-o-livro.html

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    navegando pela net encontrei esse espaço riquissimo e aconchegante e aqui vou ficando e acompanhando.
    Desde já deixo aqui meu convite e quando puder sinta-se a vontade para ir em :

    http://passossilenciosos.blogspot.com

    Beijos e semana de paz!
    ;)

    p.s.: amei o poema...estado que para muitas vezes o meu eu...

    ResponderExcluir
  25. Sombras, amarguras, monstros, nada resiste ao dia que chega iluminando tudo. Que venha o sol e nos traga o calor da felicidade. Um abraço

    ResponderExcluir
  26. Belo poema Marilene! Quantas madrugadas não passei em claro enfrentando monstros que, com certeza, não foram chamados. Uma bela semana a vc. Bjs

    ResponderExcluir
  27. Boa Noite Amiga.
    As madrugadas também são minhas .
    A muitos anos sofro de insonia vejo monstros gigantes
    na quietude das madrugadas.
    Linda semana beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  28. OLá, Marilene. A insonia é um verdadeiro tormento! Nos assombra na madrugada. Obrigada pela partilha! Uma linda semana de paz e muita inspiração sempre. Beijos!

    ResponderExcluir
  29. Poema denso, Marilene. Gostei. Aliás, tão denso quando a própria foto postada por você. Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  30. É.... Na insônia podem nascer obras lindas ou acordarem-se as sombras.... Aqui nasceu esta poesia linda! Hoje tem post novo!
    Um início de semana iluminado!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. L'insonnia a volte può essere piacevole. Bella questa poesia!! felice inizio settimana...ciao

    ResponderExcluir
  32. Isònia nos faz viajar pela noite....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  33. Quando não há mais lugar do inferno, a caminhada mortos por terra e ela também...

    beijos

    ResponderExcluir
  34. são os fantasmas da noite e quando isso acontece temos de os aniquilar sem dó nem piedade, para não voltarem.

    muito bem escrito.

    gostei muito.

    boa semana

    beijinho

    ResponderExcluir
  35. Oii Marilene, sabe que esse poema me remeteu a uns pesadelos parecidos, sempre com o mesmo tema que tenho tido nas ultimas semanas, um monstro que adora me atormentar! Tem razão amiga, é nas sombras que vem os nossos tormentos! Adorei! bjinhos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  36. Olá querida!
    Nossa!
    Você poetisou o que anda acontecendo comigo, tem um ser horrível que atormenta meu sono, é horrível.
    Um beijo querida amiga e uma linda semana, sem monstros
    .

    ResponderExcluir
  37. Efeitos de insônia... momentos mal dormidos cansam o cérebro e nos fazem viajar...
    Belo poema.

    Muito obrigada pelo carinho com meu trabalho, fico feliz por vc ter gostado.

    Que sua semana seja de bênçãos.
    Abração.

    ResponderExcluir
  38. Hoje acordei na fúria dos deuses
    O céu da ilha cobriu-se de espanto
    Uma triste nuvem plantou-se sobre a minha cabeça
    E verteu uma lágrima de pranto

    Hoje acalentei uma esperança tonta
    Uma ideia já morta
    Um sentimento perdido na espuma
    Numa ansia que já havia fechado a porta

    Hoje é hoje
    O amanhã mais um tempo triste de um coração
    Hoje é apenas o perverso andamento do relógio
    Hoje esqueci toda e qualquer oração



    Doce beijo

    ResponderExcluir
  39. Oi Marilene!
    Lindo!
    É, na madrugada os nossos fantasmas surgem como sombras ameaçadoras de nossa paz. Ainda bem que sempre vem a luz do sol com seus raios de esperança.
    Beijinhos e uma semana iluminada!

    ResponderExcluir
  40. Minha querida

    É nas horas mortas da madrugada que somos o silêncio duma prece, que a alma sangra e os fantasmas nos seguem na nossa cama se deitam.
    Como sei do que falas neste belo poema.

    Deixo um beijinho e agradeço o carinho no aniversário do meu blogue
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  41. Uma excelente noite e uma ótima terça feira pra ti minha amiga,,,,beijos e flores...

    ResponderExcluir

  42. Oi mana,

    Os tormentos sempre afloram nas madrugadas , trazendo profundidade às dores e desilusões. Ainda bem que ao raiar do novo dia os fantasmas da noite se escondem.

    Lindo poema.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  43. Marilene,

    Gostei muitissimo de sua poesia. Desta, em especial, apreciei bastante a primeira estrofe. Belíssima, de uma sensibilidade incrivel !

    ResponderExcluir
  44. É na madrugada que os poetas se atiçam e criam asas.
    Alados alçam voos cada vez mais ousados e arriscados.
    É na madrugada que as canções soam fundo na alma.
    É na madrugada que nossos sentimentos fragmentados
    se recompoem.
    Linda e inspiradora poesia Marilene.
    Otimo olhar na madrugada.
    Uma bela semana a voce.
    Paz e muita luz em cada dia.
    Abraços.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  45. .


    Voltei, mas trago comigo
    uma flor.

    silvioafonso




    .

    ResponderExcluir
  46. Os fantasmas sempre aparecem nas horas insones, provocam tormentos, se tornam gigantes! Mas há o alvorecer para afugentar tudo!
    beijokas doces, Marilene!

    ResponderExcluir
  47. Um texto magnífico, instigante e para reflectir.
    Beijo, minha querida

    ResponderExcluir
  48. Uma bela noite pra ti minha amiga querida e uma excelente quarta feira...beijos flores e poemas sempre...

    ResponderExcluir
  49. Querida amiga

    Na madrugada,
    os silêncios
    tocam a sua
    sinfonia...


    Que haja sempre um sonho
    a nos habitar o entardecer do dia.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  50. Magnifico, perfeito!
    Os monstros que construímos e afugentam todos os nossos sonhos.
    Amei.
    Parabéns Marilene.

    ResponderExcluir
  51. Olá Marilene. um poema perfeito e lindo! Amei conhecer seu blog. Vim agradecer sua adesão e seu carinho. Teu blog é encantador. Adorei te ler. Um espetáculo a sua tessitura poética. beijinhos no coração.
    Gracita

    ResponderExcluir
  52. Mariii, quanto tempo! Saudades.
    Estou de volta a blogosfera.
    As nuances da noite onde todos os conflitos do ser resolvem dar o ar da graça. O bom é a certeza que vai clarear e o dia vai nascer, e essa sombra se vai. Até a próxima noite, ou não.

    Beijos de luz.


    ResponderExcluir
  53. Ainda bem que sempre tem um novo dia...e uma outra chance...
    Linda poesia e imagem!
    Beijos,poetisa!

    ResponderExcluir
  54. Olá, Marilene.
    Acho que sempre seremos atormentados por horrores e medos criados por nós mesmos, que somem com a luz da reflexão e sabedoria.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  55. Marilene
    Que as madrugadas sejam sempre assim: inspiradoras para lindos poemas.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...