8 de outubro de 2012

OUSADIA

(Figurative Paintings by Laszlo Gulyas)

                                                
                                                
                              Um simples morango 
                              Me fez recordar
                              Uma outra estação,
                              Meus lábios rosados
                              Que nenhuma ousadia
                              Pintou de vermelho

                              Uma simples escultura
                              Me fez refletir
                              Sobre outra estação,
                              Meus ombros cobertos
                              Que nenhuma ousadia
                              Permitiu decotar

                              Uma simples tela 
                              Me fez regressar
                              A outra estação,
                              Minhas roupas escuras
                              Rabiscos sem cor
                              E sem ilusão

                             Um simples momento
                             Me fez refletir
                             Sobre antigos valores ...
                             E a ousadia encoberta
                             Resolveu se mostrar

                             Pintei as colunas da vida
                             Retirei as cortinas da alma
                             Lancei fora as mofadas verdades
                             Que, aliás, já nem tinham lugar

                             Tenho pressa,
                             Não vou mais me ocultar

                                                              (Marilene)

50 comentários:

  1. Belo poema!
    "Tenho pressa,não vou me ocultar." Perfeito.
    Beijos inspirada amiga.

    Lisandra Fernandes.

    ResponderExcluir
  2. Ocultar-se ,pra que? Lindo e tudo partindo de um simples morango!!!Adorei! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Não adia aqui teu dia
    Pousa aqui tua poesia
    Arma aqui tua harmonia
    Ousa aqui tua ousadia


    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Nessa ousadia
    De noite ventosa
    No rosto alegria
    Beleza preciosa!

    Seus lábios rosados
    Sorrisos expandir
    Por outros procurados
    No desejo de se unir!

    Suas roupas escuras
    Para sua beleza esconder
    Não sendo simples esculturas
    O que bom bom é para se ver!

    Boa segunda-feira para você,
    amiga Marilene,
    um beijinho
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  5. Corrijo: O que é bom é para se ver!

    ResponderExcluir
  6. "Ousar é perder o equilíbrio momentaneamente. Não ousar é perder-se."

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Marilene

    Uma cor de morango, uma simples tela e um belo, elementos que deram origem a interessante poema, a terminar, parece transmitir: tenho pressa de viver.
    Ah, a ilustração é um gosto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. A hora é agora...Não podemos perder o momento!
    Bravo! Gostei da ousadia!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Marilene, o que deu em nós mulheres maduras?! rssss estamos cheias de idéias calientes!!!! A vida pulsa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. E na simplicidade desses momentos ousados muitas histórias ficaram gravadas na memória...beijos e uma bela noite pra ti amiga...

    ResponderExcluir
  11. Minha alma também é muito apressada, muito mesmo.
    Amei sua poesia, belíssima como sempre...beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  12. Linda ousadia que faz renascer entre os mofos sentidos o mais lindo, o de se permitir ser feliz.
    Que Show Marilene!
    A ilustração fala.
    Linda semana amiga com todas inspirações afloradas.
    Carinhoso abraço.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Oi Marilene
    Linda poesia. Quanta metáfora! Fico pensando em tirar a cortina da alma, como deve ser...
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  14. Artista das palavras e dos sons do coração.Amei sua poesia .... um grande abraço admirado pelo talento!
    Aguardo sua visita!

    ResponderExcluir
  15. Linda poesia minha amiga Marilene! Você faz dois tipos de poemas: Os bons e os ótimos, hahahahahahahahaha, esse aqui foi ótimo!

    ResponderExcluir

  16. Ei mana,

    É isso aí! Sempre é tempo de fazer tudo diferente e correr atrás do tempo perdido. A lei é OUSAR, SER FELIZ, VIVER.

    ADOREI O POEMA.

    Beijão e se cuida, viu?
    (Tô pensando em pintar as colunas da vida...rsrsrsrsrs).

    ResponderExcluir
  17. Olá, Marilene. Saudade!! Belissimo sempre seus poemas. Amei! Ousar é preciso. Encantei também com o lirismo contido nos versos! Beijos e linda semana.

    ResponderExcluir
  18. Após muito tempo se escondendo, quando se descobre os prazeres da vida, se joga com intensidade. Adorei, Marilene. Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Você sempre cria as imagens mais lindas! Parabéns. Boa tarde!

    ResponderExcluir
  20. OI Marilene!
    Que belo despertar!Em seus lindos versos foi-se descortinando a razão e a descoberta pelo que era mais verdadeiro, não mais se ocultar.
    Beijinhos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde. Marilene. Lindísimo o seu poema. Interessante que você passeou por cada estação e não perdeu a sua ousadia e nem deixou de saber o que queria.
    Que bom que você repaginou a vida com cores e expulsou o que não servia de mais nada e seguiu o seu caminho!
    Parabéns, pra variar!
    Beijos na alma e fique na paz!

    ResponderExcluir
  22. Ser ousada, mantendo os pés no chão, sabendo onde se quer chegar, que maravilhoso pousar os olhos sobre estas estações.
    "Pintei as colunas da vida
    Retirei as cortinas da alma,
    Lancei fora as mofadas verdades,
    Que aliás, já nem tinham lugar"
    Simplesmente Lindo.
    Um grande abraço,

    ResponderExcluir
  23. Uma noite de paz pra ti amiga...beijos e flores...

    ResponderExcluir
  24. Não havia melhor modo de encerrar o poema!

    ResponderExcluir
  25. Tudo vai num crescendo extasiante... quanta beleza!

    um beijo, Marilene
    da lúcia

    ResponderExcluir
  26. Se mostrar é fator essencial para experimentar a vida. Boa noite, Marilene. Bjos.

    ResponderExcluir
  27. O amor em suas estações, lindo!
    beijo
    Boa semana

    ResponderExcluir
  28. Coisas tão simples como um morango, uma escultura, uma tela , para nos fazer recordar, refletir e regressar a outra estação ! Que bonito !

    ResponderExcluir
  29. Your post is worth of attention. as always
    From Socking Images

    ResponderExcluir
  30. Marilene
    Pistaste linda cor na tela, talhaste uma linda escultura que só você sabe criar em versos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  31. um morango tem uma simbologia belissima, é fruto carnudo, sensual e ao mesmo tempo fácil de ser "machucado" e foi através de um morango que a poesia te tomou para ela! lindo!

    ResponderExcluir
  32. Há ousadias que valem a pena...
    Magnífico poema, goastei imenso.
    Tal como da pintura que escolheste.
    Um beijo, querida amiga.

    ResponderExcluir
  33. As coisas mudam conforme o tempo passa. Amadurecemos e compreendemos
    a vida por outro prisma. Mudam-se os valores. Tudo muda!
    A pintura é magnífica e seus versos também, como eu já havia dito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  34. um poema de afirmação de que gostei bastante.

    beij

    ResponderExcluir
  35. Uma noite de paz pra ti minha amiga,,,,beijos e flores...

    ResponderExcluir
  36. Ousastes lindamente em teu poetar querida.
    Admiro-te!

    Beijos com carinho e o desejo de um delicioso anoitecer.

    ResponderExcluir
  37. Perfeito, que poema perfeito ! Pressa para viver, quanta coragem ! :D
    Como me inspira o que voce escreve ..
    Um beijo em voce :)

    ResponderExcluir
  38. Querida amiga,

    Meu silencio tem sido longo.

    Mas não tem sido por esquecimento, mas sim por conta dos acontecimentos do dia a dia.

    Quero muito agradecer a sua presença amiga lá no meu cantinho, a qual trás muita alegria para o meu coração.

    Que Deus a abençoe, e realize todos os seus sonhos e projetos.

    Uma linda semana para você coberta de muita paz e Amor!

    Abraço Amigo

    Maria Alice

    ResponderExcluir
  39. Lindos, inspiradores e libertadores seus versos querida! Adorei!
    Bom feriado, beijinhos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  40. Simplesmente delicioso o poema.
    beijos querida ****

    ResponderExcluir
  41. Adorei o poema! Linda escrita!
    Beijinhos&Brigadeiros,
    LihSantos

    ResponderExcluir
  42. Um bom final de tarde pra ti minha amiga e um excelente feriadão...beijos e flores...

    ResponderExcluir
  43. MARILENE, maravilha de poema. Li, reli, treli... curti e exercitei bastante a minha imaginação com o talento da querida amiga.
    Bjo
    Manoel

    ResponderExcluir
  44. Olá, amiga Marilene!
    Quando se ama, um pouco de ousadia é bem vinda em qualquer estação.
    Poema prestigioso e bem engendrado quase todo em redondilha. Ficou tão perfeito que a rima não se faz necessária para se obter um ritmo primoroso c com poesia de bom "engenho e arte".

    Parabéns pela engenhosidade!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  45. Ah!Marilene!!!
    Esta ousadia sempre vale à pena!!!!
    Que bela poesia, cheia de encantos!
    Beijos e meu carinho amiga poetisa!

    ResponderExcluir
  46. Oi Marilene,
    "tenho pressa
    não vou mais me ocultar"
    Ultimamente tenho sido assim,principalmente com relação a um certo alguém,até agora nada,mas eu sei aguardar,rs.
    Um ótimo final de semana,abraço,=)

    ResponderExcluir
  47. Marilene, às vezes me pego nesses instantes de reflexão, onde tudo parece desabrochar de uma só vez, tudo parece fazer sentido...também não ando mais querendo me ocultar, embora esteja me ocultando. Um abraço!

    ResponderExcluir
  48. Olá, Marilene.
    Acho que, conforme envelhecemos e vamos nos tornando mais sábios, vamos nos livrando das verdades antigas e ultrapassadas que não servem mais, já que enxergamos o mundo de uma forma totalmente nova.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...