2 de janeiro de 2013

EXCEÇÃO

(Photographer Aneta Ivanova)
                                      

                                 Onde se escondeu o rio
                                 Das lágrimas que verti?
                                 Onde foi parar  a caixa
                                 De ilusões amareladas
                                 Que pelos anos perdi?
                                 Onde estão todas as dores
                                 Que me fizeram sofrer
                                 E que pensei, melancólica,
                                 Não me deixariam viver?

                                 Hoje sei que evaporaram
                                 Que de mim se desgarraram
                                 Não vieram pra ficar,
                                 Seu fim era só mostrar
                                 Que o caminho estava errado
                                 Que tinha muito a aprender,
                                 Que cada ser tem suas marcas
                                 E eu não seria exceção

                                 Todos tem no seu passado
                                 Um traçado desigual
                                 A clamar por correção

                                                                  Marilene

37 comentários:

  1. Minha querida !!!!!
    O ano-novo já passou e um novo dia está começando !!!!
    Venho te abraçar neste 2013 com muito carinho !
    E perguntar se posso ficar fazendo morada por aqui por mais um ano ?
    Bjs com o sabor de um novo dia !!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. E que bom que tudo passa, o melhor e o pior. Assim o mundo continua a girar e não ficamos parados.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Linda, reflexiva poesia!! Iniciaste bem o ano!! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. O passado é a construção de tudo que somos hoje,,,é a nossa base,,,saudades,,,sonhos...onde começam e terminam,,,beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  5. Tudo passa... ainda bem... a vida esta sempre se renovando a gente querendo ou nao...
    Adorei a imagem...
    Beijos...

    ResponderExcluir

  6. Oi MANA,

    Graças a Deus não há mal que sempre dure. Toda tempestade é passageira. As dores ou desenganos sempre chegam para deixar um recado. Mantendo o equilíbrio e a confiança, teremos condições de assimilar as lições, sem precisar repeti-las.

    Adorei o poema-reflexão.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Sempre versos tão belos, Mar+ilene.

    Nesse, a sensibilidade lhe visitou em forma de perguntas (um pássaro voando na primeira estrofe), depois ele pousou com respostas em teu ombro (na segunga estrofe), por último cantou lindamente ao teu ouvido (estrofe derradeira).

    Que esse pássaro chamado inspiração poética nunca deixe de lhe visitar nesse novo ano que se inicia!

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga

    Desejo que o Ano Novo
    se transforme em tua vida
    em Dia Novo,
    para que em todo anoitecer
    existam fogos de artifício
    para colorir os céus do teu olhar
    das mais singelas alegrias,
    e a cada amanhecer
    existam sonhos simples
    para dar novos sentidos
    a tua vida.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  9. Es cierto; tenemos mucho que aprender y siempre tendremos el derecho a corregir nuestro rumbo.
    Precioso Poema.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Marilene, como seu texto encontra-se recheado de literariedade por apresentar rimas belas. Fico feliz por continuar a escrever magnificamente...

    ResponderExcluir
  11. Quando entendemos a transitoriedade buscamos os caminhos, que nos levam ao equilibrio e compreenção desta.Lindo como sempre Marilene com seu poetar fantastico.
    Que estejamos em sintonia por 2013.
    Grato sempre amiga.
    Um carinhoso abraço mineiro.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  12. Onde as lágrimas vertidas
    Pela dor que dói em ti?
    Onde as ilusões perdidas
    Que não mais estão aqui?
    Tu as deixastes nos versos
    Por teus caminhos dispersos
    Onde eu as recolhi.


    Começando bem a safra deste ano, menina! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou, não só agradecendo, mas aplaudindo seus versos, poeta! Bjs.

      Excluir
  13. Excelente poema....
    Votos de Feliz Ano Novo com muita luz de Esperança por um mundo melhor....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  14. Oi Marilene querida


    Ainda bem que alguns sentimentos não vem pra ficar, estão só de passagem pra nos ensinar alguma coisa... Ainda bem.
    Lindo demais teu poema.


    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  15. Lindo, Marilene! Acho que isso se chama paz!
    Grande beijo, parece que entrou o ano com o pé direito!!!

    ResponderExcluir
  16. Lindo poema, Marilene. Pra começar 2013 com o pé direito e admirando uma boa escrita e transmissão de sentimentos. Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  17. Tudo que senti vontade de dizer, Rodolfo expressou, como sempre, lindamente...

    A mensagem ganha vida e é recebida e interpretada a partir das emoções que desperta, desde o primeiro verso algo se inquietou...como disseram, e eu concordo, começou lindamente o ano!

    Bjos, e um maravilhoso 2013 pra ti!

    ResponderExcluir
  18. Olá amiga querida!

    Bela poesia!
    Sim... tudo passa, vira aprendizado, mas dor ninguém quer sentir. E no momento em que se vive a dor ela é presente e não passado.

    Feliz 2013 amiga.

    Que sigas inspirada!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Um belo dia pra ti minha amiga,,,beijos.

    ResponderExcluir
  20. Como sempre belos poemas!! Como é bom passar por aqui!! Grande abraço!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Marilene

    Como sempre, poema de observação muito imtencional de vida, numa visão intelectual, obrigando muito a arrumar ideias. Não tenho dúvidas, li um poema, que marca um bom esquema de poesia, que tento fixar, enriquecendo o meu pensamento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Ninguém gosta de sentir dor, mas ela é inevitável, assim como o riso e a alegria também... Está tudo fechado no pacote chamado VIDA!
    Onde quer que você esteja, Que Deus te guarde.
    Não importa onde te encontres, Que Deus te ilumine.
    E em todos os teus passos, Que Deus te abençoe !!!
    Tenha uma linda noite e um ótimo amanhecer, repleto de realizações e com muita Paz!
    Bjus

    ResponderExcluir
  23. O que passou, passou. Devemos seguir o caminho sem olhar para trás. Belíssimo poema, belíssima imagem. Bjs

    ResponderExcluir
  24. Que bom podermos apagar as marcas tristes e dar lugar ao perdão e a esperança, que nos faz renascer.
    LINDO POEMA.

    ResponderExcluir
  25. Parabens Mary minha amiga! Que texto bem escrito e lindo! Vc sabe mesmo das coisas!

    ResponderExcluir
  26. um poema cheio de interrogações que se ficam sem resposta...

    muito belo apesar de algum desalento.

    obrigada!

    beijo

    ResponderExcluir
  27. Um bom dia pra ti minha amiga,,,beijos.

    ResponderExcluir
  28. Que início perfeito de novo ano minha querida Marilene.
    Como é bom quando temos essa consciência, pois não?
    Lindo ano novo interior minha doce amiga...bjbj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não houve jeito de comentar, a não ser pegando carona no comentário alheio. É que estou no trabalho (xiuuu) e o tal Linux não curte muito o blogger.

      Lindo de viver, Marilene. Eu te leio e sinto como se suas palavras me rasgassem a alma, de tão fortes que são. Eu adoro o seu olhar para com os sentimentos.

      Beijos, minha querida. Feliz 2013...

      Excluir
  29. Marilene, às vezes fico me perguntando isso...será que todos tem alguma história perdida no passado, clamando por ser finalizada, ou sou só eu? Pelo seu poema, vejo que isso deve ser mais comum do que se imagina. Não gosto de assuntos inacabados, trazem uma sensação de impotência. Um abraço!

    ResponderExcluir



  30. Este no es un verso, este es mi pensamiento y  sé lo hago saber a la brisa de la mañana para que te comunique entre las bambalinas de la emoción…

    Que pases un buen fin de semana, el primero de este nuevo año que se abre ante nosotros con muchas ilusiones y esperanzas puestas en el futuro...

    En tus manos dejo un ramo de madreselvas recién cortadas, para que su fragancia acaricie el crepúsculo de los sentimientos.

    Un abrazo breve
    pero con afecto.

    Atte.
    María Del Carmen



    ResponderExcluir
  31. Oi Marilene,
    O passado início do hoje,
    marcas,lembranças,enfeite do ontem.
    Adorei a imagem,diz tanta coisa!
    Um ótimo final de semana,abraço,=)

    ResponderExcluir
  32. Lindo poema, Marilene!
    Abraços e feliz 2013.

    ResponderExcluir
  33. OI Mari, passando pra te ver, miga. Finalmente estou colocando minhas visitas no lugar rsrsr... E como sempre me deparo com esta jóia de poema, onde a construção é sentimento na argamassa do passado, esse trator que nos derruba e que as vezes machuca.

    Teus versos são sempre fascinantes.
    saudade

    bacios da amiga de sempre

    LU C.

    ResponderExcluir
  34. Olá, Marilene.
    A cada decepção e tombo que levamos, aprendemos mais um pouco, até chegar o momento em que aprenderemos a não mais sofrer em vão por quem não nos merece.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...