12 de janeiro de 2013

MEMÓRIAS

(Gioia Cordovani)

                                               
                                            
                                 Não vou me importar
                                 Se na despedida
                                 Deixares no ninho
                                 Vestígios de ti,
                                 Uma camisa no armário
                                 Um creme de barbear
                                 Ou qualquer outra coisa
                                 Que eu possa doar

                                 Não vou me importar
                                 Com a visão das paredes
                                 Com os sons abafados
                                 Com os passos ouvidos
                                 Por vários dos lados,
                                 Nem com todas as redes
                                 Nas quais me prendestes.
                                 Mudo o lar, os pertences,
                                 E refaço a pintura

                                 Mas não deixes  lembranças.
                                 Confira a bagagem
                                 E nela coloque
                                 Em resistente embalagem
                                 Tudo que já vivemos.
                                 Nossa história ,
                                 Morrerei se guardar,
                                 Terás que levar

                                                             Marilene



Expresso a todos o meu agradecimento pelas palavras carinhosas que me deixaram na postagem anterior. Essa foi uma linda forma de comemorar meu aniversário. 

Um presente, em especial, retirei dos comentários para compartilhar . São os versos encantadores do grande e querido poeta Rodolfo Barcellos, do blog http://seteramos.blogspot.com.br/, que merece meus aplausos pela generosidade e talento:


(Peguei emprestada a foto de seu perfil)
                                          

                                                         "   Linda,
                                                              Enquanto a Terra dá voltas
                                                              (sessenta voltas já deu?)
                                                              Tuas poesias soltas
                                                              Viajam retas ao céu;
                                                              Ao céu viajam diretas
                                                              Pois é lá que os poetas
                                                              Depositam suas preces,
                                                              E é lá que tu mereces
                                                              Ostentar teus diademas
                                                              Onde brilham teus poemas
                                                              Como preciosas gemas.
                                                              Lá, onde o tempo não passa
                                                              Lá estás, plena de graça,
                                                              Ontem, hoje, sempre, ainda
                                                              Jovem, sorridente, linda! "


                                                               PARABÉNS! 

47 comentários:

  1. Marilene, querida!
    Muito lindo!
    Fiquei pensando no entanto que a história de uma relação também é contada através dos objetos. É quando ainda sentimos o perfume do outro quando abrimos um livro... e isso também é memória em nossas mãos e coração. Memória que não consegue ser seletiva!

    Beijos muitos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Tudo muito lindo, e você merece a homenagem. Parabéns, e muitas felicidades e saúde!

    ResponderExcluir
  3. Tem razão amiga. quando algo acaba, o pior sempre são as recordações.
    por andar mal dos olhos não venho todos os dias à net. Daí que não me tenha apercebido dos seus anos.
    Peço desculpa pelo atraso e deixo os sinceros votos de que o dia 10 tenha dado inicio a uma época que perdure na memória como das mais felizes de sempre
    Bonita a homenagem.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  4. "... mas não deixe lembranças"
    Coisa de poete, né.
    Viver do impossível.
    Que lindo, minha irmã de poesia.

    ResponderExcluir
  5. BOM DIA AMADA DE TODOS !!!!!
    E DE MIM TAMBÉM ...MAS QUE ESPECIAL...SEM PALAVRAS NÉ !!!!!!!
    AMEI O DESENROLAR DO AMIGO POETA RODOLFO BARCELLOS(MARACUJÁ DE GAVETA )
    SEMPRE MUITO GENTIL E DESENVOLVENDO SEU POTENCIAL NAS ESCRITAS...
    PARABÉNS PRA TI MAIS UMA VEZ COM MUITOS ANOS DE VIDA !!!!!
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  6. Linda poesia Marilene, mas que seremos sem lembranças?
    Mas o importante é só guardar no coração e na memória, lembranças gostosas de lembrar.
    Linda homenagem seu amigo lhe fez, você querida merece sempre todas as sinceras homenagens, seja feliz sempre linda menina...bjs

    ResponderExcluir
  7. Memórias guardadas de uma história construída...beijos amiga e um bom sábado pra ti.

    ResponderExcluir
  8. Marilene antes demais dou os meus parabéns atrasados e peço desculpa de não ter vindo antes mas só hoje estou começando a visitar os amigos pois trabalho em contabilidade e o final e inicio de ano são sempre alturas dificeis. Lindo poema, as nossas memórias acompanham-nos eternamente.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  9. Oi Marilene minha querida


    Lindo poema...
    Me deixou com um nozinho na garganta.
    Lindo demais.

    Beijos e parabéns linda, você merece todas as homenagens.

    Ani

    ResponderExcluir
  10. Lindo!! Realmente muito bom!! Deixando um forte abraço!!
    Mudei o visual do Mente Aberta...passa lá pra conferir!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Um pouco atrasada, só hoje fui deixar meu abraço de parabéns, na postagem anterior. Agora quero parabenizar também o Rodolfo Barcellos, pelo lindo poema dedicado a você. Justa escolha!

    Um beijo,(da setentona Lúcia) à sexagenária Marilene( mais "sex" que nunca!).

    ResponderExcluir
  12. Mereces todo carinho e esse presente, DEZ!! beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  13. Quantas mais belas palavras guardam este seu coração.
    São por deveras aos olhos que leem uma benção.
    Quem dera lembranças fossem embaladas.
    Fossem junto levadas e jamais deixadas.
    Mas que bagagem seria esta tão preciosa?
    Uma vez que as lembranças perduram e por vezes a sobriedade ameaça.
    Um dia quem sabe encontro tal perfeita mala.
    Assim despacharia todas lembranças que pouco a pouco a esperança mata.

    Fostes seu aniversário, perdoe-me a ausência em dia tão especial.
    Mas saiba que todos eles que ainda estão por vir, diga-se de passagem muitos serão sempre especiais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá amiga!
    Lindo seu poema e linda ( e merecida ) homenagem.
    Parabéns mais uma vez.
    Beijos, te desejo um feliz final de semana querida.

    ResponderExcluir
  15. É verdade, Marilena, presença é melhor do que lembrança.
    Parabéns pelo lindo poema. A homenagem que você recebeu do poeta Rodolfo Barcellos, está um encanto de linda. beijos e lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  16. Marilene
    o teu poema é muito belo.
    mas as lembranças ficam sempre.
    o poema do Rodolfo Barcellos, eu sempre leio com agrado os comentários dele e acho que ele é um Poeta completo e genuíno.
    um bom fim de semana.
    um beijo

    ResponderExcluir
  17. Lindo poema, Marilene! Parabéns! (:
    Ele expressa bem uma relação com paredes divididas e objetos... Adorei.
    E amei o poema de aniversário escrito pelo Rodolfo Barcellos.
    Mil beijos. Até mais. ^^

    ResponderExcluir
  18. Boa Amiga Marirele

    Deixei passar o teu dia de aniversário, contudo não deixei de ler o respetivo poema e não deixo de, gostosamente te deixar parabéns!...
    Quanto ao presente, segue a magnífica linha, que renhço tua poesia. O poema de Rodolfo Barcelos, foi um bom complemento, que fizeste bem expôr,
    Beijos de amizade

    ResponderExcluir
  19. Olá Marilene parabéns pelo aniversário e pelos lindos poemas que nos.
    Adorei a homenagem do poeta Rodolfo,bem merecida.
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Bem, hoje, apenas, posso dizer-lhe boa noite.
    Amanhã, talvez, direi bom dia.
    De outras vezes, poderei dizer, olá!
    Passaram alguns segundos e, agora,
    O quê sobra é um adeus,ou, até breve...
    Até...

    ResponderExcluir
  21. Amiga querida,

    Tudo bem? Voltando com moderação.

    Um texto perfeito e que me trouxe a memória a saudade de detalhes, bem como ao cheiro que ficou na lembrança.

    Sempre contigo em 2013, vamos nos encontrar muito para conversar, pois és especial para mim.

    Beijos,

    ResponderExcluir

  22. Oi mana,

    Que lindos versos o Barcellos lhe deixou, hein? Você merece. E ele é o máximo.

    O poema toca a alma, pois tem a ver com sentimentos que afloram num eventual momento de separação ou despedida. Impossível mesmo é se livrar das lembranças. A memória é aliada do amor.

    LINDO!

    Beijo.

    ResponderExcluir



  23. ¡Feliz fin de semana!

    bajo la incipiente mirada

    de la luna enamorada

    de los riscos tornasolados de la alborada...

    Atte.
    María Del Carmen



    ResponderExcluir
  24. "Trocando em miúdos, pode guardar
    As sobras de tudo que chamam lar
    As sombras de tudo que fomos nós
    As marcas de amor nos nossos lençóis
    As nossas melhores lembranças"
    (Chico Buarque)

    O amor e seus finais...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  25. Um bom domingo e uma excelente semana pra ti minha amiga,,,beijos.

    ResponderExcluir
  26. Lindo poema, Marilene! Adorei, e que lindos os versos do Barcellos!
    Boa semana pra ti!

    Beijinhos e Brigadeiros,
    LihSantos

    ResponderExcluir

  27. Olá, Marilene

    Um belo poema que mostra bem que as memórias e as recordações persistem em nós e que qualquer coisa que as faça avivar, aviva também a dor da separação.

    Um bom domingo.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
  28. Não entendo porque alguns comentários não entram no blog. E nem sempre o percebo, porque leio os e-mails e, através deles, falo com meus amigos.
    Hoje, casualmente, notei que não constava, aqui, o do Rodolfo Barcellos.
    Com sua frequente gentileza e modéstia, escreveu:

    R. R. Barcellos deixou um novo comentário sobre a sua postagem "MEMÓRIAS":

    Teu poema tem muito lirismo, Marilene. E não preciso dizer da minha alegria com o acolhimento e a transcrição do poema que você me inspirou. Os elogios dos amigos refletem-se sobre você, poetisa e musa...

    Beijos.

    Não poderia permitir que o blogger o ignorasse (rss). Certa vez, outro amigo me perguntou porque havia excluído seu comentário. Jamais o faria. Fui conferir e notei que a mesma situação ocorrera.

    ResponderExcluir
  29. Oi Marilene! Parabéns pelas homenagens! Tenho certeza que merece cada uma delas. Bjs...

    ResponderExcluir
  30. Mariii, poxa miga nem sabia do teu niver, ahhh que pena
    Mas olha, cheguei atrasada pra festa, mas meu abraço aqui deixo, cheio de afeto e carinho. Desejando muita saúde e sucesso pra ti minha queridona!

    Continuas linda e xuberante, pois toda fase tem sua beleza!
    Ah, nem pense em parar de poetar , porque a cada novo poema só faz melhorar e teus versos são como lança, tocam profundo.

    FELICIDADES, AMADA!
    BACIOS DA LU E TIM TIM NO PIQUE PIQUE!!!
    :)

    ResponderExcluir
  31. Marilene, querida
    Os bens materiais são fáceis de levar, e os que ficam podem sempre doar-se.
    Mas as lembranças... aí, minha querida, é que começa a verdadeira dificuldade.
    Se a relação foi verdadeira, há sempre algo que fica na lembrança, e contra o qual não vale a pena lutar.

    Achei lindo! o poema de R.R.Barcelos. Preciso conhecê-lo...Gosto muito de boa poesia.

    Um bom finalzinho de domingo e feliz semana.

    Ah! Amanhã (logo, à meia noite) há post novo no «CASA».

    ResponderExcluir
  32. Que linda poesia do Rodolfo Barcellos. Você merce.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  33. O rodolfo é mesmo um encanto...Marilene, relacionamentos acabados precisam findar definitivamente, porque senão fica sempre a impressão de que se perdeu algo que precisa ser resgatado. As lembranças precisam mesmo partir na bagagem do outro. Belo escrito, um abraço!

    ResponderExcluir
  34. Marilene,
    Você é realmente muito gentil.
    Obrigada pelos comentários sempre delicados.
    Gosto quando me visita, também posto de te visitar.
    Nem sempre faço comentário, mas estou sempre te visitando.
    Um abraço.
    Maria da Graça

    ResponderExcluir
  35. Para vc tbm Marilene... uma semana de paz...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  36. Olá obrigada pelo carinho e seu comentário beijos.

    ResponderExcluir
  37. Marilene , o Rodolfo te deu um belo presente mesmo. Um poema tão lindo quanto o postado por você. E não precisa agradecer nada. Beijos e boa semana! =)

    ResponderExcluir
  38. Oi amiga, tudo bem? Vim conhecer teu blog e achei muito interessante, já estou te seguindo. Aproveito para convidar-te a fazer uma visitinha ao meu blog. Se gostar, ficarei muito honrado em tê-la como seguidora. Aguardo-te. Abraços do amigo Bicho do Mato.

    ResponderExcluir
  39. Um bom dia de paz e poesias pra ti minha amiga,,,beijos e flores..

    ResponderExcluir
  40. Oi Marilene!
    Não tenho escrito, mas sempre que por aqui passo te leio, nem sempre comento.
    profundas suas palavras que vão além do que os olhos lêem, é o que nos faz sentir. Você é ótima com as palavras. Poetisa de mão cheia e coração sensível.
    ...tudo de bom pra vc, todos os dias, que em seu caminho não falte alegria nem inspiração pra poesia.
    Obrigada pelo carinho e votos no fim de ano. Que seu 2013..14...15...em fim, que seus dias todos sejam abençoados.
    Bjos e que Deus te cuide, sempre!

    ResponderExcluir
  41. Que belíssima homenagem Marlene!
    Não sabia que completou anos! Meus parabéns amiga!
    Toda felicidade do mundo pra ti!

    Bjusssss

    ResponderExcluir
  42. Oi Marilene!Tudo bem?Voltei hoje ao blog.Meus parabéns pelo seu aniversário embora atrasado,amei sua foto!A homenagem que você postou é linda como são teus versos!Um abraço e tudo de bom pra você!

    ResponderExcluir
  43. Marilene...... parabéns pelo aniversário (atrasado!!!) mas que Deus, em toda sua bondade, te dê tudo de bom...
    Quanto ao poema, de uma força tremenda... deixe o que quiser qu eu doo.. mas leve as lembranças...essas são só nossas!!!

    ResponderExcluir
  44. Oi Marilene

    Uma forma de querer se desvencilhar da memória num grande poema que é a sua marca registrada.
    E a homenagem do poeta, bem merecida grande poetisa.

    Um lindo dia para você.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  45. Como é grande e lindo um grande amor com todas suas possibilidades e heranças que buscamos eternizar.Lindo poema Marilene com sua marca.
    Bela homenagem amiga que voce se digna e muito bem.
    Carinhoso abraço amiga.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  46. Olá, Marilene.
    A separação nunca é fácil nem simples, já que não podemos controlar o que sentimos ou não queremos mais sentir.
    Igualmente excelente ficou a homenagem de seu amigo Rodolfo.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...