28 de fevereiro de 2013

FRUTOS DA REFLEXÃO

(Illustration by Andre De Freitas)


                                    
                         Em uma cadeira almofadada
                         Ela se acomodou, diante do espelho.
                         A hora da verdade buscava.
                         Penetrou nos olhos cor de terra
                         E viu as montanhas
                         Que não ousou transpor,
                         Sentiu a transparência
                         Dos desejos que abandonou,
                         Os contornos que poderia ter abraçado
                         E não ousou,
                         As linhas do horizonte
                         Que não quis perseguir
                         Por medo de fracassar

                         O rosto refletido não sorria
                         E sequer chorava,
                         Só para ela mostrava o invisível
                         Habitante de seu interior.
                         Dirigiu o olhar aos traços finos
                         Que ainda eram belos,
                         Viu as mãos que ajeitavam os cabelos
                         Em movimentos leves
                         A lembrar voos de borboletas

                         Fechou os olhos e navegou
                         Em seu cinzento íntimo.
                         Espanou, com afinco, a poeira do medo
                         E, por alguns segundos,
                         Visualizou a oculta luz

                         Voltou, então, aos olhos castanhos
                         E se conscientizou de que
                         Nada estava perdido.
                         Levantou-se, elegantemente
                         E, sorrindo, retornou à vida 

                         Após pequenos instantes de reflexão
                         Conseguira abrir, mais uma vez,
                         A porta da esperança

                                                                        (Marilene)


58 comentários:

  1. Refletimos, refletimos e temos q chegar à conclusão de que sempre há esperança. Bjsss

    ResponderExcluir

  2. Postar-se diante do espelho da alma para buscar e reconhecer erros e fracassos é medida de coragem e utilizar as descobertas para mudar atitudes perante a vida é demonstração de sabedoria. O mergulho no nosso "eu" nos traz de volta com novo ânimo. Sempre poderemos recomeçar e fazer diferente.

    Lindo demais, mana.

    A-D-O-R-E-I.

    Bjim.

    ResponderExcluir
  3. Esperança nos faz viver, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  4. É assim... quando tudo nos parece perdido... é que surge a esperança...

    ResponderExcluir
  5. Esses momentos acontecem e fazem bem e após, acenam para a esperança... Lindo,Marilene! beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Com certeza, Marile, ao se olhar ela viu a sua Luz interior. Bjos.

    ResponderExcluir
  7. Estes mergulhos profundos na existencia que geram uma linda emersão.
    Belissima construção/inspiração/reflexão .
    Um lindo dia amiga.
    Meu terno abraço de paz e luz.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  8. um poema que é um autentico hino à esperança, especialmente quando julgamos que ela também se foi.
    beijo

    :)

    ResponderExcluir
  9. Cair no estado de estagnação, medo de agir por medo de errar, é sempre mais fácil do que sair. Um passo, depois outro... não é fácil, mas é preciso.

    bjos

    ResponderExcluir
  10. Que lindo!!! Essa, sou eu! rsrsrs
    Queria postar no meu blog, mas não pude copia-la.
    Beijos carinhosos para você.
    Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  11. A esperança é tudo em nossa vida, sem ela somos como barcos a deriva.
    Sem esperança não caminhamos, ficamos estagnados, esperança e fé é tudo na vida.
    Linda poesia Marilene, parabéns, beijos no coração.

    ResponderExcluir
  12. São reflexões que nos conduz para uma esperança que irá advir, reflexões que refletem o dom da vida.
    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Há sempre um momento
    Em conseguimos entrer
    Espelho adentro

    ResponderExcluir
  14. Sempre abandonamos a esperança antes que ela mesma nos abandone!...

    ResponderExcluir
  15. En el corazón de todos los inviernos vive una primavera palpitante, y detrás de cada noche, viene una aurora sonriente.
    Precioso Post.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Que lindo Marilene, é muito bom qdo conseguimos retirar a camada de poeira que o medo trás e reabrir as portas da esperança, muitas vezes não é nem abrir, mas desemperrar mesmo! Bjoooss

    ResponderExcluir
  17. Querida que bela poesia e o enfoque do recomeço feito sentimento.Amei!Como
    sempre a pureza dos sentimentos, retratos da tua linda alma.
    Brisas e flores.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  18. Às vezes necessitamos dessa introspecção para descobrirmos as possibilidades que a vida oferece e visualizar que por detrás das montanhas há um sol que ainda brilha... A nossa existência vem sempre acompanhada da esperança, e não podemos nos perdermos dela.
    Adorável Marilene, adorável poesia.
    bjkas doces.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Marilene
    Tudo bem?
    Muito lindo mesmo. Estou adorando as imagens escolhidas.
    ... podemos sentir medo. Abrir uma porta pode representar um risco demais a ser corrido. Ao mesmo tempo, não abri-las o deixará no mesmo lugar, e desta forma poucas serão as chances de algo novo acontecer.Quem sabe ,melhor. A vida é risco. Viver é o incerto.
    Para ser feliz é preciso estar disposto a não ser...
    Meu carinho de saudades.
    Boa tarde
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Querida amiga

    Há visitas aos lugares amigos,
    para recolher palavras.
    Há visitas a estes mesmos lugares
    Para semear palavras.
    A visita de hoje além da leitura
    das preciosas palavras que aqui encontro,
    é também para agradecer
    a alegria de passar pela sua vida
    e encontrar o perfume da amizade
    de forma tão intensa.

    Que a sede da alegria
    Nunca cesse em ti.

    ResponderExcluir
  21. Querida amiga Marilene, este dom poético para tocar tão diversos assuntos deixa-me sempre sem palavras! e que maravilhosa imagem!
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi Marilene
    O que dizer? Lindo texto! Para mim, deixou um suspense no ar. O que será que a esperava? Um grande amor, um emprego? Ou será, um público?
    Adorei! Vc é sempre muito criativa!
    Bjs. Fique com Deus!
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Um desfecho lindo, então. Se abriu-se a porta da esperança,tudo mais pode acontecer, porque o desejo está com ela.

    Beijo, Marilene.

    ResponderExcluir
  24. Quando se abre a porta da esperança tudo fica mais agradável e mais gostoso. O otimismo é um bom amigo. Deixar o medo pra trás é a melhor saída, embora nem sempre a mais fácil. Lindo poema, Marilene. Bjs!

    ResponderExcluir
  25. Querida Marilene
    Continuar com esperança depois duma auto-análise, é sinal duma alma forte, que não se deixa abater pelos possíveis "estragos" que o espelho lhe revela.
    Cada idade tem a sua beleza, e quando esta se transmite de dentro para fora - porque é beleza interior - ainda aumenta com a idade.
    Muito belo, o seu poema.

    Aproveito para desejar bom fim-de-semana.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  26. Ha momentos em que todos nós nos questionamos. Mas sem duvida, a esperança deve viver em nós.

    Muito bonito Marilene, bom fim de semana.
    beijinho
    cvb

    ResponderExcluir
  27. Do outro lado do espelho está o que ele não reflete. A esperança sempre está do lado de cá - dentro de nós. É aquela centelha luminosa que parece cintilar de vez em quando dentro do reflexo...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Ah! Querida poetisa, quase deu certo!!! Consegui ler a poesia e clicar no G+, mas quando cliquei
    no comentário...travou tudo! Mas bah!rs

    Belíssima sua poesia, cheia de reconhecimento e esperança no final...é difícil reconhecer que não fizemos
    o que deveríamos, mas às vezes é mais difícil QUERER recomeçar!! Uma inspiração que toca o coração!!
    Adorei!!
    Beijos e meu carinho!!!

    Vivian.

    ResponderExcluir
  29. Alvíssaras por esta escolha;
    portas e janelas abertas
    para a luz esperançada
    que permeia cada dia,
    mas que só adentra
    se convidada.

    Desfilei pela cena e me alegrei nos versos finais com nossa dama elegante e resoluta, Mari.
    Hoje também, falei da luz esperançada.
    Bjkas e bom fim de semana.
    Calu

    ResponderExcluir
  30. Boa noite, Marilene!...
    Recuperar a auto estima, sair do poço da desilusão e retomar a vida é atitude que requer muito esforço próprio e muita fé, que, sem ela, não há esperança.
    Feliz por voltar aqui.
    João

    ResponderExcluir
  31. Parece que hoje nos falta colocarmo-nos diante desse espelho da vida e enchermo-nos de coragem para continuar a luta e a vida de cada dia.
    O espelho da consciência obriga-nos a tomar decisões e rectificar aquilo que não fizemos perfeito.

    ResponderExcluir
  32. Quem nunca precisou de um tempo em frente ao espelho para conseguir a energia novamente!
    Que texto lindo! Parabéns...

    Grande beijo pra vc.

    www.culturaviciante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Momentos de tomadas de decisões. Para-se, reflete-se e, com força interior. prossegue-se no caminho.
    A reflexão,é um passo importante. Obrigada, pelo excelente texto poético.
    Beijos, Marilene,
    da Lúcia.
    P.S.
    Parabéns, pela bela homenagem à mana Vera Lúcia.

    ResponderExcluir
  34. Querida amiga,

    Linda a reflexão! Penso que nem sempre a porta aberta, significa que se venceu o medo, mas ela pode significar esperança, como li agora no seu outro texto. Não conseguimos entender o incerto, mas conseguimos lidar com o intangível, respeitando e definindo o seu lugar.

    Bom final de semana, amiga do coração!

    ResponderExcluir
  35. Essa falta de ousadia da primeira estrofe tem sido tão comum por aí...

    ResponderExcluir
  36. Olá, amiga Marilene!
    Que belo!
    Muito bom quando conseguimos abrir as nossas "portas das esperanças".
    Mas precisamos busca-las e se estiverem trancadas procurar pelas chaves.
    Assim podemos seguir.
    Parabéns pela linda homenagem que fizeste à sua mana! Lindo demais!
    Beijos, ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  37. Eso es lo que necesitamos bastante. Esperanza, mucha esperanza.
    Saludos
    David
    Pd: He escrito un cuento para mi antiguo blog Cine para usar el Cerebro, se llama "Todos podemos ser gerentes".

    ResponderExcluir
  38. Que lindo. Tão áspero e suave,a esperança sendo a alavanca, que faz emergir, dos medos das desilusões a ternura e o sonho. LINDO, LINDO!

    ResponderExcluir
  39. Olá Marilene \o/
    Muito legal seu blog.
    Fiquei encantada com alguns textos que acabei de ler aqui.
    (Vi no blog da Vera,a poesia que vc fez pra ela.Muito bonita a homenagem).
    bjs!

    ResponderExcluir
  40. Olá Marilene,
    muito bom poema. Muito bom tema: Reflexão!
    No caso, a esperança substituiu o desânimo. òtimo!
    Você é demais
    Um abraço de todos do atelier

    ResponderExcluir
  41. Olá Marilene, e que tudo esteja bem contigo!


    É isso poetisa, ainda que a situação pareça deveras escura, olhar para dentro de si mesmo e enfrentar os nossos medos sempre nos faz rever novamente a tão desejada esperança que se imaginava perdida!

    Belos escritos, e sempre expressando esta tua sensibilidade e belos sentimentos, parabéns pelas belas postagens, e obrigado pela amizade e gentis visitas!
    E eu grato eu deixo cá meu desejo para que você tenha em teu viver sempre esta alegre e intensa felicidade, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  42. Oi, Marilene. Saudades!! Hoje aqui estou, e feliz. Desculpe por tanto tempo ausente! Problemas com conexção. Belissimo seu texto! Vc é maravilhosa. Adorei ler! Perfeito. Bjos flor! Um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  43. Oi querida Mari, passando pra te ver miga, e aproveitando (claro) pra ler e degustar cada palavra deste poema que denota que a esperança pode estar escondida atrás de um neurônio, mas que pode aflorar a qualquer momento!Foi assim que senti teus versos.

    grande beijo

    Lu

    ResponderExcluir
  44. Lindo poema Marilene

    Passamos por momentos de desilusão. Mas a decepção jamais nos abate. Logo vem a esperança.
    Amei o seu poema oferecido a sua irmã.
    Parabéns para vocês.
    Bjs.


    ResponderExcluir
  45. Olá Marilene adorei seu poema é lindo,belo momento obrigado.
    Beijo

    ResponderExcluir
  46. olá amiga, cheguei ao seu blog através do da amiga Vera, achei lindo teu cantinho, tua escrita é muito boa.. este poema é realmente lindo, às vezes é bom refletir e ver que algumas oportunidades foram perdidas por medo, assim a gente reage e muda de atitude.. beijos mil e ótimo domingo..

    ResponderExcluir

  47. Tenha Tempo para os seus sonhos, eles conduzem sua carruagem para as estrelas.
    Tenha FÈ em DEUS!
    Tenha um excelente Domingo
    E não esqueça, SORRIA!!
    O sei sorriso pode alegrar a vida dos que te cercam!!
    É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos.
    Mas de uma coisa não se pode esquecer:Nada é a toa.
    Às vezes, o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado,
    mas tudo faz parte, tudo contribui ao crescimento e tem um porquê.
    Viver vai muito além de explicações e
    ultrapassa todo e qualquer entendimento.
    Que Deus abençoe seu Domingo
    paz e luz.
    Beijos no coração e na Alma.
    Evanir.

    A vitória sobre o mundo é a nossa fé.
    1 João 5, 4c

    ResponderExcluir
  48. Oi, Marilene. Ler seu poema me fez repassar rapidamente quantas vezes me vi como a personagem de seu texto...Me assusto quando olho no espelho e vejo uma mulher amargurada que parece bem mais velha castigada pela dor...é o momento do resgate, resgatar a esperança traz brilho e serenidade. Não podemos nos entregar à dor. Um abraço!

    ResponderExcluir
  49. Nunca devemos perder as esperanças, pois Deus existe e para ele nada é impossível...
    adorei o poema, Marilene. beijos e lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  50. ola ...estava com saudades!!!
    Pessoas inteligentes falam sobre idéias!
    Pessoas comuns falam sobre coisas!
    Pessoas medíucres fala de Pessoas!


    Amo este pensamento!!!!!

    ResponderExcluir
  51. Intensas reflexões! Lindas e profundas reflexões!
    Ando um pouco afastada dos comentários por cinco principais motivos:
    1-muito envolvida com projetos complexos na vida profissional;
    2-super empolgada com as últimas revisões para o lançamento do site Projetando Pessoas;
    3-volta a rotina das aulas das minhas meninas;
    4-casa em pintura (ufa! e eu sou alérgica ao cheiro de tinta!)
    5-focada no Projeto Março do Blog, Mês da Mulher, uma surpresa por dia, uma Projeção de uma grande mulher por dia!
    Mas sei que vc sabe que eu não te esqueci, que tenho vindo aqui, mesmo sem comentar!
    bj Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  52. Gostei muito do seu poema...nos faz refletir bastante!!
    Grande abraço!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  53. Boa tarde, Marilene. Passando rapidinho para dizer que tem um selinho pro seu blog lá no meu novo espaço de selos.
    http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/
    Obrigada pelo seu carinho desde já.
    Tenha um excelente domingo!
    Depois volto!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  54. Oi Marilene,
    Porque tudo o que precisamos às vezes são de pequenos segundos de reflexão,pra que possamos nos desligar um pouco do mundo e olhar pra nós mesmos.
    Adorei!
    Uma ótima semana,abraço =)

    ResponderExcluir
  55. Sim, caríssima!
    Por vezes, uns momentos de reflecção operam o milagre!

    Bjssss

    ResponderExcluir
  56. Boa noite minha querida !!!
    Demorei mas cheguei,rsrsrsrsrsrrsrsr
    Vim aqui é uma rotina que me engrandece muito,
    ler teus poemas lindos e fascinantes, poemas que me faz acreditar que estou de frente realmente com uma grande poetisa.
    Na reflexão das palavras acredito no elas apontam nos dizendo que na volta podemos fazer diferente...
    bjsssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  57. Preciso também abri a porta da esperança e deixar que o medo vire poeira para que eu o poça varrer pra longe de mim...

    Lindas palavras! Amei o poema e o blog!!!

    ResponderExcluir
  58. Olá, Marilene.
    Sempre seremos lembrados por nosso inconsciente das decisões que tomamos anteriormente e não surtiram o esperado por nós; o que não podemos fazer é deixar que isso nos assombre e sempre devemos tentar novamente.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...