28 de março de 2013

ACONCHEGO

(Alberto Pancorbo )
                                        

                         Eu nunca percebo o vento
                         Quando seus braços me acolhem
                         Em um terno movimento,
                         Não temo as tempestades
                         Quando seu toque sereno
                         Me tira da realidade
                         E leva embora a saudade

                         Eu nunca percebo a chuva
                         Quando seus lábios macios
                         Sorvem com delicadeza
                         As lágrimas que ainda descem
                         Dos meus olhos antes nublados.
                         Tudo vira melodia
                         Nas palavras e sussurros
                         Que alegram minha vida

                         Há calor nos gestos seus
                         Há entrega nos atos meus
                         E o tempo que, 
                         Fora e distante,
                         Leva embora o verão,
                         Não chega ao meu coração

                                                                Marilene

47 comentários:

  1. Olá, querida!
    Que lindeza de poema!
    Amei!
    Coisa boa um aconchego assim. É de suspirar...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. A entrega é sublime e vai além do tempo! abraços

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo e nada melhor do que um bom aconchego! Que tua Páscoa seja linda, abençoada e muiiiiiiiiiiiito feliz! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. O verdadeiro AMOR transpõe tempos... Para o AMOR tempo não existe pois ele ocorre atemporal, indiferente e alheio, sempre, à cronologia.

    Lindo poema.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Teus versos outonais
    E rimas de chamego
    Sabor de "quero mais",
    Perfume de aconchego...


    Boa Páscoa, menina.

    ResponderExcluir
  6. Aqui o tempo levou embora o inverno mas deixou o frio...e o vento:))


    Me levou a saudade e me deixou um aconchegosinho.

    Beijinho e uma boa Páscoa

    ResponderExcluir
  7. Um amor que protege e transcende...

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Tua poesia me fez suspirar aqui, lindo poetar Marilene querida.
    Aconchego da pessoa amada é a melhor coisa do mundo.
    Feliz Páscoa querida para você e todos que você ama, bjs.

    ResponderExcluir
  9. Oi Marilene
    Que lindo! Adorei mesmo. como é bom ter alguém para nos aconchegar em seu braços.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gesto secular, instantes queridos,guardam, protegem, entendem o silêncio de cada voz.
    Teus poemas refletem as nuances d'alma, Mari.
    Uma feliz e abençoada Páscoa.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  11. Um lindo poema aconchegante.
    Tenha uma Páscoa muito abençoada.
    Beijos.

    ResponderExcluir

  12. Olá mana,

    Delicioso e lindo poema.
    Tão aconchegante quanto o aconchego refletido na bela imagem.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  13. Amiga Marilene

    Sempre os gestos, a entrega e a partilha, ingredientes recorrentes, em poema que, mesmo em jeito de metáfora, o podemos classificar de amor.
    Desejo Santa Pascoa.
    Beijos de amizade

    ResponderExcluir
  14. Querida amiga

    Há no aconchego
    de quem nos ama,
    a proteção
    e o milagre
    de um amor...

    Que haja em ti sempre
    um sorriso,
    para enfeitar de beleza a vida.

    ResponderExcluir
  15. Que, na Páscoa, nossa fé seja revigorada pela
    certeza de que Cristo ressuscitou e está entre nós.
    O sentimento de Páscoa não termina,
    ele sinaliza um novo começo da primavera
    e a vida marca nossa amizade.
    Feliz Páscoa Deus abençoe
    tremendamente sua vida.
    Beijos na alma carinhos no coração.
    Tem mimo na postagem caso gostar fica
    a vontade para pegar..
    Evanir..

    ResponderExcluir
  16. Mesmo que não percebas a chuva
    Mesmo que não percebas o vento
    Mesmo que não percebas o tempo
    O poema
    Lembra
    O calor dos afectos

    ResponderExcluir
  17. Oi Marilene!
    Este aconchego é tudo de bom!
    Que coisa boa!
    Que vc tenha uma feliz páscoa
    com muito aconchego!

    ResponderExcluir
  18. lindos versos, amiga Marilene.
    Um abração. Tenhas uma linda páscoa.

    ResponderExcluir
  19. Um abraço que aconchega e protege... lindo poema! Te desejo uma Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  20. Desejo a você e sua família uma feliz Páscoa que Deus esteja sempre presente em seu lar!

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  21. Oi, querida Marilene!

    Tão aconchegante seu poema!

    Pra quê entender os elementos atmoféricos, quando o aconchego do amor é superior a todas as dúvidas...!?

    TENHA UMA PÁSCOA FELIZ E "AÇUCARADA" DE RENASCIMENTO.

    Beijos da Luz, com estima.

    ResponderExcluir
  22. Quando estamos nos braços do amado, tudo ao redor desaparece, só as emoções e sensações daquele momento importa, apenas os dois. Lindo! Bjus querida, feliz páscoa.
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  23. Um poema intenso e lindo, Marilene. Nada melhor do que começar um feriado lendo essa bela poesia. Beijos!!!!!!!

    ResponderExcluir
  24. Uma Páscoa iluminada beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Querida Marilene
    É engraçada esta vida, tão dinâmica e envolvente quanto uma roda gigante. Um dia, lá embaixo, você deseja estar no topo. Percebe que o tempo passa rápido e tudo muda. Encontra o verdadeiro amor. E sorri feliz. E agradece. E ainda queremos que os ponteiros do relógio não avance e até o tempo dos segundos fique mais longo, quando temos o aconchego de um corpo colado ao nosso.
    Meu carinho
    Feliz e Santa Páscoa para vc e seus familiares.
    Boa noite
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá Marilele,lindo poema, verdadeira entrega entre duas pessoas que se procuram e desejam.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  27. Feliz Páscoa, Marilene!
    Que seja doce em afetos e que se renove o que de melhor existe em cada um de nós.

    ResponderExcluir
  28. Oi Marilene :)
    Como é bom,ter um aconchego...
    acaricia até a alma e lembra um porto seguro.
    Poesia linda.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde Marilene,desejo uma Feliz Páscoa e uma ótima semana...bjks

    ResponderExcluir
  30. Olá amiga!

    Hummm que texto mais gostoso de ler!
    Que saudades daqui!

    Passando pra deixar um forte e carinhoso abraço e os votos de que a sua Páscoa seja linda e recheada de coisas boas!

    Deixei um recadinho a todos lá no comentario do bloguito!

    Beijos, Mari!

    ResponderExcluir


  31. Qué bello puede llegar a ser el día
    cuando la bondad lo ha iluminado...
    ► ♣ ◄

    Qué la Gloria del sábado Santo
    nos ilumine a todos...
    ► ♣ ◄

    Deseo pases una tarde
    donde se acomoden los
    sentimientos en el
    seno de los ruiseñores.
    ► ♣ ◄

    Atte.
    María Del Carmen



    ResponderExcluir
  32. Entrei para conhecer seu espaço e se não se importa vou voltar, porque adorei. Este seu poema para mim é um aconchego à alma. Adorei. Boa Páscoa e beijos com carinho

    ResponderExcluir
  33. Senti todo o calor do Aconchego!
    Desejo um domingo de Páscoa alegre junto à família.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  34. Deixando um grande abraço e desejando uma Feliz Páscoa!!

    ResponderExcluir
  35. Querida amiga passei para ler mais uma belíssima postagem, e desejar uma feliz Páscoa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  36. Vim para desejar uma Páscoa Feliz, e saio daqui aconchegado, com as tuas palavras. Muito bonito.


    muita luz e harmonia
    Runa

    ResponderExcluir
  37. Oi, amiga. Que maravilha! Doces versos. Deixa a alma leve! Obrigada flor pelo carinho. Venho desejar um feliz domingo de Páscoa! Muito amor, paz renovada e bençãos pra vc e familia. Bjão no seu coração! Te adoro!!!!!!

    ResponderExcluir
  38. É difícil incarnar o vento e a chuva e dar-lhe estes sentimentos que nos ultrapassam mas também nos preenchem com tantos sentimentos interiores.

    Como é doce sentir as carícias do vento ou da chuva !

    Um poema excelente. Boa Pascoa.

    ResponderExcluir
  39. Lindo Marilene.

    Não existem ventos, chuvas nem tempestades quando se sente acolhida, tocada e tudo vira melodia.
    Amei seu poema.

    Uma linda Páscoa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  40. Não haveria melhor título para seu poema que aconchego...a paz e segurança que sentimos nos braços de quem amamos compensa qualquer resquício de saudade. Mas despertou ainda mais minha saudade, já que ele está longe. :) Um abraço, tenha uma Páscoa de paz e bênçãos!

    ResponderExcluir
  41. Inevitável não viajar nesse poema e se imaginar vivento tudo isso, nessa eferverscência de tanto amor e paixão.

    Que seja infinito enquanto for bom.

    Beijo, Marilene, querida.

    ResponderExcluir
  42. Quando temos uns braços que nos acolhem tudo se torna mais belo. Lindissimo poema.
    Um feliz domingo de Páscoa.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  43. Querida Mari, passando pra desejar a ti e família um domingo abençoado e de muita paz!

    Muitas nutellas pra ti!

    beijo com carinho

    Lu

    ResponderExcluir
  44. Que lindos versos envoltos em chuvas, ventos e tempestades...
    Vim te desejar uma Páscoa de muita paz!

    Bjusssss

    ResponderExcluir
  45. Olá, Marilene.
    Quando estamos ao lado de quem amamos é que realmente descobrimos quem realmente somos e o que realmente sentimos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  46. É bom ter um aconchego como apoio!
    Feliz de quem o tem.
    Amiga, acho que vou passar a noite te lendo. Amo te ler!
    Beijocas!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...