25 de março de 2013

DE REPENTE ...

(Francesco Romoli )

                                             
                                 De repente, 
                                 Eu te vi,
                                 Ressurgindo das  lembranças
                                 Abandonadas,
                                 Uma sombra na memória
                                 Esquecida,
                                 Uma imagem silenciosa
                                 Do passado distante

                                 De repente, 
                                 Eu te senti,
                                 Com a mesma emoção 
                                 Que já me trouxera,
                                 Com uma verdade 
                                 Ofuscada pelo tempo,
                                 Mas com presença 
                                 E no presente

                                 De repente, 
                                 Eu te ouvi,
                                 Um lamento de abandono,
                                 Uma interrogação
                                 Sobre eventual incerteza
                                 Que ainda pudesse pesar                                 
                                 Sobre a reconciliação

                                 E de repente,
                                 Pendente apenas,
                                 A decisão


                                                                        Marilene

50 comentários:

  1. É assim mesmo que as lembranças chegam... de repente... e com elas todos os sentimentos guardados na memoria...

    ResponderExcluir

  2. Olá mana,

    Quando se percebe que a emoção ainda está presente é porque não existe mais dúvida. Então, de repente, resta optar pelo sim.

    Lindo!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  3. MARILENE, maravilha de criatividade. Eu vi, senti, ouvi, mas ainda não foi dessa vez que a felicidade ficou. Talvez mais tarde...
    Bjs

    Manoel

    ResponderExcluir
  4. Olá! E certas decisões, as vezes, custam alto no andar da carruagem, mas são necessárias! Abraços

    ResponderExcluir
  5. Há momentos na nossa vida que pensamentos, imagens ou emoções que julgamos esquecidas voltam para nós....
    Muito bonito minha amiga, gostei muito!
    beijo

    ResponderExcluir
  6. Lindo e a decisão é sempre difícil...beijos,linda semana!chica

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida!
    Lindo poema!
    Quando é chegada a hora de decidir, não tem jeito. Precisamos faze-lo.
    No amor, sempre difícil esse momento.
    Beijos, linda semana pra ti.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, Marilene. Ótima maneira de começar bem a semana: lendo um poema assim. Que a decisão seja a certa!

    ResponderExcluir
  9. " HOJE VOU ME VESTIR DE SOL...
    E SAIR POR AI IRRADIANDO CALOR,ENERGIA E ALEGRIA."
    Viva sua segunda-feira!!!!!!!
    Viva sua forma de escrever,que me cativa sempre,sempre decidida né !
    bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  10. Nossa memória vive aprisionando mementos para depois nos colocar à prova... Mas também vive amando e como dizem os poetas - O QUE A MEMÓRIA AMA FICA ETERNO...

    Uma linda semana para si!

    ResponderExcluir
  11. Às vezes estamos no meio da ponte... voltamos ou seguimos? A decisão é importante, não nos basta só querer, espero que siga sempre à frente, mas se for necessário, recue também. Tudo faz parte. Muito bom. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Estamos nas reconciliações,melhor dosados pelo tempero da generosidade,
    propiciada pelas agruras da saudade.

    Belos versos,Marilene.
    Bjosss...

    ResponderExcluir
  13. É sempre assim. De quando em vez a gaveta das memórias abre-se e as recordações saltam lestas trazendo emoções que julgávamos esquecidas.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Esse dias Mari, ouvi uma frase assim: há lembranças que parecem "cupim", passa o tempo e, elas continuam lá, até que, o teto desaba. (rs) É bem verdade!

    Bjos minha querida. Te curto muitoooo!!

    Meu carinho por ti.

    ResponderExcluir
  16. Mais uma obra prima!
    Só falta a decisão... Que beleza!
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  17. Oi Marilene \o/
    Eis aí a iminência de uma grande decisão...
    eu torço para que seja acertada,e que haja
    clareza na escolha.
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  18. De repente, temos que tomar uma decisão.

    Tenha uma semana abençoada.Bjs

    ResponderExcluir
  19. Pois é Marilene.

    Há momentos para tudo. A reconciliação devia ser sempre uma fácil decisão.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  20. Querida Marilene!

    De repente vem decisões e no momento certo tudo se resolve.Belo escrito amiga.

    Amiga tem um mimo de Páscoa para os amigos.Quando vc puder pegue o seu, está no rodapé da postagem.Uma Feliz Semana Santa para você amiga.Bjs

    ResponderExcluir
  21. Belo!! As decisões são sempre muito difíceis de serem tomadas mas não podemos fugir...adorei seu poema!!

    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. De repente, fez-se luz e tomei uma decisão! mudei o post rsrsrsr obrigada pela chamada de atenção andava esquecida...
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Marilene, nessa situação, talvez insanamente, sempre aposto no sim...sou o tipo de pessoa que prefere "fechar" as situações do passado a deixá-las no tempo somente como possibilidades. Se ainda existe o sentimento, é porque clama para ser vivido. Adorei, poema criativo...um abraço!

    ResponderExcluir
  24. Ual... Incrível! Muito lindo!
    É exatamente essas as sensações e pensamentos que temos em momentos como esse...
    Amei, Marilene. Parabéns! (:
    Mil beijos, até mais! ;*

    ResponderExcluir
  25. oi flor vim aqui conhecer o seu blog
    e acabei ficando por aqui, pois amei demais seu blog
    lindo demais
    amei o poema, eu amo muito poemas e esse ta incrivel

    convido você e todos os seus seguidores para conhecerem o meu

    http://alinewdesigner.blogspot.com.br/

    se gostarem podem seguir que sigo de volta com o maior prazer

    ah flor já sigo o seu *--*

    beijos e tenha um lindo dia

    ResponderExcluir
  26. Olá, querida Marilene
    As recordações vêm, repentinamente, nos surpreender...
    Uma linda, santa e abençoada Semana pra VC!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  27. Olá, Marilene!
    Belo poema!
    Uma semana abençoada!
    Beijos na alma.
    Soninha.

    ResponderExcluir
  28. Por enquanto nao querida... mas nao poderia deixar de passar aqui... gosto muito do que vc escreve...
    Desejo-lhe tbm uma semana de paz...

    ResponderExcluir
  29. Olá, Marilene. Está belissimo o blog! Adorei! Encantada com os poemas. Vc é perfeita amiga! Quando aqui estou viajo em cada verso. Querida poetisa desejo uma feliz semana! Bjos flor.

    ResponderExcluir
  30. É Mary, hahahahaha, e essas decisões são difííííííííííceis...

    Um beijão minha amiga! Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  31. Venho agradecer suas visitas, amiga, que muito me deixa FELIZ.
    Abraços

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde amiga
    Hoje vim agradecer sua presença amiga lá no meu cantinho, e informar que endereço do meu blog mudou http://mariaalicecerqueira.blogspot.com.br/
    E também agradecer pelo carinho de sua presença lá no meu cantinho, muito obrigada.
    Também pedir desculpas pela minha ausência, mas tem sido por conta de estar na luta em busca de uma editora para editar meu livro.
    Agradeço a compreensão!
    Tenha uma linda semana
    Com carinho Maria Alice

    ResponderExcluir
  33. Que se decida sempre pelo mais feliz =)

    bjos

    ResponderExcluir
  34. Será que um vaso quebrado tem conserto?
    A prática diz que não...

    Beijão

    ResponderExcluir


  35. Cuando tuve sed llame a tu puerta y me has dado de beber,
    Cuando el camino se hizo penoso me has tendido la mano,
    Cuando las lágrimas corrían por mis mejillas me las has secado,
    Cuando el corazón lo asolaba la tristeza le regalaste una sonrisa,
    Cuando la soledad me acompañaba fuiste mi luz y guía,
    Cuando, cuando...

    Ser tu amigo hace posible que la vida tenga otro sentido
    y otras dimensiones...

    Una muy feliz semana, esta que es tan especial.

    Atte.
    María Del Carmen


    ResponderExcluir
  36. E, de repente, tudo depende dum sentir, duma decisão...
    Uma bela tela, Marilene!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  37. Oii Marilene, sem duvida decidir é a maior responsabilidade que temos nas nossas vidas, tudo se baseia em decisões e escolhas, e algumas são muito complicadas, principalmente se envolver o amor! Bjoosssss

    ResponderExcluir
  38. Linda poesia Marilene! É, as decisões de nossa vida, somos livres para tomá-las, mas nos tornamos escravos de suas consequências.... Obrigada pelos comentários sempre tão gentis,
    e pelo carinho!Uma abençoada e feliz Páscoa!
    Carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  39. Tão bom, uma retomada, assim... "de repente"!
    Nasce, então, de uma linda poesia. Beijos, Marilene!

    ResponderExcluir
  40. De repente a dúvida surgiu, ou será que nunca tinha sumido? Mas de repente pode vir uma bela poesia quanto essa, Marilene. Beijos.

    ResponderExcluir
  41. É as decisões muitas vezes tem que serem tomadas assim de repente.
    Linda poesia querida Marilene, sempre perfeito seu poetar, parabéns, beijinhos no coração.
    Feliz Pascoa para você e todos que você ama.

    ResponderExcluir
  42. Bom dia, Marilene. Quando pensamos que as lembranças ficaram de vez no passado, percebemos que ela ressurge nas emoções, no pensamento, numa comparação com o presente fazendo crer que ainda existe algum assunto a ser resolvido dentro de nós.
    Decisões têm de ser bem pensadas, caso contrário, é mais sofrimento ainda seguir os impulsos do nosso coração, que muitas vezes é duvidoso.
    Lindo poema!
    Beijos na alma e excelente feriado!

    ResponderExcluir
  43. Há decisões que valem uma vida.

    Beijinho e boa Páscoa

    ResponderExcluir
  44. Olá Marilene, e que tudo esteja bem!

    Muito muda de repente, e por este motivo é deveras compreensivo estar pendente uma decisão. Uma decisão abrange muitos episódios do nosso viver, é importante deveras para ser assim, de repente!

    Mas, de repente passando por cá meu prazer foi intenso por ler tão intensas palavras que expressam este teu intenso sentir. Sendo assim agradecido deixo cá meu obrigado por tuas gentis visitas e comentários, e também meu desejo para que teu viver seja sempre de intensa felicidade, um grande abraço, boa páscoa e, até mais!

    ResponderExcluir
  45. Você é maravilhosa eu ameiiii!! Lindo ,bjos!

    ResponderExcluir
  46. Olá!
    Boa noite
    Marilene
    ...sei como é..quando de repente nos damos conta que nem sempre conseguimos dar passos certos ou até mesmo dar qualquer passo...mas, não tem jeito. Embora não saibamos o resultado exato de uma decisão, temos que agir .Se não decidirmos, algo ou alguém vai decidir por nós. Por isso, não desista... sejam quais forem as mudanças que deseja fazer em sua vida, desde que sejam para melhor... vá sempre em frente...
    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Oi Marilene,
    Tem sempre aquelas coisas que são difíceis de decidir e elas geralmente envolvem algum bom momento e a lógica do presente.

    Uma feliz páscoa!abraço =)

    ResponderExcluir
  48. Antes uma lembrança que finalmente se decide, concretiza.
    Mais um lindo poema, Marilene.

    Um lindo domingo
    bjs

    ResponderExcluir
  49. Olá, Marilene.
    As lembranças sempre farão parte de nós já que não nos deixam esquecer daquilo que mais significou em nosso passado e podem nos ajudar a definirmos nosso futuro, caso lembremos de que os sentimentos de outrora ainda existem.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  50. As lembranças chegam quando menos se espera e, muitas vezes, nos surpreendem de tal forma, que transformam nossas vidas para sempre.
    Beijocaaaaa!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...