9 de maio de 2013

ALVORECEU!

(Dorina Costras )


                                
                               Não há mais choro
                               Amor,
                               As lágrimas se
                               Despediram
                               Cansadas de cair.
                               Hoje suportam
                               As lembranças,
                               Que dançam
                               Que queimam
                               Mas que desejam
                               Partir

                               Seu sol ainda
                               Arde,
                               Mas seu alarde
                               Se faz
                               Atrás de mim,
                               Eu não me volto
                               Prefiro o calafrio
                               Que aquele seu sorriso
                               Sombrio

                               Não há mais choro
                               Amor,
                               Interrompi o antigo
                               Passeio da dor,
                               O cinza já não é
                               Cor de tristeza,
                               Alvoreceu


                                                                    Marilene

49 comentários:

  1. Daria uma bela canção, se musicada...

    Bom é saber que o choro acabou.
    As lembranças, essas relutam a irem embora em definitivo, ne´? Mas, às vezes, ficam sem fazer doer.

    Beijo, Marilene.

    ResponderExcluir
  2. Lindo o seu poema. Aqui nasceu um sonho a bailar com as palavras e assim amanheceu...

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Marilene. Que bom quando esse momento nos chega! Lindo demais...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, querida Marilene!

    Tudo bem?

    Passsando, hoje, não para comentar seu poema, mas para a convidar, caso assim o entenda, a aceitar o selo, que se encontra na lateral direita de meu blog, "Afetos e Cumplicidades".

    Sinta-se, à vontade, para decidir.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  5. Que bom quando a tristeza e cinza passam...Lindo alvorecer! beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Alvoraremos das cinzas
    Assim
    Guardaremos as lágrimas
    como recordação
    dos dias chorados

    Cinza também é cor

    ResponderExcluir

  7. Oi mana,

    O choro também cansa. Ainda que as lembranças ainda machuquem, há sempre o momento de interromper a dor do desalento e abraçar, com esperança, o novo amanhecer.

    Lindo demais!

    Beijão. (Bela imagem).

    ResponderExcluir
  8. Oi Marilene
    Lindo! Meigo, muito romântico. Adorei!
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Também estou nesta caminhada
    de interromper o "antigo passeio da dor"
    Que bom caminhar contigo poeticamente.
    abraço

    ResponderExcluir
  10. A poesia reinventa a alegria e mostra-nos a alvorada. A sua (alvorada) é linda!
    Adorei o poema!
    beijinho

    ResponderExcluir
  11. Quando as lembranças vão embora junto com as lágrimas, é bom!

    Bela postagem amiga!

    ResponderExcluir
  12. Oi Marilene :)
    Como é bom quando a cor da tristeza vai embora e então
    alvorece!
    Poema maravilhoso.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. É importante seguir em frente.Parabéns.

    ResponderExcluir
  14. Olá Marilene
    Sempre há o mento de colorir a vida.
    Bjux

    ResponderExcluir
  15. Querida amiga! É difícil chegar neste estágio.... Mas quando se consegue, é como se a gente renascesse.... Lindo! Obrigada pelo carinho e pela presença sempre amiga! Abençoado final de semana! Um domingo de muita luz! Que as bênçãos de Deus-Pai iluminem nossa caminhada! Grande, fraterno e carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Querida Mari, amei teu poema.
    Você escreve lindamente, com mãos de poetisa e coração cheio de amor.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  17. Que bom. Eu fico muito feliz que você se sinta assim:
    afinal, a cada alvorecer um novo dia, uma nova esperança e um brinde às boas lembranças! Tin-tin.
    E que as suas janelas estejam sempre abertas pro canto dos pássaros, pro sol, pro vento, pra lua, pra todas as mudanças do tempo.
    Enfim, que o seu alvorecer seja cada vez mais rico e colorido povoado de bons sentimentos.
    Mas se, por acaso, um pedacinho da lua também puder enfeitar o seu dia (e isso às vezes acontece), é porque ela ainda sente saudade.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glória, não encontrei o nome de seu blog. Ele não aparece no perfil. Gostaria que me informasse, para que eu possa visitar seu espaço. Obrigada por estar aqui. Bjs.

      Excluir
  18. Hoje vim agradecer à você que está do outro lado da telinha, por todas as vezes que carinhosamente esteve no meu cantinho e por todos os comentários delicados que me deixou.
    E também te desejar uma sexta-feira cheia de amor e felicidade.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  19. Que lindo!Parabéns pelo texto.
    Tenha uma abençoada semana.Bjss

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Marilene
    Maravilha!
    sim...depois do cinza da tristeza, vem o alvorecer de um novo ciclo, como a roseira, completamente "aberta" de novo, como daquela vez.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Que lindo... "o cinza ja nao é mais cor de triteza"... quero alvorecer assim...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  22. Existe sempre uma esperança e um final para a tristeza!
    Ainda bem que "o choro acabou"!!!!
    beijo amiga e bom fim de semana
    anacosta

    ResponderExcluir
  23. oi Marilene,
    um espetáculo, tanto o seu poema, quanto a ilustração.

    beijo grande/

    http://contosdarosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Uma maravilha de poema amiga, e que este alvorecer seja cheio de esperança. Um bj

    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  25. Lindo demais o seu poema. Passando pra desejar um final de semana maravilhoso e dizer que tem mimo pra vc em meu blog do dia das mães...
    Na salinha de presentes para vc, lado direito do blog.
    fique a vontade...tenha um final de semana maravilhoso.
    beijos

    ResponderExcluir
  26. 'Alvorecer' assim é tudo de bom.
    Adorei querida amiga, beijos no coração e lindo alvorecer sempre.

    ResponderExcluir
  27. Amiga Marilene

    Alvoreceu, o que foi tristeza feneceu, assim o poeta imaginou e bem escreveu.
    Beijos de amizade

    ResponderExcluir
  28. Há cinzas e cinzas. Uns prenunciam o crepúsculo e são tristes; outros, alegres, são arautos de alvoradas.
    PS:
    As mães são anjos sem asas
    Porque aos filhos as deram
    Para buscar novas casas
    Nos voos que eles fizeram.


    Feliz Dia das Mães!

    ResponderExcluir
  29. Nada como um dia após o outro, feliz dia das mães.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  30. Amiga querida,

    Tudo bem? Voltando aos poucos e com muitas saudades de você! O passeio da dor é algo que nos atormenta, mesmo no alvorecer. Para mim é um pedido de licença para se recompor, como um passado que coloca um roupa nova, mas de uma estação passada.

    Continuo com a tendinite e limitada nos espaços de tempo, mas continuarei tendo o prazer da sua leitura.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  31. Lindo demais, Marilene! Nada como um dia após o outro e o tempo para curar, ou ao menos, atenuar. Beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  32. Minha querida amiga
    Passei especialmente para desejar um feliz Dia das Mães, e me deparo com um poema que é um verdadeiro incentivo à esperança.
    Por muitas lágrimas que se derramem... também elas um dia se esgotam. E o cinzento (ou preto...) transforma-se em céu azul.

    Reitero meus votos de feliz Dia das Mães.

    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  33. Oi Marilene!É verdade viu?Na vida temos estes momentos de extrema angustia e tristeza,mas por mais que demore,eles passam e a vida volta a ser bela.
    Um beijo e feliz dia das mães!

    ResponderExcluir
  34. Amada.
    Um feliz dia das mães desculpa a demora mais estou aqui graças a Deus.
    Obrigada pelo seu eterno carinho comigo.
    Um Domingo abençoado abraços de mãe para você
    merece todo carinho amiga.
    Beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  35. Bom dia Marilene, passando para deseja um feliz dia das Mães, bjks tenha uma semana iluminada.

    ResponderExcluir
  36. Se ainda não és mãe, és filha
    Disso eu tenho a certeza
    No teu país maravilha
    Em teu corpo tanta beleza
    Marilene, estou de volta
    Neste dia especial
    Hoje, o dia da mãe se comemora
    No Brasil, país irmão de Portugal
    Onde a alegria mora
    Pensa este teu amigo virtual
    Minha visita quando demora
    Amiga não me leves a mal
    Em teu cantinho agora
    Tento o mais possível ser pontual!
    Beijinhos e feliz dia da mãe.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  37. Isto está com jeito de boa música, como alguém já comentou. Este poema tem clima e ritmo ótimos. E feliz dia das mães para você! Abraço!

    ResponderExcluir
  38. Muito bonita esta sua Poesia !

    ResponderExcluir


  39. La mejor medicina para el corazón,
    es que lo llenemos de amor.
    Te entrego las primeras gotas de rocío
    para comenzar a cuidarlo...
    ...no te olvides de recogerlas.
    Entre ellas se encuentra
    una semilla de felicidad!!

    Que este sea un delicioso
    comienzo de semana para ti!!

    Atte.
    María Del Carmen



    ResponderExcluir
  40. As lágrimas secam. O sentimento transforma-se, transforma-nos.

    Intenso poema.

    Boa semana, bjs
    cecilia

    ResponderExcluir
  41. Bom dia, Marilene. De tanto que as lágrimas caem, chega uma hora em que não suportamos mais e damos um BASTA!
    Agora, é hora do renovo, da descoberta, de uma possibilidade de vida mais feliz onde o sol, mesmo que devagar, comece a brilhar!
    O que importa aqui é a nossa atitude!
    Tenha uma semana de paz!
    Beijos na alma e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  42. Deixar o que desejamos, mas causa sofrimento é uma decisão sábia e dolorida...
    Uma inspiração para um lindo poema!
    Beijo, querida.
    Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  43. Que bom Marilene, que seja sempre assim... dia claro! Alvorada reluzente! Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  44. E que bo que alvoreceu.
    Com inspiração, com magnitude e amor próprio.
    Sem mais sofrimentos.
    Um abraço.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  45. Se o choro acabou,a alma libertou e veio a alegria fazer moradia onde outrora havia a incerteza.Belissimo Marilene.Perde quem nao se atualiza nesta bela pagina.
    Muito bom amiga.
    Bjo

    ResponderExcluir
  46. Não sei qual foi o peso da escuridão da sua noite, mas não importa... Vejo que finalmente o dia nasceu esplendoroso como o primeiro dia da Criação, aquele quando Deus diz: Haja luz! Versos inspiradores. Parabéns.

    ResponderExcluir
  47. Ao ler, colorimos nosso dia com esperança, amiga!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...