3 de junho de 2013

ENTREGA


(Alex Alemany )

                                                                                    
                          Que será do amanhã?
                          Em sussurros
                          Pergunta a razão.
                          Não a ouço,
                          Não a quero entender.
                          Por hora, só delírios
                          E prazer

                          Chamarei de vilões
                          O vinho,
                          A meia luz,
                          A dança , os rodopios
                          E aqueles braços fortes
                          Que ora me conduzem

                          Vai sofrer amanhã,
                          Insiste , petulante,
                          A razão.
                          Mas já perdi as forças
                          Pra dizer que não.
                          Agora, só a voz do coração

                                                                    (Marilene)

69 comentários:

  1. Poesia por todos os cantos.
    Lindo!
    Um bj

    ResponderExcluir

  2. Oi mana,

    A princípio, o coração ainda tem forças para alertar que a entrega poderá redundar em sofrimento, mas, a final, rende-se aos momentos de enlevo, prazer e encantamento. Amanhã é outro dia...

    Lindo o poema e linda a imagem.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui reler o poema e acabei alterando os versos (rss). Bjs.

      Excluir

    2. Oi mana,

      Somente agora vi que você alterou os versos. Nem sempre a razão se sobrepõe aos apelos do coração. Ainda bem, né? Caso contrário perderíamos de viver grandes momentos.

      Bjs.

      Excluir
  3. o coração nem sempre vai pela razão....

    belo poema.

    beijo

    boa semana.

    :)

    ResponderExcluir
  4. Qdo deixamos de dar vazão aos sentimentos, só o fazemos por medo. Como sabê-lo se não experimentarmos. Bjos.

    ResponderExcluir
  5. O que será do amanhã
    Se lá chegarmos vamos ver
    Com sorrisos de vida sã
    Mais um dia iremos viver.

    O que será do amanhã
    Feliz eu te quero ver
    Na lagoa coaxa a rã
    Passa o rato a correr.

    Amanhã se Deus quiser,
    Para te ver, voltarei
    Se por acaso não puder
    Por telefone te avisarei

    Boa segunda-feira
    e um beijo para você,
    amiga Marilene.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  6. Lindo e o coração fala alto! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  7. E que lindo é o seu coração Srta, com poesias tão lindas, abraços

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Marilene, que linda poesia. Pois é, eu estou assim mesmo a razão me perguntando e eu lhe dando um belo não, pra que eu quero saber do amanhã, nem sei se vou está lá... Amei! Adoro ler vc, bjus.


    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  9. E que maneira tão linda de pores o teu coração a falar.... todo ele é poesia....
    bjs
    anacosta

    ResponderExcluir
  10. Não questiones o amanhã quando os delírios e o prazer está no hoje.


    Beijinho

    ResponderExcluir
  11. Como disse Cristo: "Deixe que o amanhã cuide de si mesmo." Lindos versos, Marilene! tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  12. Que importa, o amanhã, vivamos o hoje, amanhã é outro dia...
    Coração e razão se confundem...na luta, vence sempre o mais forte.
    Beijos, linda semana!

    ResponderExcluir
  13. Viver a entrega pela vida feliz é dever de todos nós para nossa saúde emocional. Cercear nem sempre vale a pena!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  14. Olá querida Marilene!
    Lindo demais!
    Já tinha lido no face logo cedinho e já havia me encantado com o seu poema.
    Como sempre, nos brinda com essas maravilhas.
    Beijos, ótima semana pra ti.
    Lis

    ResponderExcluir
  15. Olá Marilene :)
    Mais uma poesia gostosa de ler.
    O eterno duelo entre a razão e a emoção...
    Independente da escolha a ser feita,só nós podemos decidir.
    Razão e emoção não deveriam ser tão conflitantes...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Olá, Marilene.
    Creio que existem momentos em que não existem heróis e vilões, e temos de fazer aquilo que devemos fazer, sem nos importarmos com as consequências, já que nosso coração está além disso e só ouve a própria voz.
    Ainda estou sem internet e procuro visitar os blogs dos amigos quando me é possível.
    Abraço, Marilene.

    ResponderExcluir
  17. O importante é aproveitar o hoje, o amanhã, a gente resolve amanhã.
    Bjux

    ResponderExcluir
  18. OI MARILENE!
    AINDA BEM, QUE NEM SEMPRE A RAZÃO ESTÁ CERTA...
    LINDO TEXTO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá, querida Marilene!

    Pascal tinha razão e você também, no seu poema, quando ambos afirmam, cada qual de sua forma, que o coração tem razões que a própria razão desconhece.

    Acabei de dizer/escrever um lugar comum, mas é isso mesmo que sinto e que seu escrito me transmite.

    Boa semana.
    Beijos daLuz, com estima.

    ResponderExcluir
  20. Olá Marilene,
    esse poema que fala de amor, entrega e paixão é o olhar feminino em forma de poesia. Como sempre forte, como sempre, bem escrito!
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  21. ... Mais ou menos como diz Osho: "Opte por aquilo que faz seu coração vibrar... Apesar de todas as consequências."

    ResponderExcluir
  22. Ops Marilene, enviei antes de mandar minha beijoka doce e desejar uma semana maravilhosa.

    ResponderExcluir
  23. Olá Marilene,

    O hoje é o que importa, amanha é outro dia, e o coração sempre dá a resposta que precisamos ouvir.A razão por vezes não controla a força do coração.

    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  24. Oie Marilene,que lugar mágico!!!
    Realmente o amanhã pertence a Deus!
    Desejo uma semana abençoada querida!

    ResponderExcluir
  25. Delicado como a brisa na pele
    romântico como um vaso de rosas
    forte como um tronco de árvore
    sincero como um sorriso apaixonado

    Este é seu poema, Mari, minha doce amiga!

    bacios da Lu na madruga \O/

    ResponderExcluir
  26. A razao nem sempre tem razao... ainda bem...

    Que vc tenha uma semana otima... beijos...

    ResponderExcluir


  27. Llena tu mente de bellos pensamientos
    y deja que ellos trabajen en tu corazón,
    pintando un interior de alegría,
    para que aflore en el espejo tus ojos
    la más bonita de las sonrisas.

    Te deseo tengas un hermoso
    comienzo de semana.

    Esta amiga que te quiere y aprecia!
    María Del Carmen



    ResponderExcluir
  28. Às vezes, simplesmente, é preciso esquecer a razão.

    Muito bom, bjos!

    ResponderExcluir
  29. Depois de tudo, "já perdi a força pra dizer que não". É Lene Duarte nos brindando com sua arte poética. Lindo!

    ResponderExcluir
  30. Poema forte e com um tom de quero mais, mesmo quando as forças se acabam.
    Não deixemos para o amanhã o que se pode fazer hoje.
    Abraço

    ResponderExcluir
  31. Um belo poema. Admiro imenso quem tem alma de poeta e sabe escrever
    poesia. E você escreve muito bem.
    Um bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  32. Olá, querida amiga Marilene
    Dizer não requer muita consciência e atitude... o meu sim e não são bem decididos... normalmente!!! Não me arrependo deles... custo a tomar partido...
    Bom de ler algo tão sutil!!!
    De qualuer forama, o coração nos inspira par o melhor se o acobertamos de carinho (amor/autoestima) próprio
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir

  33. A razão e o coração, muitas vezes se confrontam, levam-nos a ter que optar...

    E que escolha seja a ideal para a nossa felicidade.

    Bjs

    Olinda

    ResponderExcluir
  34. Amiga Marilene

    Em certas circunstâncias, só sabemos mesmo ouvir a voz do coração,
    Beijos de amizade

    ResponderExcluir
  35. Lindo minha amiga poetiza!
    E a voz do coração é o que importa não é?

    ResponderExcluir
  36. Querida amiga

    Diante do amor,
    só existe
    o presente.
    Nada de planos
    ou de amanhãs...

    A vida é feita
    dos sonhos que nos habitam.

    ResponderExcluir
  37. Oi Marilene,
    Linda poesia,gosto das tuas poesias,são sempre cheias de vida,às vezes nos penetram fundo e nos fazem lembrar e sentir coisas diferentes.
    abraço =)

    ResponderExcluir
  38. Marilene, mais uma belíssima poesia! Razão e coração estão sempre em guerra. E nós mais confusos do que nunca por causa dessa disputa. bjsssss

    ResponderExcluir
  39. O que será do amanhã se eu não viver intensamente o hoje?
    Lindo poetar querida Marilene, grande beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  40. O coração saberá esperar...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  41. Minha querida
    Que maravilhosa poesia de como será o amanhã.Quando estamos apaixonado não temos tempo de pensar.Parabéns pelo grande talento. Uma quinta feira bem abençoada. Um beijinho.
    Ana

    ResponderExcluir
  42. MINHA QUERIDA AMIGA !
    O POEMA POR SI FALA MAIS ALTO DO QUE A RAZÃO QUE CADA UM TRAZ NAS PALAVRAS...
    AS PALAVRAS SE TORNARAM TÃO FORTE QUE DEIXOU DE SER RAZÃO PARA SE ENTREGAR AO CORAÇÃO...
    BJS MINHA QUERIDA POR MAIS UM LINDO E EXPRESSIVO POEMA !!!!!!!!!!

    ResponderExcluir


  43. A ti que estás leyendo esto, te dejo las siguientes menciones...
    Que tengas un fin de semana colmado de bendiciones,
    para que tu corazón siga siendo un vergel de emociones.

    Que a donde mires veas amor, siendo un toque de esperanza
    y hacía donde camines encuentres la felicidad con templanza.

    Esta que te quiere
    y nunca te interfiere...
    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderExcluir
  44. A voz do coração sobressai a razão, ela que manda. Beijos!

    ResponderExcluir
  45. Boa tarde, Marilene. A voz do coração na maioria das vezes fala mais alto do que a razão, e isso por um lado é bom, pois fazemos o que temos a real vontade de fazer não castrando a nossa emoção.
    Lindo poema!
    Tenha um dia de paz e bênção.
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  46. Tao importante a voz do coração!Pena que muitas das vezes preferimos ouvir a razão!
    Lindo versos, Mari!

    Beijos

    ResponderExcluir
  47. A razão, por vezes, só atrapalha...
    Gostei, Marilene!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  48. Oi, querida!
    Muitas vezes, o coração provoca situações inexplicáveis...
    Beijo. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  49. Oi, querida!
    Muitas vezes, o coração provoca situações inexplicáveis...
    Beijo. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  50. Marilene, tudo bem?
    Pois, sim, a eterna questão do amor: a razão e a emoção. Coisas inexplicáveis e que gostaríamos de ter algum tipo de norte que nos guiasse. Nem sempre a intuição está certa. O ideal é conhecer a pessoa que é alvo de nosso sentimento, um pouquinho de razão não faz mal :)
    Grande beijo e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  51. Que belo Marilene, ouvir a voz do coração. Muitas vezes o mêdo nos atrapalha e esquecemos de viver! O importante é o momento. A busca de ser feliz! Amei. Bjos e bjos e uma linda noite pra vc. Obrigada amiga pelo carinho e presença no blog! Adoro vc.

    ResponderExcluir
  52. Bom dia ... Boa tarde ... Boa noite
    Bonito blogue onde a harmonia das palavras se enlaça em frases perfeitas. Poema lindíssimo. Gostei de ver e ler. Parabéns.

    Gostava que visitassem e, querendo, se fizessem seguidos/as. Fica o meu agradecimento. Obrigado.

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ********************
    Já sou seguidor
    Linkei o endereço deste fantástico blogue, no meu ( Pensamentos e devaneios)
    *****
    Deixo cumprimentos
    *

    ResponderExcluir
  53. Melhor vivermos o dia de hoje...
    Saudades...
    Vim matar a saudade deste cantinho...ainda não
    tirei o gesso!!!

    Bjussssssssssss

    ResponderExcluir
  54. Eu queria saber fazer poema assim!

    Lindo demais!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  55. Perfeito poema. Estava com muita saudade daqui.
    bjs.

    ResponderExcluir
  56. Vamos viver um dia de cada vez como se fosse o ultimo,amanhã logo se verá.
    Belo poema foto adequada,abraço

    ResponderExcluir
  57. Amiga,

    Tudo bem? Adorei Ipatinga e Fabriciano! Por aqui se preparando para a rotina de viagens.

    Quanto ao texto, pensei na entrega no sentido figurado, quando não há algo concreto, mas que emperra a vida pela falta de decisão. E nessa a razão é o sepulcro e o engano.

    Saudades sempre!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  58. Que encanto perfeito é este poema!
    O sentimento que acalenta o coração ora ouve ora responde conforme a situação vivenciada.

    beijos

    ResponderExcluir
  59. Olá!
    Esta é a página do Facebook do meu novo livro de poesia "Em Teus Olhos Seria Vida".
    Gostava de poder contar com o teu "gosto" na minha página.
    Obrigado!

    www.facebook.com/EmTeusOlhosSeriaVida

    ou em:

    poesiafaclube.com/store/josé-manuel-pereira-"em-teus-olhos-seria-vida"

    =)

    ResponderExcluir
  60. Amei esta entrega total amiga,não mais resistir...sentir afinal rs beijos boa semana !

    ResponderExcluir
  61. Ah, deliciosamente vilões.
    E se adora isso, né?

    Você, como sempre intensa e cheia de vermelhidão.

    Beijo, Marilene.

    ResponderExcluir
  62. Oi Marilene

    A gente sempre está perguntando pra razão, mas que na verdade a resposta está no coração.
    Mais um lindo poema.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  63. As vezes é preciso ouvir esta dona petulante ainda que o desajuizado diga sim.
    Uma boa briga este dois nesta longa jornada amiga.
    Mas a sua inspiração ficou otima e a construção sempre perfeita.
    Abraços de paz e luz.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...