6 de agosto de 2013

INTERROGAÇÃO

(Photography-by-Rosie-Hardy)



                                  Que fazer
                                  Se os sonhos de outrora
                                  Se distanciaram?
                                  Se ficaram pelos caminhos,
                                  Sem destino
                                  Abandonados
                                  Esquecidos?

                                  Que fazer
                                  Se não há mais razão
                                  Para recuperá-los?
                                  Se ficaram sem sentido
                                  Sem propriedade
                                  Sem utilidade?

                                  Que fazer
                                  Se não se pode retroceder?
                                  Esquecê-los,
                                  Criar outros
                                  Para continuar a viver,
                                  E para de novo acender
                                  O prazer das ilusões


                                                                  Marilene



51 comentários:

  1. Isso é verdade. O melhor remédio para esquecer uma ilusão ou um sonho, é criar outras! Caso contrário a decepção acaba ficando na sua mente sem previsão de saída. Lindo poema, Marilene. bjs

    ResponderExcluir
  2. Bom dia

    Passo a fim de desfrutar da leitura de mais um poema cheio de amor e carinho.
    Por muito que seja verdade nunca nos podemos acomo0dar e devemos lutar em cada dia por aquilo que ansiamos alcançar. Desistir... nunca
    Deixo um abraço
    Fique feliz
    *****************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Oi Marilene!
    Você já respondeu a questão!
    Isso mesmo; criar outros sonhos é a solução! E sempre criar outros, e outros e outros! Para assim estarmos sempre vivos.

    Um beijão minha amiga, e tenha uma linda terça feira! Cheia de novos sonhos!

    ResponderExcluir
  4. Creio, Marilene, q nunca deixamos de sonhar. Bjos.

    ResponderExcluir
  5. Você interrogou e respondeu, sem dúvida criar outros.
    Um beijinho e desejo que esteja bem.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  6. Sem sonhos não dá, então, o jeito é reciá-los. LINDO! beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. O que fazer sem os sonhos, sem as poesias que nascem tão belas! abração

    ResponderExcluir
  8. Marilene

    Jamais os sonhos se deverão perder, muitas vezes terão é que ser reciclados. Esse é o jeito, como o é ler bem os teus poemas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Adenda - TOP SECRET OLAVO, já tem o prefácio e já entrou em edição. Creio que tens acompanha toda a saga e gora fica o convite para veres o final
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Na descrença por qual navego, eu , se tivesse o talento de ser o autor deste texto, o terminaria com ponto de interrogação. E a minha resposta , é que nada mais posso e nada mais há a se fazer.

    ResponderExcluir
  11. Tempo di vacanze per me. Un felice agosto a Te ... ciao

    ResponderExcluir
  12. Olá Marilene
    Invente novos sonhos, porque ninguém vive sem sonhar.
    Bjux

    ResponderExcluir
  13. "Há infinitas formas de viver.
    Dos resíduos enraizados dispa-se.
    Busca novos sonhos e viva plenamente"
    Querida lindo poema.Encantei-me.Forte abraço Eloah

    ResponderExcluir
  14. Acreditar na realização desse sonho ou renovar a vida e procurar outros caminhos
    para que ele possa ser realizado.
    Lindo poetar amiga Marilene.

    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir

  15. Olá mana,

    Alguns sonhos sempre se perdem pelo caminho, mas outros hão de ser sonhados. Os sonhos é que alimentam a vida. Esquecer os que já não são passíveis de realização é ótimo caminho para se idealizar outros e buscar realizá-los.

    Linda poema, como sempre.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. É preciso ter um sonho. Sempre.

    bjos

    ResponderExcluir
  17. Buscar sonhos em novos caminhos, quem sabe?Parabéns.

    ResponderExcluir
  18. Coontinuar com fé e esperança, buscando em novos sonhos se encontrar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Mari, boa tarde minha amiga!Quantos sonhos deixamos perdidos no meio do caminho, o importante e continuarmos com a esperança e inventarmos novos sonhos para continuar a nossa trajetória...Sem sonhos não vivemos não é mesmo,ele é o combustível para a nossa vida, então trocamos os velhos sonhos, por novos sonhos.Parabéns por mais uma bela escrita.
    Beijos com carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  20. Se um sonho morre outros nascerão, queremos ou não, sonhar deixa a vida mais prazerosa, mesmo que tenhamos de ver tantos sonhos morrerem pelo caminho. Lindo amiga, um bj.

    ResponderExcluir
  21. Querida amiga

    O que foi vivido,
    deve ser guardado
    no passado,
    e não mais desejado
    para o futuro...

    Que em teu coração,
    a vida possa dançar
    a música da alegria.

    ResponderExcluir
  22. Sonhar é viver. Dos teus sonhos nascem poemas - sementes de outros sonhos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Olá Marilene querida, bom estar de volta depois de uma breve pausa, adorei o texto, estou justamente falando algo parecido na minha postagem, quando temos que reinventar os sonhos e adiar outros! Muito bom te ler novamente! Bjinhosssss

    ResponderExcluir
  24. Oi, Marilene! Seguramente deixar de vir aqui é sinônimo de saudade, adoro seus escritos! Já me vi em momentos assim, em que é preciso deixar que a humildade perceba que os sonhos não são possíveis e para continuar a viver, buscar novos caminhos é necessidade urgente para não deixar que a alma se perca pelo caminho. Confesso...hoje em dia, depois de tantas viradas de rota, temo um pouco passar por outro momento desses. Um abraço!

    ResponderExcluir
  25. Oi Mari

    Recuperar não tem jeito, mas colocar sonhos novos no lugar dos que se foram, tem jeito.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Quando os sonhos se esfacelam, desgastam e desbotam,o certo e voltar para novos sonhos, esquecer aquilo que já nem faz mais a alma vibrar.
    Você sempre linda Marilene!
    bjkas doces

    ResponderExcluir
  27. Após uma já longa ausência, aqui estou de novo!
    Sobre o poema:
    o poeta vive muito disso... ilusões!
    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  28. Marilene,

    Quando canso das ilusões, dou um tempo para os sonhos. Sério. Deixo a mente flutuar, sem pensar em nada.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  29. Se certos sonhos não se firmaram,melhor é sonhar outros ou aprimorar os primeiros...
    Realmente Marilene,o incenso não pode ser ligado em lugares fechados,fica dificil respirar lá dentro...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Oi, minha querida!

    Todos nós tivemos já sonhos, que, por variadíssimas causas não se concretizaram, mas ficaram em nós. São nossos. Temos o direito de sonhar.

    Seu poema nos mostra, perfeitamente, essa nossa incapacidade e desilusão, por sua não concretização.
    Tudo o que você escreve tem imenso sentido, sabedoria, talento, e se aproxima muito da realidade, e ainda dizem que os poetas são uns sonhadores...!

    "Interrogação", será que vale a pena? Nós, continuaremos sonhando, porque o SONHO comanda a vida, como diz um poeta português.

    Lindo dia, sem interrogações e muita alegria.

    Beijos afetuosos da Luz.

    ResponderExcluir
  31. oi, Marilene,

    "Que fazer?" Não sei. Quando me encontro assim, sossego minha mente e quase sempre isso resolve. Mas todo recomeço é penoso. Viver sem sonhar, não dá né?

    Lindo seu poema. Fiquei cheia de interrogações também. rs
    Beijo grande/♥

    ResponderExcluir
  32. Os sonhos mudam, como a gente muda. E não se pode viver sem sonhos! E eu tenho tantos!!!!!

    ResponderExcluir
  33. Boa noite Marilene :)
    Alguns sonhos ficam adormecidos,
    outros precisam ser substituídos...
    Mas nunca morrem...

    'O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos'.
    (Elleanor Roosevelt)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  34. Ola Mari,

    Sempre haverão interrogaçoes, mas o ideal é nao deixar os sonhos morrerem. A vida sem sonhos é uma vida vazia!

    Beijos, linda poetisa!

    ResponderExcluir
  35. Boa noite, Marilene. Sonhos quando morrem, a solução é aceitarmos e partirmos em buscas de novos sonhos, que tragam felicidade para a nossa vida.
    O que não podemos nunca é deixar de sonhar.
    Nem sempre o que queremos é o melhor para nós, e tudo tem um tempo determinado, um ciclo, e os sonhos se encaixam nessa mecânica.
    Beijos na alma e paz!
    Tudo de bom.

    ResponderExcluir

  36. E o que fazer ? É esperar para que novos sonhos aflorem e novos amores aconteçam?.
    As vezes somos acometidas de desesperança. Só resta esperar o tempo.
    Linda poesia como sempre, Marilene.

    Beijos.


    ResponderExcluir
  37. Marilene, querida amiga.
    Venho desejar-lhe um bom fim de semana.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  38. Ilusões, são alimentos indispensáveis à vida. Belo poema!
    Delicioso final de semana, Marilene.
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  39. O que falar????
    Lindo demais.

    Beijos e um final de semana maravilhoso pra você.

    Ani

    ResponderExcluir
  40. Claro minha linda amiga, para reacender a ilusão.
    O que fazer sem ilusão?
    Lindo poetar como sempre.
    Grande beijo e lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  41. Olá Marilene,estive estive vendo,lendo seu blogue,belo como sempre nos habituou, adorei parabéns.

    ResponderExcluir
  42. Cada dia um novo sonho....
    Para todos os pais um dia iluminado!
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  43. Oi, Marilene. Que interrogação!!! Perfeita. Para voltar a viver precisamos correr atrás de novos sonhos. Não desistir jamais! Adorei. Bjs e ótima tarde!

    ResponderExcluir
  44. É isso aí Marilene, criar outros para voltar a viver! Todo dia um recomeço, o ontem já passou, bom saber que há sempre um novo dia! Saudades de você! Beijokas

    ResponderExcluir
  45. A vida é uma eterna interrogação.
    Sempre corri atrás dos meus sonhos e correrei sempre, tenho tanto ainda para realizar.
    Lindo seu poema querida.
    Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  46. Seu "Que fazer?" me fez lembrar uma obra do Lênin, de mesmo nome.
    Lá a politica com suas artimanhas e aqui as coisas artimanhosas do amor.
    Muito bom amiga.
    Abraços.
    Bjo

    ResponderExcluir
  47. Acho que o importante é não parar. Se os sonhos ficaram pra trás e não dá pra retroceder, que corramos atrás de outros então. Pior que perder sonhos é ficar parado vendo a vida passar.
    Bjus

    ResponderExcluir
  48. EXPERIMENTE :
    Invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me faça rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto seguro, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo rsrsrs. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sozinho quando eu precisar, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariado. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem para outros te admirarem se vista por você seu bem estar sua alto estíma se elevar, por mim que sou apaixonado por cada coisa sua... gosto de saias e vestidos, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filha minha, nem minha mãe. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

    Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louco de boa, uma louco que ache graça em tudo que rime como louco: lobo, bobo, rouco, boca ... Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos um a mais tudo bem mas com tempo ao tempo se Deus assim quiser, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se vier á calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro caso você não esteje bem para faze-lo, deixe eu ser quem você adora. Quero ver você calma, inquieta, nunca olhe para outros homens quando estiver comigo, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas e adore recebe-las também.
    Me rapte!
    Se nada disso funcionar ...
    experimente me amar por inteiro!

    DOUGLAS PEREIRA
    28/03/2014.
    13:30 Hs

    ResponderExcluir
  49. ESPELHO
    Da vida o um espelho, no vidro a imagem,
    no teu rosto um sorriso, quando não o vejo me vem lágrimas,
    queria poder estar perto, se a brisa que toca sua face,
    suave como o vento que balança os teus cabelos,
    Queria ser o Espelho para ver-te-a no teu quarto,
    quando você se produz me irradia o reflexo mágico,
    Paixão recorre a alma, o amor a amizade, ser teu tudo,
    quando não sou nada, na tristeza que me mata,
    Queria poder te tocar, mas não tenho mãos e braços,
    Sua beleza me faz feliz pelo simples fato de refletir sua imagem,
    Adoro olhar-te nós olhos quando você vem se maquiar,
    Tem vontade imensa de teus lábios beijar.
    DOUGLAS PEREIRA 31/03/2014.
    18:40

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...