20 de agosto de 2013

SEM LUZ

( Photography by Cristina Viscu)
                                     

                            Uma hora é tudo preto
                            Outra hora é tudo banco
                            Quando o preto abraça a luz
                            Nada resta além do pranto

                            Não importa se é contido
                            Ou se se mostra, escancarado,
                            Não há dia iluminado
                            Quando a alma se cobriu

                            Não o faz pra se esconder
                            Nem pra em silêncio sofrer
                            Está viva, mas sem paz,
                            Procurando a esperança

                                                                       Marilene

51 comentários:

  1. Lindo e profundo poema, Marilene. Quantas vezes ficamos sem paz e procurando uma esperança que não chega... Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Que poema sentido. Está no ponto!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia

    Um poema transbordante de sensualidade, amor e esperança
    Gostei muito de ler

    Fique feliz
    *************
    Querendo, visite(m)-me

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. são estados de alma.
    é preciso sorrir e ter a esperança que falas.
    um bom dia
    beijo

    :)

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo e ainda que a luz se esconda por vezes, ela reaparece.Isso é o melhor! beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Oi Marilene, minha amiga, tudo bem?

    Menina, devemos lutar pra claridade ser mais forte que a escuridão sempre né? Alma apagada, sonhos na escuridão... Tudo isso traz tristeza!
    Belo o seu poema. Faz a gente divagar sobre várias idéias.

    Um abração e tenha um lindo dia claro e feliz!

    ResponderExcluir
  7. E a alma precisa de muita luz, para descobrir, se descobrindo! abraços

    ResponderExcluir
  8. Não podemos ficar na obscuridade,a luz nos dá a claridade para
    nossa alma e através dela é que conseguimos enxergar o que poderia estar
    escondido.

    bjs amiga Marilene.

    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Realmente, quando a alma se cobre, a luz do dia não chega ao solo...

    bjos

    ResponderExcluir
  10. Poema bem melancólico e muito bonito(como sempre)!.

    "Não há dia iluminado, quando a alma se cobriu". É isso!

    ResponderExcluir
  11. Nossa, seu poema me tocou muito!
    Lindo, lindo!

    ResponderExcluir

  12. Olá mana,

    É um momento triste este quando a alma se deixa abraçar pela escuridão. A dor, o desalento e a desesperança ocupam todos os espaços e o pranto se torna incontido. Mas se ela procura a esperança já está a caminho da luz.

    Lindo!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  13. Vemos o dia ,de acordo com o nosso estado de espírito.
    Bjux

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Marilene \o/
    A alma só encontra a esperança e a luz da alvorada,
    depois de atravessar a escuridão...
    Poema adorável e reflexivo.Adorei,como sempre!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  15. Olá, querida Marilene
    Estou iluminada pela vida do que recebi no Pantanal e dos seus lindos versos da alma...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  16. Assim é a vida, ás vezes a luz se esconde, mas a esperança deve estar sempre iluminada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Marilene

    Com a alma coberta, só pode haver trevas. A tua visão é que está de todo iluminada.
    Amiga fiz nova postagem no INTEMORATO.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Sempre há ima luz para a alma q busca. Profundo e belo poema, Marilene. Bjos.

    ResponderExcluir
  19. Uma busca constante,,,dentro de nó,beijos flor!

    ResponderExcluir
  20. É verdade Marilene, sem luz não existe nenhuma esperança!
    Tudo é abarcado pela escuridão fria e triste...

    Mas uma poesia maravilhosa, mais um fragmento emocionante!
    Você e sua irmã Vera sempre nos presenteiam com poesias e textos maravilhosos!
    Fico encantada com a sintonia e a união que vocês possuem! Muito lindo mesmo!!!
    Beijos Marilene, fique bem!!
    Tenha uma semana iluminada e inspiradora, como suas belas poesias!!

    ResponderExcluir
  21. Olá Marilene, boa noite! É muito triste quando a alma se deixa invadir pela escuridão...mas a esperança precisa existir sempre para que ela volte a ter o branco singelo e iluminado do qual ela faz parte...Lindo poema, como sempre.Parabéns!
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderExcluir

  22. Oi Marilene

    Em alguns momentos as sobras cobrem a alma, que sejam passageiros estes dias.
    Que o preto se transforme em verdes dias de esperança.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  23. Quando a tristeza, desalento e desesperança é maior que a paz de espírito, podemos realmente dizer que as trevas prevalecem e chega uma hora em que não se percebe mais que cada vez fica mais obscura a vida, pois trevas nas trevas que diferença faz? É necessário buscar brechas para deixar a luz entrar e fazer brilhar o espírito tão quebrantado. Viver sem paz, não é opção, mas uma condição que a pessoa se impõe.
    Lindos versos e sábios como sempre!
    bjkas doces

    ResponderExcluir
  24. tRM DIAS ASSIM, QUE A ESCURIDÃO QUE SE FAZER VIVa, mas a luz sempre vence... e volta. Lindo, um bj amiga.

    ResponderExcluir
  25. Agora fiquei com pena do seu eu poético...Ninguém merece viver na escuridão...

    Beijão

    ResponderExcluir
  26. Nesses dias e nessa horas a dor tem um nome e as feridas sangram vermelho vivo.
    As cores não são só brancas ou pretas
    São cores vivas que não se fazem de letras

    ResponderExcluir
  27. Oi, Marilene. È assim mesmo... más passa como o vento. E a esperança volta a nos impulcionar a caminhar e volta novamente a luz. Bjos de luz e muito carinho sempre!! òtimos dias.

    ResponderExcluir
  28. A vida habita no contraste entre sombra e luz. Na escuridão não existem sombras, mas dela podem nascer estrelas...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  29. Bom dia, Marilene. A tristeza pode tomar conta da nossa alma por muito tempo, deixar tudo muito nebuloso, mas com o passar dos dias, tudo se ajeita, a felicidade volta a reinar, a luz volta a brilhar iluminando o caminho do homem.
    Beijos e um lindo dia para você.

    ResponderExcluir
  30. EN LA OSCURIDAD A VECES PODEMOS ENCONTRAR RESQUICIOS DE FELICIDAD. MUY BUEN TEXTO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  31. Oi Marilene!

    Linda sua poesia.

    A Alma se cobre para sufocar o pranto, nos dias nebulosos há de encontrar-se dia iluminados.Alegria volta a reinar além do horizonte.


    Bjs e abraços.Uma boa tarde para você.Nati

    ResponderExcluir
  32. Olá querida Marilene, uma alma sem esperança é uma alma vazia, temos que estar sempre atentos para que a escuridão não tome conta! Bjinhossss

    ResponderExcluir
  33. Marilene, que possamos invadir a escuridão com a luz.
    Parabéns pelo lindo poema.Bjs

    ResponderExcluir
  34. Oi, querida!

    Estou aqui, minha amiga, Marilene (risos)!

    De facto, sem luz, a vida perde o interesse e todos os caminhos são becos, sem saída.

    Seu poema, como sempre, muito bem estruturado e diversificado. Tenho de aprender com você a escrever sobre vários temas. Não sei se vou conseguir, não, embora a Professora, você, seja excelente, meiga e muito paciente.

    Noite muito feliz.

    Beijos carinhosos da Luz.

    ResponderExcluir

  35. Luz e sombra...duas componentes da vida e a nossa capacidade para distinguir uma da outra e caminhar em direcção à Luz.

    Excelente poema, querida Marilene, em que foca aspectos com que o ser humano se debate, procurando superar-se e vencer obstáculos, tornando-se melhor.

    Bj

    Olinda

    ResponderExcluir
  36. Oi Marilene!Me lembrei de alguém muito triste que procura em vão por uma luz de esperança na vida,acho que foi isso que você quis passar em seus versos...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  37. Que não cesse jamais a busca pela claridade, embora, às vezes, um tantinho de escuridão silenciosa seja necessária a fim de abrir as janelas pra luz do sol entrar com muito mais vontade de sorrir e cantar à vida.

    Um beijo, Marilene.

    ResponderExcluir
  38. Que a luz sempre sobressaia, pois nao importa a escuridão do tunel, no final sempre haverá a claridade do dia, ainda que esteja nublado!

    Um lindo dia pra voce, amiga!



    ResponderExcluir
  39. Marilene, tudo bem?
    Fiquei pensando no cobrir a alma de sombras..., existem momentos difíceis em que toda essa escuridão nos percorre, mas muito disso acontece também se permitirmos. Temos que nos embeber da luz das boas coisas.
    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  40. A alma não depende de luz, quando ela é boa, tem iluminação própria... lindo texto, Marilene. beijos e ótima sexta-feira.

    ResponderExcluir
  41. Marilene, que saudades de vir aqui...sua maneira de expressar sentimento é bela mesmo quando fala das escuridões da alma. São dolorosos esses sentimentos de "noite" quando buscamos um pouco de luz...mas o dia torna-se muito mais bonitos quando reencontramos o caminho. Um abraço!

    ResponderExcluir
  42. Escuridão da alma? Pois às vezes existe sim e você descreve-o bem neste
    seu poema.
    Bom sábado
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  43. Lindo e profundo poema, tantas vezes aguardamos a esperança e ela demora tanto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  44. Marilene

    Contrastes que sempre nos assolam. Mas que seria se não existissem? Não sentiríamos o sabor dos momentos felizes.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  45. Oi Marilene,
    Quando o escuro é mais forte que a luz a vida fica assim meio parada.
    A esperança é aquela que brota no peito sempre que fica difícil encontrar a saída.

    Algo se ruim se vai e algo se bom chega,dizem que funciona assim,então é sempre bom acreditar.

    Uma ótima semana,abraço =)

    ResponderExcluir
  46. Olá Marilene,
    forte, muito forte esse poema!
    um grande abraço do seu fã

    ResponderExcluir
  47. Querida amiga

    É a esperança
    a luz que espanta
    nossas escuridões...

    Que a alegria dance
    em tua vida apaixonadamente.

    ResponderExcluir
  48. A esperança é tudo em nossa vida, um ser sem esperança é como um ser sem direção.
    Alimentar a esperança dentro de nós é um grande dever.
    Lindo poetar querida Marilene, bjs no coração.

    ResponderExcluir
  49. Quanto custa esta lágrima que vive na beira dos olhos?
    Quanto custa esta nuvem escura que cobre o dia?
    Haverá uma manhã, brotará uma esperança e a paz possível.
    Abraços minha amiga.
    Beijo de paz e luz.

    ResponderExcluir
  50. Mais uma beleza de poesia!Não há mesmo luz quando a alma se esconde de si mesmo!Lindo demais,Mari!Bjs e boa semana,

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...