17 de setembro de 2013

UM BRINDE

(Pramod Kurlekar)

                                               
                               
                               Um brinde
                               À loucura dos primeiros dias
                               Dos primeiros meses
                               Dos primeiros anos,
                               Aos sonhos
                               Aos planos

                               Um brinde
                               Às ilusões alimentadas,
                               Ao que foi sentido
                               E que em outros tempos
                               Fez pleno sentido

                               Um brinde
                               Para comemorar
                               O que já foi vivido
                               Com intensidade
                               E suposta verdade

                               Um brinde
                               Com a água salgada
                               Que desce dos olhos
                               Incontrolavelmente,
                               À saudade
                               Que habita o presente

                                                                Marilene

52 comentários:

  1. Marilene, seu poema me despertou sensações contraditórias...brinde sempre me lembra uma atitude de louvor à felicidade, mas me pareceu que as linhas dessas saudades têm um fundo triste. Instigante. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ergamos a taça e façamos um brinde a quem tão linda poesia é capaz de fazer!!!
    Bj amiga!
    anacosta

    ResponderExcluir
  3. Um brinde à poesia, e outro à esperança, que apesar de caduca, cisma em sobreviver. Lindo, Marilene!

    ResponderExcluir
  4. Oi, querida Marilene!

    Um brinde ao seu poema.

    Brindamos, sempre, mesmo com amargura, ao desamor.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  5. Sempre há motivos para brindar! Linda,linda tua poesia! beijos,ótimo dia! chica

    ResponderExcluir
  6. Como já foi dito acima, um brinde ao seu poema, como sempre muito bonito!
    Mas, penso que, deste jeito, nada há para brindar, nada a comemorar.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Querida amiga,
    Vim agradecer sua presença lá no meu cantinho!
    Obrigada de todo o coração pelo seu carinho!
    Um lindo dia para você!
    Abraço amigo!
    Maria Alice
    Htts://www.facebook.com/mariaalicefcerqueira
    http://www.mariaalicecerqueira.com/

    ResponderExcluir
  8. Também brindo a um poema tão lindo

    Fique feliz
    *************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida amiga Marilene
    O (a) poeta sabe expressar, com doçura, até o amargo do que se foi... dando-lhe um sabor adocicado até... Lindo!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  10. AL FINAL, LA VIDA Y SUS MOMENTOS NOS BRINDA LA ALEGRÍA DE EXISTIR, Y NO IMPORTA QUÉ!! GRAN POEMA, GRAN PLANTEAMIENTO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  11. Há tanto tempo, amiga
    Ausente do teu cantinho
    É verdade acredita
    Venho brindar com carinho!

    Um brinde verdadeiro
    Com toda a sinceridade
    À luz do candeeiro
    Procurando a felicidade.

    No jardim uma flor
    Um brinde perfumado
    Nos braços do amor
    Nos lábios um beijo dado.

    O beijo desejado
    Saboreado com um brinde
    Com alegria festejado
    Tudo fixe, nos trinque!

    Boa tarde e um beijo
    para você, amiga Marilene.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  12. Saudade, lembrança do que fomos, lembrança daquilo que vivemos ou presenciamos,
    mosaico de situações pretéritas, que em determinados momentos desce sobre nossa
    mente de maneira tão vívida, que às vezes parece, que tudo aquilo está acontecendo
    aqui e agora.
    Um abraço. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderExcluir
  13. Olá Marilene!

    Um brinde aos sonhos ou planos , ficando um ar tristonho , vivenciando ou não, a escrita está perfeita.

    Um brinde ao desamor, é lembrar dos momentos sofridos.


    Um belo dia para você. Bjs

    ResponderExcluir
  14. um brinde amiga, gostei da "suposta verdade" nunca sabemos de fato! Bjoooosss

    ResponderExcluir
  15. Um brinde aos brindes passados
    Que se faziam alegres
    Felizes e descuidados...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Um brinde acima de tudo pela vida que nos é dada gratuitamente e pelo sorriso contente.E que acreditemos em nossas verdades e nao nas supostas por outrem.

    Uma linda tarde!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Bonitos versos, Marilene.
    Achei nostálgico, melancólico, mas bastante lúcido.

    ღ beijos ღ

    ResponderExcluir
  18. Querida amiga

    Quando a alma tem fome de beleza,
    chegar aqui,
    sentir as palavras e o seu perfume,
    é encontrar o doce alimento da
    alegria...
    Alimento que me renova as energias,
    quando muito já silenciou pelos caminhos...

    A amizade é o alimento da esperança.

    ResponderExcluir
  19. Marilene, um dos seus melhores poemas. Amei demasiadamente.

    ResponderExcluir
  20. Seu poema merece um brinde!
    Muito bem escrito e pensado.
    Vc é mestre mesmo hein minha amiga!

    ResponderExcluir
  21. E um brinde ao poema lindamente escrito por você, Marilene. Adorei! bjsss e boa semana!

    ResponderExcluir
  22. Brindemos, inclusive a saudade. Tudo faz parte. Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Marilene,

    O seu poema é um brinde àqueles que te seguem. Tudo é belo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Oi Marilene, boa tarde!
    Que brinde mais encantador, também adoraria brindar com taças cintilantes e palavras da vida tão bem arquitetadas!
    Você, com por encanto, brindou a todas as fazes da vida, os bons e maus momentos.. enfim a todos que estão nesta vida para viver de verdade, seja sorrindo ou chorando... assim é a vida!

    Maravilhoso como sempre Marilene!
    Beijos e uma semana de muita paz!

    ResponderExcluir
  25. Um brinde que vem das estrelas onde ancoram suas belas inspirações.
    Muito bonito e profundo amiga.
    Abraços com carinho.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  26. Olá Marilene!
    Estive ausente da blogagem e volto a passo de caracol. Faço também eu, um brinde ao teu belo poema tão bem estruturado , tão bem escrito, como aliás tudo aquilo que tenho lido neste blog.
    Um abraço de Portugal.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite Marilene \o/
    Poema com ares de tristeza,porém
    lindo e profundo.
    E tudo nele merece um brinde,
    menos a saudade...
    Bjs!

    ResponderExcluir

  28. Oi mana,

    Um brinde a este poema maravilhoso.
    Ainda que doa a saudade, tudo de bom que foi vivido merece este brinde. Significa que viveu-se intensamente.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  29. Aceitemos tudo o que a vida nos dá, mesmo com saudade, com alegria ou sofrimento, brindemos à vida, que por ser vivida muitas vezes, nos ajuda a fortalecer e a crescer espiritualmente.

    Saudades de ler os seus poemas.
    Beijinho Marilene.
    cecilia

    ResponderExcluir
  30. Às vezes tenho a impressão que passamos a vida tentando recriar essas sensações...

    bjos

    ResponderExcluir
  31. Brindemos tb aos poetas e suas belas inspirações!Bjs,

    ResponderExcluir
  32. Querida amiga,
    Saudades!
    Uma linda tarde para você!
    Abraço amigo!
    Maria Alice
    Htts://www.facebook.com/mariaalicefcerqueira
    http://www.mariaalicecerqueira.com/
    http://www.mariaalicecerqueira.com.br

    ResponderExcluir
  33. Vamos então brindar, não esquecendo as belas poesias com que a amiga Marilene nos presenteia, brindemos a ela...
    Bjs

    ResponderExcluir
  34. Marilene querida, tudo bem?
    Um brinde a tua capacidade de nos envolver em versos!
    Sempre de forma sensível e muita lúcida.

    Fiquei pensando sobre os brindes, e por vezes temos mesmo que comemorar as etapas e decisões da vida, até o que deu errado, pois aprendemos. Essa é a vida!

    Consegui sair um pouquinho da pausa e postar novamente, amanhã dia 20 é feriado aqui no RS e aproveitei.

    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  35. um brinde... ao brinde. pois tudo o que celebramos é uma forma de nos celebrarmos a nós, também. e como isso se faz necessário...

    beijinho, marilene!

    ResponderExcluir
  36. Marilene

    A vida só por si é um brinde, que nós devemos sempre dar lugar de destaque. Porém, devemos sempre valorizar tudo o que de bom nos aconteça. E, porque não quando como tu, podem apresentar uma mente privilegiada, como demonstra o poema.
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Marilene querida,
    te respondi lá no meu blog, mas deixo aqui também as minhas palavras:

    Como disse para a Verinha, tua irmã, ainda estou meio tonta com o que aconteceu com a Marly... e nos deparamos com uma situação real dentro do virtual, é quando nos damos conta de uma série de coisas, como se caísse uma ficha à força: que a vida é breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  38. Oi, querida.
    Um brinde pelos velhos tempos. Celebrar a mudança também é um jeito de agradecer a vida com seus amores, tormentos, alegrias...
    Gostei!!
    Beijo com afeto. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  39. Oi, querida.
    Um brinde pelos velhos tempos. Celebrar a mudança também é um jeito de agradecer a vida com seus amores, tormentos, alegrias...
    Gostei!!
    Beijo com afeto. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  40. E eu sugiro um brinde a você e seu lindo poema! Tim!Tim!...
    Um excelente fim de semana!

    Bjusssssss

    ResponderExcluir
  41. Um brinde aos seus versos, Marilene! A surpresa que os versos finais guardam - a de ser o brinde feito com as lágrimas da saudade - é enriquecedora, pois faz pensar que, apesar das lágrimas, valeu o vivido!
    Abraço,
    Jussara - minasdemim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Olá, Marilene. Brindemos sempre ao amor, a vida. Mesmo nos momentos de lágimas! Belo amiga! Sábio! Bjos e flores para vc. Viva a primavera!!

    ResponderExcluir
  43. Nossa! Marilene você se supera a cada obra!
    O conteúdo emocional é muito forte - entendi lágrimas de saudade. Essa saudade é realmente malvada - ela nos traz a lembrança do que é bom e isso nos faz sofrer! É um sentimento complexo e por isso mesmo tão inspirador...
    Um grande abraço de fã!

    ResponderExcluir
  44. Marilene ergo a minha taça e faço junto de si esse brinde. Um brinde a tudo o que foi, um brinde à saudade.
    Simplesmente maravilhoso.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  45. Marilene também brindo com você mais essa obra poética, você se supera em cada poema escrito...Tim tim a você e ao que foi vivido, porque deixou saudades, e o que deixou saudades valeu a pena.
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  46. Oi Marilene,
    Um brinde ao que foi e não mais ficou.
    A saudade que banha a face e as lembranças que ainda trazem sorrisos.

    Uma ótima semana Marilene,abraço =)

    ResponderExcluir
  47. Brindar é lembrar de algo bom...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  48. Quero brindar com você Marilene sua arte maravilhosa de poetar.
    Tim tim!
    Sua poesia me enche de alegria e inspiração sempre.
    Parabéns querida amiga, bjs no coração.

    ResponderExcluir
  49. Minha querida

    Como sei desse brinde que se faz ao que podia ter sido e não foi.
    Lindo sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  50. Um brinde ao seu maravilhoso poema, Marilene.
    Encanto-me sempre em vir aqui.
    Bjs

    ResponderExcluir
  51. Um brinde amiga querida ao seu talento incomparável, ao seu sentir mágico e lindo.
    Um abraço e lindas inpsirações.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...