27 de novembro de 2013

CONSCIÊNCIA

(Bellor 1911-2000 - Belgian Symbolist painter)

                                               


                               Temo que permaneçam invertidos
                               Os valores,
                               Que se tornem heróis 
                               Os corrompidos
                               Que se torne exemplo
                               A falta de dignidade

                               Temo que o fácil
                               Vire objetivo dos jovens
                               Que a corrupção seja
                               Uma simples infração
                               Diante da falta
                               De efetiva punibilidade

                               Temo que os braços erguidos
                               Não sejam sinal de luta
                               Mas de festejo
                               Pelo poder alcançado,
                               Que não serve à justiça
                               E dela zomba

                              Temo que honra
                              Provoque riso
                              E fujam da verdade
                              Os muitos indecisos,
                              Ludibriados, comprados,
                              Esquecidos do bem comum

                              Temo a modernidade,
                              Suas futilidades
                              E suas facilidades


                                                          Marilene


46 comentários:

  1. Temos mesmo que temer tantas coisas...Lindo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Os crimes estão banalizados, tanto na televisão, como nas ruas! Poesias assim, são bem vindas sempre, e que todos possam a ler! abraços

    ResponderExcluir
  3. À quanto tempo! Saudades de passar por aqui.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. A consciência que nos cobra e ajuda na direção certa Marilene, e se a gente tem medo com razão, pelo menos que ela nos dê sempre a melhor e mais acertada direção. Estamos vivendo tempos difíceis e acender uma luz já terá sido uma grande ajuda nesse processo humanitário.
    Muito bom!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Marilene.. tuas poesias tem algo de muito especial.. tu aborda uma visão que muitos não conseguimos enxergar, ou enxergamos mas não queremos dizer nada sobre o assunto.. a tal da consciência.. só ela pode nos elevar. e espero que isso aconteça beijos e um lindo dia amiga

    ResponderExcluir
  6. Uma grande verdade escrito em palavras poéticas.
    Infelizmente este poema, tão bem escrito, não é apenas romantismo.

    ResponderExcluir
  7. Olá mana,

    Este seu poema me remeteu à célebre frase de Rui Barbosa: "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
    Diante da conjuntura atual é de temer-se, sim, tudo que foi retratado em seus conscientes versos.

    Maravilhoso seu poema, que é um grito ao despertar da consciência.

    A imagem é fantástica.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Tenho que te dar os parabéns por algo tão sério como é este tema que tão bem abordaste.
    Realmente penso que todos nós vemos com um pouco de receio o formar de uma nova geração que está "esquecendo" valores, regras e ideais...
    Esperemos que este alerta consiga entrar em muitos corações...
    beijo amiga
    anacosta

    ResponderExcluir
  9. Temo o que temes, mas é o que temos...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi, querida Marilene!

    Seu poema traduz, perfeitamente, a triste realidade, que estamos vivendo.

    Infelizmente, o "TEMO" que você utiliza nos seus versos, existe, E MUITO.

    O mundo "avançou", mas regrediu noutros aspetos, talvez nos mais significativos.

    PRECISAMOS, URGENTEMENTE, DE VALORES, CONSCIÊNCIA E MORAL.

    Dias felizes.

    Beijos afetuosos da Luz.

    Seu poema

    ResponderExcluir
  11. Oi Marilene!
    Poema reflexivo e atualíssimo...
    Há muito o que se temer,pois os conceitos estão distorcidos
    e os valores invertidos...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Um tema preocupante e muito bem abordado!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Os valores estão sendo empurrados para debaixo do tapete. O que frustra é que poucos se salvam. Bjos.

    ResponderExcluir
  14. Realmente o que vemos hoje são inversões de valores, terrível. Maravilhoso, parabéns pelo belíssimo poema. Bjus

    ResponderExcluir
  15. São os nossos temores também, porém, não nos preocupemos...O bem vencerá o mal! Isto é bíblico!!!!
    Deixemos as coisas tomarem seu rumo...Tudo tem sua hora certa...

    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Liquidificaram os valores, é o que parece. Mas ainda dá tempo de desfazer esse processo, não dá? Se não, estamos todos lascados nesse labirinto de coisificação humana.

    Muito bonito, triste e verdadeiro o seu poema, Marilene.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Já não tenho mais esperanças em ver um mundo melhor...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  18. Poema realista sobre o nossa era e repleto de sensibilidades. bjs

    ResponderExcluir
  19. Quem não teme tudo isso, Marilene? Temo que a honestidade passe a ser classificada como imbecilidade. Preocupante. Bjssss

    ResponderExcluir
  20. Marilene querida, tudo bem?
    Muito pertinente teu poema! Você tem uma capacidade incrível de fazer um poema e tecer uma opinião clara e inteligente ao mesmo tempo, em versos... o que penso, seja um grande desafio.

    Penso que hoje a questão do imediatismo aliada ao individualismo e conveniências tantas... inverte, sim, os valores. Mas também creio que isso já há muito tempo vem acontecendo, mas agora aparece mais, as coisas vem à tona, até pelo advento da internet e evolução dos meios de comunicação massivos.

    Parabéns!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  21. texto inquietante de tão verdade que é; a relação com a imagem resulta de modo perfeito, querida marilene.

    beijinho!

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Marilene, Querida

    Temo que o Mundo se abale
    Adentro das fundações.
    Nada mais, vale o que vale
    Por fora dos Corações.

    Ainda resta o valor
    Se for feito só de Amor...

    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  24. Olá querida venho lhe fazer uma visita aproveito pra te convidar a conhecer o meu blog... deixe seu comentário com o link que eu volto. bjs http://www.ficarbem.com/

    ResponderExcluir
  25. PARA A AMIGA MARILENE.
    Fim de semana domingueiro!
    Amanhã vais estar mais suave
    Como sou um bom cavalheiro
    Nunca faço nada de muito grave
    Venho aqui com boas maneiras
    Como sempre educadamente
    Com as minhas brincadeiras
    Não desejo ser impertinente
    Entro aqui em teu espaço
    Com as mãos cheias de paz
    Sempre tudo bem eu faço
    Porque sou um bom rapaz
    Por isso venho hoje e sempre
    Te desejar bom fim de semana
    Quem de quem saudades sente
    A falta de quem o não engana!
    Boa noite e bons sonhos
    Beijinhos
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  26. MUY REFLEXIVAS TUS LETRAS.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  27. "De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto". - Rui Barbosa.


    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Marilene, acho que lhe motivei! Que maravilha de poema! Forte!

    Sejamos as vozes que lembrarão, incansavelmente, que existem princípios morais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Compartilho seus medos, Marilene... todos eles.
    O que me anima são as palavras de Jesus Cristo sobre serem bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão fartos... Anima-me, também, a possibilidade de, através da arte, reinventar a vida. não fosse isso o medo já teria impedido meus gestos e passos.
    Linda semana pra vc!

    ResponderExcluir
  30. Eu também temo tudo isso Marilene, cada vez mais há inversão de valores e não sei até onde a educação e conscientização humana pode alcançar. Um poema pra gente refletir e a imagem ficou muito bem no poema.
    Bjkas doces e estou voltando para minhas palavresias, e se estou mal com elas, pior fico sem elas. Descobri que temos que andar, mesmo que arrastando, o importante é chegar.

    ResponderExcluir
  31. Eu também temo tudo isso querida Marilene, que você poetizou tão bem.
    Os valores estão todos invertidos e menosprezados, muitos destes que manipulam nem sabem o que é cárater, velores 'verdadeiros'.
    Grande beijo no coração.

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. A julgar pelo tempo dos escritos, seus pensamentos de época cabe bem em dias de hoje, sensatez e coerência em um estilo poético.
    Parabéns por compartilhar conosco.
    Abraço

    ResponderExcluir
  34. É Lene com a arte de evidenciar poeticamente os valores humanos e existenciais. É Lene!

    ResponderExcluir
  35. Olá Marilene!
    Eu assino por baixo , pois partilho de todos esses receios. A humanidade anda virada do avesso e perdeu o rumo. Quem procura ser verdadeiro e honesto é ridicularizado e chamado de parvo! Um poema muito bem elaborado...para ler e pensar. Abraços.
    M. Emília

    ResponderExcluir
  36. Diria o velho Luis Gonzaga: tenho visto tanta coisa neste mundo de meu Deus.
    EU vejo punhos cerrados lançados ao ar e não mais significam o que outrora nos alinhava.
    Perfeito e belo e incisivo Marilene.
    Um abração amiga.
    Beijo de paz e luz.

    ResponderExcluir
  37. Marilene, querida amiga
    Temores perfeitamente justificados, e que, infelizmente, são comuns a todas as pessoas de bom senso.
    Os valores tradicionais foram totalmente invertidos. Vivemos numa sociedade complicada...

    Beijinhos

    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderExcluir
  38. Ops! Fui comentar e percebi que já havia comentado... hehe vou nos teus outros blogs.

    Abraço imenso, Marilene!

    ResponderExcluir
  39. Olá.

    Hoje é Sexta Feira, o primeiro do dia, dos fins de semana.
    Quero desejar-te Saúde. Alegrias. Paz. Deslumbramentos. E uma contagiante vontade, para que os teus sonhos, aqueles ainda não realizados, concretize-se. O melhor da Vida, sempre é, viver em paz. Por isso, receba o meu sentimento de carinho, de amizade, e de respeito.
    Fique com Deus, o Criador, o dono, do dom da Vida.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  40. Com certeza Marilene,eu também temo tudo isso...

    ResponderExcluir
  41. Marilene, quem é vivo sempre aparece!
    Período de trabalho árduo e muito stress ===>sumi dos comentários, precisei reduzir o ritmo por aqui, mas passava rapidinho para visitar, pois a saudade sempre é grande e o carinho é imenso!
    Lindo poema sobre valores, compactuo com seu ponto de vista!
    bjs
    Sandra Portugal
    www.projetandopessoas.com.br
    www.facebook.com/projetandopessoas
    @Projetapessoas

    ResponderExcluir
  42. Essa é a conciência, e temos mesmo que temer. Perfeito Marilene!! Boa tarde de domingo. Saudades!! grande bjo e flores pra vc.

    ResponderExcluir
  43. Muito linda sua poesia e tememos todos esses tempos modernos de facilidades e falta de amor! bjs,

    ResponderExcluir
  44. Eu também temo querida Marilene, a inversão de valores está acabando com a boa ética.
    Que sejamos bons exemplos de dignidade amor.
    Um grande beijo em seu coração.

    ResponderExcluir


  45. Hoy quiero darte las gracias por haberme acompañado
    con tu cariño y amistad durante este año 2013
    y de que mejor manera lo podre hacer...?
    Pues deseándote que cada día del año próximo
    sea una dicha de bendiciones para ti y familia.

    Un abrazo rozando los sentimientos
    y un beso rozando los pensamientos.

    Dejo un humilde detalle hecho con amor,
    para despedir el año pensando en ti, gracias!!

    http://dc706.4shared.com/img/cK5D5xZ-/s7/1432f1c04d0/La_belleza_de_una_rosa.jpg?async&rand=0.8910795035508748

    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...