5 de novembro de 2013

ILUMINAÇÃO INTERIOR

(Agita Keiri)
                                                     

                                                                                 

                                Plantam com  gosto
                                Os filhos do dia
                                Carregam a luz 
                                Como companhia

                                Sofrem e choram
                                Os filhos da noite
                                Perdidos no escuro
                                Sem ver as saídas

                                A luz que alguns guia
                                Nasce da paz abraçada
                                Da doação natural
                                E do prazer de viver

                                E aquelas horas mortas
                                Dos que cultivam tormentos
                                Resultam da simples ausência
                                De real amor por si próprios


                                                            Marilene






39 comentários:

  1. Boa noite Marilene,
    reflexiva nostalgia, hermoso lirismo, sempre inspiradora! Amo a foto, expresa muy bem o que voce deseja transmitir.
    Abraco grande.

    ResponderExcluir
  2. Marilene, creio que quem não ama a si próprio não é capaz de amar mais ninguém. Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Quando falta o amor próprio é triste! Linda poesia! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. " A luz nasce da paz abraçada" wuau, Srta, Amei essa poesia! abraços

    ResponderExcluir
  5. Como repartir amor se, nem em nós mesmos o praticamos? Um poema real. Sério e reflexivo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Marilene.. a luz todos nós temos mesmo que a de alguns esteja embaçada.. quanto mais pensamentos bons emanamos mais ela vem para o exterior e contagia aos outros.. abraços e um lindo dia

    ResponderExcluir
  7. Olá querida Marilene, não sei se foi esta a menção, mas pensei nas pessoas que vivem nas ruas a mercê de uma alma bondosa, pessoas que muitas vezes se perdem nas armadilhas da vida! Uma pena! Bjinhosssss

    ResponderExcluir
  8. A falta de amor próprio dificulta muito a vida, pois não permite ver a Luz que brilha em seu interior.
    Beijos.
    Élys.

    ResponderExcluir
  9. Hummm tenho a impressão de que esse poema foi escrito com uma pena fina ( a pele) usando um tinteiro vital ( o coração).
    Cada estrofe nos toca de modo a remexer entranhas e acordar pra vida.
    Lindo, lindo.

    beijão querida e tenha uma ótima semana

    ResponderExcluir
  10. Como sempre muito bem escrito e muito sensível.
    Gostei.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  11. Oi mana,

    Quando a paz reside em nossos corações nossa alma reflete luz, não deixando espaço para o desconforto das trevas. Aquele que se ama saberá encontrar amor e alegria em tudo que compõe o Universo.

    Poema lindo!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Oi Marilene :)
    Quem tem prazer de viver,sempre andará na luz;
    e quem cultiva tormentos atrai a escuridão...
    Gostei de ler e refletir...
    Bjs\o/

    ResponderExcluir
  13. Quem não tem amor próprio, não existe enquanto pessoa. Gostei do poema. A imagem muito apropriada ao dia chuvoso que esteve hoje.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  14. Querida amiga, fiquei pensando, apos te ler, nos acontecimentos atuais.
    Pessoas perdidas na noite interior, sem rumo e fazendo arruaças que a tantos tem desagradado.

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Alimentar tormentas dentro de si, cultivar escuridão interior, não é lá boa coisa a se fazer. Bom mesmo é regar com amor o que puder ser regado, sempre.

    Beijo, Marilene.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, Marilene, esse poema diz tanta coisa e de tantas pessoas. Incluindo nós mesmos. Muito bom. Bjssss

    ResponderExcluir
  17. Nem sempre conseguimos possuir a luz necessaria dentro de nós para que possamos dar a nós proprios o devido valor, embora o amor próprio deverá ser qb.

    Belo poema Marilene.
    beijinho
    cvb

    ResponderExcluir
  18. luz e sombra, as duas faces de um mesmo rosto. quem ousa desmenti-los?

    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  19. Lindo seu poema, mas temos que ter cuidado com o amor próprio, por que sem ele nada flui.
    Grande abraço amiga querida.

    ResponderExcluir
  20. Retornando e já me encantando, com a bela poesia.
    Beijos, Marilene!

    ResponderExcluir
  21. UN MENSAJE MUY BELLO. GRACIAS.
    BESOS

    ResponderExcluir
  22. Que belo.
    Se não tivermos iluminação interior o externo também estará apagado.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  23. OI MARILENE!
    A FALTA DE AMOR POR NÓS MESMOS E PELOS OUTROS, CONDUZ À ESCURIDÃO DA ALMA...
    ESCRITOS LINDOS!
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Quem não tem capacidade para amar a si próprio também não tem para amar ninguém....
    O amor tem que começar por nós mesmos, pelos nossos familiares e só depois para os demais...

    Um fim de semana maravilhoso e cheio de paz!!!
    Bjusssssss

    ResponderExcluir
  25. Hoje quero agradecer por todas as vezes que você me fazer sorrir com tua linda visita em meu blog, por me fazer acreditar que existem pessoas e pessoas…
    Obrigada…
    Simplesmente obrigada…
    Que Deus te abençoe sempre…
    Um lindo final de semana.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  26. A luz interior é necessária para que possa iluminar o exterior.
    Versos perfeitos!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Hoje, infelizmente o número de pessoas deprimidas aumentou. Em seu belo poema "Iluminação Interior" nos assinala que o maior problema ou o causador deles é a falta de amor próprio. Nosso coração envelhece e morre aos poucos.Você sempre me marca com uma bela mensagem, cabe direitinho em minha alma. Obrigada! Beijos!

    ResponderExcluir
  28. "Doi em mim saber que a luz que guia o meu dia não te guia não".

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Boa noite minha poetisa favorita !!!!!!!!!!!!
    Sempre impecável nas escritas...Precisamos acreditar em nós.
    Engatando na mente que a estrela com sua luz interior nos conduzirá sempre para cima e para frente...
    O poema é merecedor de aplausos...
    Hoje estou no blog da Cathiaho falando da arte das rendeiras...
    http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/2013/11/renda-se-arte_9.html#comment-form

    ResponderExcluir
  30. Existem pessoas iluminadas que tem o dom de ver a vida sempre pelo lado bom...
    Lindos versos!

    ResponderExcluir
  31. Oi Marilene

    Os filhos do dia jamais se perdem pois, sempre carregam lanternas de luz.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  32. Oi Marilene,

    Os caminhos começaram a ser mudados. Confere a continuação do Encontro no aeroporto....

    Abraço

    ResponderExcluir
  33. Oi, querida Marilene!

    A imagem que encima seu poema me fascinou, e me deu a resposta, a chave do poema, se é que alguém, a não ser a poetisa, a possui.

    Seu poema não é de fácil interpretação, em minha opinião, mas é aí, se calhar, que reside a essência e o interesse da poesia, em geral.

    Li, quem me precedeu, e mais ou menos, as opiniões foram unânimes, embora, alguns até nem comentassem, propriamente, de tão entusiasmados que estavam, por algo deles/as.

    É assim o interior dos que não têm luz interna. "Chove" neles, constantemente.
    Dias melhores virão, com algum sol, mas a tendência é de agravamento do "estado do tempo", ou seja do seu bem estar interior. Se recomenda terapia do amor e da partilha.

    Quem não tem luz interior e não se ama a si próprio, NUNCA conseguirá, sair desse patamar menor, ínfimo, direi, e se dar aos outros/as.

    VOCÊ SÓ PODE DAR, SE JÁ LHE TIVEREM DADO, VOCÊ SÓ PODE CONSOLAR, SE JÁ TIVER SIDO CONSOLADA, E TANTOS EXEMPLOS, POR AÍ ADIANTE, QUE SERIAM FASTIDIOSOS ENUMERÁ-LOS, AQUI.

    LUZ gera Luz e ESCURIDÃO gera TREVAS, desconhecimento, desamor.

    Boa semana, e agradeço de coração, sua agradável visita e comentário.

    GOSTA DAQUELE "TIPO DE BONBONS"?

    Beijos afetuosos da Luz.

    ResponderExcluir
  34. Sim, caríssima, por vezes é isso: a autoestima!
    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  35. Que linda a imagem dos "filhos do dia"! Amei!
    :)

    ResponderExcluir
  36. Minha querida

    Que essa luz interior que todos temos dentro de nós, nos guie no caminho a percorrer.
    Como sempre ler-te é uma viagem pela tua alma.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  37. a foto foi muito bem escolhida para toda a sensibilidade que a autora colocou neste trabalho.

    excelente!

    :)

    ResponderExcluir
  38. Linda sua descriçao da importância do amor a si mesmo. Suas imagens são maravilhosas.
    bjs

    ResponderExcluir
  39. Quando bichinho do niilismo emocional ofende,cria-se esta apatia e perda das emoções que dão sentidos a vida.
    O amor é o centro do eixo.
    Lindo com poesia amiga.
    Bjo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...