18 de março de 2014

OS SETE RAMOS DE OLIVEIRA

                                                           



Ele não sabe, mas a primeira vez que estive em seu blog  (http://seteramos.blogspot.com.br/) levava na mente uma fotografia sua, sem qualquer beleza (rss). Havia lido, em um espaço amigo, um comentário elogioso, complementado com dizeres no sentido de que a poetisa possuía mérito, eis que até recebia versos do Rodolfo, tido como elitista (não foi esse o termo, mas o sentido usado).

O fato aguçou minha curiosidade e lá fui eu conhecer alguém que, equivocadamente, julgava antipático (rss). Encontrei uma postagem onde ele comentava as dificuldades enfrentadas por sua sobrinha, mãe de criança especial, para colocá-la em uma escola tradicional. Eu, que apenas objetivava saber quem era o poeta, encantei-me com sua sensibilidade. Nada correspondia ao que imaginava e acabei deixando um comentário, já que me indignou o tratamento que a criança estava recebendo. Observei, ainda, o carinho com que era tratado pelas pessoas que passavam por lá. E surpreendi-me com sua visita e comentário em trova. Confesso que até me senti especial, já que nunca imaginaria receber um presente assim. 

Passei a visitar, frequentemente, seu espaço, e procurei conhecer, também, aquelas blogueiras que o inspiravam e que dele recebiam demonstrações de afeto muito belas. Cheguei aos blogs da Denise, da Milene, da Lu... e em todos me instalei, prazerosamente.

Sabendo ser ele autor do livro O OUTRO NOME DA ROSA e tendo lido ótimas referências a seu respeito, eu o adquiri. Nem preciso dizer o quanto gostei da obra. Seu poema PEDAÇOS me tocou profundamente. A primeira estrofe já mostra sua grandiosidade:

                            "Pedaços de mim, esquecidos
                              Nas horas perdidas das noites...
                              Nas tardes chuvosas de outono...
                              Nas ondas profundas do mar... "


Há alguns dias recebi, do grande poeta, em arquivo PDF, sua nova obra. O conto é desenvolvido a partir e um testamento e reserva inúmeras surpresas ao leitor. Fiquei impressionada com a capacidade criativa do escritor, eis que há muito suspense no desenrolar da trama.

                                                       
                                                                     (capa)


Depois do conto chegam-nos os versos, adoráveis. Há homenagens a várias colegas blogueiras de muito talento, e ao "Re(cantos) de Mim", escrito pela Lu Cavichioli, obra que tive o prazer de ler e guardo com muito carinho, pela riqueza dos poemas de sua autoria.

E não é que eu estou lá??????
  
Quando publiquei o poema INSATISFAÇÃO HUMANA, o Barcellos escreveu outro, intitulado SENTIMENTO DIVINO, em comentário, que responde minhas estrofes de forma magnífica.  À época, acrescentei os versos dele à postagem.  Ficou assim:



INSATISFAÇÃO HUMANA                   SENTIMENTO DIVINO
  (Marilene)                                                     (Rodolfo)
                                                                    

Sou a bêbada borboleta, 
Que voa sem ter destino
Pousando a esmo nas flores
Para aplacar suas dores.
Tenho cores e beleza
Corro em toda a natureza
Mas me falta seu perfume
Razão do meu grande queixume
Nesse louco borboletear
                                                                
                                                         
                                     Pousa na minha lapela, borboleta, e escuta:
                                     Não andes descalça sobre espinhos de cactos;
                                     Mas na pétala macia e morna da flor
                                     Caminha com pés nus
                                     E a flor te perfumará.


Sou a curva das estradas,
Onde ninguém quer parar
Mesmo que existam mil flores
A me circundar.
Mostro horizontes belos
Que os olhos não querem ver
Com receio do perigo
Que lhes possa oferecer


                                     E tu, linda estrada sinuosa,
                                     Não queiras ser auto-estrada, longa e reta,
                                     Para a qual os poetas não fazem versos
                                     E os menestréis não os cantam.
                                     (Lembras "As curvas da estrada de Santos"?)
                                     Pois eu sou o viajor cansado
                                     Que repousa em cada curva tua,
                                     À sombra de teus bosques perfumados.


Sou o canto desiludido
Da partitura fugidio
Que as notas não observa
Porque ninguém quer ouvir.
A harmonia da música
Se recusam a sentir
Por medo dos sentimentos
Que lhes possam traduzir


                                   Vem, cantiga dolente e sussurrada...
                                   Diz-me em suave murmúrio,
                                   Ao pé do ouvido,
                                   Que tu me amas;
                  E eu rabiscarei na pauta de tua partitura uma pausa semibreve
                        Para que ouças no teu silêncio o pulsar de meu coração.
                                  (E ouvirás também o teu.)


Sou aquele ser perdido
Que a vê mas não quer guarida
Por sentir nela a prisão
E prefere viver a esmo, sem destino
E sem noção,
A entregar seu coração...


                                      Achei-te, ser perdido!
                                      E ao encontrar-te me perdi também.
                                      E perdidos nesse doce labirinto,
                                      Caminharemos juntos, sem destino,
                                      Sem nunca encontrar nossas pegadas,
                                      Sem o medo de encontrarmos a saída...


E vive insatisfeito
Em tudo encontra um senão
Porque acima das flores, dos amores,
Deixou a sua razão
E se mantém arredio, temeroso,
Com medo da desilusão.


                                      Ah, amada, não te queixes!
                                      Faz de meu amor um bravo,
                                      Teu herói, teu campeão!
                                      E nunca, nunca mais deixes
                                      Teu coração ser escravo
                                      Dos ditames da razão!


Rodolfo Rodrigues de Barcellos (http://seteramos.blogspot.com.br/) é um escritor talentoso e alguém muito especial nesse nosso mundo . Acarinha com versos os amigos e sua visita traz luz aos nossos espaços. Eu lhe sou imensamente grata por estar entre seus amigos.


                                                           Marilene


34 comentários:

  1. Olá! Um encontro de almas poéticas, que giram entorno das flores belas e regadas cuidadosamente!
    Amei as poesias! abraços

    ResponderExcluir
  2. Que beleza de dueto e Rodolfo é um grande escriitor e gosta de brincar com o número SETE... Belas poesias aqui ,linda homenagem .Parabéns! beijos,.cvhica

    ResponderExcluir
  3. Homenagens para "tapete vermelho"... Ricas poesias e diálogos! Escritores de primeira grandeza, reverencio-os!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Oi mana,

    Uma homenagem pra lá de merecida, pois o querido Barcellos, além da sensibilidade e talento, ainda encanta com seus carinhos poéticos aos amigos. Tenho grande admiração por ele e também por você, com sua linda arte poética. Você brilhou com o poema 'Insatisfação Humana' e a resposta veio magnífica, através do 'Sentimento Divino', do Barcellos.
    Parabéns a ambos, com as minhas homenagens.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Marilene,
    Que bonita homenagem.
    Você e Rodolfo Barcellos, são dois talentos na arte de escrever.
    'Insatisfação Humana' e 'Sentimento Divino', são poemas dignos de muitos aplausos. \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Marilene que linda homenagem e a parceria
    ficou deslumbrante.
    Parabéns aos dois pela poesia.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. Olá,Marilene
    Que linda homenagem ao Rodolfo R.Barcellos. Sinceramente e me desculpe, são tantos/as amigos/as que cruzo diariamente pelas alamedas da blogosfera, e vários/as ainda não tive o prazer e a oportunidade de conhecê los...até então!
    Ficou encantadora a parceria: "Insatisfação humana e Sentimento divino"...Parabéns à ti, duas vezes, pela linda parceria e por divulgar e ao Rodolfo !
    Belo dia,Obrigado pelo carinho, bela semana, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Marilene, aqui tens uma bonita homenagem ao escritor Nilson Barcellos, focando pontos que desconhecia. O nome até me é muito familiar mas nunca o comentei. Pelos poemas se vê o nível dele como escritor.
    Parabéns a ambos!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, você se equivocou (rss). Trata-se do Rodolfo Barcellos. Mas o Nilson também é um querido e admirado poeta. Bjs.

      Excluir
  9. Boa noite Marilene. Durante muito tempo segui o blogue deste poeta. às vezes comentava mas a maioria das vezes passava em silêncio. Depois quando me desapareceu a barra dos links, nem todos consegui recuperar. Porque a memória já não é o que era anos atrás, alguns acabei esquecendo. Felizmente hoje o encontro aqui e posso de novo levar o link.
    Muito obrigada por isso
    Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Que legal Mary!
    Como é bom encontrar gente boa e fazer boas amizades!
    Fico feliz!

    ResponderExcluir
  11. Moça, cisco no olho por aqui, relembrando os momentos em que voamos juntos nas asas da poesia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Muito bonito quando nos permitimos abrir nosso coração e ir ao encontro do desconhecido e assim buscar coisas novas e belas até então esquecidas.
    Muito lindo este dueto natural.

    Carinhoso abraço Marilene.
    Linda semana a voce.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Oi Marilene, ficou linda a postagem.Não conhecia o escritor, mas com certeza vou visitar sua página. A sua poesia eu conheço, é das mais belas, profundas e sensíveis, eis o porque do encantamento e dos comentários dirigidos à você e às suas obras.Dois grande mestres juntos, nada melhor para fecundar poesias.
    Bjs.Linda homenagem.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Marilene.. esta troca dada só unifica mais a egrégora da poesia que tende sempre a se manter firme .. ela não morre pq sempre haverá quem dela viva
    linda homenagem.. bjs de bom dia

    ResponderExcluir
  15. Não entendi a parte da "fotografia sem nenhuma beleza"....rsrs. Rodolfo é merecedor de todas as homenagens e ser poeta é só uma benção que lhe foi dada lá pelos céus, pelo grande sujeito que ele é.
    Sou fã. Sou amiga. Sou contente por isso.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milene, fiquei tão preocupada quando li seu comentário. Aquela foi uma impressão baseada em uma observação de alguém que o julgava elitista, que vi em um blog amigo, quando ainda não o conhecia, e que me fez elaborar um desenho torto dele (rss). Por isso fui ver quem era e constatei que estava enganada, desenvolvendo enorme carinho e admiração pelo poeta. Nossa, que susto você me deu. Espero ter esclarecido sua dúvida. Bjs.

      Excluir
  16. Olá querida Marilene, é muito bom quando somos surpreendidos e nos vemos equivocados qto as pessoas, tbém já julguei algumas pessoas pelas aparências e me equivoquei, e tbém já me julgaram e me contaram depois que se enganaram! Fico feliz pelo amigo que ganhou, pelo talento que juntos só poderia culminar em um poema tão bonito, vc tbém é merecedora de todas as homenagens! Bjosss

    ResponderExcluir
  17. É mto bom passear por aqui e deleitar-me nestas mimosidades, nestes encantamentos poéticos, um delírio cada quadradinho de cada poema, um mimo, sou mesmo um romantico irrecuperável, achoq vc merece beijinhos e beijinhossssssssssssss

    ResponderExcluir
  18. ES MUY BUENO RECOMENDAR A PERSONAS NOBLE DE MÉRITOS.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  19. Uma Postagem magnífica no conteúdo e na forma.
    Todos tendemos a "criar" imagens dos outros antes de os conhecermos. É um erro humano "quase" natural, mas que nos leva a sabedoria e o conhecimento que nos poderia enriquecer a Alma e o Saber.
    Compreendi bem as tuas reservas mas, atrevo-me: na nossa vida profissional somos condicionados pelo "benefício da dúvida".
    Gostar-se de alguém não nos dá autoridade para juizos de valor.
    Na nossa Vida, Querida Marilene, passam-nos Amigos que desejaríamos ter sabido do seu quilate, pois são (ou foram) mais perigosos que qualquer inimigo; desse, sabemos defender-mo-nos, ou tomamos as devidas precauções.
    Grata surpresa a tua e a de toda a Gente de Bem.
    Dizem dos Poetas (os que o são e não o que o pretendem ser) que ou versejam realidades ou vivências. A transparência e a interpretação é dada por cada indivíduo que, a cada estado de espírito "lê" e interpreta de modo diverso.
    Não pretendi leccionar. Apenas disse o que me fez despertar a Alma.
    Seja quem seja, Amiga, eu estou aqui e digo presente, mesmo que ausente.
    Parabéns por este teu belo trabalho. A tua sensibilidade venceu. Foste corajosa.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  20. Marilene, que lindo!! Vou lá conhecê-lo. Bjss

    ResponderExcluir
  21. OI MARILENE!
    TENS RAZÃO EM TUDO QUE FALAS DO "RODOLFO", REALMENTE É UMA PESSOA BASTANTE GENTIL E UM POETA DE PRIMEIRA.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Marilene, que homenagem linda vc fez. Eu não o conheço, infelizmente, mas em breve darei um fim nisso. rs Bjssss

    ResponderExcluir
  23. homenagem ao poeta, ao canto e ao homem - plantadores de sonhos, eis o que os poetas são.

    beijinhos, marilene!

    ResponderExcluir
  24. Olá Marilene!

    Nossa! Fiquei encantada com tanta beleza e sentimentos profundos, nas poesias do seu amigo.
    Uma homenagem Especial, como disse o Jorge. Os poetas são plantadores de sonhos, de versos e reversos da vida. A vida sem poesia não é vida, pois a mesma reflete um pouco de cada ser humano, suas vivências, seus sentimentos e seu dom.

    Parabéns amiga.

    Bom final de semana.

    Beijos
    Nati

    ResponderExcluir
  25. Amiga não podia deixar de vir hoje ao seu blogue, sendo o
    Dia Mundial da Poesia e a amiga uma poetisa que eu muito
    admiro.
    Li este seu post e irei então visitar o blogue que refere
    e que eu não conheço.
    Interessante esse v/encontro.
    Bj. Irene Alves

    ResponderExcluir
  26. Oi amiga querida, adorei o post, que linda homenagem!!
    Parabéns pelo dia mundial do poeta querida!
    Beijos e boa semana!!

    ResponderExcluir
  27. A blogosfera tem destas coisas maravilhosas mas, também a Marilene merece. Muito eu admiro as suas poesias e escritos!~
    Beijinhos e parabéns

    ResponderExcluir
  28. Estou encantada com esta postagem... Os versos são lindos...tanto os seus quanto os dele! Talento puro....Vou visitar o blog para conhecer melhor sua obra!

    Um lindo fim de semana querida amiga!
    Bjusssssss

    ResponderExcluir


  29. Existe un lugar donde todo es posible...
    Donde todo es verdadero, donde se siente paz,
    donde las flores tienen un aroma especial,
    y los abrazos van acompañados de una esencia diferente.

    Y en este lugar…
    ¡¡El corazón!!

    Es donde yo acojo al amigo que tiene la amabilidad,
    de pasar a visitarme y dejarme
    unas palabras salpicadas de cariño cada semana.

    Besos y abrazos multicolores en este domingo,
    para ese especial amigo hoy mañana y siempre!!

    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderExcluir
  30. Oi, Marilene. Homenagem justa e apropriada, o Rodolfo é inspirado e inteligente demais, pessoa com rara sensibilidade. Interessante a maneira como chegou até ele. Já me aconteceu dessas, de achar que alguém era antipático e me surpreender. E também já me aconteceu o contrário. Hoje evito deixar-me levar pela primeira impressão.
    Desejo sucesso ao Rodolfo em sua nova obra. Um abraço!

    ResponderExcluir
  31. Marilene,
    Voce tem razao: o Rodolfo tem mesmo um talento incrível!
    Linda parceria nos versos. Parabens é pouco. Aplausos aos dois!

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Que lindo Marilene!
    Estou cá sem palavras e emocionada com os versos lindos!
    Emoção pura cara amiga, bjs na alma de vocês.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...