5 de março de 2014

VOO DA LIBERDADE

(foto Marilene)
                                                           
                                                   
                                                           
                               Cortam o espaço
                               As asas do pássaro.
                               Indiferente ao meu olhar
                               Segue em seu voo
                               Liberto e distante
                               Do chão que ora piso.
                               Seguro, passeia,
                               Enquanto eu anseio
                               Podê-lo alcançar

                               Só posso com os olhos
                               Mirá-lo
                               E só mesmo no sonho
                               Segui-lo
                               Pra ver lá do alto
                               O mundo em que vivo
                               Em pouso constante

                               Quisera em suas asas estar
                               E nesse horizonte infinito
                               Poder circular
                               Seguindo apenas o instinto
                               E sem nada levar.
                               Por guia, o acaso de escolhas
                               Sem qualquer dependência,
                               E a suficiência da sobrevivência



                                                                 Marilene





46 comentários:

  1. Como tu, gosto de vê-los voar e tantas vezes, gostaria de estar no seu lugar, voando para uma praia,rs...bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Também eu o quisera... Lindo poema.
    Beijos,
    Renata

    ResponderExcluir
  3. Ólá, Marilene. Belo amiga! Vou contar um segrêdo: Eu sempre pensei escrever, ou melhor fazer um poema como esse. Leve, doce, real. Eles são belos e sabem viver. Ao caminhar pela rua, paro muitas vezes para admirá-los. Viva a natureza!! Obrigada pela maravilhosa inspiração. Bjos florrrrrrrrr!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Marilene.. quando a gente vê a liberdade deles a gente fica com uma pontinha de inveja pois nos sentimos prisioneiros deste mundo fisico e material não é.. mas um dia isso entra nos eixos.. abração e até sempre amiga

    ResponderExcluir
  5. Lindo, lindo, lindo..., amiga Marilene.
    Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  6. a liberdade no voo do pássaro e nas asas do poema...

    :)

    ResponderExcluir
  7. Eu também queria essa liberdade absoluta e poética. Muito lindo esse seu suspiro, Marilene. Leve e livre... Lindo!

    ResponderExcluir
  8. Oi Marilene, boa tarde!
    Eu amo ficar observando o voo de um pássaro...
    Mas nunca conseguiria descrevê-los tão lindamente,
    igual vc fez nesse poema adorável.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Amo ver os voos dos pássaros, acho que todos de uma forma ou de outra também sonham com isso, poder voar o mais alto possível em suave liberdade! Lindo, amei ler!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. O sonho nos dá asas para voar longe e alto.
    Asas... hum... pior saudade é aquela do que nunca tivemos.

    ResponderExcluir
  11. Oiii Marilene, amiga se eu tivesse as asas deste pássaro, vou te falar viu, ninguém seguraria kkkk lindo poema, Bjosss

    ResponderExcluir
  12. Oi, Marilene. Linda postagem!
    Já sonhou que estava voando? É engraçado; a gente vê as coisas lá de cima, de um ângulo que na vida real nunca vimos. Como podemos saber que elas são assim?
    Acho que nós voamos; só que em outros espaços.

    ResponderExcluir
  13. Esse poema reflete muito o nosso sonho de liberdade, nem que seja por alguns minutos. Lindo! Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  14. OI MARILENE!
    NESTE OBSERVAR E POETAR, COLOCASTE OS ANSEIOS QUE, ACHO EU, TODOS JÁ TIVEMOS UM DIA, LIVREMENTE VOAR...
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Poema lindo, mana. De uma leveza tal qual o voo dos pássaros.
    Pássaros nos remetem à liberdade, tão ansiada pelo nosso espírito.
    Parabéns pela bela inspiração.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Um show de momento, foi esse de conviver com o it de um poeminha de Lene. É Lene!

    ResponderExcluir
  17. Andei sumida, mas com saudades de sua poesia.
    Agora me deixei voar nas asas do seu pássaro e no seu doce poetar, foi bom demais.
    Amei!
    Grande abraço querida amiga.

    ResponderExcluir
  18. Olá,Bom dia,Marilene
    Linda inspiração...
    Chama agora o pássaro de volta, Assobia e Ensina-o a voar adentro,para a alegria De tua própria alma...mesmo muitas vezes,seguro de si, as asas conseguidas para voar nem sempre o leva ao lugar que realmente está querendo ou à qualquer lugar...mostre que se há tons de liberdade nesta Vida, liberdade para ousar, liberdade para ser quem se é e de como é maravilhoso voar, vale a pena caminhar... em frente de olhos abertos e alma sem segredos,permitir-se , sem medo...
    Obrigado pelo carinho, belo dia, bela noite, beijos!

    ResponderExcluir
  19. TUS VERSOS INVITAN A LA LIBERTAD!!!!
    BESOS

    ResponderExcluir
  20. quando os versos são eles mesmo asas, voos, rotas e todas as possibilidades!...

    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir


  21. Si alguna vez tus sueños se derrumban,
    busca un poco de luz en tu ventana…
    Prométete a ti mism@ un arco iris,
    y vuelve a comenzar, cada mañana...

    El día 8 de marzo (que debían de ser todos)
    está dedicado a todas las mujeres,
    que con su manto de amor, trabajo y comprensión
    cubren la tierra de fértiles espigas,
    salpicadas por el rocío de la noche
    y besadas por el aterciopelado sol del amanecer…

    ¡¡Con delicada ternura
    feliz día para todas las mujeres!!

    Atte.
    María del Carmen




    ResponderExcluir
  22. Olá, Boa tarde, Marilene
    puxa, obrigado pelo carinho, depois do susto, preocupação, ansiedade,orações... eis o mano de volta para casa...tadinho, agora, tem uma sequência de medicamentos e tratamentos para recuperar de vez, mas, de volta! Obrigado, Deus te abençoe, bela noite, beijos!

    ResponderExcluir
  23. Desde menina sempre me fascinaram os volteios do seu voo. Porém me falta engenho e arte para dizê-lo assim num belo poema.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  24. Neste dia Internacional da Mulher, desejo que todas as mulheres do mundo encontrem a liberdade, principalmente aquelas que ainda sofrem com o machismo dos homens...

    Minha homenagem a você mulher guerreira, forte, lutadora, mãe, mulher, namorada, amiga e esposa...
    Mulher que chora porque é gente mas que se levanta porque é corajosa...
    Mulher que mesmo atarefada encontra tempo para dar amor e carinho aos seus...
    Mulher que não se cansa de lutar pelos seus direitos!

    http://gregapoemas.blogspot.com.br/2014/03/mulheres.html
    http://marciagrega.blogspot.com.br/2014/03/bom-dia-mulheres.html

    ResponderExcluir
  25. Querida amiga
    A minha missão de hoje (nobre missão!) é apresentar parabéns e desejar um muito feliz DIA DA MULHER!
    Um beijo especial pelo dia de hoje.
    Miguel *♥*

    ResponderExcluir
  26. Olá Marilene!

    Parabéns pelo Dia Internacional da Mulher. Você para mim é uma mulher Especial e também uma amiga que não esqueço.

    Lindo voar, significa liberdade, muitas vezes a liberdade é sufocada, e sua poesia ficou maravilhosa. Vamos voar amiga, quero ser uma águia.

    Um belo dia para você!!
    Beijos
    Nati

    ResponderExcluir
  27. Querida amiga, como escreve bem! Tanta sensibilidade!

    Eu voo... todos os dias... como sonho! Sinto-me realmente livre assim.

    Feliz Dia Internacional da Mulher.

    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Os sonhos nos faz alçar voos em busca da liberdade.
    LINDO POEMA.
    Um pouco atrasada, fica aqui meu abraço pelo seu dia, e de todas nós.

    ResponderExcluir
  29. A realidade não existe sem o sonho.
    Sonhar é viver...
    Magnífico poema, gostei imenso das tuas palavras.
    Marilene, tem um bom domingo e uma óptima semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Pois é, sem sonho não existe a realidade. E voar deve ser tão bom...
    Desejo que esteja a passar um bom domingo.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  31. Oi querida, que lindo!
    Os sonhos nos fazem voar!
    Beijos e boa semana!!!

    ResponderExcluir
  32. Que visão incrível deve ser, olhar tudo lá de cima, só o céu por testemunha. Crimes, trafego, guerras, a terra infinitamente insignificante. Liberto, só o azul do céu. Planar nas altitudes, só o firmamento distante, silencio... liberdade.

    ResponderExcluir
  33. Ah, Marilene! Tantas vezes sonhei em estar no lugar dos pássaros, talvez por isso goste tanto de observá-los.
    Precisamos ver por outro deixar o pouso constante para nos entregar ao voo, ainda que imaginário dos sonhos. Porque só quem sonha, realiza!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  34. Marilene, como as aves, a mente poética sempre cortará o espaço. A tua mento o fez bem-
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. O MEU SÉTIMO LIVRO “SONHO EMOÇÃO E POESIA”.
    O livro, como todos os livros escritos por mim, estão bem abalizados por vários leitores. São esses, a quem o livro se dirige que podem ter a palavra, já que o autor, ao fazer o elogio, pode sempre ser considerado suspeito.
    Um livro, uma obra, é acima de tudo uma proposta feita aos possíveis leitores.
    O autor, como académico, pertence à ALAF – ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE FORTALEZA, CEARÁ.
    Para o Brasil, Chamo a atenção que Banco Postal, que há um em todas as capitais estatais (em cerca de 600 cidades), que faz o cambio e envio do custo, neste caso de 10.00 €uros, o seu custo
    Peça, enviando morada para: dan.costa@zonmail.pt – Receba o livro, envie pagamento depois.

    PARA APERITIVO LEIA ABAIXO, UM POEMA DO LIVRO:



    PRIMAVERA DA VIDA

    Façamos dos nossos dias uma alvorada
    Estejamos sempre na Primavera da vida
    Esta terá de ser sempre amada
    Viver é como sentir o perfume da giesta
    Que dela sejamos sempre enamorados
    Para que andemos em contínua festa
    Vivamos sempre o amor com ditos e piropos
    Ainda que a desgraça que no mundo grassa
    Seja de nos trazer loucos
    Devemos dar exemplos de alegria
    Para vergonha de muitos governantes taralhocos
    Que se julgam fadados para a mestria
    Porém acabam por comandar naves
    Ocas, que mais ocas transformam a cada dia
    Revelam desamor pelo mundo
    Revelando muita cobardia
    Apenas sabem conduzir um mundo muito seu
    Onde só exista a sua mordomia
    Procuremos sempre amar
    Esmagar com optimismo tanta fantasia
    Que por nós passa, como se fosse graça
    De quem julga saber de alquimia
    Como se vivesse noutro planeta
    Onde não houvesse a luz do dia
    Façamos da vida uma permanente Primavera
    Aprendamos a ser modernos
    Gritemos bem alto: estamos noutra Era!...
    Tenhamos amores sempre modernos e eternos
    Que a Primavera da vida seja pura alegria quisera
    Um mundo vivificado
    Não uma permanente quimera!

    Daniel Costa

    ResponderExcluir

  36. Gocemos de las pequeñas cosas que la vida nos ofrece;
    para encontrar la verdadera felicidad
    no necesitamos ser ricos o poseer grandes bienes,
    sólo necesitamos tener riqueza en el corazón
    y llenarlo con cosas positivas.

    Bendiciones en abundancia para ti
    y para toda tu familia en esta bella
    y esplendida semana que hoy comienza.

    Un abrazo de felicidad para ver el horizonte
    con la consabida ilusión y apertura de ilusiones.

    Atte.
    María Del Carmen





    ResponderExcluir
  37. Um belo voo poético, Marilene.
    Temos asas... É preciso somente libertar-se pra sentir o voo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  38. Muito bom!
    Gostei da mudança de tema, está mais natureza, mais sonhadora e com a mesma qualidade literária que a caracteriza!
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  39. E seus olhos voaram junto a esse pássaro livre, cheio de belezas floridas! abraços

    ResponderExcluir
  40. Que bom deve ser voar! por enquanto só em sonhos sei como é...
    Bjs

    ResponderExcluir
  41. Voar, voar, nem seja apenas em versos lindos. Amei de amar.
    Bjs,
    Renata

    ResponderExcluir
  42. Que bom é vir aqui e deliciar-me com a sua maravilhosa
    poesia.
    Um bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  43. Caminhar, olhar e imaginar... É na imaginação, nos sonhos e na poesia que podemos chegar ao mais próximo do sonho de voar. Se não é literalmente, pelo menos é sofisticadamente.
    Abraço, Marilene

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...