7 de abril de 2014

NOVO CICLO

(Ravi-Vora)

                                               


                       Há um dia em que as trevas se afastam
                       Empurradas pela memória 
                       Já cansada de sua tutela
                       Pelo acordar de uma alvorada diferente
                       Por uma nova e envolvente sintonia
                       Fecha-se, então, aquele ciclo nebuloso
                       Que alimentava, a contra gosto, a amargura

                       Sim, há um dia em que elas se curvam
                       À beleza de um sonho luminoso
                       Contra o qual  não conseguem lutar
                       E que é forte pra não se render.
                       Destemido, se impõe
                       Ao  mostrar que o mal não se eterniza,
                       Também sofre revés, é banido,
                       Pra que a aurora outra vez apareça
                       E das trevas a alma se esqueça


                                                                 Marilene





45 comentários:

  1. Sim,sempre há e haverá esse dia em que as névoas se afastam e a luz brilha linda novamente. Cabe acreditar! beijos,tuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Na vida sempre há esses momentos. Lindos versos e linda foto. Posso usá-la mais à frente? Só com a sua permissão eu a pego emprestada.
    Beijos e bom dia,
    Renata

    ResponderExcluir
  3. Bom dia

    Imagem divina...poema a condizer...Lindo de ver e ler

    Deixo cumprimentos
    ...........................
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Abençoados sejam os novos ciclos...

    Que sua semana seja otima Marilene...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  5. Sintonia perfeita entre a imagem e o poema. É bom renovar-se à cada dia, pra não perder o melhor da vida.
    Lindo.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Marilene.. o novo só se apresenta para nós quando deixamos o velho no cantinho dele..
    estamos numa época de muitas brigas internas.. e elas podem parecer velhas e são.. pq as ruínas tem que cair para que o novo se reconstrua..
    bjs e bom dia

    ResponderExcluir
  7. Sim, há um dia...

    Nas entrelinhas dos teus versos
    cabe a dor que nos consome

    e a esperança

    ResponderExcluir
  8. Oi Marilene :)
    Ainda bem que a vida é feita de ciclos...
    Chega um momento que as trevas se dissipam,
    os sonhos se renovam e tudo se faz novo!
    Poema de beleza ímpar...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida Marilene
    Passar por aqui é refrescar mente e coração sempre...
    Me sinto iluminada pela fresta da entrada da caverna e pelo seu poema...
    Bjm fraterno e quaresmal

    ResponderExcluir
  10. Gosto imenso dos teus poemas, tens sempre lindos versos. Fico encantado com as tuas palavras!

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  11. Olá Marilene!

    Lindo poetar!

    A vida é feita de momentos, há novos rumos a tomar. Assim é a mãe natureza, tem as estações do ano, como o rio que desagua no mar, levado pelas ondas do mar.

    Bela poesia miga.

    Bjs
    Nati

    ResponderExcluir
  12. E a vida é feita desses embates, Marilene. Às vezes as sombras tomam conta da gente, mas tem horas que elas se vão e novos caminhos se abrem. Ótimo poema. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  13. Não consigo pegar a imagem, Marilene. Como vc faz isso? Mande-me o seu e-mail em algum dos meus blogs, que eu modero o comment e não o publico. Então, eu lhe escrevo, mandando o meu.
    Beijos e bom dia,
    Renata

    ResponderExcluir
  14. Olá, Bom dia,Marilene
    sim, tenho comigo, também, que a vida é feitas de ciclo... em determinadas alturas passamos pelas alegrias, noutras , as tristezas, os amores e desamores, estamos bem, estamos mal e tudo faz parte do processo de aprendizagem da vida. Em cada fase é importante refletir e aprender , sem resistências para novos caminhos, de fazer mudanças necessárias e de deixar a nossa luz brilhar. “Não há bem que para sempre dure, nem mal que não se acabe” diz o ditado popular, que em cada ciclo, uma oportunidade de desenvolvimento e de aprendizagem, sermos bons alunos e ter em mente e acreditar que tudo é possível...
    Obrigado pelo carinho, bela semana, beijos!

    ResponderExcluir
  15. Que bom que o querer bem do amor, faz as trevas irem embora e só ficar a paz, bom demais poder reverter estas coisas, por isso que viver intensamente coisas boas nos fortalecem contra as trevas...amei, beijinhos no coração amiga Marilene.

    ResponderExcluir
  16. Um poema de uma nova esperança. É sempre bom que os ciclos se renovem.
    Desejo que a amiga esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  17. Oi mana,

    Ainda bem que nada nesse mundo se eterniza, embora nessa linha de entendimento é de se convir de que o que é bom também está de passagem. Sendo a vida feita de ciclos, a esperança sempre há de reinar em nossos corações, pois, conforme você versa lindamente, o mal também "sofre revés". É preciso, pois, o exercício da paciência para a travessia das trevas, pois logo adiante o novo ciclo acontecerá, com a chegada da nova aurora.

    Muito lindo o poema (de força e esperança), assim como a imagem.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Boa noite, Marilene. Ainda bem que existe o dia em que a nuvem escura se dissipa dando lugar ao claro do dia, ao encontro com a felicidade que sem pausas sorri para nós.
    Graças a Deus que a maldade não é eterna e que podemos comungar com a beleza da felicidade!
    Ainda bem que ciclos são feitos também de energia pura e saudável sem a presença de dias nebulosos.
    Lindo poema, amiga.
    Tenha uma semana de muita paz e poesia!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  19. Marilene, como desejo que esse "Novo ciclo" ocorra em minha vida, e que uma nova aurora me acolha de forma ímpar.

    Lindo teu poema.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite Marilene
    Estou passando para avisar que o meu blog "gracitamensagens" foi excluido por um capricho da tecnologia. Deixo aqui o convite e o link da minha nova casa
    http://momentosdeamorepoesia.blogspot.com.br/
    Quando puder passa lá;
    Deixo um carinhoso abraço e beijokinhas
    Gracita

    ResponderExcluir
  21. Os ciclos se repetem incessantemente Marilene
    nos sentimentos sejam bons ou maus _ isso é acalentador,
    abraços e parabéns pela poetiza que és.

    ResponderExcluir
  22. Não há mal que dure sempre...
    Magnífico poema, gostei imenso.
    Marilene, tem um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  23. Existem ciclos na vida, mas um dia as trevas, são definitivamente vencidas pela luz.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. A vida é cheia de ciclos, uns curtos outros longos, outros nem tanto.
    Excelente poema.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  25. Um dia seremos de novo crianças

    e o sol brilhará para todos nós

    ResponderExcluir
  26. Sempre tão bom vir aqui, Marilene!
    Penso que eu esteja nessa fase... espantando trevas, buscando a luz. É difícil... É um exercício de espantar coisas de dentro de nós, antes; para conspirar a favor do universo de outras coisas, nos permitirmos, e um tanto de portas fecharmos também.

    Grande beijo e ótimos dias!
    Indo visitar teus outros blogs!

    ResponderExcluir
  27. Inspirada Marilene com seus fragmentos embalados em poesia de rara beleza.
    O final é fantástico amiga.
    Um belíssimo voo.
    Carinhoso abraço.
    Beijo

    ResponderExcluir
  28. Ameiiiii e bendito sejam estes momentos em que o momento luminoso vem se instalar...
    Marilene como você escreve lindamente, amiga... adorooo te ler...
    Bom final de semana, beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  29. Lindo sempre momento de recomeçar, beijo Lisette

    ResponderExcluir
  30. há momentos em que é preciso aprender a morrer para poder voltar a viver...

    beijinho, querida marilene!

    ResponderExcluir
  31. Oi Marilene,que poema lindo,há uma leveza em cada verso.
    Todos nós desejamos sempre um novo ciclo.
    Adorei.
    Bjs amiga,obrigada pela visita e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  32. Minha querida

    Há um tempo em que temos que dizer basta e seguir em frente por outro caminho que nos leve para a claridade. sempre lindo.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  33. Marilene,tão bom saber que o mal não dura para sempre e que sempre existe uma luz no final do tunel. Poesia encantadora e cheia de esperança! bjs,

    ResponderExcluir
  34. Que belíssimo este recomeço, Marilene!
    Admiro imenso os seus versos!
    Parabéns!
    Abraços!

    ResponderExcluir

  35. Sim, temos de cultivar dentro de nós este desejo, esta confiança: o mal não se eterniza. Só assim poderemos avançar cheios de esperança, na certeza de que o dia amanhã será luminoso.

    Beijos

    Olinda

    ResponderExcluir
  36. A força do Amor sempre é remédio para afastar a escuridão; o Amor, é Luz.
    Lindo, Marilene.

    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  37. Minha querida amiga hoje venho especialmente desejar-lhe
    uma Feliz Páscoa.
    Bj. Irene Alves

    ResponderExcluir
  38. Um belo reencontro
    Um belo poema lindo cheio de muita paz

    Bjusss

    ╭•⊰✿¸.•* Rita!!

    ResponderExcluir
  39. Achei belíssimo esse recomeço!
    Bjs

    ResponderExcluir
  40. perfeito Marilene, a vida como a natreza tb é feita de ciclos que se alternam. Diferenciando que na vida os ciclos não obedecem datas e depende de nós buscar a primavera. Bjs e uma Feliz Páscoa cheia de amor e alegria na Ressurreição do Senhor.. Boa noite

    ResponderExcluir
  41. O mal (prefiro desconforto) é um nome abstrato que se concretiza no material e no imaterial...
    Pode ser interior ou exterior. Contra este último, há muitas circunstâncias que podem impedir de o sanar. Com o primeiro, basta a alma poética. E é disso que trata o teu belo poema...Parabéns, Marilene.
    BJO, :)

    ResponderExcluir
  42. Quem é da luz, sempre retorna para ela. Um lindo poema amiga. Deixo um beijo.

    ResponderExcluir
  43. Bendita seja a aurora querida Marilene.
    Beijinhos no coração.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...