21 de maio de 2014

QUANDO FAZ FRIO

(Carmen Velcic )
                                                           
                                                             

                                Há frio lá fora.
                                O inverno chegou
                                E tão cedo não vai embora.
                                No vento, ouve-se o sussurro da alma
                                Em crise, atormentada,
                                Gelada de afeto, carente de amor

                                Há frio por dentro,
                                Nas entranhas, estranhas companheiras
                                De uma vida que segue,
                                Que passa pelas estações sem olhar o tempo
                                Que se veste de angústia, haja sol, haja lua
                                E que se sabe nua

                                É sempre inverno
                                No avesso do sorriso astuto
                                Que esconde bem o luto.
                                Faz sempre frio
                                No corpo que por outro espera
                                E que, constantemente, se estrutura,
                                Pra recolher, 
                                Nos cacos da loucura
                                Uma ternura ausente.
                                Aquela que persiste, tão somente,
                                Na tresloucada mente
                                Do que ainda sofre 
                                Por um perdido amor


                                                                   Marilene



51 comentários:

  1. O frio corta mais profundo quem sofre por um verdadeiro amor! Linda linda linda poesia, abraços

    ResponderExcluir
  2. O PIOR FRIO É O DE DENTRO DE NÓS.lINDO,MARILENE! BJS,CHICA

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Marilene.
    faz frio por fora, por dentro... as pessoas cada vez mais frias. As emoções congelando nas veias e explodindo em estilhaços cortantes.
    Belíssimo teu poema!

    ResponderExcluir
  4. Eis um poema bem trabalhado. Um abraço. Tenhas um bom dia.

    ResponderExcluir
  5. Poema muito bem elaborado cheio de verdades sentidas

    Deixo cumprimentos.
    *************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Bom dia querida Marilene srs bah lendo teu poema já senti frio ajudado pelo que vem por ai aqui no sul.. diz que hj vai chegar ai por zero grau.. o inverno me quebra srs bjs e um lindo dia

    Lapidando Versos

    ResponderExcluir
  7. Marilene!!!! Que poema incrível!!! Amei!!! Parabéns por seu talento e sensibilidade, amiga.
    Ah, como pode doer esse frio por dentro...
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  8. Forte e despertante, Marilene!
    Devemos buscar o calor que vem do Alto... Aquecer o nosso interior é sempre essencial!
    Um abraço grande... Boa Tarde!

    ResponderExcluir
  9. SE SIENTE LA NIEVE EN TUS LETRAS.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  10. Esse frio que congela a alma é o pior... é preciso buscar o sol...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  11. O frio faz-nos valorizar os dias de sol , que sempre vem trazendo o calorzinho que aquece,
    Bela poesia Marilene,
    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. Oi Marilene,
    É desolador quando na alma chega um inverno rigoroso,
    é o pior frio que existe.
    E esse frio de dentro, só é aquecido com calor humano...e muito amor.
    Lindos versos, gostei muito!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  13. Os dias frios fazem-nos valorizar o aconchego até que o sol venha aquecer-nos,
    Bela poesia Marilene,
    um abraço forte

    ResponderExcluir
  14. Que lindo, mana!
    Nada pior do que esse frio que congela uma alma carente de afeto e de amor e que ainda sofre por um amor perdido.
    A imagem é fantástica.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  15. É no inverno, nos dias frios e embaçados que a natureza se recolhe a a nossa alma clama por afeto e aconchego.Mas é neste tempo de recolhimento que os sentimentos afloram e o dom do poeta deixa a alma florir.Adorei teus versos.Abraços Eloah

    ResponderExcluir
  16. Muito boa a exploração semântica da palavra inverno, traduzindo, em lamento, o que esse tempo real e metafórico traz ao nosso interior poético...
    Gostei imenso. Bjo, Marilene ;)

    ResponderExcluir
  17. Lindo poema sobre o Inverno!! Cá em Portugal,a chuva durante esta semana que passou não parou um só minuto. Não se podia sair de casa sem botas e um bom casaco quente!! Coisa que em Março e em Abril não aconteceu porque fez imenso calor. Enfim,é assim por aqui,as temperaturas são completamente inconstantes!! Beijinhos e bom fim-de-semana!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  18. Marilene
    Pode haver frio lá fora, mas que nunca chegue ao nosso coração, no seu potencial de o saber reservar. Evitemos a tresloucada mente de esperas inúteis. Empreguemos as energias, tentado partir para outra.
    beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Marilene, gostei muito do post!
    Quando estamos com o frio dentro do coração fica difícil...
    Tenha uma ótima semana, beijos!

    ResponderExcluir
  20. mais um extraordinário poema, é impecável! os versos são magistrais :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  21. somos vítimas do tempo, mas muito mais da meteorologia dos homens do que da dos deuses...

    flor de pétalas frágeis a pender sobre a pele este teu poema, marilene, um beijinho!

    ResponderExcluir
  22. OI MARILENE!
    O FRIO INTERIOR, É O DA ALMA, E NÃO PASSA NUNCA...
    TOCANTES E LINDOS, TEUS VERSOS AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Lindo poema, Marilene. E esse frio pode ser tão devastador... Mas o frio do clima é mt bom de se sentir, principalmente qd está debaixo das cobertas. bjs

    ResponderExcluir
  24. Minha querida

    Há frios que não há fogueira capaz de aquecer...é o frio da solidão e da ausência.
    Como sempre adorei.

    Um beijinho com carinho e um bom fim de semana.
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  25. O frio da solidão e da ausência é mais dolorosos! lindo e tocante poema!
    Bjs

    ResponderExcluir
  26. Muito ruim esse frio da solidão, mas quando
    ele vem com alguém junto melhor ainda
    Um belo poema minha querida

    Bom domingo bjusss

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  27. Lindo domingo!
    Poesia ém sempre lindo,
    seja que assunto seja.
    Todavia, nunca estaremos totalmente sós
    se estivermos bem com nós mesmos.
    Bjins e meus sonhos e delírios
    CatiahoAlc./ReflexodAlma

    ResponderExcluir
  28. Olá, Marilene. Belo!! Verdadeiro!! Màs o tempo vai curando as feridas e mandamos embora a solidão cortante que fáz inverno a alma. O tempo nos leva a todas as estações!! Bjão com muito carinho e um domingo de muita alegria e paz. Obrigada por partilhar!

    ResponderExcluir
  29. Oi Marilene,

    É verdade, sofrer por amor é sentir um frio eterno!!!
    E mesmo assim a gente sofre. Pelo menos até encontrarmos outro sol que nos aqueça...
    grande abraço e boa semana!

    Leila

    ResponderExcluir
  30. Um sentimento muitas vezes presente nas nossas vidas, que a poetisa perpetua em encantamento...
    Beijão, querida!
    Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  31. Um sentimento muitas vezes presente nas nossas vidas, que a poetisa perpetua em encantamento...
    Beijão, querida!
    Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  32. O frio, o gelo e a neve gelam a Alma mais ansiosa, mais carente, mais necessitada.
    No Amor, o frio é notado como um finar de sentimentos.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  33. Maravilhoso trabalho, mais um! Adoro os teus maravilhosos poemas, não me canso de visitar este espaço :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  34. Até parece que fizeste esta poesia aqui na minha cidade, rsss, Tá frio.
    Bela como sempre.

    Já conhece o Boteco dos Blogueiros? Não queres publicar uma das tuas poesias lá?
    Tem o link no meu blogue.

    Bjs

    ResponderExcluir
  35. Há frio lá fora e dentro um coração acelerado que acende as turbinas da inspiração.
    Ainda é Outono acanhado abrindo as portas do Inverno e meu coração desespera,
    como os desejos que me alucinam como bem diz esta linda inspiração.
    Um semana de alegria Marilene com as chamas da inspiração.
    Meu abraço com carinho amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  36. Que frio na alma. Sentimentos loucos, gelados pela vento que se ouve lá fora.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  37. OI MARILENE!
    ESTE FRIO DO QUAL TÃO LINDAMENTE FALAS EM TEU TEXTO, É O DA ALMA...
    ADOREI!
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Uma pequena chama não basta para aquecer e iluminar a floresta no inverno... a não ser quando provoca um incêndio.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  39. Triste lamento, dor da solidão que gela a alma.
    Gostei muito de viajar por este rio interior que não
    encontra no seu percurso a foz desejada onde
    desaguar.
    Excelente poema, cara Marilene.

    Bjs

    Olinda

    ResponderExcluir
  40. Querida amiga
    Vou viajar. Estarei ausente por dois meses, no mínimo.
    Sempre que tiver oportunidade irei ao meu blog e farei visitas tanto quanto for possível.
    Tenho no «DEUSA» um post de despedida.
    Tenho que usar este esquema de “copy & paste” porque não tenho tempo para me despedir de cada pessoa individualmente.
    Deixo um beijo amigo e um “até sempre”.
    Miguel

    ResponderExcluir
  41. Por vezes faz mesmo frio.
    E um amor perdido não ajuda nada a combatê-lo...
    Magnífico poema, gostei muito.
    Beijo, querida amiga Marilene.

    ResponderExcluir
  42. O importante é que a nossa alma não congele.

    Linda poesia. Bjs

    ResponderExcluir
  43. Perfeito! E ao mesmo tempo "congelante".
    Como diz o ditado: Frio vai com calma porque estou solteira! kkk

    Beijão

    ResponderExcluir
  44. Pior é o frio do amor.
    Este sim é congelante.
    Bom fianl de semana Marilene, por certo com frio,
    mas com muito amor, beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  45. Oi Marilene!Fazia um tempinho que não vinha neste teu blog de poemas...
    É...Pior que o frio externo é o frio interno,o frio da falta de amor...
    Um abraço bem quentinho!

    ResponderExcluir
  46. Esse tipo de frio doi na alma , mas depois que voce coloca outro cobertor tudo isso passa rsrs

    ResponderExcluir
  47. Oi Marilene querida

    O frio do desamor é o que mais nos dói...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  48. É Inverno e faz frio! Mas o frio que se sente na alma ou no coração é muito duro de suportar!
    Um belo poema este , Marilene!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  49. O frio que atravessa o corpo e regela a alma.
    Não me envergonho de admitir, e por vezes gritar bem alto aos sete ventos do norte, que detesto a estação gelada, que me faz querer hibernar qual urso na sua gruta escura.
    Belo teu grito ao frio, maneira linda de poetar.
    Abço amigo
    Carmem

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...