6 de abril de 2015

VAI E VEM

(Elaine_Murphy)
                                                           

                                              Quando vem,
                                              Dou-lhe carinho
                                              Alimento e ninho.
                                              Quando vai,
                                              Vagueio
                                              Pelos vazios
                                              Que deixou

                                              Até o espelho
                                              Do qual tanto
                                              Ainda se queixa,
                                              Por não gostar
                                              De nele se mirar,
                                              Vinga-se em mim
                                              Pois grava o seu
                                              Reflexo
                                              Para o exibir
                                              Sem gotas de piedade
                                              Aos meus olhos
                                              Repletos de saudade

                                              Quando vem,
                                              Tudo ilumina.
                                              E eu brilho
                                              Qual estrela
                                              Em noite de espetáculo.
                                              Giro, danço
                                              Rio e canto
                                              Vejo a plateia aplaudir
                                              O enlevo do sentir

                                              Quando vai
                                              Eu viro noite
                                              E me entrego
                                              Ao açoite das lembranças
                                              Que me abraçam
                                              Com loucura,
                                              Me fazem andar
                                              Nas sombras
                                              Num jogo de
                                              Esconde-esconde
                                              Com a esperança

                                              Quando vem
                                              É primavera
                                              E recomeço o bailado
                                              Do sonhar,
                                              Pois cada gesto 
                                              É uma carícia
                                              E cada toque 
                                              Um despertar

                                              Mas quando é que vai ficar?


                                                              Marilene




33 comentários:

  1. Poema muito bem conseguido, transpirando as emoções de quem escreve .
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Quando vem, é uma alegria mas quando vai... Pois é, um poema cheio de emoção.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Lindo vai e vem nesse balançar do amor.
    bjs amiga Marilene. e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Um vai e vem que se define entre presença e ausência..E fecha com a pergunta mais crucial cuja resposta será sempre uma incógnita..
    Muito belo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Lindas palavras exprimindo este ciclo contínuo do vai e vem de tudo na vida.bjs

    ResponderExcluir
  6. Senti-me presa nesse balancê, a tentar agarrar esse quê que nos transmite através das suas palavras, com uma grande mestria. Se por um lado nos mostra como tudo é passageiro e fortuito por outro é patente a perenidade de emoções e de vários sentires.

    Belo poema, cara Marilene.:)

    Bj

    Olinda

    ResponderExcluir
  7. Lindo, mana!
    Para quem ama esse vai e vem é de doer.
    Para não ficar de vez seria preferível partir de vez, né não?. Ou não? Em matéria de amor cada um sabe de si.

    Adorei o poema. Além de lindo e bem construído é delicioso de ler.

    Também gostei da imagem,

    Beijão.

    ResponderExcluir
  8. EL AMOR SIEMPRE UN CICLO INTERMINABLE.
    BESOS

    ResponderExcluir
  9. É simplesmente lindo o teu vai e vem...
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  10. Uma linda poesia onde o ir e vir deixa marcas no coração, porém a esperança de um dia ficar mantém a relação.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Marilene

    Parabéns pela página. É partilha e generosidade.

    Se puder visite o Plenitude, blog reiniciado por um professor aposentado por laudo médico.

    Desejo muita alegria em sua jornada.

    Cláudio.

    www.verevida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Marilene

    Parabéns pela página. É partilha e generosidade.

    Se puder visite o Plenitude, blog reiniciado por um professor aposentado por laudo médico.

    Desejo muita alegria em sua jornada.

    Cláudio.

    www.verevida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Um lindo poema que vagueia entre uma ternurenta alegria e um certo vazio de desencanto.
    Muita luz e felicidade para si.
    Jorgte

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde Marilene,
    Esse vai e vem, traz momentos alegres,
    mas também de indefinição.
    Bom seria vir pra ficar...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Um vai e vem cheio de emoção. Gostei.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Um ciclo que se repete e nos traz o tudo e o nada...
    beijo.

    ResponderExcluir
  17. Tudo se realiza num imenso vai-e-vem fragmentados de emoções... assim se constrói o mosaico.

    ResponderExcluir
  18. Hoje estou de passagem para deixar
    um beijo com muito carinho.
    Desejar um feliz e abençoado Domingo.
    Amigos é sonho e a realidade mais linda.
    Um abraço minha saudade e todo meu carinho.

    ResponderExcluir
  19. OI MARILENE!
    QUANDO VEM, O MUNDO FICA MAIS BONITO, QUANDO VAI, HÁ QUE SE RECONSTRUIR, MAS, QUANDO VAI FICAR?
    BELEZA E SENSIBILIDADE EM TUA CONSTRUÇÃO POÉTICA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, Marilene!
    Nesse vai e vem, o melhor é usufruir do vem, sem pensar no vai!
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
  21. Adorei esse vai e vem, que proporcionou um lindo poema!
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Que coisa linda, Marilene. Linda e profunda. Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  23. E parece que a vida é mesmo viciada neste vai e vem.
    Como diria minha sobrinha sobre o final: Quem souber morre.
    Uma beleza de construção com esta elegância poética que tanto nos encanta, nada gragmentado, tudo encaixado perfeitamente.
    Que a semana esteja bela e leve.
    Abraços amiga das Gerais de Belô.
    Gostei desta imagem de perfil.
    Beijo de paz amiga.

    ResponderExcluir
  24. Visitei o se blogue que é muito interessante e vou segui-lo.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderExcluir
  25. Adorei, Belo e sensível. muitas vezes o" ficar "se opõe à vivencia de novas emoções.
    bjs.

    ResponderExcluir
  26. Mas enquanto vai e vem, mesmo que não fique, fiquemos com os seus momentos...

    belo isto!

    :)

    ResponderExcluir
  27. Amiga Marilene:
    Um amor assim, sempre saudoso e angustiado só na poesia tem encanto, pois na realidade é muito doloroso.

    beijinho com carinho

    ResponderExcluir
  28. Queremos junto de nós o que nos faz feliz. Oxalá sempre pudesse ser assim...
    Um belo poema onde flui este estado de felicidade.
    Lindo de ler, Marilene!
    BJO :)

    ResponderExcluir
  29. Conheço bem este vai e vem.
    Antes como doía, quando ele ia e me deixava sózinha e eu esperava a volta, mas ele tinha que ir, tinha que ir trabalhar, quando voltava era uma festa só e hoje graças a Deus não tem mais idas, ficamos juntos no sempre.
    Lindo demais seu poetar queria amiga Marilene, sempre me encanta, bjs no coração.

    ResponderExcluir
  30. Ai, lindona, lindona. Há mais de uma hora que estou a ler o teu blogue. E sabes que mais? Estou a apaixonar.-me pela tua forma de escrever...

    ResponderExcluir
  31. Inspiração no baloiço, gosto.

    Beijinhos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...